Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

Agentes da delegacia de Capitan Bado, comandados pelo comissário Ramon Lopez Balbuena, apoiados por agentes da Seção de Investigação de Delitos e da Divisão de Narcóticos, realizaram na manhã deste sábado (8) operação de busca e apreensão após um trabalho de inteligência que detectou uma base que o narcotráfico utilizava em uma colônia denominada ‘Manta Potrero’ localizado na cidade de Coronel Sapucaia, no Mato Grosso do Sul, que faz fronteira com o Paraguai.

A operação aconteceu após um ataque de grupo armado a um veículo blindado na manhã de sexta-feira (7), quando houve troca de tiros entre integrantes de grupos rivais na cidade.

No local, os agentes encontraram uma caminhonete do tipo furgão, uma motocicleta com placas brasileiras, além de uma metralhadora, 93 projeteis de calibre 5.56, 16 projeteis de arma 7.62, dois carregadores de fuzil, dois coletes a prova de bala e 20 bolsas de maconha, totalizando mais de 2.000 quilos da droga pronta para ser comercializada.

Segundo informações, todo esse aparato estaria sob a responsabilidade de integrantes do grupo criminoso PCC (Primeiro Comando da Capital) que estaria tentando se instalar na região, conforme divulga o jornal Poranews.

Comentário

Dhioni da Silva Braga, de 27 anos, conhecido como "Porcão", foi assassinado por volta das 18h40 deste sábado (8) na rua Cornélio Cerzosimo de Souza, na Vila Cachoeirinha. De acordo com testemunhas, um veículo Fox da cor prata com as rodas pretas se aproximou da vítima e o ocupante do banco do carona desceu efetuando vários disparos.

Boletim de ocorrência lavrado pela Polícia diz que a vítima foi atingida por quatro tiros, no joelho direito, coxa esquerda, um no flanco esquerdo e um outro no glúteo esquerdo. O tiro que o acertou na coxa, de acordo com a Perícia Técnica, perfurou a artéria femoral, o que teria provocado a morte de Dhione antes de receber os primeiros atendimentos da equipe do Samu.

Comentário

Um caminhão carregado com bananas de dinamite explodiu na tarde deste sábado (8), no pátio de uma empresa em Bocaiúva do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, informou a PM (Polícia Militar). Segundo a Polícia Civil, havia 50 toneladas de dinamite no caminhão. A empresa fica na rodovia BR 476.

Bombeiros foram até o galpão para controlar as chamas. A Defesa Civil do Paraná informou que ninguém ficou ferido no local. Três funcionários que estavam no barracão conseguiram fugir, segundo o Corpo de Bombeiros.

Como existe o risco de novas explosões, conforme a Defesa Civil, o local foi isolado. Cerca de 80 casas do entorno foram afetadas, e tiveram portas e janelas com rachaduras diante do impacto da explosão, conforme registrou a imprensa local.

Comentário

O prefeito de Campo Grande e candidato derrotado à prefeitura pelo PP, Alcides Bernal, oficializou neste sábado (8) apoio ao candidato Marquinhos Trad (PSD) no segundo turno. Decisão do PP foi divulgada durante entrevista coletiva em um hotel na região central, segundo informa o G1. Bernal detalhou os motivos da escolha.

“Nós apresentamos a ele [Marquinhos] todas as nossas propostas de continuidade do trabalho que estamos executando, dos programas que nós estamos implementando e das obras que estamos executando, a necessidade de que tudo isso tenha continuidade. Ele assumiu esse compromisso da valorização dos nossos servidores públicos e também o compromisso de adotar o nosso programa de governo”, declarou.

Marquinhos ficou ao lado de Bernal durante o anúncio do apoio e assinou um documento do PP com 11 compromissos. Entre eles: compromisso com ética, respeito ao dinheiro público; término e qualidade de obras em andamento; compromisso com transparência; eficiência da máquina pública e valorização dos servidores.

O candidato do PSD disputa o segundo turno com a candidata do PSDB, a vice-governadora Rose Modesto.

Comentário

Embora o mando de campo seja adversário, é o Palmeiras que se sentirá em casa a partir das 16 horas (de MS) deste domingo (9), diante do América-MG. Londrina, para onde o lanterna do Brasileirão transferiu a partida, é um grande reduto palmeirense longe de São Paulo.

Negociada na tentativa de obter maior lucro, a transferência do local de jogo teoricamente é negativa dentro de campo para o clube mineiro, cujo único objetivo neste momento é escapar do rebaixamento à segunda divisão nacional. Teoricamente. No Palmeiras, o discurso é cauteloso.

“É um jogo muito perigoso, muito complicado, como foi contra o Santa Cruz. Todo cuidado é pouco. Temos que ter doação muito grande, com muita energia, porque do contrário não consegue”, alertou o técnico Cuca.

Além da expectativa de um adversário disposto a complicar, o Palmeiras tem desfalques importantes, em especial o do artilheiro, Gabriel Jesus. O atacante está a serviço da seleção brasileira nas Eliminatórias para a Copa do Mundo.

Comentário

O foco da dupla neste momento está na Seleção e no trabalho diário com Tite em Natal. Mas é quase impossível para o atacante Gabriel Jesus e para o goleiro Alex Muralha deixarem totalmente de lado as campanhas de Palmeiras e Flamengo no Campeonato Brasileiro.

Rivais na luta pelo título, os dois jogadores convivem em clima de descontração e de brincadeira sobre quem será o campeão nacional. Enquanto os dois estiverem viajando para a Venezuela, neste domingo (9), paulistas e cariocas estarão em campo pela 29ª rodada da competição.

Veja como está a posição dos clubes no Brasileiro

“Aqui é a Seleção, mas brincamos e conversamos, sim. O campeonato está muito complicado. Quem vem acompanhando o Brasileirão acha que vai ser definido só no fim. Vai ser difícil alguém se distanciar agora. Só lá no fim vamos conhecer o campeão”, disse Muralha, que foi só elogios ao amigo e rival.

Comentário

Nos dois anos anteriores, Lewis Hamilton havia vencido o GP do Japão mesmo com o companheiro de Mercedes, Nico Rosberg, largando na pole. Neste domingo (9), ele tentava repetir o feito, mas suas chances de triunfo acabaram logo na largada. Tudo porque o britânico tracionou muito mal e despencou de segundo para o oitavo lugar.

Ao longo da corrida, o inglês protagonizou uma grande recuperação e ainda conseguiu beliscar um terceiro lugar no pódio, atrás do vencedor Rosberg e do segundo lugar Max Verstappen. Após a corrida, Hamilton reconheceu o erro na largada, descartando ter sofrido problemas na embreagem e negando que a pista úmida pela chuva de mais cedo tenha atrapalhado.

“A faixa do grid molhada não teve nada a ver com isso. Eu cometi um erro. Simplesmente as rodas giraram em falso. Na sequência, busquei me recuperar. Foi complicado, mas fiz o melhor que pude a partir do momento em que fiquei nesta situação”, disse. Com o resultado, Hamilton viu Rosberg chegar a 313 pontos e abrir 33 restando quatro etapas para o fim da temporada. Com informações do Globoesporte

Comentário

A esposa de Donald Trump classificou os comentários feitos pelo candidato sobre mulheres em 2005, quando já era casado, de "inaceitáveis e ofensivos", mas pediu que o pedido de desculpas apresentado por ele seja aceito. Na sexta-feira (7), o jornal The Washington Post divulgou um vídeo de 2005 no qual Trump aparece usando termos vulgares para se referir às mulheres.

"As palavras usadas por meu marido são inaceitáveis e ofensivas para mim. Elas não representam o homem que eu conheço", afirmou Melania Trump em comunicado. "Ele tem mente e coração de um líder. Espero que as pessoas aceitem suas desculpas, como eu fiz, e que se concentrem nas questões importantes que a nação e o mundo enfrentam", completou.

Imerso na pior crise de sua campanha presidencial após a divulgação do vídeo de 2005 em que menospreza as mulheres, o republicano Donald Trump está na defensiva antes do segundo debate com a rival democrata Hillary Clinton, marcado para este domingo (9) em St. Louis.

Não abandona

Trump se desculpou nas primeiras horas deste sábado (8), depois que o The Washington Post divulgou o vídeo, que caiu como uma bomba na campanha, gerando rejeição nas fileiras republicanas e dando a Hillary Clinton munição fresca para o debate.

"Não posso continuar apoiando conscientemente essa pessoa para a presidência", disse o congressista republicano Jaseon Chaffetz, de Utah, à rede Fox. "Estou doente pelo que ouvi hoje", expressou em um comunicado o chefe da bancada republicana no Congresso e presidente da Câmara dos EUA, Paul Ryan.

Já o senador de Illinois Mark Kirk disse no Twitter que Trump deve "abandonar" a disputa eleitoral e que o Partido Republicano precisa "empregar regras para uma substituição de emergência".
Ainda neste sábado, porém, Trump veio a público dizer que há "zero chance" de ele abandonar a corrida pela Casa Branca. "Nunca, jamais, me dou por vencido", disse. Com informações do portal G1

Comentário

Obras de asfalto e drenagem foram entregues pelo prefeito Murilo Zauith (PSB) na manhã deste sábado (8), no bairro Jardim Novo Horizonte, como parte de um grande projeto de reestruturação que está sendo realizado na região oeste de Dourados. Durante a cerimônia no bairro, Murilo destacou os avanços da administração, o trabalho de transição de governo que será realizado neste final de mandato e a reeleição da base aliada na Câmara de Vereadores.

“A população realmente, ainda que indiretamente, aprovou a nossa administração, porque a nossa base na Câmara está reeleita”, afirmou o prefeito, complementando que os vereadores acreditaram na administração e caminharam junto. Relatou que levar asfalto, escola e melhorias na qualidade de vida para os bairros que mais precisam, foi uma opção e que isso foi reconhecido pela população. “O que nós fizemos foi pela nossa cidade”, relatou. Os vereadores reeleitos Alan Guedes e Pedro Pepa, do DEM e Juarez de Oliveira, do PMDB, participaram da inauguração.

Delcidio e Délia 

O prefeito Murilo disse que grande parte do que foi possível realizar teve a participação direta do ex-senador Delcidio do Amaral, a quem Dourados deve mostrar gratidão. “Ele teve os problemas que teve, mas, enquanto foi senador, em Brasília, o gabinete dele foi uma extensão do nosso gabinete, sempre esteve aberto para nos atender, e gratidão é um sentimento que a gente deve ter”.

Ao parabenizar, publicamente, a vereadora Délia Razuk, eleita prefeita no domingo (2) passado, disse que já determinou à assessoria para realizar o mais rápido possível a transição de governo. A partir de segunda-feira (17), apóso feriadão, o grupo de transição de Délia terá um espaço de trabalho na Secretaria de Serviços Urbanos [no primeiro andar do terraço do Terminal Rodoviária] para realizar essa mudança de gestão "de forma tranquila", assegurou.

“Nós vamos fazer uma transição de pessoas adultas, responsáveis, que tem amor por essa cidade, que tem responsabilidade com Dourados. Vamos fazer uma transição com a maior tranquilidade, porque se ela foi eleita pela população para os próximos quatro anos, nós temos obrigação de fazer uma transição para que, realmente, ela possa assumir Dourados sabendo dos desafios que vai enfrentar e como está a situação da cidade”, disse.

“Eu estou entregando Dourados numa situação diferenciada de outros municípios, reequilibramos as condições financeiras [Murilo assumiu para um mandato tampão de 20 meses e depois foi eleito para o mandato que vai encerrar no dia 31 de dezembro] e vamos entregar uma cidade organizada”, relatou, destacando que já há projetos prontos para a equipe da nova prefeita trabalhar politicamente em Brasília para a liberação dos recursos.

Murilo falou que vai voltar a cuidar dos negócios particulares. “Política não é profissão, a gente se dedica por uma temporada, faz o compromisso com a cidade, empresta o conhecimento, trabalha para melhorar a qualidade de vida das pessoas e depois deve voltar aos seus afazeres, cuidar da sua vida”.

Ele ainda relatou que vai entregar a cidade orgulhoso do trabalho realizado sem vender ilusões à população, pois assumiu Dourados no momento em que o município estava desacreditado e mais precisava. “Eu senti que podia contribuir, fazer todo esse projeto e planejamento, e agradeço a todos que acreditaram na nossa administração”, disse. “Agora, vou voltar para a minha atividade, cuidar dos meus negócios, porque é muito fácil entrar na política e ficar, desfrutando dos gabinetes, das passagens aéreas, o apartamento funcional [referindo-se às vantagens embutidas no subsídio dos parlamentares eleitos para cargos públicos no Congresso Nacional], vendendo ilusões...”

Fim do sofrimento

O prefeito voltou a dizer que enfrentou grandes desafios ao longo do mandato. O bairro Jardim Novo Horizonte, por exemplo, onde foi entregue o asfalto neste sábado, fica numa região baixa da cidade, onde a água da chuva não tinha para onde escorrer. “Eu vivia todos os dias esse sofrimento, os pais tinham dificuldades de levar os filhos para a escola”, relembra a diretora da escola ‘Professor Luiz Antônio’, localizada no bairro, professora Ana Paula. “Hoje, às vezes eu tenho de ir na casa de algum aluno e até me perco, porque antes era tudo barro, poeira, a gente localizava pelo tamanho do buraco na rua, agora com o asfalto, depois de 20 anos nessa penúria, isso aqui mudou tudo”, relatou a diretora, agradecendo ao prefeito. No discurso, Murilo lembrou que houve um período de seis meses de chuva intermitente que impedia a realização de ações na localidade. “A empresa aqui foi competente, dá pra ver no tipo do pavimento, o rebaixamento nas laterais, o meio-fio diferenciado, as grades das bocas-de-lobo, a gente viu o sofrimento dessas pessoas que esperavam há tanto tempo e agora podem comemorar a entrega destes serviços”, observou o vice-prefeito Odilon Azambuja, presente no ato de inauguração.

Moradora há mais de uma década no Jardim Novo Horizonte, Delíria Marques da Silva, que comemorava 71 anos neste sábado, destacou o trabalho feito pelo prefeito para levar a pavimentação ao local. “Se não fosse o Murilo, nós não teríamos asfalto aqui”, disse ela. “Eu fui lá na prefeitura, o Murilo sempre me recebeu e ele atendeu a nossa comunidade”, complementou. Delíria ganhou bolo de aniversário e o abraço da comunidade.

O asfalto foi entregue durante cerimônia no cruzamento das ruas Demenciano de Mattos Pereira, esquina com Armando Gomes Martins (antiga NH13). O investimento de R$ 11,125 milhões em 92.563, 30 m² de asfalto, acrescido do meio fio e das calçadas e ainda 5.622,56 metros lineares de galerias de escoamento de águas pluviais, faz parte do pacote de infraestrutura que Murilo implementou com recursos próprios, de financiamentos e emendas para resolver os principais problemas do município.

Comentário

A 39ª Assembleia da OACI (Organização de Aviação Civil Internacional), reunida em Montreal, no Canadá, aprovou, nessa quinta-feira (6), a resolução que define as diretrizes regulatórias para um esquema global de compensação de emissões de carbono (CO2) para o transporte aéreo internacional.

A iniciativa, conhecida como GMBM (Global Market-Based Measure), tem por finalidade apoiar o objetivo da OACI de promover o crescimento neutro de CO2 da aviação civil internacional a partir de 2020. Apesar do acordo ser voluntário, o Brasil pretende aderir somente em 2027. Conforme a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), o país continuará a trabalhar no âmbito da Organização para garantir que o esquema global de emissões atenda às boas práticas internacionais de regulação econômica.

O GMBM estava sendo discutido há cerca de oito anos. Segundo a resolução aprovada, ele terá duração de 15 anos e será dividido em duas fases. A primeira, de caráter voluntário, entrará em vigor em 2021 e se estenderá até 2026. A segunda, compulsória, será obrigatória para todos os países cuja indústria de transporte aéreo internacional esteja acima do limite mínimo estabelecido (0,5% RTK global) e funcionará entre 2027 e 2035. O faseamento da aplicação do GMBM considera o nível de desenvolvimento da indústria dos países participantes.

A resolução aprovada pelos membros da OACI representa uma iniciativa pioneira nos esforços de combate à mudança do clima, já que se trata do único esquema de compensação de CO2 válido em âmbito global para uma mesma indústria. Isso se soma aos esforços do Acordo de Paris, ratificado pelo Brasil recentemente.

Esquema de compensações

O mercado global de emissões de carbono foi criado pelo Protocolo de Quioto, acordo internacional que estabeleceu que os países desenvolvidos deveriam reduzir, entre 2008 e 2012, suas emissões de gases de efeito estufa em 5,2%, na média, em relação aos níveis medidos em 1990.
 
Por meio do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo, previsto no Protocolo, os países podem compensar suas emissões por meio da compra de créditos de carbono gerados por projetos ambientalmente sustentáveis que sejam certificados nacionalmente onde são implementados. Ou seja, esses projetos, ao promoverem a redução da emissão de gases poluentes, geram créditos que podem ser comercializados com os países que têm metas a cumprir.

O acordo aprovado na OACI prevê uma abordagem dinâmica (chamada de dynamic approach) para a forma de cálculo das compensações que terão que ser pagas pelas empresas aéreas dos países participantes. As obrigações serão, inicialmente, definidas a partir do percentual global de crescimento da indústria de transporte aéreo internacional. A partir de 2029, as compensação serão computadas por meio de um indicador que considera a taxa global de crescimento da indústria dividida de acordo com o percentual de crescimento individual de cada empresa.

Nos próximos anos, trabalhos técnicos continuarão em desenvolvimento a fim de decidir questões relacionadas à implantação do GMBM. Entre os pontos a serem definidos estão: critérios para aceitação dos créditos de carbono que serão transacionados no âmbito do esquema; procedimentos de monitoramento, revisão e verificação das emissões; implementação de um registro central dos créditos e emissões; além de outras questões relativas ao modelo de governança do esquema.

Comentário

Página 793 de 1015
  • Unimed 38

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus