Timber by EMSIEN-3 LTD
Sexta, 27 Setembro 2019 08:27

Amplavisão - Defendem a natureza, moram na cidade Destaque

Escrito por

‘FORTES EMOÇÕES’ Fundada em 1892, Aquidauana promete eleições municipais interessantes. O deputado Felipe Orro (PSDB) confirmando ao cronista a candidatura a prefeito de sua mulher – a médica Viviani Nogueira. Questionei: “ela não seria neófita em política?” Ele respondeu: “meu sogro é Odilson Nogueira, petebista histórico companheiro do ex-governador Pedro Pedrossian, e foi o vice prefeito de Raul Freixes entre 1977 a 2.000. Felipe adianta: sua mulher é antenada e tem discurso afinado nas áreas da saúde, educação e política indígena. Agora falta ouvir o prefeito Odilon Ribeiro (PSDB) sobre o cenário em formação. Terceira via? Sem chances!

A TRADIÇÃO na ‘Princesinha do Pantanal’ em matéria de política dispensa maiores apresentações. “É fogo torcida brasileira’ – como dizia o locutor Fiori Gigliotti. Aquela experiência desastrosa com o locutor Raul Freixes é uma lição constantemente citada nos meios políticos e até comparada com a hecatombe de Alcides Bernal (PP) em Campo Grande. Os forasteiros continuam bem-vindos, mas sem direito as poltronas da janela ocupadas pelo critério do DNA. Aliás, a médica Viviani nasceu em Aquidauana e jamais deixou de manter seus vínculos com a terra natal. Como diz aquele personagem no cassino: “senhoras e senhores – façam suas apostas!”

‘ESQUERDA CAVIAR’ Convivo com sua gente desde a faculdade, passando pelas rádios e jornais. Externam amargura e certa inveja pelo sucesso daqueles que tem a coragem de empreender ao longo da vida e que até acabam sendo seus patrões. Hoje esse pessoal se intitula esquerdista progressista em defesa das minorias e de causas diversas como meio ambiente, igualdade de gênero, reforma agrária e sindicalismo forte para emparedar e chantagear os patrões. O mais interessante é que esse pessoal de ‘esquerda’ adora se encostar nas paredes do poder público como vimos nos governos do PT. Claro, com essa desmama do novo governo o berro da petezada é geral. Bééééé.....

ROBERTO RACHEWSKY: “... (-)...Uma esquerda que veste branco, que veste verde, mas que tem no seu âmago a velha e encarnada cor da violência, do ressentimento, o vermelho da raiva e do sangue que caracterizaram o coletivismo estatista que buscava a utopia da igualdade apenas nos campos da morte da União Soviética, na China, na Coréia do Norte ou no Camboja. Jovens que sentam em confortáveis sofás, que acessam internet, que têm calorias garantidas por gerações à frente, querem que o mundo desacelere para que possam satisfazer suas teses, enquanto milhões de crianças elas esperam esfomeadas que o capitalismo cheque até elas...”

“A EUROPA e os Estados Unidos devastaram suas florestas, mas viver lá é melhor do que viver na selva amazônica sujeito a malária, febre amarela e à peste bubônica. Há 200 anos, quando a Revolução Industrial começava, os ingleses respiravam carvão, as crianças trabalhavam longas horas. Se tivessem ambientalistas malucos na época, talvez a Revolução Industrial não avançasse e as crianças, como todos os demais, tivessem que voltar ao campo para continuar vivendo até os 39 anos em média, na miséria. Mas não; persistiram e superaram os problemas com o uso da razão, da ciência, da engenharia, da medicina e com um apego incomum à liberdade...” (Roberto Rachewsky)

DO LEITOR: “...( - )...A temperatura da terra é controla pelos 360 milhões de km² da superfície amazônica. A Amazônia tem só 5 milhões de km² = 1,4% da área oceânica. Por que a França não se preocupa com a conservação da ‘Taiga’ Siberiana ou a ‘Tundra’ canadense? Com o Canadá a França tem vínculos históricos; com a Rússia o ‘buraco é mais embaixo’. Quanto ao Brasil, a França ousou invadi-lo três vezes. Ora, nenhuma nação colonizada pela França evoluiu! A África francesa na miséria e o Haiti abandonado a própria‘sorte’. Por que a França não se preocupa com a Guiana Francesa? Na Polinésia Francesa nada se destaca. A França tem sido uma nação exploradora...”

REFLEXÃO: “Há uma esquerda moderna, civilizada, que não cospe no capitalismo, no mercado. Ela tenta se vender como liberal, mas na verdade é “progressista”, abraça bandeiras “descoladas” no campo dos costumes, leva a sério paranoia ambiental, ideologia de gênero e outras coisas do tipo... Mas há, também, a esquerda jurássica, petista, socialista, que vive aprisionada nos tempos da Guerra Fria, e não suporta o fato de que lado perdeu. É uma turma radical que ainda abraça baboseiras como “luta de classes” e outras ideias marxistas. Às vezes esses dinossauros se pintam com cores modernas também, mas a essência ultrapassada permanece visível... “cheira a naftalina” (Rodrigo Constantino)

CORAGEM Apesar da Globo, Folha e UOL tentarem convencer de que o discurso do presidente Bolsonaro (PSL) na ONU fora um desastre, a opinião pública entende ao contrário. Bolsonaro não foi agressivo; foi firme e incisivo para demonstrar a convicção do Governo quanto a soberania da Amazônia. Sempre é bom lembrar: a ex-presidente Dilma Roussef (PT) ao ocupar a mesma tribuna na ONU só falou asneiras. Chegou a pedir o diálogo com o grupo terrorista ISIS que atuava no Iraque e África. A questão do meio ambiente é menos grave que a fome na África e as guerras ignoradas pela ONU. O meio ambiente é mera desculpa! É bazófia pura! Querem ‘outras cositas mas’.

GOL OLÍMPICO É menos usual do que o gol de placa. Ao seu estilo discreto, mas, de importância fundamental para o ‘time Brasil’, a ministra Tereza Cristina da Agricultura se destaca mais uma vez. Após o bem sucedido giro internacional de negócios ela acaba de recepcionar em Bonito (MS) os ministros da agricultura dos países (África do Sul, China, Índia e Rússia) integrantes do bloco denominado Brics. O tema atual: a inovação tecnológica na agropecuária face a demanda de alimentos devido ao aumento da população mundial. Vale destacar a escala comercial espetacular que o Brasil atingiu na venda de seus produtos agropecuários para esses países nos últimos anos. Valeu!

PODER & DESGASTES Nem bem o PSL vai se encorpando e afloram divergências também por aqui. Essa polêmica sobre ‘hacker’ entre a senadora Soraya Thronicke (PSL) e o deputado coronel David (PSL) mostra a guerra pelo poder. Sem ir ao mérito da questão há que se registrar: o deputado abraçou a candidatura de Bolsonaro (PSL), mas isso não lhe garantiu a liderança do grupo. Zebra ou não, a candidata Soraya se elegeu e pela relevância do cargo está mais próxima da Presidência da República. No contexto político ela é mais importante que o parlamentar militar. Para o deputado capitão Contar (PSL) o episódio é lamentável e desgastante. Agora? É esperar.

A GUERRA! A TV Globo bombardeou o governador Reinaldo Azambuja (PSD) com chamadas sensacionalistas para o Fantástico no domingo. Aliás, quando o pessoal do ‘plim plim’ pega alguém pela crista, ficam no ar indagações/suspeitas. Numa entrevista Reinaldo lembrou que na reportagem não foi feita referência a decisão do STJ - em 24 de outubro de 2018 - que o absolveu por 11 votos a zero, atendendo ao parecer do Ministério Público Federal. No pleito estadual de 2018 o episódio foi explorado pelos adversários de Reinaldo, mas ele foi convincente na sua exposição e acabou reeleito. Vida que segue.

TÔ NEM AÍ... Episódio recente em Águas Claras mostra a ‘sensibilidade zero’ da vereança. Alvo de críticas pelos escândalos que ganharam manchetes na mídia, a Câmara Municipal foi super ágil para aumentar de 9 membros para 11 vereadores a partir do pleito de 2020. Serão mais duas ‘boquinhas’ que motivarão o aumento do número de candidatos, mas que não garantem a melhora do nível da representação. Nas redes sociais só críticas; mas o argumento da vereança é simples: a população é de 15.522 habitantes. Com mais de 15 mil ‘almas’ a Constituição prevê 11 ‘legisladores’. Uma amostra do ‘bom senso’ da classe política.

PESQUISAS do Instituto Brasileiro de Pesquisas, para prefeito de Campo Grande; nos 3 cenários apresentados mostram o prefeito Marcos Trad (PSD) à frente dos outros postulantes. Devido ao cenário complexo – de muitos partidos e candidatos – uma coisa é certa: haverá 2º turno. Em se tratando de eleições paroquiais – onde os debates ficam restritos praticamente as questões locais – o cenário nacional não influencia na escolha do eleitor. Memória: o PT jamais elegeu o prefeito da nossa capital durante as gestões presidenciais do partido, na época bem avaliadas nas pesquisas. Conclusão: o eleitor separa as situações. Aliás, Zeca do PT (14,21%) é o mais rejeitado nestas pesquisas.

DOCE ILUSÃO: A mesma mídia (esquerdista) que ironizava as chances de vitória de Trump nas eleições, agora fala no afastamento dele. Sem chances. O processo será aprovado na Câmara onde os Democratas têm 235 deputados e os Republicanos 197. Para ser aprovado lá precisam de apenas 218 votos (50%). Mas o impeachment só ocorrerá se o Senado aprovar – onde dos 100 senadores, 53 são Republicanos e 47 Democratas. Mas é preciso 2/3 dos votos: 67 senadores. Os Democratas precisariam de 20 votos de Republicanos para aprovar a deposição de Trump. Impossível! Lembro: em 1998 o ex- presidente Bill Clinton perdeu na Câmara, mas foi salvo no Senado.

PREVISÃO Caso o STF entenda pela anulação de dezenas de sentenças do rol da Lava Jato a impunidade estará oficialmente institucionalizada no país. Nunca – em tempo algum – o crime terá compensado tanto. Apenas aquele que roubou sabonete ou galinha mofará nas prisões e com chances de efetivamente se profissionalizar no crime. Os ministros do STF vivem em outra galáxia, indiferentes aos reclamos da sociedade brasileira. Quanto ao glorioso Congresso Nacional (de picaretas?) limita-se a fazer o jogo onde é um dos beneficiados. Tudo isso irá apressar a CPI da Lava Toga!

RÁPIDAS
Deputado Antônio Vaz (Republicanos) Pede melhorias no atendimento em Centro Psicossocial AD; solução no abastecimento de água na escola da aldeia Cachoeirinha em Miranda; pede aparelho de exame de ressonância magnética para Ladário.
Deputado Paulo Correia (PSDB) Voto de pesar pela morte do artista plástico Isac Oliveira que o parlamentar homenageara em 2014 com título de cidadania; comandou ações de incentivo a sustentabilidade do meio ambiente na casa de leis.
Deputado Evander Vendramini (PP) Pede a criação da Frente Parlamentar da Mineração; inclui as comemorações dos padroeiros de Corumba e Campo Grande no calendário oficial de eventos; aprovou ementa na homenagem ao Homem Pantaneiro.
Deputado Neno Razuk (PTB) Homenagem aos 25 anos da UEMS; presidiu audiência pública sobre agricultura sustentável nas terras indígenas: pede identificação dos bombeiros e policiais especialistas em Libras para facilitar atendimento.
Deputado Lucas de Lima (Podemos) Propõe normatizar o comercio de cães e gatos para evitar maus tratos nestes animais; monitora junto as autoridades as ações de combate de incêndio na capital e nas regiões do Pantanal e Serra da Bodoquena.
Dia da Oportunidade em Bataguassu encheu os olhos do presidente Sergio Longen da Fiems. Palestras, eventos diversos reuniram mais de 200 pessoas e 50 empresas no Centro de Eventos. Longen quer repetir a promoção em outras cidades. Sinal Verde.
Deputado Marçal Filho (PSDB) Registrou o fim da edição impressa do jornal O Progresso; alertou sobre o mosquito aedes aegypti; falou do trânsito de Dourados; Cria a Semana de conscientização/tratamento da Dermatite Atópica no calendário de eventos.
Deputado Jamilson Name (PDT) Insiste na adesão ao programa do CNH social para pessoas de baixa renda; pede asfalto nas rodovias MS 166 e MS 270 beneficiando o distrito de Cabeceira do Apa em ação junto com o vereador Farid Afif de Ponta Porã.
Deputado Marcio Fernandes (MDB) Comemorando a conquista de novos mercados par nossos produtos agropecuários; aprovada a inserção da Festa Rural de São Gabriel no calendário oficial de eventos; preparando início das atividades do Castramóvel.
Deputado José C. Barbosa (DEM) Pede ações para melhora da infraestrutura de Dourados e distrito de Ithaum; registrou o fim da edição impressa do jornal ‘O Progresso’; defendeu o papel da Funpema como braço direito da saúde.
Deputado Capitão Contar (PSL) Quer resgatar o espírito cívico nas escolas estaduais; visitou a secretária de educação Maria Cecília Mota com quem tratou dessa questão inclusive; comemorou o Dia do Surdo e falou da sua inserção na sociedade atual.
Deputado Zé Teixeira (DEM) Pede melhorias para a telefonia móvel de Santa Rita; recebeu em seu gabinete vereadores da região da Grande Dourados; visitou duas secretarias estaduais para tratar de assuntos de interesse de cidades do interior.
Deputado João Henrique (PR) Estudioso do regimento interno e da legislação que normatiza a atuação do parlamentar; tem visitado órgãos oficiais para tratativas diversas e participou como membro da sessão da Comissão de Constituição/Justiça/Redação.
Deputado Gerson Claro (PDT) Investe na viabilidade do ramal do gás para sua Sidrolândia; presente as sessões ordinárias e da Comissão de Constituição/Justiça e Redação; focado nas soluções dos problemas fundiários dos assentos principalmente.
Deputado Lídio Lopes (Patri) Preside a Comissão de Constituição/Justiça/Redação; recebeu visita de lideranças do Cone Sul; viu aprovada sua lei criando o Dia do Jiu Jitsu, incorporando-o ao calendário de eventos para incentivar sua pratica no Estado.

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus