Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

A Sicredi Centro-Sul MS, promove, às 10 horas de quarta-feira (15), em parceria com o Sindicato Rural de Dourados, durante a 55ª Expoagro, a palestra com o doutor em Ecologia e chefe-geral da Embrapa Territorial, Evaristo Eduardo de Miranda. Com o tema “Contribuição dos Agricultores à Preservação do Meio Ambiente no Brasil e no MS”, Miranda apresentará dados inéditos sobre a atribuição, a ocupação e o uso das terras no Brasil, com ênfase nas áreas dedicadas pelos produtores rurais à preservação da vegetação nativa no país.

“Hoje, os produtores rurais dedicam à preservação da vegetação nativa uma área total de mais de um quarto do território nacional. Esse papel dos agricultores e da agricultura na preservação do meio ambiente será destacado na palestra, ilustrada também com dados do Mato Grosso do Sul. Nenhuma categoria profissional cuida mais e melhor do meio ambiente no país do que os produtores rurais”, pontua o palestrante.

De acordo com o presidente da Sicredi Centro-Sul MS, Sadi Masiero, “o intuito do evento é disseminar conhecimento aos associados, produtores rurais e profissionais da área, contribuindo para o crescimento da região e comprovando o que está na essência do cooperativismo: crescer gerando desenvolvimento para todos”.

Palestrante

Evaristo Eduardo de Miranda é agrônomo, tem mestrado e doutorado em ecologia pela Universidade de Montpellier (França). Com centenas de trabalhos publicados no Brasil e exterior, é autor de 42 livros. Pesquisador da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) desde 1980, participou e coordenou mais de 40 projetos de pesquisa e implantou e dirigiu três centros nacionais de pesquisa. É membro de várias sociedades científicas.

Comentário

Ao atender um caso de violência doméstica na noite deste domingo (12), a Guarda Municipal de Dourados descobriu que uma mulher de 23 anos tinha abortado o bebê há uma semana após ser espancada pelo marido depois que encontrou maconha escondida no sofá da casa dela e que resultou na prisão do marido, João Paulo Almeida Silva, de 21 anos.

De acordo com a ocorrência registrada na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), guardas foram acionados na noite passada para atender uma denúncia de violência doméstica contra Joice Bernadete Feitosa, moradora na Sitioca Campina Verde.

A Guarda foi chamada por Um morador do bairro que encontrou a mulher na rua chorando, dizendo que o marido a havia ameaçado, foi quem acionou a Guarda. Joice contou que João Paulo estava tomando conhaque desde cedo e que ela encontrou a maconha escondida no sofá quando foi procurar o carregador de celular. João Paulo teria dito que a droga era de um amigo.

Ao falar que chamaria a polícia, porque se recusava a armazenar droga em casa, a mulher disse que foi empurrada por João Paulo e que o homem ainda ameaçou agredi-la com a garrafa de conhaque quebrada, e que quebrou o celular dela. Os guardas foram até a casa, encontraram a maconha e prenderam João Paulo em flagrante. Ele disse ter comprado a droga por R$ 250, para revender.

Sobre o hematoma no olho, Joice contou que tinha sido espancada pelo marido na semana passada ao se negar a manter relações sexuais com ele. Grávida, ela levou socos e chutes e o próprio João Paulo chamou o Samu que levou Joice para o Hospital da Vida, onde ficou constatado que ela tinha perdido o bebê, possivelmente em decorrência das agressões sofridas.

Comentário

O dólar opera em alta nesta segunda-feira (13), chegando a bater R$ 4 diante da aversão ao risco no exterior, conforme o impasse entre Estados Unidos e China reduzia as esperanças de que as duas maiores economias do mundo possam resolver uma disputa comercial em breve, sinaliza reportagem do portal G1.

Às 11h08 (de Brasília), a moeda norte-americana subia 1,23%, vendida a R$ 3,9936. Na máxima do dia, o dólar bateu R$ 4,0047.
A guerra comercial também afetava a Bolsa de São Paulo - a queda chegou a passar de 2%.

Na sexta-feira (10), a moeda norte-americana recuou 0,17%, vendida a R$ 3,9452. Na semana passada, no entanto, o dólar teve leve avanço de 0,16%. No ano, acumula alta de 1,83%, conforme a publicação.

Comentário

A China anunciou nesta segunda-feira (13) que planeja impor tarifas sobre US$ 60 bilhões em produtos dos Estados Unidos, depois que os EUA intensificaram a guerra comercial com uma elevação das tarifas em vigor sobre US$ 200 bilhões em produtos chineses.

O Ministério das Finanças da China informou que 5.140 produtos norte-americanos ficarão sujeitos a várias taxas a partir de 1 de junho. Segundo a agência Reuters, uma nova tarifa de 25% será cobrada sobre 2.493 produtos, incluindo gás natural liquefeito, e uma tarifa de 20% será cobrada sobre outros 1.078 produtos.

Pequim já tinha estabelecido taxas adicionais de 5% e 10% para 5.207 produtos norte-americanos no valor de US$ 60 bilhões em setembro, e alertou na época que responderia a qualquer tarifa mais alta imposta por Washington aos produtos chineses.

Retaliação

A tensão comercial entre as duas maiores economias do mundo se intensificou na sexta-feira (10) com os Estados Unidos elevando as tarifas, de 10% para 25%, sobre US$ 200 bilhões em produtos chineses. O presidente dos EUA, Donald Trump, ordenou a imposição de novas tarifas, dizendo que a China "quebrou o acordo" ao voltar atrás de alguns compromissos anteriores assumidos durante meses de negociações. A China negou as acusações.

Antes do anúncio de Pequim desta segunda, Trump havia aconselhado a China a não fazer retaliações, considerando que uma escalada da guerra comercial entre Pequim e Washington "só piorará as coisas".

"A China se aproveitou dos Estados Unidos por tantos anos que está muito à frente (nossos presidentes não fizeram o trabalho.) Portanto, a China não deve retaliar, isso só vai piorar as coisas!", tuitou o presidente. Mais cedo, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Geng Shuang, disse em entrevista à imprensa que a China nunca vai se render a pressões externa. "Dissemos muitas vezes que acrescentar tarifas não vai resolver qualquer problema. A China nunca vai se render à pressão externa. Temos a confiança e a capacidade de proteger nossos direitos legítimos e legais", afirmou.

Comentário

A vereadora Daniela Hall (PSD) está intervindo para a recuperação da Avenida Presidente Vargas, um dos principais acessos ao centro da cidade. Desde o dia 2 de abril, uma cratera de mais de 10 metros se abriu no meio da via, deixando o trânsito interditado. Ao fiscalizar ‘in loco’, a vereadora concluiu que o asfalto foi cortado por equipes da Prefeitura para identificar a dimensão do problema, mas, após isso, o buraco ficou esquecido, sem previsão de obras de recuperação.

Por isso, Daniela está acionando deputados e senadores que tiveram votos por Dourados para que possam socorrer a cidade, já que, segundo ela, a Prefeitura se mostra incapaz de resolver o problema com mão de obra e recursos próprios. Segundo Daniela, a obra está orçada em R$ 500 mil.

“O Governo do Estado já sinalizou que vai ajudar, mais uma vez, a exemplo de todo o recapeamento que está fazendo nas principais avenidas (Marcelino Pires, Weimar Gonçalves Torres e Joaquim Teixeira Alves, além de parte da Hayel Bon Faker) ao custo de R$ 22 milhões. Mas mesmo assim, acredito que o Estado, em conjunto com o apoio dos nossos parlamentares poderá dar uma resposta mais célere para a população. É por isso que estamos batendo de porta em porta”, destaca.

A cada dia a interdição da via gera mais problemas para a cidade. O primeiro delas é que o tráfego precisa ser desviado em rotas alternativas com menor fluidez, gerando assim pontos de congestionamento. A segunda é a passagem de carretas por ruas sem estrutura para suportar grandes pesos e isso pode, em curto espaço de tempo, danificar ainda mais a malha asfáltica, já comprometida em Dourados. O terceiro problema é o prejuízo que os comerciantes estão tendo porque os consumidores precisam desviar de seus pontos de venda devido à interdição.

Conforme Daniela, a avenida Presidente Vargas é uma das principais “artérias” da cidade, que liga bairros e reserva indígena ao centro e também é a saída para o município de Itaporã. O problema foi causado pela erosão embaixo do asfalto ao longo dos anos. A obra foi feita há pelo menos cinco décadas.

Segundo equipe de engenharia, no local ocorreu o chamado “dupping” de solo e comprometeu a tubulação responsável pela drenagem embaixo da pista e agora é preciso desmontar toda a estrutura para descer a máquina até à base e instalar nova tubulação. Depois será feito novo aterro e por fim a reconstrução do asfalto. (Com assessoria)

Comentário

A prefeita Délia Razuk participou da abertura da Expoagro, sábado (11) pela manhã em Dourados e disse que a feira é vitrine que dá visibilidade e difunde o potencial produtivo do mais importante município do interior do Estado.

“A Expoagro sempre foi orgulho para todos nós. É um momento especial para reafirmar a importância do agronegócio para o desenvolvimento”, disse. A prefeita citou também a chegada de novas empresas, como, por exemplo, a Coamo, cujo investimento se aproxima de 1 bilhão de reais e que deve ser inaugurada no mês de setembro, e a BRF que ampliou suas plataformas industriais. E lembrou que a administração municipal tem se empenhado e preparado o município para receber novos investidores.

Ela também agradeceu aos deputados estaduais Coronel David e Neno Razuk (presentes na solenidade), ao deputado federal Beto Pereira e ao senador Nelsinho Trad, “que se empenharam em trazer até a prefeitura o superintendente da Sudeco, Marcos Henrique Derzi, e com ele a ótima notícia que em breve Dourados será agraciado com uma usina de asfalto. Isto em muito nos ajudará a vencer o desafio de melhorar a qualidade de tráfego das nossas ruas”, disse, pedindo aplausos das pessoas que assistiam ao discurso na abertura da Expoagro.

Délia Razuk agradeceu ainda ao comandante da 4ª Brigada do Exército, William da Silva Ribeiro Pinho “um grande parceiro e que está sempre pronto para contribuir com a nossa gestão”, pelo empenho dos militares na obra de ampliação e reforma do aeroporto. E, por fim, parabenizou a diretoria do Sindicato Rural pela realização da Expoagro, desejando sucesso a todos.

Comentário

Os furtos de tampas de bueiros e de galerias de drenagem não são “privilégio” de Dourados ou do Brasil. Nos EUA, mais de 80 grades e tampas foram roubadas este ano em Long Beach, na Califórnia, e pelo menos dois motoristas locais que passaram pelos buracos entraram com pedido de compensação financeira na Prefeitura. Essa prática tem colocado a população em risco, causado danos aos veículos e enormes prejuízos ao Poder Público.

“Para acabar com o problema é preciso uma medida efetiva e criativa”, afirma o vereador Carlito do Gás (Patriota), que propõe a troca da matéria-prima de confecção dessas tampas, para que elas sejam feitas em polietileno, polipropileno e outras modalidades de plástico beneficiado e adicionado a produtos químicos. Projetos e orçamentos também devem trazer as novas especificações técnicas.

“Esta medida não é a ‘redescoberta da roda’. Já foi adotada pelas prefeituras do Rio de Janeiro e São Paulo e está acontecendo Brasil afora e surtindo efeito positivo. Quem vai derreter plástico para vender?”, indaga o vereador, que afirma que os furtos diminuirão, por conta do material que não possui valor no mercado paralelo, além de aderir à sustentabilidade. “A sustentabilidade tem sido uma aliada das gestões públicas por gerar economia de custos. As grelhas/tampas são bons exemplos disso. Com o uso da fibra plástica, que não tem valor de revenda, conseguiremos resolver parte do problema dos furtos sem perder em qualidade e segurança da população e usando material (plástico) que seria descartado”, completou o vereador.

Do polipropileno são feitas as tampas de bueiros já testadas pelas prefeituras do Rio de Janeiro e de São Paulo. Com um peso 60% menor se comparadas às de ferro, as grades de plástico utilizadas no escoamento das águas suportam uma pressão de até 25 toneladas. A vantagem maior em relação às antigas é que as grades de polipropileno são menos alvos de roubos por conta do alto valor no mercado de reciclagem. Na capital paulista, mais de 500 tampas e grades eram roubadas por mês, o que gerava um prejuízo anual de cerca de R$ 1,2 milhão. “A substituição do ferro fundido por plástico beneficiado já se mostrou eficaz e os bons exemplos devem ser seguidos, sobretudo quando geram economia para os cofres públicos”, reforça Carlito do Gás.

Comentário

O ator e comediante Lúcio Mauro morreu no fim da noite deste sábado (11), aos 92 anos, no Rio de Janeiro, informou o filho dele e também ator Lúcio Mauro Filho. Ele estava internado na Clínica São Vicente, na Zona Sul do Rio, havia cerca de dois meses, com problemas respiratórios.

Lúcio Mauro Filho homenageou o pai ao postar um texto em uma rede social. Ele escreveu que o pai teve uma vida linda, foi pioneiro, teve carreira vitoriosa e o influenciou.

Em março, Lúcio Mauro completou 92 anos, e o filho compartilhou uma foto para festejar a data. Na imagem, Lúcio Mauro aparece com filhos, a nora, Cíntia Oliveira, e os netos, Liz, Bento e Luiza.

“Só foi possível graças a sua força, e também ao amor incondicional que sentimos por ti. Hoje comemoras os seus 92 anos. Comemoramos a sua existência e a nossa sorte de carregar seu sangue. Feliz Aniversário, meu pai. Juntos sempre!”, postou em uma rede social na ocasião.

Comentário

A Caixa Econômica Federal recalculou o prêmio do concurso 2.150 da Mega-Sena, que passou a R$ 289 milhões para quem acertasse as seis dezenas, sorteadas na noite deste sábado (11), na capital paulista. A estimativa anterior era de R$ 275 milhões.

As dezenas sorteadas foram: 23 - 24 – 26 - 38 – 42 - 49. Um apostador acertou sozinho as seis dezenas. A aposta foi feita pela internet, mas a Caixa não divulgou em qual cidade ela foi realizada.

As agências lotéricas receberam 126,3 milhões de apostas. Este é o maior prêmio da Mega-Sena acumulado na história entre concursos regulares.

Comentário

O presidente da República, Jair Bolsonaro, decidiu reconduzir, por mais dois anos, o advogado Tarcísio Vieira de Carvalho Neto ao cargo de ministro titular do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), órgão do Judiciário responsável pela organização das eleições. A medida foi publicada sexta-feira (10) no Diário Oficial da União.

A decisão do presidente foi motivada pelo fim do primeiro mandato de Tarcísio Vieira, que teve duração de dois anos e terminou na quinta-feira (9). Embora não seja obrigatória, a renovação do mandato é um procedimento de praxe adotado pela Presidência da República para prestigiar o Poder Judiciário.

A indicação do ministro chegou ao presidente por meio uma lista tríplice enviada pelo STF (Supremo Tribunal Federal). Na votação feita pelos ministros, os nomes de Tarcísio Vieira e Carlos Horbach, que já integram o TSE, receberam dez votos. O advogado Carlos Mário Velloso Filho, que recebeu sete votos, completou os indicados à lista tríplice. O advogado Fabrício Juliano Mendes Medeiros recebeu quatro votos, conforme divulga a Agência Brasil de notícias.

Comentário

Página 7 de 1300
  • unimed nova

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus