Timber by EMSIEN-3 LTD
  • Cassems vota
Redação Douranews

Redação Douranews

O Simted (Sindicato dos trabalhadores na Educação de Dourados) protoclou, na tarde desta segunda-feira (18),  juntamente com outros sindicatos e movimentos sociais, na Câmara de Dourados, uma nota de apoio à abertura de procedimentos éticos cabíveis na investigação de casos de corrupção no legislativo do município.

"Em um país assolado por uma crise histórica de cunho político, social e a reboque econômico, visível, por exemplo, desde 2016, com a aprovação da emenda constitucional sob o número 95, que congela repasses de verbas para a educação e saúde públicas, atrelada à reforma trabalhista, ambas que precarizam ainda mais a vida de grupos/pessoas já históricamente marginalizados pela ação e omissão do Estado brasileiro, torna-se fundamental que a Câmara de Vereadores promova os procedimentos cabíveis contra atitudes que reiterem ações contra o erário público como as de corrupção por parte de vereadores", diz a nota assinada em conjunto pelas entidades.

 

Veja a Nota Pública assinada pelas entidades:

 

"NOTA PÚBLICA: Condenamos a corrupção e a
sonegação independente do seu núcleo de origem
As entidades classistas vêm a público reafirmar suas históricas posições em
relação a atos de corrupção e sonegação em todas as esferas da União.
CORRUPÇÃO: No contexto municipal, apoiamos a ação do MPE em relação as
denúncias envolvendo vereadores, ex-vereador, ex-servidores e empresários, assim como
o processo de cassação dos mandatos dos vereadores envolvidos, processo esse já
instaurado na Câmara, bem como apoiamos e cobramos o aprofundamento das
investigações sobre a “Operação Purificação”, que apura fraude em licitação na área da
Saúde em Dourados.
Em relação ao Estado, a nossa posição não é diferente, no que se refere as devidas
punições dos envolvidos em todos os atos de corrupção, por exemplo, na construção do
Aquário do Pantanal, na operação “Lama Asfáltica”, no caso JBS entre outros, que como
é de domínio público foi fruto de diversas operações da Polícia Federal, inclusive,
resultando em prisões de ex-governador, ex-deputado federal e de deputado estadual.
Na esfera Federal registramos a mesma posição, cobrando investigações e
esclarecimentos em relação a todas as denúncias de corrupção em todos os governos,
inclusive neste que acaba de assumir a presidência empunhando a bandeira da
honestidade.
Exigimos uma investigação isenta e imparcial em todos os casos. No atual
governo citamos o “Caso Queiroz”, as nomeações suspeitas de pessoas ligadas as
milícias, assim como na questão do “Caso dos Laranjas do PSL”, partido do atual
presidente da república.
SONEGAÇÃO: Condenamos a sonegação de impostos, prática tão ou mais vil
que a corrupção, visto que neste caso os desvios de dinheiro público que deveria ser
aplicado para o bem comum da coletividade é surrupiado antes de entrar nos cofres dos
municípios, estados e da própria união.
No Brasil, as perdas devido a sonegação de impostos correspondem a um valor
sete vezes maior do que é desviado por corrupção. Segundo especialistas, ao ano, cerca
de R$ 500 bilhões deixam de ser arrecadados, e o que é pior, a maioria dos sonegadores
são também corruptos e corruptores.
Some-se a isso outros R$ 400 bilhões que o governo dá em isenções fiscais, além
de mais R$ 400 bilhões em juros pagos aos bancos. Por falar em bancos, lembramos que,
enquanto na Europa o máximo cobrado ao consumidor nas compras a prazo é 13% ao
ano, no Brasil a média é de 129%. Um absurdo.
Portanto, é fácil concluir a origem da crise que as elites insistem em querer jogar
as custas aos trabalhadores e trabalhadoras e aos menos favorecidos.
DIREITOS: As forças econômicas e políticas que tomaram o poder, em nome da
crise que são os protagonistas, querem nos impor uma agenda ultraliberal que inclui
privatizações, extinção de políticas públicas, cortes de direitos, sejam trabalhistas,
previdenciários, humanos ou civis. Não mediremos esforços em continuar denunciando,
combatendo e condenando esta prática desonesta e arcaica.
Por fim, reafirmamos a nossa posição contra toda e qualquer prática de sonegação
e corrupção, seja ela nas esferas públicas ou privadas, assim como condenamos a
denúncia e condenação seletiva, seja ela de cunho pessoal ou por grupos com finalidades
escusas."

Comentário

A Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul) divulgou nota oficial, no final da manhã, confirmando que recebeu, nesta terça-feira (19), equipes da Polícia Federal em busca de informações sobre projetos que foram executados de 2010 a 2013.

Operação “Fantoche”, da Polícia Federal, que resultou na prisão do presidente da CNI (Confederação Nacional da Indústria), Robson Braga de Andrade, investiga, entre outras ações, os contratos firmados para o evento ‘Sesi Bonecos do Mundo’, evento que rodou o Brasil e teve duas edições em Campo Grande, em 2009 e 2013.

“Em Mato Grosso do Sul, os serviços se deram por meio de processo de licitação, modalidade concorrência, e foram devidamente executados com as respectivas prestações de contas aprovadas pelos órgãos de controle”, diz a nota da Fiems, acrescentando que a entidade permanece à disposição das autoridades para qualquer tipo de esclarecimento.

O atual presidente da Fiems, empresário Sergio Longen, é um dos vice-presidentes da CNI.

Comentário

Motivação como ferramenta para ser mais produtivo são alguns dos benefícios que os participantes assíduos do Despertar para o Trabalho levam para a carreira profissional e, consequentemente, impactam positivamente as empresas. O projeto que já completa duas décadas na Aced (Associação Comercial e Empresarial de Dourados) inicia a programação de 2019 nesta quarta-feira (20), às 7 horas.

A abertura será com palestra da coach Gisele Além, abordando o tema “Como alcançar alta performance no trabalho através do autoconhecimento”, trazendo para a prática ensinamentos de como o participante poderá iniciar um processo de “entender quem é e o que pode fazer com suas habilidades no dia a dia no trabalho, em casa, na comunidade”, afirma ela, que acredita que o “autoconhecimento é a chave da mudança”.

A coach ainda vai falar sobre os diferentes perfis e o que cada um tem de pontos fortes e de melhorias, além de trazer conceitos para desenvolver a inteligência emocional.

A palestrante que atuou como empresária em Dourados e Campo Grande por mais de uma década, hoje dedica a vida ao coaching através do qual desenvolve habilidades para tornar as pessoas e profissionais mais felizes, e empresas mais produtivas. Ela é desenvolvedora do Programa Venda + e do projeto We Can.

Para participar do Despertar, as pessoas só precisam comparecer no auditório da Aced (rua João Rosa Góes, 355, no centro de Dourados) nos encontros, abertos ao público, com duração semanal de uma hora; o encerramento é às 8 horas, com café da manhã. Os colaboradores das empresas associadas à Aced que mais participam das palestras concorrem a prêmios.

“É oportunidade para prospectar negócios, rever os amigos e oxigenar a alma com um abraço”, afirma o diretor Carlos Alberto Galvão, coordenador do Despertar na Aced, que convida os empresários a enviar seus colaboradores.

A agenda prevê dez palestras do Despertar para o Trabalho durante o ano, de fevereiro a novembro. Sempre no início de cada mês, a Associação divulga o tema e o nome do palestrante. A entidade busca sempre trazer nomes com expertise nas áreas das temáticas apresentadas, com atuação em instituições reconhecidas.

Outras informações sobre essa atividade podem ser obtidas através dos telefones (67) 3416-8653 ou 9 8402-6658 (WhatsApp), ou pelos perfis da Associação Comercial nas redes sociais: Facebook (fb.com/aced.dourados), Instagram (@aceddourados) e portal (www.aceddourados.com.br), e ainda por e-mail, enviando mensagem para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Comentário

Para acompanhar com maior proximidade as ocorrências de fenômenos climáticos nos distritos, a Prefeitura de Dourados lançou nesta segunda-feira (18) o Núcleo de Defesa Civil durante ação realizada no distrito de Itahum, o primeiro a contar com a novidade. Outros distritos de Dourados terão o lançamento do Núcleo nos próximos dias, informa a assessoria de comunicação do Município.

O intuito dessa proposta é fazer com que a população auxilie no registro de fenômenos climáticos para que a instituição possa atuar mais enfaticamente nesses pontos com os encaminhamentos necessários em situações inesperadas geradas por alagamentos, ventanias, chuva de granizo, entre outras.

Durante o lançamento, nos assentamentos Amparo e no Lagoa Grande, populares participaram de uma capacitação ministrada pelo coordenador municipal de Defesa Civil, Ademir Martins, e o diretor administrativo Johnes Santana.

Conforme o coordenador Ademir Martins, o projeto foi recebido muito positivamente pelos populares. Ele destacou que esse contato mais próximo entre a sociedade e a instituição, nesses pontos mais distantes da sede da Defesa Civil, vai agregar para a agilidade dos encaminhamentos.

“Será um contato mais próximo e ajudará nos direcionamentos, pois não temos condições de estar em todos os locais do município e a população participando conosco vai impactar nos registros e nos auxiliar a tomar as providências necessárias para auxílio dos próprios moradores da área rural", disse.

Ademir enfatizou ainda que os núcleos começam a ser estruturados em um momento oportuno, já que as chuvas têm sido constantes no município. O telefone para que os populares envolvidos no Núcleo realizarem registros será o já estabelecido para o contato com o cidadão, o 199.

Comentário

A prefeita Délia Razuk recebeu na manhã desta terça-feira (19) o diretor-presidente da Sanesul, Walter Carneiro Júnior, e técnicos da empresa de saneamento do Estado, que explicaram para a chefe do executivo e secretários municipais os detalhes do plano de investimentos para Dourados nos próximos anos.

Carneiro Junior disse que o governador Reinaldo Azambuja tem interesse em renovar o contrato com o município para exploração dos serviços de água e esgoto e dar continuidade nos investimentos que fez no município nos últimos cinco anos
.
Segundo o presidente da estatal, o Plano de Investimentos prevê a expansão da rede de água, “próximo já da universalização” e do sistema de esgotamento sanitário. Entre os investimentos está a perfuração de poços e a construção de reservatório com capacidade para 3 milhões de litros de água, na região do bairro Monte Carlo, próximo à Perimetral Norte, que custaria em torno de R$ 7milhões, e a ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto, que estava prevista parta acontecer até 2028, “mas está sendo antecipada devido a expansão da cidade, com vários novos loteamentos”.

A prefeita Délia observou que há três alternativas, diante da proximidade de encerramento do atual contrato com a estatal de saneamento – a renovação, a municipalização, ou a abertura de processo licitatório para a exploração dos serviços. “Temos muito interesse em conversar com o governo. Estamos abertos ao diálogo e este foi o primeiro passo”, disse a prefeita, solicitando que a Sanesul encaminhe uma carta de intenções manifestando o interesse na renovação.

A gestão municipal também quer do governo o compromisso com questões ambientais, principalmente na preservação de nascentes. Uma nova reunião está marcada para a tarde de sexta-feira (22), em Campo Grande, quando equipes de engenharia, água, esgoto, ambiental e jurídica da Sanesul aprofundarão no detalhamento de projetos.

Participaram dessa primeira reunião com a diretoria da empresa estatal, em Dourados, além da prefeita, o procurador-geral do município, Sergio Henrique Martins Araújo, o diretor-presidente do Imam, Fabiano Costa, o assessor especial Alexandre Mantovani, e os secretários Carlos Dobes (Planejamento) e Paulo Cesar Nogueira Junior (Fazenda), todos designados pela prefeita para compor comissão, sob coordenação de Nogueira, responsável para avaliar as tratativas com o governo acerca do contrato com a Sanesul.

Comentário

O vereador Elias Ishy (PT) foi eleito para a presidência das Comissões de Saúde e Educação da Câmara de Dourados. Nesta segunda-feira (18), foram realizadas as primeiras reuniões com as pautas referentes às duas áreas, informa o parlamentar por meio da assessoria. Depois desses encaminhamentos, a próxima reunião será na segunda-feira (25).

Na comissão de saúde, foi lembrada a necessidade de dar encaminhamentos efetivos à população. Foi apresentada a demanda do vereador Madson Valente (DEM) quanto à convocação do diretor da Funsaud para responder às problemáticas vivenciadas pelo sistema. Além disso, os vereadores debateram a proposta de agenda - de visitas - nas unidades, como Hospital da Vida e UPA.

Na de educação, os parlamentares trataram de pautas como a eleição de diretores, vagas puras, análise do relatório do Tribunal de Contas da situação geral das escolas e ainda do pedido do Simted (o Sindicato dos trabalhadores na Educação) para que seja instaurada uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar denúncias de irregularidades na administração da pasta.

Além de Ishy, a Comissão de Educação é composta pela vice-presidente, Daniela Hall (PSD) e tem como membro, Marinisa Mizoguchi (PSB). Na de saúde, a vice-presidente também é Daniela e o membro é o Juarez de Oliveira (MDB). As Comissões têm função técnica e podem realizar estudos que emitem parecer especializados sobre projetos e assuntos de interesse do município, bem como podem investigar irregularidades denunciadas pela comunidade.

Mandato

Nos primeiros requerimentos de 2019, o vereador questionou a Prefeitura com pedidos de informações referente às ações de judicialização da saúde no município, dando continuidade ao trabalho de fiscalização, para saber quais ações e medidas o Executivo tem tomado para diminuir os casos na cidade. Ainda, sobre a administração ter prorrogado os mandatos dos membros do Conselho Municipal de Saúde até maio de 2020, conforme publicado em Diário Oficial do dia 12 deste mês.

Ishy afirma que a Prefeitura deve garantir um processo democrático para a composição e que não há justificativa para essa recondução por um período tão longo. “Essa é uma situação incomum e não pode virar uma prática do Governo”, afirma o vereador.

O parlamentar também propôs uma alteração na lei do Conselho de Educação, ampliando de sete para 11 membros, atendendo a necessidade de maior representatividade, fundamental à democratização e de controle social. “Acredito que todas essas informações e ações devem colaborar com a atuação do mandato na defesa do interesse público”, finaliza.

Comentário

O presidente da CNI (Confederação Nacional da Industria), Robson Braga de Andrade, é um dos 10 alvos de mandados de prisão temporária que estão sendo cumpridos pela Operação Fantoche, deflagrada na manhã desta terça-feira (19) pela Polícia Federal. Todos são acusados de crimes contra a administração pública, fraudes licitatórias, associação criminosa e lavagem de ativos.

Robson Braga foi preso em Brasília e chegou à Superintendência da Polícia Federal por volta das 9h30 locais, onde deve prestar depoimento. A ação investiga fraudes em contratos entre as empresas do Sistema S com o Ministério do Turismo. De acordo com a PF, uma empresa mantida pelo mesmo grupo familiar fraudou contratos firmados com as empresas do grupo e o ministério. A maior parte dos contratos irregulares estão voltados à execução de eventos culturais e de publicidade superfaturados e/ou com inexecução parcial.

Os recursos eram desviados posteriormente para a empresa de direito privado sem fins lucrativos. Robson assumiu a presidência da CNI em 2010, sendo reeleito em 2014 e 2018. O mandato dele a frente da entidade tem validade até 2022. Ele foi um dos primeiros a ser preso pelas equipes policiais.

Robson também foi presidente da Fiemg (a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais). Engenheiro mecânico, ele também preside a Orteng Equipamentos e Sistemas Ltda, sediada em Minas Gerais,como repercute o jornal Correio Braziliense.

Comentário

O vereador Júnior Rodrigues visitou o Senado Federal no mês de fevereiro, no intuito de buscar recursos financeiros, através de emenda parlamentar, para serem aplicados no atendimento de Comunidades Terapêuticas que atuam no combate às drogas em Dourados. Presidente da Comissão de Políticas de Prevenção às Drogas na Câmara, ele se reuniue com os senadores Nelsinho Trad (PTB) e Soraya Thronicke (PSL) para discutir as dificuldades que as casas de apoio tem enfrentado sem o apoio financeiro das entidades públicas.

“Atualmente, diversos dependentes químicos são assistidos por várias casas de apoio que prestam auxílio e buscam fundos através de medidas alternativas, entretanto, além da internação que exige gastos com alimentação, higiene e estadia, ainda há a necessidade de assistência de uma equipe multidisciplinar para atender os dependentes e seus familiares”, comentou o vereador.

De acordo com Junior, em Dourados não há instituições públicas que atendam os dependentes químicos que necessitam de internação, sendo o atendimento oferecido pela Prefeitura limitado para as situações mais graves que demandam mais atenção. O vereador ainda apontou que essas emendas “poderão mudar efetivamente a realidade do apoio prestado aos dependentes químicos porque, se as comunidades terapêuticas conseguirem esses recursos financeiros, muitos assistidos terão a chance de recomeçar uma nova vida”.

Os senadores, conforme Junior, se comprometeram em apoiar a causa e lutar no Senado pela emenda que finalmente concederá a Dourados os recursos financeiros tão necessários para essas Comunidades Terapêuticas.

Comentário

Mato Grosso do Sul é um dos estados brasileiros mais contemplados pela natureza. É considerado um dos ecossistemas mais ricos do mundo no que diz respeito à diversidade de animais, abrigando cerca de 5.195 espécies, graças ao clima tropical e a vegetação formada pelo cerrado, Pantanal e pela floresta tropical, que envolve mais de 3.911 espécies botânicas.

Mas, toda essa riqueza natural favorece também ações e crimes que ameaçam a sua própria existência, como principalmente o atropelamento de animais nas estradas, o tráfico e ainda maus tratos. O Estado é rota para passagem do tráfico de animais e a maioria das apreensões vem da nossa região.

Em MS, o resgate e a captura de animais silvestres são feitos pela PMA (Polícia Militar Ambiental), que é o órgão responsável por encaminhá-los também para o atendimento veterinário emergencial para, posteriormente, serem reabilitados pelo CRAS (o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres), localizado na capital, e então serem devolvidos ao seu habitat natural.

Na região da Grande Dourados, formada por 30 municípios, o único local que realiza o atendimento de animais silvestres é a Clínica Veterinária Unigran, resultado de um convênio firmado entre a Instituição e a PMA há mais de 10 anos. “O convênio com a Unigran é fundamental para a preservação da vida desses animais, por isso, é imprescindível para o nosso trabalho na região da Grande Dourados. Com isso, nós garantimos o atendimento rápido e adequado aos animais, considerando que se não fosse a Clínica Veterinária, esses animais teriam que ser atendidos em Campo Grande e a distância, além de tornar o transporte inviável, comprometeria o atendimento, pois muitos animais não resistiriam a viagem”, explica o capitão Matheus Taniguchi, comandante do 4º Pelotão da 1º Companhia da PMA de Dourados.

Além de contribuir com o salvamento e a preservação da vida dos animais silvestres, o convênio proporciona também uma formação diferenciada aos acadêmicos de Medicina Veterinária que adquirem experiência em cada atendimento realizado pelos profissionais do hospital, além de terem o contato com diversas espécies, o que garante uma formação completa para atuar em todas as áreas.

Na Unigran, os futuros médicos veterinários têm à disposição uma ampla e completa clínica veterinária, com 840m², que junto com a Fazenda Escola, com 520 hectares, proporcionam o desenvolvimento das práticas veterinárias. Além disso, possui laboratórios de análises clínicas; de doenças infecciosas e parasitárias; anatomia patológica; fisiopatologia; reprodução; diagnóstico por imagem e odontologia veterinária.

Thiago Leite Fraga, coordenador do curso, destaca a qualidade da estrutura e as residências oferecidas pela Unigran. “Além dos laboratórios, o Hospital Veterinário, que atende cerca de seis mil animais por ano, e a fazenda escola, que disponibiliza uma grande área para a realização de projetos de pesquisa e extensão, outro diferencial do nosso curso é o programa de residências, que além de atuar nas áreas de Clínica Médica e Clínica Cirúrgica de pequenos animais, vai iniciar este ano mais um na área de Patologia Clínica. Ou seja, todos esses investimentos garantem os subsídios necessários para que os futuros profissionais ingressem no mercado de trabalho e tenham destaque na carreira”, aponta.

Vestibular 2019

O curso de Medicina Veterinária da Unigran tem duração de dez semestres e é oferecido no período integral. Para ingresso em 2019, oferece vagas por meio do Vestibular que pode ser agendando no site www.vestibularunigran.com.br, ou ainda com nota do Enem ou como portador de diploma. Contatos pelo telefone (67) 3411 4313 ou (67) 9 9222-5948 (WhatsApp). 

Comentário

Os gols marcados por Jean Mota não deram ao Santos apenas a vitória por 3 a 0 sobre o Guarani, nesta segunda-feira (18), como também consolidaram o meio-campista como o principal destaque deste início de trabalho de Jorge Sampaoli no time da Baixada.

A jogada trabalhada de pé em pé por Cueva, Victor Ferraz e Carlos Sanchez, aos 37 minutos do primeiro tempo, e que terminou com o sexto gol de Jean Monta no Paulistão, foi um pouco reflexo do futebol apresentado pelo Santos em 2019.

Veja a situação do Paulista 2019

Um pouco porque a intensidade característica do time de Sampaoli encontrou um sistema defensivo do Guarani bem posicionado, ainda mais fechado depois de perder dois atletas por lesão antes dos 15 minutos do primeiro tempo.

O gol no fim da primeira etapa deu tranquilidade aos alvinegros depois do intervalo. Mais soltos, os atacantes do Peixe encontraram espaços e não tiveram dificuldade para confirmar o triunfo contra o Guarani. Sempre com Jean Mota como protagonista das principais ações. Depois de dar lançamento de bicicleta, quase marcar em jogada ensaiada e deixar Felipe Aguilar em boa condição de ampliar, Jean Mota marcou o segundo gol alvinegro (sétimo dele no Paulistão), em cobrança de falta.

Teve direito até a comparação com Lionel Messi, craque do Barcelona, da Espanha. Depois de marcar duas vezes e chegar ao sétimo gol no Paulistão, o meio-campista virou "Jean ‘Lionel’ Mota" em uma publicação do clube pela rede social. A postagem foi feita ainda durante o segundo tempo da partida contra a equipe de Campinas, que terminou 3 a 0 a favor do Peixe (Rodrygo completou o placar).

Comentário

Página 1 de 1219
  • mistura
  • unimed

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus