Timber by EMSIEN-3 LTD
  • unigran topo 1
  • Dnews Whats
Redação Douranews

Redação Douranews

Um levantamento da consultoria Quist Investimentos revelou que 78% das empresas não tiveram acesso a nenhum tipo de ajuda emergencial do governo federal em meio à pandemia. Sem crédito, os negócios estão com o caixa no limite e têm dificuldades para cumprir obrigações de curto prazo.

O jornal "O Estado de S. Paulo" divulga resultado de pesquisa que ouviu 100 empresas com faturamento entre R$ 30 milhões e R$ 300 milhões. Entre as empresas que tiveram acesso ao auxílio, 17,5% declararam que o processo foi marcado pela carência de informações e pela falta de clareza nas orientações dos bancos de repasse sobre como operacionalizar as linhas de socorro.

Comentário

O vereador Elias Ishy (PT) indicou à Mesa Diretora da Câmara de Dourados, na sessão de segunda-feira (18), para que seja encaminhado um ofício à Presidência da República, com cópias para a Câmara dos Deputados e o Senado Federal, solicitando a inclusão dos indígenas no grupo de risco da Covid-19 pelo Ministério da Saúde, bem como também a elaboração de plano de combate ao vírus nas comunidades do Brasil, em especial no Mato Grosso do Sul, onde se localiza a segunda maior população do país.

Os primeiros registros da Covid-19 foram realizados na última semana na Reserva, entre eles, de crianças. Em um período de 24 horas foram diagnosticados 10 novos casos só em Dourados. Por esses e outros motivos, segundo Ishy, se faz tão necessária a aprovação e sanção do Projeto de Lei 1.142/20, que dispõe sobre a criação do Plano Emergencial para povos indígenas, quilombolas e tradicionais.

De acordo com Ishy, a ação é essencial para que sejam tomadas medidas urgentes de enfrentamento à pandemia nessas localidades, que pode acabar implicando em uma contaminação sem controle, tendo em vista as condições de vulnerabilidade social dessas famílias. “Sabemos das dificuldades e já temos como exemplo o estado do Amazonas, onde os números aumentam diariamente, principalmente daqueles que moram afastados de hospitais e que não possuem assistência dentro das Reservas"

“A pobreza, a falta de terras para plantação e subsistência, fazem com que essas pessoas precisem sair da reserva para trabalhar na cidade, onde acabam se expondo ainda mais ao vírus e colocando em risco a saúde de toda sua família. Essas que dividem pouco espaço dentro de casa, não sendo possível o isolamento nem a distância mínima solicitada pelos órgãos de saúde”, justifica.

Além disso, o vereador lembra que a falta de água na reserva é algo cotidiano, pois não conta com nenhum sistema de saneamento ou distribuição da potável, sendo necessário, por vezes, caminhar por horas para ter acesso a esse direito fundamental, universal e humano.

Ishy lembrou que no final de semana anterior à sessão foi divulgada uma carta emergencial dos Conselhos Guarani e Kaiowá, onde pediram o fortalecimento da Sesai (a Secretaria Especial de Saúde Indígena), com proteção aos trabalhadores e trabalhadoras, alternativas de isolamento possíveis, leitos e ambulâncias disponíveis, para além, ainda, como a doação de máscaras, produtos de higiene, alimentos e sementes para plantio. Foi recomendado ainda que eles fiquem em seu território, com responsabilidade a lideranças por bloqueios sanitários, com entrada permitida apenas a profissionais da saúde ou ajudas humanitárias. (Da assessoria)

Comentário

O governo federal publicou nesta segunda-feira (18), em edição extra do Diário Oficial da União, decreto que estabelece as regras de empréstimo para distribuidoras de energia elétrica. A medida passa para o consumidor o aumento da cobrança da conta de luz a partir de 2021. O decreto não estipula o valor do empréstimo, que será fixado pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) e não deve ultrapassar o total de R$ 14 bilhões.

O objetivo do socorro é cobrir o rombo financeiro no setor elétrico, gerado pela queda no consumo de energia e pelo aumento da inadimplência, reflexos da crise provocada pela pandemia do novo coronavírus, repercute o portal G1. A partir de 2021, os consumidores vão passar a pagar o empréstimo por meio da cobrança de uma tarifa adicional nas contas de luz. O valor será parcelado em 60 meses, ou seja, a quitação deve ocorrer apenas em 2025.

Como cada distribuidora receberá uma parcela diferente do empréstimo, o valor a ser pago por consumidores atendidos por uma distribuidora será diferente do que vai ser pago pelos clientes de outra. Com o empréstimo, o governo vai permitir a antecipação de recursos que já seriam pagos pelos consumidores nas contas de luz. Os recursos vão servir para cobrir diversos custos do setor elétrico, de acordo com a medida.

A justificativa do Governo é de que, no caso do setor elétrico, houve forte impacto na receita das distribuidoras, principalmente em razão da queda na demanda e do aumento da inadimplência. No início do mês, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, informou que a inadimplência no setor saltou de 3% para 12%.

Comentário

A Secretaria municipal de Saúde de Fátima do Sul confirmou, nesta terça-feira (19), mais dois casos de Covid-19, sendo um de Fátima do Sul e outro do distrito de Culturama. Ambos são trabalhadores na empresa JBS, em Dourados, diz o site Fatimaemdia.

Com essas atualizações o município agora contabiliza oito registros positivos da doença, seis de trabalhadores do grupo JBS. Desse total, sete estão em tratamento domiciliar e um hospitalizado. A Secretaria de Saúde da cidade também monitora outros casos suspeitos e aguarda resultados de exames coletados.

Trabalho conjunto realizado entre as Polícias Civil e Militar com a Guarda Municipal resultou na recuperação de uma motocicleta roubada, a apreensão de uma moto sem qualquer procedência, munições de calibre 12 e de um adolescente de 17 anos. Essa integração proporcionou que Dourados se destacasse, por dois anos seguidos, por apresentar os menores indicadores criminais avaliados pela Sejusp, a Secretaria de Segurança Pública estadual.

Políciais da Depac, a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário, levantaram que uma motocicleta Honda Tornado vermelha, roubada no dia (11) estaria no bairro Jardim Guaicurus e, diante dessas informações, equipes da Guarda Municipal e da Agência Local de Inteligência da PM localizaram o veículo em uma residência na rua Vespasiano da Silva Rocha, escondida sob pedaços de pau e roupas a velhas. A moto, com placa HTK-5541, será devolvida ao proprietário após os procedimentos legais.

Um adolescente de 17 anos, flagrado na residência, ainda tentou fugir da abordagem, mas foi apreendido. As equipes também localizaram outra motocicleta sem qualquer procedência que estava desmontada sem o tanque, banco e painel. Sobre os veículos, o adolescente relatou que comprou a Honda Tornado XRE por R$ 2 mil e a outra moto, uma Honda Titan 125, cor azul, por R$ 200. Com o jovem também foram encontradas três munições de uma arma calibre 12.

Comentário

Bastaram 30 dias para que a receita obtida com as exportações de produtos industrializados de Mato Grosso do Sul conseguisse reverter o resultado negativo registrado no período de janeiro a março deste ano devido à pandemia mundial do novo coronavírus e voltasse a registrar aumento nas vendas externas de janeiro a abril deste ano, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems.

Se de janeiro a março de 2020 houve uma queda de 5,2% na comparação com o mesmo período de 2019, de janeiro a abril deste ano as exportações industriais do Estado registraram alta de 5%, saindo de US$ 1,116 bilhão nos primeiros quatro meses de 2019 para US$ 1,172 bilhão no mesmo período deste ano. Na comparação do mês de abril deste ano com abril de 2019, o crescimento foi ainda maior: 44,5%, aumentando de US$ 211,51 milhões para US$ 305,73 milhões.

Segundo o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende, esse foi o melhor resultado para o acumulado de janeiro a abril da série histórica das exportações de produtos industriais de Mato Grosso do Sul. “Quanto à participação relativa, no mês, a indústria respondeu por 53% de toda a receita de exportação de Mato Grosso do Sul, enquanto no acumulado do ano a participação está em 68%”, acrescentou.

Recuperação

O economista explica que a redução da receita de exportações de produtos industrializados de Mato Grosso do Sul registrada em março foi resultado da adoção de medidas de restrição à circulação e à concentração de pessoas adotadas pela China por conta da Covid-19, ocasionando uma forte redução do nível de atividade econômica do país asiático.

“Portanto, na medida em que as restrições foram diminuindo e a atividade começou a ser retomada, obviamente esse quadro começou a se reverter positivamente, com as vendas do Estado para a China se recuperando e voltando a crescer”, analisou o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems.

Comentário

O mais recete boletim epidemiológico, divulgado no final da tarde pelo Comitê de Gerenciamento da Crise da Covid-19 em Dourados, indica que o Município fechou a segunda-feira (18) com 18 novos casos positivos do novo coronavírus (a Covid-19) com pacientes de 11 até a 52 anos de idade. O município passa a ter 64 pessoas diagnosticadas com a doença. Deste total, 15 são consideradas curadas, conforme o boletim da Prefeitura.

Além de Dourados, MS confirmou mais casos nas últimas 24 horas em Guia Lopes da Laguna (8), Campo Grande (6), Três Lagoas (3), Douradina (3), Deodapólis (1), Ponta Porã (1), Itaporã (1), Coxim (1), Fátima do Sul (1) e Brasilândia (1). Apenas o paciente, de 99 anos, morador em Coxim, está internado, o restante está em isolamento domiciliar. Nesta segunda-feira também foi registrada a 16ª morte por Covid-19 no Estado, uma idosa, de 70 anos, que morava em Brasilândia.

Comentário

A Câmara de São Paulo aprovou em sessão extraordinária virtual realizada nesta segunda-feira (18) o projeto de lei que permite a antecipação de feriados municipais na cidade de São Paulo por meio de decreto do Poder Executivo durante a pandemia do novo coronavírus. O projeto foi aprovado por 37 votos a favor, 14 contra e uma abstenção. O objetivo da proposta enviada pelo prefeito Bruno Covas (PSDB) é aumentar o isolamento social por meio de um "feriadão" nesta semana.

O feriado prolongado vai valer a partir desta quarta-feira (20) até o domingo (24). Para isso, os feriados de Corpus Christi (11 de junho) e da Consciência Negra (20 de novembro) serão antecipados para esta quarta e quinta (21). Na sexta-feira (22), será declarado ponto facultativo na cidade. "Teríamos aí um período de quarta, quinta, sexta, sábado e domingo onde a gente poderia atingir os índices que nós atingimos no dia de ontem, domingo, quando nós tivemos 56% de isolamento social aqui na cidade", disse Bruno Covas, em coletiva antes da aprovação do projeto.

Para conseguir aprovar a proposta com urgência, a liderança do governo na Câmara adotou a estratégia conhecida como "jabuti". Um substitutivo foi proposto em projeto de lei sobre outro tema, que já estava em tramitação. Desta maneira, os vereadores aprovaram o PL 424/2018, que trata sobre o estimulo à contratação de mulheres integrantes do programa "Tem Saída", que oferece emprego para mulheres vítimas de violência doméstica. O projeto estabelece que, nas contratações firmadas pela prefeitura para a prestação de serviços públicos, ficam asseguradas 5% das vagas de trabalho para integrantes do programa (desde que haja qualificação necessária). O substitutivo incluiu no PL um artigo que autoriza o "Poder Executivo a antecipar feriado municipal, por decreto, durante a atual emergência de saúde pública de importância internacional decorrente de coronavírus".

Comentário

No modelo de live adotado por artistas durante a quarentena, eles cantam e fazem estripulias para divertir o público, enquanto pedem doações para instituições que ajudam a combater os prejuízos causados pelo coronavírus. Mas, depois que o show termina, qual é o caminho trilhado pelo dinheiro que foi arrecadado?

Para responder a essa dúvida, o portal G1 mostra que as instituições que receberão as doações, a depender do caso, podem ser escolhidas pelo artista ou pelo próprio doador; nas principais plataformas de doação, o dinheiro doado segue direto para uma carteira digital da instituição escolhida; e as instituições têm autonomia para decidir de que forma vão aplicar a quantia arrecadada.

Na principal plataforma de doação usada nas lives, o montante arrecadado desde o início da campanha do coronavírus chegou a R$ 7 milhões no início da semana passada. A live de Sandy e Junior, em abril, foi até agora a campeã em doações, com mais de R$ 1,8 milhão arrecadados. Em seguida aparece a live do projeto “Amigos”, que juntou Chitãozinho e Xororó, Zezé Di Camargo e Luciano e Leonardo e recebeu R$ 1,7 milhão.

Boas causas

A plataforma, que funciona desde 2012 como um aplicativo de pagamentos, tem mais de mil ONGs cadastradas. Qualquer instituição pode se registrar para receber doações, sem cobrança de taxas, durante a pandemia. As entidades passam por um processo de validação, que verifica se os recursos recebidos serão destinados a causas consistentes.

Em grande parte dos casos, o dinheiro do público de lives serve para ajudar a manter instituições que já sobreviviam com doações antes da pandemia. Com comércio fechado e eventos proibidos, elas perderam outros meios de arrecadação. O Hospital de Amor, antigo Hospital de Câncer de Barretos (SP), por exemplo, dependia de shows e leilões beneficentes para bancar parte dos cerca de R$ 40 milhões mensais que precisa para manter os pacientes.

Dessa quantia, cerca de R$ 15 milhões são repassados pelo SUS (Sistema Único de Saúde) e a instituição busca o restante em ações com a sociedade civil, explica a coordenadora de captação de recursos do hospital, Larissa Mello. Mas, com a pandemia, o orçamento diminuiu consideravelmente. Ela diz que, em abril, as lives de artistas renderam cerca de R$ 2 milhões em doações para o hospital. “Estamos tendo que readequar muita coisa, economizar onde dá”, diz.

Comentário

O tenente-coronel Juracy Pereira da Paz foi designado para comandar o 3º Batalhão da PM em Dourados, substituindo o tenente coronel Carlos Silva, um dos sete presos removidos para o Comando Geral da PMMS (Polícia Militar de Mato Grosso do Sul), após investigações que apuram o envolvimento de oficiais da corporação com o contrabando de cigarros da região de fronteira do Estado com o Paraguai para os grandes centros consumidores do País.

Juracy Pereira da Paz comandava o quartel da PM em Maracaju há cinco anos e se preparava para aposentadoria em junho deste ano, de acordo com o registro policial. Além dele, o Diário Oficial do Estado trouxe, na edição desta segunda-feira (18), as remoções dos demais envolvidos e designação dos novos titulares, e caráter excepcional. Os sete oficiais investigados pela participação no esquema da 'máfia dos cigarros' estão presos preventivamente desde sexta-feira (15) no Presídio Militar da Capital.

No lugar de Kleber Haddad Lane, que já comendou o DOF (Departamento de Operações de Fronteira) em Dourados e estava designado na SAS (Superintendência de Assistência Socioeducativa) como chefe das Uneis no Estado, foi nomeada a servidora de carreira da pasta, Tatiana Rezende Nassar Cintra. Em substituição a Josafá Dominoni no comando da 5ª Companhia Independente da Polícia Militar, na Vila Sobrinho, em Campo Grande, assume o tenente-coronel José Carlos Rodrigues.

O tenente-coronel Rodrigo Alex Potrich assume o comando do 12º Batalhão da PM em Naviraí, que era ocupado por Wesley Freire de Araújo. O tenente-coronel Adriano Rodrigues de Oliveira assume o comando do 5º Batalhão, em Coxim, substituindo Luiz Herculano. No cargo de Jidevaldo de Souza Lima no comando da 4ª Seção Estado-Maior foi designado o tenente-coronel Anderson Rezende Diniz e o coronel Adilson Alves de Macedo substitui Anderson Diniz na direção do presídio militar.

Comentário

Página 6 de 1649
  • pmd responsa

O Tempo Agora

  • mascaras
  • unigran novo

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus