Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

Os sinais de recuperação da economia levaram o governo a aumentar a previsão de crescimento para 2017. A estimativa de expansão do Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas produzidas no país) passou de 1,2% para 1,6% para o próximo ano, anunciou há pouco o secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Carlos Hamilton Araújo.

A projeção para inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi mantida em 4,8%. Os números serão usados na elaboração do projeto da Lei Orçamentária Anual de 2017, que será enviado ao Congresso Nacional até 31 de agosto.

Segundo o secretário, o governo só divulgará o reflexo do aumento do crescimento econômico na arrecadação federal no envio do projeto. Caso as receitas subam mais que o esperado, o governo não teria de aumentar tributos para reforçar o caixa no próximo ano e cumprir a meta de déficit primário (resultado negativo nas contas públicas desconsiderando o pagamento de juros) de R$ 139 bilhões em 2017.

De acordo com Araújo, as recentes melhorias nos indicadores financeiros e os sinais de recuperação da economia permitiram à equipe econômica reajustar a estimativa de crescimento para o próximo ano. Conforme o secretário, o país deve voltar a registrar crescimento econômico a partir do quarto trimestre deste ano.

“Em termos reais, a produção industrial cresce há quatro meses seguidos. A Pesquisa Mensal de Comércio do IBGE [Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística] mostrou sinais de estabilização na atividade do comércio, com crescimento de 0,1% em junho. Temos indicações de que o segundo semestre terá desempenho melhor que o primeiro. No nosso cenário base, estimamos crescimento do PIB no quarto trimestre em relação ao terceiro”, explicou o secretário.

Para 2016, a Secretaria de Política Econômica reduziu a previsão de contração do PIB de 3,1% para 3%. A projeção para o IPCA foi mantida em 7,2%.

As estimativas da equipe econômica são mais otimistas que as do mercado. Segundo o Boletim Focus, pesquisa semanal com instituições financeiras divulgadas pelo Banco Central, o país deve fechar 2016 com retração do PIB de 3,2% e inflação de 7,31%.

Para 2017, os analistas de mercado preveem crescimento de 1,1% no PIB e IPCA de 5,14%.

Comentário

A coordenação do curso de Química (licenciatura) da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul de Dourados realizou uma ação conjunta com egressos da terceira turma, formada pela instituição há dez anos, promovendo o reencontro dos estudantes. A reunião aconteceu na semana passada e teve um apelo especial: a abertura de uma “garrafa do tempo” lacrada há uma década contendo a expectativa dos então jovens egressos do curso.

De acordo com o professor Alex Jeller, docente do curso, a ideia surgiu em 2006, considerando que a turma era muito unida e que o objetivo era que, uma vez formados pela UEMS, se reunissem após 10 anos para abrir o recipiente e verificarem as impressões de um tempo passado.

“Fizeram essa garrafa em momento muito especial, na aula da saudade depois da qual cada um seguiria seu caminho e, talvez, alguns não poderiam se ver mais. Todos que estavam presentes foram convidados a escrever, inclusive os professores”, recorda Jeller.

A reação dos profissionais durante o reencontro foi especial, de acordo com o professor da UEMS, uma vez que alguns dos egressos não se viam há anos. “Alguns continuaram residindo em Dourados, mas outros se mudaram para outros estados, como Indaiatuba/SP e Bagé/RS”, informa o professor.

No momento da abertura cada um fez a leitura de texto que escreveu no passado. E então, descreveram o que de fato ocorreu profissionalmente durante esse período. Todos estão atuando na área de Química, em diferentes funções como professores, técnicos ou peritos, conta Jeller.

“Muitos se emocionaram ao falar sobre o valioso período da graduação. Nós, professores que estivemos presentes, ficamos muito orgulhosos com nossos egressos, pois vimos que temos cumprido a tarefa de formar cidadãos e profissionais. A UEMS tem cumprido com excelência o seu dever” finaliza.

A abertura do recipiente teve a participação de 10 profissionais, sendo 8 da turma de 2006. A garrafa ficou guardada na Coordenação de Química durante o período de dez anos, segundo revela a assessoria da instituição.

Comentário

A presidente afastada Dilma Rousseff decidiu comparecer ao julgamento final do processo de impeachment no Senado para tentar evitar seu afastamento definitivo do cargo. Segundo a assessoria de Dilma, ela aguarda que os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, definam a data. Levandowski vai presidir as sessões em que será decidido o futuro político da presidenta afastada.

O julgamento está previsto para começar no próximo dia 25, às 9h. Na sessão em que for permitido se pronunciar, Dilma deve responder às possíveis dúvidas de senadores e reafirmar os argumentos de defesa às acusações de ter cometido crimes de responsabilidade contra a Lei Orçamentária e a guarda e o legal emprego de recursos públicos. As denúncias foram motivadas pela publicação de três decretos presidenciais de abertura de créditos suplementares e operações com bancos públicos, em 2015.

De acordo com a acusação, os decretos foram editados em desacordo com a meta fiscal vigente e sem a autorização do Congresso Nacional. A defesa argumenta que os textos têm respaldo da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2015 e que não houve dolo da presidenta, que teria apenas seguido recomendações técnicas e jurídicas de outros órgãos.

Hoje (17), ao chegar ao Senado para se reunir com Lewandowski e com líderes partidários, Renan Calheiros declarou a jornalistas que espera que o julgamento final do processo de impeachment da presidenta afastada seja concluído em quatro dias. O afastamento definitivo de Dilma exige que, no mínimo, 54 dos 81 senadores, ou dois terços dos parlamentares, votem pela condenação.

Comentário

O Centro Acadêmico Águia de Haia, vinculado aos estudantes do curso de Direito da Faculdade de Direito e Relações Internacionais – FADIR da UFGD, realiza nesta semana, de 17 a 19 de agosto, no Teatro Municipal, a terceira edição do Simpósio Jurídico UFGD.

A abertura será às 19h de hoje (17) com três conferências: “Interconstitucionalidad y interculturalidad bajo la turboglobalización”, ministrada por Gonçal Mayos; “Análise teórica dos princípios jurídicos fundamentais”, por Hugo Schayer Sabino; e “A norma de direito fundamental associada em Robert Alexy”, por Roberto José Ludwig.

Já na tarde de hoje, a partir das 13h30, o Centro Acadêmico fará um júri simulado, intitulado “O Julgamento de Dimitri Karamazov”, no Fórum de Dourados.

Este ano, a Filosofia do Direito e os Direitos Humanos são temas do 3º Simpósio Jurídico que conta com a presença de palestrantes nacionais e internacionais. O Simpósio pretende promover debates frente aos paradigmas e paradoxos da contemporaneidade e às constantes exigências de uma sociedade que dá pouca atenção à Filosofia e pouco reflete sobre Justiça e Direitos Fundamentais.

Também é intenção do evento aproximar o debate da Filosofia Jurídica com outras áreas do conhecimento, o que permite o diálogo interdisciplinar e a aproximação da sociedade civil com diversos segmentos envolvidos direta e indiretamente com o projeto.

O Simpósio tem na programação mesas de debate, minicursos e Encontro Científico.

Informações sobre o evento estão na página: 
https://www.doity.com.br/3simposiojuridicoufgd

 

Comentário

O semestre letivo na pós-graduação da UFGD vai começar e com ele foram abertas algumas vagas para alunos especiais em cursos de mestrado e doutorado. Três Programas de Pós-Graduação estão divulgando a abertura da seleção: Agronegócios, Sociologia e Letras.

Os interessados em se matricular como aluno especial no Mestrado em Agronegócios poderão se inscrever até hoje, 17 de agosto. Já quem está de olho no Mestrado em Sociologia tem até 22 de agosto e os interessados no Mestrado em Letras têm de 22 e 25 de agosto.

Cada programa define o prazo de inscrições e a forma de seleção. Os detalhes sobre esses procedimentos estão publicados no portal da UFGD em http://portal.ufgd.edu.br/editais e na página de cada programa. A taxa de inscrição é de R$ 8,80 e deve ser paga via GRU (Guia de Recolhimento da União).

Não há limites de vagas por disciplinas, ficando a cargo de cada docente, a partir da análise do currículo e demais documentos, a aprovação ou não dos candidatos. 

ALUNO ESPECIAL - VANTAGENS

Os alunos especiais são estudantes que farão uma disciplina da pós-graduação com as mesmas exigências que são cobradas de um aluno regular, só que cursando apenas uma disciplina da grade. Essa experiência é interessante para quem quer conhecer os programas e as linhas de pesquisa para, no futuro, definir melhor a proposta de projeto de pesquisa e tentar seleção como aluno regular.

Como aluno especial, há, ainda, a oportunidade de conhecer e se aproximar das pesquisas e dos professores do programa em que pretende entrar e ir se ambientando com a rotina de estudos. Além disso, o crédito já cumprido pode ser aproveitado quando se tornar aluno regular, ganhando tempo.

A disciplina isolada também é interessante para estudantes regulares que precisam aprofundar-se na temática oferecida em disciplina de outro programa.
 

EDITAIS

Seleção de Agronegócios
http://files.ufgd.edu.br/arquivos/arquivos/78/MESTRADO-AGRONEGOCIOS/Edital%20Aluno%20Especial%20%2020162.pdf

Seleção de Letras

http://files.ufgd.edu.br/arquivos/arquivos/78/MESTRADO-LETRAS/Edital%20Aluno%20Especial%202%C2%BA%20Sem-%20Processo%20Seletivo%20-%202016.pdf

Seleção de Sociologia

http://portal.ufgd.edu.br/pos-graduacao/mestrado-sociologia/editais-selecao

 

Comentário

Estão abertas, a partir desta quarta-feira (17), as inscrições para o I Encontro de Licenciaturas, promovido pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS). O evento será de 29 de agosto a 2 de setembro, em Dourados. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até o dia do evento.

Durante o encontro, professores universitários e da Rede Pública de Ensino, além de alunos dos cursos da graduação e da pós-graduação oportunidade de debater sobre os "Desafios Contemporâneos da Educação".

O evento é uma iniciativa dos coordenadores dos cursos de Licenciatura da UEMS de Dourados, em conjunto com a Pró Reitoria de Ensino (Proe). A unidade conta com mais de dez cursos, entre graduação e pós-graduação, nas áreas de Ensino e de Educação.

De acordo com o professor Marcelo Salles Batarce, coordenador do curso de Matemática da UEMS e integrante da comissão organizadora do evento, a ação conjunta dos cursos de Licenciatura é motivada pelo entendimento de que existem questões e reflexões fundamentais para os cursos de formação de professores que transcendem a especifidade de cada disciplina.

O I Encontro de Licenciaturas conta com o apoio da Secretaria de Educação de Dourados (Semed) e da Secretaria de Educação de Mato Grosso do Sul (SED).

Programação
A palestra de abertura do evento debaterá o tema "Trabalho no Contexto da Formação docente: novas faces da educação superior no Brasil", e será ministrada pelo Professor Doutor César Nunes, da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

O evento contará também com 18 minicursos nas áreas de Letras, História, Educação Indígena, Matemática, Química, Educação Infantil e Ciências Biológicas.

Também serão realizadas "mesas redondas" que debaterão temas como o papel do professor, as políticas públicas para a Educação em Mato Grosso do Sul e os impactos dos programas do Governo Federal para o Ensino.

Para fazer sua inscrição no evento clique aqui. Mais informações podem ser obtidas no portal do I Encontro de Licenciaturas.

Comentário

Começa na próxima segunda-feira (22) e vai até o dia 5 de setembro leilão de veículos promovido pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MS). O leilão será feito pela internet e podem participar interessados de todo o Brasil.

Segundo o edital publicado hoje no Diário Oficial do Estado (DOE), irão a leilão veículos que deverão ser usados para desmanche. Todos os carros, motos e veículos de grande porte foram apreendidos pelo departamento.

Para que o arremate do lote escolhido possa ser feito, é necessário cadastro prévio no site da leiloeira.

Todos os lotes poderão ser conferidos no site da empresa a partir do dia 1º de setembro. Clique aqui e confira a lista dos itens que estarão disponíveis para arremate com valor de lance a partir de R$ 100.

Comentário

As concessionárias de telefonia móvel prestaram nesta tarde (16) esclarecimentos sobre a qualidade dos serviços prestados em Mato Grosso do Sul, durante reunião realizada no Plenarinho da Assembleia Legislativa. A audiência acontece semestralmente em decorrência do TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) firmado após a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Telefonia.

A deputada Mara Caseiro (PSDB), que presidiu a CPI, a Superintendente do Procon-MS, Rosemeire Cecília da Costa, e a Gerente da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) no Estado, Vera Lúcia Sieburger, ouviram os representantes das operadoras Tim, Vivo, Oi e Claro.

Relatórios apresentados durante a reunião mostraram que as reclamações sobre os serviços prestados pelas operadoras aumentaram. A maioria delas está relacionada à falta de informação durante a pré-venda e a venda.

A superintendente do Procon alertou para a necessidade urgente de redução do número de reclamações, por meio de medidas como melhoria do sinal.

De acordo com dados apresentados pelo órgão, os três problemas mais recorrentes com as operadoras estão relacionados à cobrança indevida ou abusiva, dificuldades no acesso ao serviço ou resolução de demandas dos clientes.

A gerente da Anatel disse que as operadoras têm buscado investimentos no Estado. Para ela, houve acréscimo de estações e o atendimento vem sendo ofertado dentro do possível.

A deputada Mara Caseiro concorda que houve avanços, mas afirma que as operadoras de telefonia precisam incrementar ainda mais seus serviços, visando um atendimento à altura dos preços cobrados.

“Hoje ainda identificamos que os usuários têm procurado muito o Procon. Nesse sentido, pedimos instrumentos para diminuir as reclamações e melhorar o sinal no Estado. Entendo que tivemos avanços, mas precisamos avançar ainda mais. Observamos na reunião que ficou deficitária a informação dos investimentos já feitos pelas operadoras e quais ainda estão previstos para este ano”, pontuou a parlamentar.

A próxima reunião será em novembro e a expectativa é que as operadoras apresentem o relatório final para saber o que efetivamente melhorou e quais são os investimentos das quatro operadoras previstos em Mato Grosso do Sul. Com informações da AL/MS.

Comentário

O nadador americano Michael Phelps encerrou na última sexta-feira (13) sua participação na Rio-2016 com cinco ouros e uma prata, se tornando o maior vencedor da história dos Jogos Olímpicos. Mas tantas medalhas têm um preço.

De acordo com uma publicação no site Inc.com, feita por Steve Mendelsohn, responsável pela rede de dados Checkpoint da Thomson Reuters, os atletas americanos de elite estão na faixa tributária mais alta nos Estados Unidos, de 39,5%.

E, como Phelps ganhou 140 mil dólares pelos prêmios na Rio-2016, terá que desembolsar 55,3 mil dólares em impostos —ou cerca de 176,13 mil reais, de acordo com a cotação de fechamento de sexta-feira (3,185 reais).

Os atletas olímpicos dos EUA recebem 25 mil dólares (79,6 mil reais) por cada medalha de ouro que ganharem, 15 mil dólares (47,8 mil reais) por medalha de prata e 10 mil dólares (31,9 mil reais) por medalha de bronze.

Mas nem todos os esportistas americanos que conquistarem medalhas na Rio-2016 terão que pagar uma taxa de imposto tão salgada. Isso porque a faixa tributária nos EUA varia de acordo com os ganhos de cada pessoa.

Assim, os atletas que recebem menos e, portanto, estão no nível mais baixo de tributação, pagam uma alíquota de 10% de imposto. Nesse caso, terão que pagar 2,5 mil dólares (8 mil reais) por cada medalha de ouro que ganharem, 1,5 mil dólares (4,8 mil reais) por medalha de prata e mil dólares (3,2 mil reais) por medalha de bronze.

Polêmica

A cobrança de impostos sobre premiações de atletas no exterior é uma antiga polêmica nos Estados Unidos, segundo Mendelsohn. Enquanto algumas pessoas são contra a taxação, uma vez que os esportistas estão defendendo o país, outras acham natural que seja descontado um percentual sobre a renda recebida.

Mendelsohn citou uma conversa com Sean Packard, diretor da consultoria financeira voltada para atletas Octagon Financial Services, em que o executivo trata o assunto como algo "simples".

"Como é retratado pela crítica é que os atletas vão aos Jogos defender seu país, ganham medalhas e, de repente, são surpreendidos por um imposto", disse Packard. "Na verdade, eles estão ganhando uma renda, e pagando um imposto sobre essa renda", completou.

O executivo alega que os atletas se beneficiam de outras coisas ao receber medalhas olímpicas, como aprimoramento do marketing pessoal, o que pode render contratos financeiros de valores bem mais expressivos do que os impostos pagos pelas premiações.

Comentário

Uma quadrilha atacou, na madrugada de hoje (17), a empresa de valores Protege, na cidade de Santo André, na Grande São Paulo. Segundo a Polícia Militar, os criminosos tentaram entrar na empresa, mas funcionários da Protege reagiram. Houve disparos de armas de fogo e uso de artefatos explosivos.

A assessoria de imprensa da Protege informou que vigilantes que estavam no local e as barreiras do sistema de segurança impediram o roubo. Segundo a empresa, um colaborador foi ferido por estilhaços, recebeu atendimento e passa bem. “A Protege aguarda a apuração dos fatos e, para isso, colabora com as autoridades policiais em sua investigação”, informou em nota.

A ação começou por volta das 3h20, na empresa localizada na Rua dos Coqueiro, número 1.291. A Polícia teve dificuldade para chegar ao local, já que os criminosos bloquearam as vias que dão acesso ao local. Na Avenida Salim Farah Maluf, zona leste da capital, foi encontrado um veículo com armamentos e artefatos explosivos.

Em outros três locais – na Rua Presidente Wilson, região do Ipiranga, zona sul; na Avenida Antônio Dellamate, também na zona sul e na Avenida do Estado, na zona leste – veículos foram incendiados e colocados de forma a impedir o trânsito.

A Agência Brasil entrou em contato com a Secretaria da Segurança Pública, que ainda não se pronunciou.

Comentário

Página 822 de 926
  • mistura
  • Fabio Jr

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus