Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

O IFMS 9Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) aplica, neste domingo (27), em Campo Grande, as provas escritas para os candidatos a professor do ensino básico, técnico e tecnológico da instituição. Dos 2.591 mil inscritos, 2.122 realizam a prova. O índice de abstenção é de 18%, somando 469 candidatos.

A primeira etapa do concurso público é realizada em três locais da Capital, no Campus Campo Grande do Instituto, no Colégio Mace e na UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul).
O gabarito preliminar da prova deve ser divulgado ainda neste domingo, na Central de Seleção do IFMS. O gabarito definitivo está previsto para sair dia 13 de dezembro. A previsão é que o resultado preliminar seja divulgado até fevereiro de 2017.

São oferecidas 42 vagas para professores em diversas áreas, como Administração, Alimentos, Agronomia, Biologia, Eletrotécnica, Engenharias Agrícola, Civil e Mecânica, Física, Matemática e Português, entre outras. As vagas são destinadas aos campi Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Dourados, Jardim, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas.

Comentário

Domingo, 27 Novembro 2016 11:52

Nico Rosberg é campeão mundial de Fórmula 1

Depois de bater na trave nos últimos dois anos, Nico Rosberg chegou ao primeiro título mundial de Fórmula 1 neste domingo (27), depois de sustentar a posição de largada (segundo), e, mesmo chegando atrás do inglês Lewis Hamilton no GP de Abu Dhabi, terminou a temporada na frente. Sebastian Vettel, da Ferrari, completou o pódio.

Rosberg, de 31 anos, repetiu o feito do pai, o finlandês Keke Rosberg, campeão em 1982. Com uma boa vantagem (só precisava chegar em terceiro para garantir o título sem depender de Hamilton), o piloto alemão adotou cautela desde a largada. Hamilton usou uma estratégia inteligente, de segurar o ritmo para que os adversários chegassem mais próximos de Rosberg, mas o alemão conseguiu sustentar a posição e celebrar o título mundial.

A corrida marcou também as despedidas de Jenson Button e Felipe Massa da Fórmula 1. O brasileiro da Williams chegou em 9º, enquanto o inglês da McLaren deixou a prova na 13ª volta. Em cena semelhante ao que ocorreu com Massa em Interlagos, Button, campeão mundial em 2009, foi recebido pelos familiares e bastante aplaudido por todas as equipes, como reproduz o portal da revista Veja na internet.

Comentário

O prefeito Murilo Zauith (PSB) entregou, na presença de centenas de pessoas, na tarde deste sábado (26), a primeira etapa da obra da nova feira livre, denominada Espaço Feira João Totó Câmara. Essa etapa concluída já permitiu que os feirantes iniciassem o atendimento no local, que passa a ser definitivo para que desenvolvam as atividades.

Paulina Oshiro, produtora de hortifrúti e feirante [o pai dela foi um dos pioneiros da feira, há mais de 50 anos], agradeceu ao prefeito pela obra, principalmente porque se trata de um local fixo para que os feirantes possam trabalhar. “Eu agradeço do fundo do coração realmente. Agora a gente tem um lugar para trabalhar e ninguém mais vai nos tirar daqui”; ela foi a primeira a montar a banca na nova estrutura.

“Vocês agora não precisam mais montar e desmontar barraca na rua a cada final de semana. Têm um espaço definitivo, onde podem trabalhar e praticar preços justos para a população, porque não vão precisar pagar aluguel, nem água, nem pela energia, nem IPTU...”, observou o prefeito Murilo, o último a discursar depois das várias homenagens recebidas durante a cerimônia. Ao todo, 164 feirantes estão cadastrados e passam a atuar no local.

A feirante Paulina, que representou as feirantes da comunidade nipo-brasileira, também recebeu homenagem em reconhecimento ao trabalho desenvolvido para manter a tradição da feira livre em Dourados. A honraria foi concedida pela Associação Nipo Brasileira em parceria com a Prefeitura. Segundo o presidente da Associação cultural, o médico Nélio Kurimori, a obra é um marco para a cidade. “É um marco eterno que será relembrado pelas gerações futuras. Não poderia ter sido escolhido lugar melhor do que este ambiente de paz, alegria e natureza”, afirmou.

Outro que recebeu homenagem, em nome dos feirantes, foi Eneias Ribeiro Marengo, que está na atividade desde 1963. A família do ex-prefeito Totó que dá nome à feira foi homenageada, assim como a família do jornalista César Cordeiro, que dá nome ao bosque instalado no Espaço Feira. A viúva de Totó, Nelli, se emocionou e lembrou que o ex-prefeito e ex-deputado federal por dois mandatos, e ainda ex-secretário no Governo Wilson Martins, além de conselheiro do Tribunal de Contas, “foi um homem do bem, que só queria o melhor para as pessoas”.

Representando os moradores, empresários e proprietários de imóveis da rua Cuiabá, onde a feira funcionou por 34 anos, o contabilista Osvaldo Libório relatou que todos estão felizes e orgulhosos desta nova obra, pois trouxe dignidade tanto aos que moram na rua Cuiabá, quanto aos próprios feirantes. “A feira está no lugar que sempre mereceu”, relatou, lembrando ainda que o espaço se tornou um cartão postal para a cidade.

Visão de futuro

inauguraçao feira

Paulina, Murilo, Nélio, Nelli, Barbosinha e Hermetti Rigotti, no novo espaço da Feira

O prefeito Murilo lembrou que houve um recente debate na cidade sobre a possibilidade do fim da feira livre, tanto que a Câmara chegou a criar uma lei para garantir que a tradição fosse mantida. “Quantos feirantes formaram seus filhos e viveram com a renda da feira? E nós tivemos a oportunidade de fazer este trabalho junto com a Câmara, nossa equipe se desdobrou para fazer este projeto [da nova feira] e realizar a construção”, afirma o prefeito. A obra iniciou em abril, mesmo tendo sido pensada há mais de três anos e consumiu recursos próprios e do Fundo do Procon, da ordem de R$ 6 milhões.

Os vereadores Madson Valente, Cirilo Ramão, Pedro Pepa, Sérgio Nogueira e Idenor Machado, além dos deputados estaduais Zé Teixeira e Barbosinha [licenciado para o cargo de secretário estadual de Justiça e Segurança Pública] e o federal Geraldo Resende, também fizeram questão de registrar a ‘visão futurista’ do prefeito Murilo.

Para Zé Teixeira, Murilo se mostrou despreendido, deixando os afazeres particulares “para resgatar a moral de Dourados”. Ele ainda homenageou o empresário Hermeti Rigotti, “que cuidou dessa área por muitos anos, preservou e deixou ela reservada para ser agora compartilhada por todos”. Antes, Rigotti já havia dito ao Douranews que “isso aqui deixou de ser de um só, agora é de todos”.

Barbosinha disse que a nova Feira Livre “é a cara do Totó, um homem que marcou pela simplicidade, pela humildade, que gostava das coisas de Dourados” e lembrou que o mês de dezembro que já se aproxima também é diferenciado na cidade: “o Papai Noel social da dona Cecília nos faz refletir que em Dourados a crise passou distante, mesmo vivendo hoje o País um dos piores momentos da sua história”.

O vice-prefeito Odilon Azambuja, membro da Comissão de Revisão Histórica da cidade, lembrou que a Feira Livre de Dourados foi criada pelo Decreto número 10, com o ex-prefeito Antônio de Carvalho, o ‘seo Carvalhinho’ (gestão 1948/51), e funcionou, inicialmente, na rua Nelson de Araújo, entre a Marcelino Pires e a Weimar Torres, depois passou para a então rua Santa Catarina, atual Onofre Pereira de Matos, antes de chegar na rua Cuiabá. “Mais de 60 anos depois, hoje você entrega a chave definitiva da Feira Livre de Dourados, preservando a história desse patrimônio do povo de Dourados”, disse Odilon ao cumprimentar o prefeito Murilo.

Comentário

O presidente Michel Temer e os chefes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), convocaram uma entrevista coletiva para o meio-dia deste domingo (27), revela o blog da jornalista Cristiana Lôbo no portal G1. O principal objetivo do Palácio do Planalto é sinalizar que o governo está trabalhando para enfrentar as dificuldades da economia e que não está disposto a aceitar a anistia à prática de caixa 2 (uso de recursos não declarados à Justiça Eleitoral), principal ponto de polêmica no projeto de combate à corrupção discutido na Câmara.

Neste sábado (26), Maia se reuniu com Temer no Palácio do Jaburu, em Brasília. Na saída do encontro, disse que a votação no plenário não terá emenda relacionada a anistia, ou seja, o perdão a crimes praticados em campanhas eleitorais anteriores. “Não haverá nada que venha a anistiar nenhum tipo de crime. Não haverá nenhum texto que irá anistiar ninguém de corrupção ativa, corrupção passiva, peculato ou lavagem”, afirmou Maia.

De acordo com o presidente da Câmara, o encontro com Temer serviu para tratar das pautas prioritárias para o governo que tramitam no Congresso, como a proposta de emenda à Constituição que institui um teto para os gastos públicos e a proposta de reforma da Previdência, além do pacote anticorrupção.

Na quinta-feira (24), a votação do projeto com medidas anticorrupção acabou adiada para esta terça-feira (29) após ter sido revelada uma articulação que previa a apresentação de uma emenda para anistiar quem tivesse feito uso de caixa dois em eleições passadas. Nos bastidores da Câmara, chegou a circular um texto de uma emenda que previa livrar, em todas as esferas (cível, criminal e eleitoral) quem tivesse praticado caixa dois.

Comentário

Parte da redução dos preços dos combustíveis nas refinarias começou finalmente a ser repassada para as bombas dos postos, aponta levantamento de preços da ANP (Agência Nacional do Petróleo). O preço médio do diesel fechou a semana em R$ 2,984, abaixo dos R$ 3,002 que custava antes da primeira redução de preços da Petrobras, no dia 14 de outubro. Já o preço médio da gasolina ficou em R$ 3,665 nesta semana, ainda acima dos R$ 3,654 que custava antes da redução de preços na refinaria.

A Petrobras reduziu duas vezes o preço da gasolina e do diesel nas refinarias, nos dias 14 de outubro e 8 de novembro.

Em Dourados, contudo, o consumidor ainda não sentiu a diferença dessa redução. O litro da gasolina continua, na média, em torno de R$ 3,74 e do álcool, R$ 3,17.

Comentário

A Câmara de Vereadores de Blumenau, no Vale do Itajaí, aprovou um projeto de lei para regulamentar o sepultamento de animais domésticos junto com seus donos. A matéria ainda depende da sanção do prefeito. Os vereadores aprovaram o projeto em votação realizada na terça-feira (22).

De acordo com a Câmara, se sancionada, a lei permitirá que os animais sejam sepultados em campas e jazigos de cemitérios públicos e privados de Blumenau. Conforme o projeto de lei de autoria do vereador Célio Dias (PR), “o sepultamento destina-se prioritariamente a animais de estimação da família concessionária da área destinada ao jazigo”.

"Acho a ideia diferente. Não vejo problema e sou favorável. A gente se apega ao animal e ele se torna um ente”, diz o morador de Blumenau João Henrique, de 23 anos. O vigilante conta com a companhia de Guga, seu cachorro, há três anos, segundo relata o G1.

Comentário

“Um sentimento de liberdade”. Essa foi a definição do morador Ivan Libório, de 56 anos, há 34 convivendo com bancas de vendedores na Feira Livre da Rua Cuiabá, que amanheceu este sábado (26) em mutirão com a esposa, lavando as calçadas “e a alma”, segundo disse ao Douranews, após a confirmação de que a Feira estava se mudando para a antiga chácara Rigotti, na rua Cafelândia.

“Um sentimento de independência”. Essa foi a definição do Nelsinho, da banca do café, há mais de 30 anos comercializando o café torrado e moído na hora, à vista do cliente. Todos os finais de semana, com uma palavra alegre e de entusiasmo, Nelsinho, que começou a trabalhar como entregador de jornais no Jornal Panorama [empreendimento do ex-deputado Roberto Razuk, na década de 90], atende aos fieis clientes. “Quando não posso vir buscar, ele leva o café na minha casa”, comentou Célia Nunes, há 30 anos compradora da banca.

A primeira parte da etapa de implantação da nova Feira Livre, que o prefeito Murilo Zauith (PSB) entrega neste sábado, já é o novo ponto de encontro das pessoas. Pelo espaço já passaram, ainda no período da manhã, tradicionais compradores, entre os arranjos dos feirantes, adaptando-se ao ambiente com cheirinho de novidade, e os operários revezando-se para concluir detalhes da obra.

Milton Pedroso da Silva, que na semana que vem completa 91 anos de idade, chegou com o carrinho de compras na mão. Morador na esquina da ex-Feira da Rua Cuiabá [no cruzamento com a sua Cafelândia], apenas disse que o novo local ficou “meio perigoso” pra ele, porque o trânsito é mais intenso naquela região, de ligação com o Jardim Água e saída para a BR 163, mas disse que “comprei 30 anos lá e já estou aqui, vou continuar vindo na feira”.

Marco histórico

A Feira da Rua Cuiabá, instalada em outubro de 1982, ainda durante o período da campanha eleitoral quando o ex-prefeito José Elias Moreira (à época um dos líderes do PDS no Estado) disputava o Governo do Estado, que acabou perdendo para o líder da oposição, Wilson Barbosa Martins (do PMDB), “se constitui em um marco histórico da administração do Murilo, com certeza”, opinou na manhã deste sábado, em visita ao local, o ex-deputado Roberto Razuk. A partir de janeiro, a mulher dele, atual vereadora e prefeita eleita Délia Razuk, assume o compromisso de concluir o Espaço.

Razuk visitou a nova Feira, onde foi recepcionado pelo vice-prefeito Odilon Azambuja e os secretários José Jorge Zito (Governo), Luis Roberto Martins de Araújo (Planejamento), Vicente Chencareck (Guarda Municipal) e José Antônio Coca (Funed), da atual administração, além de populares e lideranças comunitárias. Depois de cumprimentar feirantes e consumidores, ele ainda comprou três quilos de guavira, fruta nativa da região até à década de 70, e compartilhou com os amigos.

Comentário

Com 54 pontos, o Corinthians terá um jogo decisivo diante do Atlético Paranaense, que tem 55 pontos, neste sábado, às 20 horas (MS), no Estádio Itaquerão. O duelo vale vaga no G-6 do Campeonato Brasileiro e classificação para a Libertadores do próximo ano.

Na briga pela sexta vaga na Libertadores, além de Corinthians e Atlético Paranaense também está o Botafogo, que tem a mesma pontuação do time do Paraná, 55 pontos, um a mais que os corintianos. Nesta penúltima rodada, o time carioca vai encarar a Ponte Preta, em casa, neste sábado, às 19 horas (MS).

Consciente da dura missão de chegar à Libertadores, o treinador Oswaldo de Oliveira relacionou 23 jogadores. Depois de cumprirem suspensão pelo terceiro cartão amarelo na vitória de 1 a 0 diante do Internacional na última segunda-feira, meia Rodriguinho, o meia-atacante Giovanni Augusto e o atacante Lucca estão de volta. Mas, dos três, apenas Rodriguinho retorna como titular.

O Corinthians deve iniciar a partida com Walter; Fagner, Vilson, Balbuena e Uendel; Cristian; Marquinhos Gabriel, Camacho, Rodriguinho e Marlone; Romero.

Comentário

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, reuniu-se ontem com o Conselho Nacional dos Procuradores-Gerais (CNPG), na sede do Ministério Público estadual de São Paulo, para discutir o Plano Nacional de Segurança Pública.

“Estamos aqui em mais uma etapa da elaboração do Plano Nacional de Segurança Pública. Fiz uma nova rodada de conversações, já tenho me reunido com todos os secretários de Segurança dos estados, os secretários de Justiça e Assuntos Penitenciários, todos chefes de Polícia Civil, todos os comandantes-gerais e agora é uma nova reunião com todos os procuradores-gerais de Justiça”, disse o ministro.

Segundo Moraes, uma das propostas que está sendo discutida para o plano é a criação de um grupo por parte do Ministério Público específico para homicídios, nos mesmos moldes que existe o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

A ideia é que, dentre os promotores do júri, alguns passem a acompanhar mais de perto a investigação de homicídios e passem a ter maior proximidade com as forças policiais, tanto a Força Nacional como as polícias estaduais. Desse modo, o ministro acredita que haverá maior resolução dos homicídios.

“Se nós prendermos em torno de 120 matadores em alguns estados da federação, nós diminuímos muito os homicídios”, disse. “Para isso, nós precisamos do auxílio próximo do Ministério Público e todos os procuradores-gerais vem se posicionando a favor disso”.

Proposta polêmica

Outra proposta do ministro é sobre a “racionalização do sistema penitenciário”. “Nós temos 42% dos 630 mil presos no Brasil de presos provisórios. Nós temos um número muito alto de presos provisoriamente que praticaram crimes sem violência ou grave ameaça. Enquanto nós temos um número menor de presos que praticaram crimes com violência ou grave ameaça, mas que rapidamente saem da cadeia”, disse o ministro.

Moraes admitiu que, mesmo que polêmica, sua proposta é que, durante as audiências de custódia – que são feitas 24 horas após a prisão em flagrante e tem o objetivo de avaliar a necessidade daquela pessoa ser mantida em cárcere ou aguardar o julgamento em liberdade – já seja feito um julgamento, caso o preso confesse o crime, e seja empregada uma pena alternativa, como tornozeleira eletrônica ou serviço à comunidade.

“Por que não nesse momento, 24 horas depois [do flagrante], se confessando o crime, a possibilidade de o Ministério Público oferecer a transação penal, com uma pena restritiva de direitos, ou tornozeleira, ou uma prestação de serviço a comunidade? Justiça rápida, um custo menor para o estado e a sociedade vai verificar que, em 24 horas, já houve a solução do problema sem que o processo fique rodando muito tempo”, defendeu o ministro.

Sobre os crimes graves, como homicídio e latrocínio (roubo seguido de morte), Moraes defendeu que os réus cumpram pelo menos metade da pena antes da progressão do regime. “O homicida, o latrocida , aquele que pratica um crime com violência, com grave ameaça, esse deve ser preso realmente, deve ir para a penitenciária, mas não é razoável que fique só um sexto da pena [antes de progredir de regime]”, disse.

Questionado se as medidas não seriam uma reforma do Código Penal, ele respondeu que não há necessidade de uma grande reforma, são questões pontuais com quatro ou cinco alterações. “Você pode fazer uma verdadeira revolução nessa questão de combate a criminalidade. O Plano Nacional de Segurança tem também sua vertente de apresentar propostas legislativas”.

Ministério Público

Gianpaolo Poggio Smanio, procurador-geral de Justiça de São Paulo, disse que da parte do Ministério Público de São Paulo, as principais contribuições são relacionadas ao combate do crime organizado, a exemplo da atuação do Gaeco, e questões de combate à violência doméstica, por meio das promotorias que combatem a violência doméstica, “que são as bandeiras e o trabalho importantíssimo dos estados”.

“Também é importantíssimo o trabalho na diminuição dos homicídios, que o Brasil tem índices muito altos e nós estamos buscando a diminuição. Então faremos também grupos de trabalho na investigação dos homicídios, atuação no júri, para que possamos também oferecer sugestões e poder prestar um serviço para a população”, disse Smanio.

O procurador também considera importantíssimo o fortalecimento dos ministérios públicos estaduais. “A criminalidade se combate nos estados, são os promotores de Justiça dos estados que fazem frente aos homicídios, aos roubos, aos furtos, à receptação, à criminalidade organizada, lavagem de dinheiro”, disse. Por isso, ele considera importante que os ministérios públicos participem, possam oferecer sugestões e estejam integrados no sistema nacional de segurança pública.

Comentário

Inquérito policial foi aberto para investigar a causa da morte de Deisilaine Romero Mariano, 31 anos, ocorrida na noite de ontem, em centro de saúde. Inicialmente, Boletim de Ocorrência havia sido registrado como morte natural, no entanto, foi alterado para morte a esclarecer diante de atestado médico que indicou como possível causa fatores externos.

Para investigadores, o pai de Deisilaine contou que ela estava na casa onde morava quando começou a se sentir mal e reclamar de dores no tórax. Apesar disso, o pai afirmou que ela não tinha problemas de saúde. A mulher foi levada para o Centro de Regional de Saúde (CRS) do Bairro Coophavila II, onde morreu horas depois.

A morte foi registrada na Polícia Civil como causa natural, mas no começo da madrugada de hoje, agente funerário apresentou ao delegado de plantão da Vila Piratininga requisição médica solicitando exame mais específico para diagnosticar o motivo do óbito. Há a suspeita de causa externa.

O corpo foi levado ao Instituto de Medicina e Odontologia Legal (Imol) e o caso está sob investigação.

Comentário

Página 791 de 1144

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus