Timber by EMSIEN-3 LTD
Sexta, 15 Dezembro 2017 15:18

Amplavisão – Odilon lidera, André o mais rejeitado Destaque

Escrito por

PESQUISA é igual horóscopo; até os céticos curtem com críticas e a ladainha de sempre. A política é dinâmica, a pesquisa sempre oferece subsídios para avaliação e reflexão fomentando o debate. No MS o clima é de indignação com a preferência por Bolsonaro e Odilon. E repito: pesquisa eleitoral é igual ao biquíni – mostra o principal, mas esconde o essencial.

EM BAIXA Também no MS a avaliação do presidente Michel Temer não vai bem segundo os números da ‘Ranking Pesquisas’: 62,29% de ruim/péssimo, 24,13% de regular, e apenas 7,03% de ótima/boa. 6,55% não sabe/não respondeu. Dados colhidos em 17 municípios entre O4/12 de dezembro com 3.000 entrevistados.

EM ALTA O deputado Jair Bolsonaro (Patriota) lidera a corrida presidencial no MS com 25,60% - Lula (PT), 20,7º% - Marina Silva (Rede), 7,50% - Geraldo Alckmim (PSDB), 5,03% - Ciro Gomes (PDT), 3,66% - Álvaro Dias (Podemos), 2,23% - Henrique Meireles (PSD), 1,40% - Michel Temer (PMDB), 1,06%. Não responderam/não souberam, 32,82%.

REJEIÇÃO Michel Temer, 33,66% seguido de Lula com 30,70%, Bolsonaro apenas 8,60%, Ciro Gomes, 7,03%, Geraldo Alckmim, 3,50%, Marina Silva, 2,73%, Henrique Meireles, 1,60%, Álvaro Dias, 0,96% - não sabem/não responderam, apenas 11,22%.

GOVERNADOR Na estimulada com apenas os três candidatos, Odilon de Oliveira (PDT), 41,70, André Puccinelli (PMDB), 25,26%, Reinaldo Azambuja (PSDB) 21,73% e 11,31% não sabem/não responderam. Em outro cenário, Odilon teria 28,36%, André 17,06%, Reinaldo 16,13%, Ayache 3,63% (PSB), Mandeta 2,73% (DEM), Bernal 1,70% (PP), Cel David 1,13% (PSC), Suel 0,83% (PSOL), Sertão 0,43% (Podemos), Amaducci 0,23% (PT). Não sabem/não responderam, 27,77%.

REJEIÇÃO André lidera com 29,13%, seguido do governador Reinaldo com 20,40%, Bernal 17,63%, Mandeta 3,26%, Cel David 2,50%, Ayache 2,13%, Odilon 1,43%, Amaducci 1,20%, Suel 0,70%, Sertão 0,53%. Não sabem/não responderam 21,09%. Percebe-se coerência nos números, pois se Odilon lidera na aceitação do eleitor, por outro lado tem baixa rejeição.

SENADO Na pesquisa estimulada para 2018 o ex-prefeito Nelsinho Trad (PTB) tem 30,70%, Zeca do PT 21,70%, Pedro Chaves (PSC) 12,83%, senador Moka (PMDB) 10,73%, Murilo Zauith (PSB) 7,46%, Ricardo Ayache (PSB) 5,23%, Eduardo Riedel (PSDB) 2,23% e Dorival Betini (PR) 0,43%. Não sabem ou não responderam, 8,69%.

CÂMARA Apenas na espontânea. Os 15 primeiros: Rose Modesto 2,03%, Zeca do PT 1,86%, Marun 1,73%, Elizeu Dionízio 1,73%, Fabio Trad 1,70%, Geraldo Resende 1,63%, Ricardo Ayache 1,56%, Murilo Zauith 1,53%, Biffi 1,50%, Takimoto 1,33%, Marçal Filho 1,30%, Dagoberto 1,16%, Vander 1,13%, Mandeta 1,03% e Beto Pereira 0,90%.

ASSEMBLEIA Os 30 melhores: Cabo Almi 2,26%, Lucas de Lima 1,90%, Tatá Marques 1,90%, Marcio Fernandes e Lídio Lopes 1,86%, Carlos Assis e Rinaldo Modesto 1,83%, João Grandão e Renato Câmara 1,70%, Jamilson Name e Léo Matos 1,60%, Paulo Corrêa, Zé Teixeira e Jr. Mochi 1,33%, Picarelli, Herculano, Grazielle e Eduardo Rocha 0,83%, Paulo Siufi, Amarildo e Salineiro 0,76%, Kemp, Cel David e Valdir Gomes 0,70%, Antonieta, Onevan, Mara e Delegado Wellington 0,66%, Antonio João, Elenilton Dutra e Barbosinha 0,63%.

EM ABERTO Nelsinho pode ter problemas na candidatura e sofrer desgastes pelas ações do Ministério Público. Quanto a Zeca do PT está inelegível. Abre-se espaço para o senador Pedro Chaves, que já superou o senador Moka nas pesquisas. As duas vagas poderão ser moedas de troca na composição das chapas majoritárias. Nada definido.

INDIGNAÇÃO A Câmara Municipal de Chapadão do Sul desmoralizada na comunidade. Ignorando a realidade, só desistiu de aumentar o número de vereadores graças ao movimento apartidário contra a medida. Pior que a pretensão desastrosa foi a justificativa para retirada do projeto em 2ª. votação. Mostra como anda o prestígio da classe política em todos os níveis.

NOTA 10 Deputado Marcio Fernandes (PMDB) comemora a sanção da lei garantindo gratuidade do exame de trombofilia das mulheres férteis para a detecção de coágulos nas artérias que ameaçam a gestação. Beneficiará as mulheres entre 10-49 anos com assistência na rede pública de saúde. Marcio pomoverá campanha de conscientização já em 2018.

SACO SEM FUNDO Se os Juízes de Direito e Promotores de Justiça podem, porque nós não podemos também usufruir do adicional de 20% (R$ 6 mil) dos vencimentos do ‘auxílio transporte? Essa a tese da Defensoria Pública para aumentar seus ganhos no projeto já aprovado pela Assembleia Legislativa. Como o bolo da arrecadação destinado à Defensoria cresce, inventa-se uma maneira de engordar o ganho de cada um. Como dizia Justo Veríssimo: “Eu quero é me arrumá! O resto que se dane!”.

PERGUNTO aos deputados estaduais se eles tem consciência da realidade que nos espera a curto e longo prazo? Neste ritmo de concessão de aumentos salariais e vantagens que se incorporam aos vencimentos dos funcionários, vai sobrar pouco do que se arrecada para investimentos na saúde, segurança e outras áreas. E mais: como pagar as aposentadorias recheadas de penduricalhos? E será que os pretendentes ao legislativo estadual tem noção desta barbárie crescente? Estamos literalmente fritos!

APLAUSOS para o delegado Ricardo Cubas Cesar, superintendente da Polícia Federal no MS. Diz que na prisão do traficante ou do ladrão de galinhas ninguém reclama – ao contrário quando se trata de um poderoso. Lembra: o poderoso dá mais prejuízo até do que um assassino que mata uma pessoa só, pois desvia verba pública matando 100, 500 ou mais. O que se roubou era para estar na saúde, nas estradas por exemplo.

FRANCAMENTE... O ambiente da eleição do ex-governador Andre na presidência do PMDB lembrou-me dos eventos da época da Arena (Aliança Renovadora Nacional). Sem vibração e aplausos exclusivos da torcida organizada. Frustrante a fala de André: não disse que é candidato e não fez referência ao episódio de sua prisão. O ex-deputado Edson Giroto (PR) era visto cumprimentando o pessoal na chegada do evento.

‘AQUELA LOUCURA’ Esse foi o termo pejorativo usado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) ao responder à pergunta se iria concluir a obra caríssima do controvertido aquário do pantanal. Aliás, essa herança da gestão anterior inspirou uma conhecida frase: “Precisando de assistência médica - procure o aquário do pantanal”.

A VIDA como ela é. O ex-deputado e ex-prefeito de Dourados Laerte Tefila (70 anos) é assessor de gabinete na Assembleia Legislativa. Usa ônibus e circula discretamente pelo saguão. Disse-me: sua aposentadoria inferior - a R$ 7 mil não dá para as despesas pessoais e o recolhimento das multas administrativas remanescente de sua gestão.

VERDADES "O problema da extrema esquerda é que ela nunca esteve preocupada em ajudar os pobres, mas apenas em prejudicar os ricos” (Júlio Bárbaro). “A esquerda não acredita num mundo em que os pobres odeiam os ricos. Os excluídos odeiam não ter as mesmas chances dos ricos. Isso é diferente da velha luta de classes” ( Thomas Friedman)

VINGANDO Eleição em Curitiba em 2012. Ratinho Jr. (PSC) e Gustavo Fruet (PDT) no 2º turno. Gleisi Hoffmann (chefe da Casa Civil) foi a TV para apoiar Fruet (família tradicional) e de nariz empinado disse: “Meu candidato tem nome e sobrenome”, numa indireta a Ratinho Jr. A fala magoou Ratinho Jr que hoje aproveita a onda antipetista firmando-se como candidato da Lava Jato. Tem chances de virar governador do Paraná.

“Os políticos de hoje são incapazes de resistir a pressão das pesquisas de opinião pública” (Garry Kasparov)

  • Unimed 38
  • kikao esquenta

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus