Timber by EMSIEN-3 LTD
Terça, 03 Julho 2018 09:15

Formado pela Unigran empresta conhecimentos a hospital de Londrina

Escrito por
Wagner Aguiar, em recente visita à coordenadora do curso na Unigran, professora Ângela Midori Wagner Aguiar, em recente visita à coordenadora do curso na Unigran, professora Ângela Midori Assessoria

Viver um sonho, compartilhar aprendizado e conhecimento. Cursar Fisioterapia era uma das opções dentro da área da saúde, interesse principal do então recém-ingresso da turma de 2010 do curso oferecido pela Unigran em Dourados, Wagner Aguiar. O interesse maior pela área surgiu após descobrir resultados que a área proporciona aos pacientes. “Fui muito feliz na minha escolha, descobrir o mundo da Fisioterapia me realizou e pude descobrir uma infinidade de fatores que pode ajudar as pessoas a se livrar dos mais diversos tipos de problemas”, afirma Aguiar.

A reabilitação e a primeira assistência a um paciente mais crítico internado em um leito hospitalar foram as áreas de atuação que mais chamaram a atenção do fisioterapeuta. Para ele, fornecer funcionalidade e não deixar que outras conformidades acometam o provável paciente foi o que mais chamou atenção na área, além da humanidade. “Isso tudo foi o que eu procurei como meta para minha vida profissional e, assim que me formei, procurei uma especialização na área de fisioterapia pulmonar e que atendia pacientes internados nas UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) de hospitais”, diz.

Wagner relembra que optou por esse segmento da fisioterapia por conta da indicação de professores do curso oferecido pela Unigran. “Eu fiz a prova na UEL (Universidade Estadual de Londrina) e terminei em 2014, logo em seguida, em 2015 fiz outra prova para residência e estudei por mais dois anos lá em, agora, estou no centro de queimados do hospital”, conta.

Ainda segundo o profissional, o centro de queimados da instituição atende áreas específicas da fisioterapia, local onde estão pacientes mais sensíveis, porém restrito. “Nessa situação eu fico em contado com os alunos de pós-graduação nas áreas da fisio-ortopédica, fisio-pediátrica e fisio-pulmonar. Atuo como um preceptor, auxiliando-os em experiências diferenciadas dentro do setor, passando adiante o conhecimento e aprendizado”, reitera.

Importante também, diante de todo esse papel do profissional, não só da fisioterapia, mas de qualquer área ligada não só à saúde, mas todas as outras existentes no mercado, é praticar os ensinamentos aplicados dentro das universidades através dos estágios. Esse é o momento certo para descobrir afinidades dentro da futura profissão. “O estágio é de extrema importância, é quando você descobre o que gosta e para onde quer ir e, a Unigran me proporcionou todas essas vertentes de ensino. Ao me formar, pude conhecer a realidade da fisioterapia ambulatorial, hospitalar e atenção primária de saúde, então diante desses três momentos da reabilitação, prevenção e tratamento me capacitou para trabalhar com o paciente como um todo e não atuando em uma só área”, menciona.

A especialização de Aguiar é em fisioterapia pulmonar. “Contudo, eu não posso dar atenção somente para o aparelho respiratório do meu paciente, a parte da humanização, sanar necessidades básicas e também a queixa principal é onde aplico a multifuncionalidade que eu aprendi durante meu estágio e que é tão importante nesses momentos me dando uma visão completa do paciente”, afirma.

O egresso da Instituição é seguro ao salientar que, para ele, nenhuma destas conquistas seria possível se não fosse toda a base teórica e prática que ele teve na Unigran. “A instituição me deu fundamentação teórica, prática, além do referencial dos professores, o que me instigou a ir além, resolvi me aprimorar na parte da docência e pesquisa. Tive professores de referência, capacitados e muitos com mestrado, doutorado e com isso a Unigran me inspirou”, relata. A inspiração para trilhar o caminho da fisioterapia veio também através da visão diferente e com amplitude que a instituição proporciona aos alunos.

O profissional ainda dá um recado para o estudante que está em dúvida sobre cursar ou não Fisioterapia. Para ele, a principal dificuldade está ainda no mercado de trabalho, porém o que o profissional precisa mesmo é se destacar, ser o diferencial. “Quando o aluno se destaca, busca algo diferente o mercado tende a contribuir também, é automático. No quarto ano da faculdade é a chance de visar o mercado que você quer atuar e mostrar então a que veio e se você fizer o seu melhor, ser o diferencial, seguindo esses princípios o mercado profissional para o fisioterapeuta é muito acolhedor”, finaliza.

Última modificação em Terça, 03 Julho 2018 08:53
  • Unimed 38
  • kikao esquenta

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus