Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

Meghan Markle decidiu não pronunciar a palavra "obediência" dos tradicionais votos de casamento na cerimônia com o príncipe Harry, que acontce nesta manhã como o aconecimento mais importante do ano na Inglaterra. Com isso, ela segue os passos da tradição iniciada pela princesa Diana - seguida por Kate Middleton no casamento com o príncipe William em 2011.

Em inglês, os votos tradicionais para a mulher nas cerimônias da corte real costumam citar "love, cherish and obey" (amar, cuidar e obedecer em português). Meghan, no entanto, omitiu a palavra obedecer dos votos e parou em "love and cherish" (amar e cuidar), conforme reproduz o portal G1.

Feminista, Meghan defende a igualdade de direitos entre homens e mulheres e é representante da ONU Mulheres, braço da Organização das Nações Unidas para a promoção da igualdade de gênero.

Meghan é formada em comunicação pela universidade americana de Northwestern, em Illinois. Ela também manteve por três anos um blog de estilo de vida chamado "The Tig", dedicado a assuntos femininos, e se engajou em campanhas por igualdade de gênero.

Em uma postagem no blog, Meghan chegou a escrever: "Nunca quis ser uma mulher que almoça; sempre quis ser uma mulher que trabalha". A TV Globo transmite a cerimônia do casamento real ao vivo.

Comentário

Mato Grosso do Sul apresentou, no primeiro quadrimestre de 2018, se comparado ao mesmo período do ano passado, um aumento de 5,6% na exportação da carne bovina in natura. Os dados são da Secex (a Secretaria de Comércio Exterior), apurados pela Unidade Técnica da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS).

“O volume exportado deste ano foi superior ao igual período do ano passado pelo fato de que os embarques para o mercado externo de janeiro a março foram mais vantajosos, já que abril não apresentou bom desempenho e foi menor que em 2017”, ressalta a analista técnica da entidade, Eliamar Oliveira.

Foram totalizadas, entre janeiro e abril deste ano, mais de 40 mil toneladas de carne bovina exportada, rendendo uma receita superior a US$ 168 milhões.

No ranking dos principais importadores do estado, divulgados no último Boletim Rural, o Chile aparece em primeiro lugar, sendo responsável por 25% da receita. Países como Paraguai e Uruguai compõem agora a lista de clientes sul-mato-grossenses, ocupando 12º e 13º lugar respectivamente.

De acordo com as informações do SIPOA (o Serviço de Inspeção de Produtos de Origem Animal), o quadrimestre foi fechado com a produção de 288 mil toneladas de carne, e mais de um milhão de animais abatidos, número superior ao mesmo período de 2017, como divulga a assessoria da Famasul.

Comentário

Um tiroteio dentro de uma escola de ensino médio em Santa Fé, na região de Houston, no Texas, deixou dez mortos, segundo o governador Greg Abbott. Nove mortos eram alunos e um era um professor, segundo a emissora NBC de tv norte-americana.

Um suspeito do sexo masculino, que se acredita ser um estudante, foi preso, disse Gonzalez, o xerife da localidade. Uma segunda pessoa que pode ter conexão com o caso - que também se acredita ser um estudante - também foi detida, disse o xerife.

Um policial, sob condição de anonimato, disse à agência AP (Associated Press) de notícias que o suspeito de ser o atirador é Dimitrios Pagourtzis, de 17 anos. Ele é integrante do time de futebol da escola e parte da equipe de dança de uma Igreja Grega Ortodoxa local.

A emissora NBC diz que ele abriu fogo dentro de uma sala de aula, onde entrou carregando três armas: uma espingarda, um rifle de assalto e uma pistola. Um policial ficou ferido, segundo um diretor-assistente e o escritório do xerife local. O resgate aéreo foi acionado.

Oito pessoas foram encaminhadas ao Clear Lake Regional Medical Center, todas com ferimentos a bala, segundo o médico Safi Madain, responsável pelo atendimento. Seis já foram liberadas e uma está fora de perigo, mas um dos pacientes está em estado crítico.

A polícia disse que artefatos explosivos foram encontrados dentro e fora da área da escola e pediu ajuda dos moradores para relatarem se virem algo suspeito, conforme reproduz o portal G1.

Comentário

O ex-ministro José Dirceu se entregou à Polícia Federal na tarde desta sexta-feira (18) e já está na Penitenciária da Papuda, em Brasília. Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal, Dirceu chegou às 14h40 locais e foi recolhido ao bloco 5 do CDP (o Centro de Detenção Provisória) da Papuda.

O espaço reúne internos que, legalmente, possuem direito de custódia em locais específicos, como ex-policiais, idosos, políticos, além de presos com curso superior. A cela onde José Dirceu permanecerá é coletiva, tem aproximadamente 30 metros quadrados, camas do tipo beliche, chuveiro e vaso sanitário, informa publicação do G1.

Comentário

“E assim acabou a história de Leo Verão e Daniel Freitas!”. O título do texto, anunciado como ‘hora do desabafo’, postado em fevereiro de 2015, há exatos três anos e três meses, ganha novo capítulo a partir desta noite quando a dupla volta a se apresentar, reatada, na preliminar do principal show nacional da Expoagro de Dourados, antecedendo Jorge & Matheus, a mais cara contratação, por sinal, firmada pelo empresário e promotor da agenda de exibições da feira, o próprio Daniel Freitas.

Depois de escrever, em 2015, que devia “uma explicação aos meus amigos e fãs”, lembrando o sucesso que fez com o parceiro e os mashups, “feito que agora Daniel tem postado e "tentado" afirmar que é um estilo musical totalmente criado e feito por ele, tentando me excluir da história, como se eu não estivesse em nenhum vídeo que ele apagou ou como se ele estivesse tocado sozinho esses últimos cinco anos”, Verão não poupou serias críticas ao parceiro com quem agora reata o palco.

Relembre aqui

“Nos últimos anos – lembra o jovem artista, que formou duo com Freitas por cinco anos – “aguentei calado, mentiras em entrevistas de TV e Rádio, como em Dourados, nossa cidade, que ele insistia em dizer no ar que morávamos em Goiânia (...). Aguentei arrogância e humilhação com nossa equipe e funcionários, como das vezes que a equipe foi expulsa do camarim porque o camarim era só dos ‘artistas’. Me afundei em depressão, por ver atitudes como essas e por não concordar”, postou.

“Aguentei toda a falta de respeito com o projeto novo Leo e Daniel Freitas, que está usando os canais do Leo Verao e Daniel Freitas pra divulgar (YouTube e Facebook). Canal que foi criado pra divulgar nossos vídeos e que cresceu com nosso trabalho. Agora querem saber da verdade? Não liguei e não ligo pra isso porque nossos seguidores do Facebook e YouTube são COMPRADOS, SIM, COMPRADOS. Comprados porque Daniel não aceitava minha página pessoal ter 11 mil seguidores reais e Lu e Robertinho que tinham uma página com 50 mil seguidores na época. Sem falar na falta de respeito com nossos contratantes de Natal e Recife, que estavam divulgando os shows da dupla Leo Verao e Daniel Freitas enquanto Daniel e Francisco apagavam toda nossa história da internet pra divulgar sua dupla nova nos mesmos canais da dupla, sem respeitar a divulgação dos contratantes dos nossos shows marcados e pior, sem respeitar a história que nós fizemos..."

Recomeço

"Engraçado é serem tão prepotentes, tão criadores de tudo mas são incapazes de começar um trabalho do zero, terem que usar canais antigos e até mesmo meu nome pra continuar um trabalho”, dizia, à época, o jovem que agora recomeça a trajetória com o ex-parceiro.

Em abril deste ano, em poucas linhas no perfil social que mantém no Facebook, o artista anunciou o 'recomeço':

recomeço

 

“O comportamento frustrado do meu até então parceiro vinha acabando com minha pessoa, minha paz, minha alegria e digo a vocês, meus amigos e fãs, que não tem dinheiro ou sucesso nesse mundo que valha a pena. Por isso parei da primeira vez e por isso estou parando de novo”, também havia escrito, no passado recente, o artista que vai anteceder o show milionário dos sertanejos, com o promoter Daniel, na madrugada deste sábado (20) no parque de exposições de Dourados.

Comentário

Uma aeronave era da empresa Cubana de Aviación, com 113 pessoas a bordo, que partiu da cidade de Havana, a capital do país, com destino a Holguín, caiu no final da manhã desta sexta-feira (18), segundo divulgou a agência France Presse.

O presidente cubano Miguel Diaz-Cano informou que há 3 sobreviventes em estado crítico, segundo o jornal Granma, órgão oficial do Estado e do partido comunista, acrescentando que o Hospital Universitário General Calixto, em Havana, está preparado para receber sobreviventes. Ainda não há informações sobre as demais vítimas

O avião é um Boeing 737-200, segundo o jornal oficial Granma e o acidente ocorreu próximo ao terminal 1 do aeroporto, ainda durante a manhã no horário local. A Boeing, fabricante do avião acidentado, afirmou que está ciente do ocorrido em Cuba e monitorando a situação de perto, conforme repercutiu o portal G1 no Brasil.

Comentário

Dourados é o município de Mato Grosso do Sul que mais registrou mortes de trabalhadores por acidentes de trabalho no ano passado. Foram cinco óbitos de um total de 38, o que representa um aumento de 72% em relação a 2016, em todo o Estado. O assunto foi tema de um debate proposto pelo TRT24 (Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região), realizado na noite desta quinta-feira (17), durante as atividades das sessões itinerantes da Justiça do Trabalho, no auditório da Unigran.

A discussão foi conduzida pelo desembargador Francisco das Chagas Lima Filho com a participação dos professores Jeferson Baqueti e Fernando Machado, na Unigran. O magistrado apresentou alguns números alarmantes sobre os acidentes de trabalho no mundo, no país e em Mato Grosso do Sul.

Segundo a OIT (Organização Internacional do Trabalho), todos os anos morrem 2,3 milhões de pessoas em decorrência de acidentes de trabalho. Os custos diretos e indiretos com esses acidentes passam de U$ 2,8 trilhões, o que equivale a cerca de R$ 7 trilhões. No Brasil, entre 2012 e 2017, quase 15 mil mortes e mais de 4 milhões de acidentes foram notificados.

“É uma verdadeira tragédia humana. Nosso modelo de produção baseado na tecnologia é um complicador porque os manuais de utilização desses equipamentos são em inglês ou mandarim e muitos operadores dessas máquinas têm dificuldade até com o português. A maior causa dos acidentes é a falta de informação”, alertou o desembargador Francisco.

De acordo com o Concat [sistema para consulta de dados da CAT, a Comunicação de Acidente de Trabalho], Dourados ocupa o terceiro lugar no ranking das cidades com mais acidentes de trabalho, com 644 casos, em 2017. As funções com mais acidentes, no Estado, são linha de produção, técnicos de enfermagem, caminhoneiros, trabalhadores rurais e coletores de lixo. No ano passado, em Mato Grosso do Sul, foram registrados 7.830 acidentes típicos, de trajeto e doenças ocupacionais.

Outra preocupação são os gastos previdenciários com acidentes de trabalho que passaram de R$ 27 bilhões nos últimos cinco anos, no Brasil. O professor Fernando Machado, que é especialista em Direito Previdenciário, ponderou que a Previdência Social não está preparada para receber os trabalhadores que se acidentam ou sofrem de doenças ocupacionais relacionadas ao campo emocional.

“Um exemplo é o INSS em Dourados que recebe trabalhadores de municípios vizinhos para fazer perícia em um raio de mais de cem quilômetros, sobrecarregando todo o sistema. Outra questão é o adoecimento relacionado à saúde mental, de difícil comprovação e que não é avaliado por médicos especialistas. Além disso, não é segredo que a Previdência tem adotado, nos últimos anos, uma postura de negar os pedidos de benefício por causa do impacto financeiro nos cofres públicos. Aí o trabalhador não consegue o afastamento pelo INSS, mas o médico particular dá o atestado e gera um impasse para a empresa que não pode aceitar que a pessoa continue trabalhando”, ponderou Fernando.

Fiscalização

O professor Jeferson questionou a responsabilidade dos trabalhadores na prevenção dos acidentes de trabalho, já que muitas vezes a culpa recai apenas no empregador. O desembargador Francisco Lima Filho lembrou que a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) enumera uma série de regras e obrigações para patrões e empregados, que são os agentes de prevenção aos acidentes de trabalho e que cabe às empresas fiscalizar o cumprimento dessas normas, garantindo a segurança de todos. “O dever global de proteção é inerente ao contrato de trabalho”, assegurou o magistrado.

Comentário

Está marcada para os dias 29 e 30 de junho e dia 1 de julho, em Dourados, a nova modalidade da Caravana de Saúde lançada este ano pelo governador Reinaldo Azambuja, voltada ao público-alvo composto pelos indígenas das aldeias urbanas Jaguapiru, Bororó e Panambizinho, e a aldeia Panambi, em Douradina, podendo agregar ainda as comunidades da área indígena de Caarapó.

Encontro realizado na manhã desta sexta-feira (18), na Prefeitura de Dourados, com a presença do coordenador estadual da Caravana, padre Vagner Divino de Souza e o assessor da Governadoria, Mauricio Peralta, tratou detalhes dessa fase dos atendimentos, com os secretários municipais de Saúde, Renato Vidigal e da Educação, Upiran Gonçalves, além das lideranças da Reserva e do coordenador de Assuntos Indígenas do Município, Wilson Matos.

No começo do mês que vem a Caravana acontece nas aldeias de Amambai, de 8 a 10 de junho, depois de já ter contemplado as comunidades de Aquidauana e Terenos, onde, segundo o padre Vagner, só de atendimentos oftalmológicos foram realizados mais de 800 procedimentos.

Tradicionalmente, de acordo com o coordenador, a Caravana ocorre com o envolvimento de outras ações, com a presença da carreta do Hospital de Câncer de Barretos, equipes do Detran, da Secretaria de Justiça e Segurança Pública, da PMA (Polícia Militar Ambiental), containers de atendimentos odontológico da UFGD e atividades esportivas e recreativas, além do mutirão de combate a zoonoses, com a participação de agentes comunitários de saúde e das equipes do CCZ.

No encontro desta sexta-feira já ficou previamente acertado que as ações da Caravana na Reserva vão se concentrar na Vila Olímpica indígena, “o melhor ponto de acesso a mais pessoas para receber o atendimento”, como opinou o capitão da aldeia Jaguapiru, Isael Morales. Também presente na reunião realizada na Prefeitura, o capitão da Bororó, Gaudêncio Benites, disse que essa é a oportunidade para que pessoas que aguardam por atendimento de saúde possam receber esses cuidados de forma personalizada.

Comentário

Lucidez, consciência e reflexão, pregou o senador Alvaro Dias (Podemos), pré-candidato a presidente do Brasil, de passagem por Dourados na noite desta quinta-feira (17), onde se reuniu com grupos de empresários e políticos locais.

Dias concedeu Coletiva de Imprensa e afirmou que a população está mais preocupada em saber “quem é honesto e quem é corrupto” nesse momento nacional, enquanto os políticos se preocupam em buscar acordos eleitorais.

Segundo o senador, a mudança no Brasil começou com a operação Lava Jato, e elogiou a Polícia Federal por estar ajudando a passar o País a limpo. “Nessa esteira, vamos promover a refundação da República”, comentou.

Sobre o fato de participar de encontro, em Dourados, com o pré-candidato a governador Odilon de Oliveira, cujo candidato a presidente é o ex-ministro Ciro Gomes, o presidenciável do Podemos disse que procura alianças com pessoas “que tenham maturidade política” e o foco nas mudanças reclamadas pela população.

Comentário

A derrota do Brasil para a França na final da Copa do Mundo de 1998, com o mistério sobre o mal estar de Ronaldo horas antes, já foi motivo para suspeitas e muitas teorias de conspiração desde então. E Michel Platini confirmou que houve uma "pequena trapaça" por parte da organização daquele Mundial - mas muito antes da própria decisão no Stade de France.

Em entrevista a uma rádio francesa, o ex-presidente da Uefa revelou uma manipulação no chaveamento da Copa do Mundo - na expectativa que a França enfrentasse justamente o Brasil, que defendia o título mundial.

“Quando organizamos o calendário, fizemos uma pequena trapaça. Se terminássemos em primeiro do grupo, e o Brasil também terminasse em primeiro, não nos encontraríamos antes da final”, disse Platini à rádio "France Bleu", conforme reproduz o Globoesporte.com.

Comentário

Página 6 de 926
  • mistura
  • Fabio Jr

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus