Timber by EMSIEN-3 LTD
  • ms dengue
  • Dnews Whats
Douranews - Dourados
Redação Douranews

Redação Douranews

Procurador-Geral de Justiça, coordenadores dos grupos/núcleo da saúde e educação do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) reuniram-se na tarde desta quinta-feira (21), na Governadoria, com o governador Reinaldo Azambuja e os secretários estaduais da Saúde, Educação e Segurança Pública para alinhar estratégias de combate à pandemia de Covid-19 para este ano. A manutenção do toque de recolher, a fiscalização da aplicação de vacinas nos municípios e planos de retorno às aulas na Rede Estadual de Ensino foram pauta do encontro.

Governo do Estado e MPMS vão fiscalizar a aplicação das vacinas contra a Covid-19 na população para que não haja desvios de doses do imunizante e para que o Plano Nacional de Imunizações (PNI), estabelecido pelo Ministério da Saúde, seja cumprido integralmente. Conforme determinado no PNI, a fase 1 da campanha de imunização tem como público-alvo profissionais de saúde que atuam na linha de frente da pandemia, trabalhadores de salas de vacinas, indígenas que moram em aldeias rurais e idosos que vivem em instituições de longa permanência, conhecidas como asilos.

Para conter a propagação do vírus causador da Covid-19, diminuir o número de infecções e desafogar as estruturas de saúde, o toque de recolher em todo o Estado deve ser prorrogado, com apoio do MPMS. Decreto com a determinação será editado e publicado em diário oficial. A medida que limita a circulação de pessoas continuará sendo fiscalizada pelas forças de segurança de Mato Grosso do Sul.

No encontro, o Governo do Estado ainda apresentou três planejamentos de volta às aulas da Rede Estadual de Ensino, o primeiro presencial, o segundo híbrido e o último remoto. Com todas as escolas já equipadas com kits e equipamentos de proteção para alunos, professores e técnicos administrativos, o plano de retorno às aulas ideal para o ano letivo de 2021 será definido em conjunto entre os setores de Educação e Saúde.

Participaram da reunião o governador Reinaldo Azambuja; o procurador-geral de Justiça do MPMS, Alexandre Magno de Benites Lacerda; os secretários estaduais Geraldo Resende (Saúde), Maria Cecilia Amendola da Motta (Educação) e Antônio Carlos Videira (Justiça e Segurança Pública); e os promotores de Justiça Paulo Roberto Gonçalves Ishikawa (chefe de gabinete do PGJ), Filomena Aparecida Depolito Fluminhan (coordenadora-adjunta do Grupo de Atuação Especial de Defesa da Saúde-GAEDS), Ana Cristina Carneiro Dias (coordenadora do Núcleo da Cidadania do MPMS) e Vera Aparecida Cardoso Bogalho Frost Vieira, Coordenadora Adjunta do GEDUC (Grupo de Atuação Especial de Educação).

Comentário

Ação emergencial de desinfecção, determinada pela prefeita Rhaiza Matos, resultou em amplo serviço de pulverização de uma solução à base de Quaternário de Amônio de 5ª geração e Biguanida Polimérica, “ideal para áreas críticas, semicríticas e não críticas”, como explicou a Diretora Executiva Hospitalar do HMN (Hospital Municipal de Naviraí), Silvia Ingrid de Oliveira Rocha para o trabalho de higienização realizado em toda a área do Paço Municipal da cidade.

LEIA MAIS SOBRE...

A ação, realizada na tarde desta quinta-feira (21) foi necessária após a confirmação de que de vários servidores testaram positivo para a Covid-19. Antes, no período da manhã, a prefeita Rhaiza tomou outra medida decisiva na prevenção à doença, assinando decreto para o fechamento do Paço Municipal até o dia 30.

Comentário

A Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul) e a FFMS (Federação de Futebol do Estado), vão realizar nesta sexta-feira (22), no auditório do Imasul (o Instituto do Meio Ambiente), em Campo Grande, às 9 horas, reunião com os presidentes dos clubes profissionais de futebol. O objetivo é debater o Termo de Fomento a ser formalizado como apoio do Governo do Estado ao Campeonato Sul-mato-grossense de Futebol Profissional da Série neste ano.

Trata-se da discussão quanto ao detalhamento dos termos do Termo de Fomento, nos quais se estabelecem as obrigações das partes e se discute todo o calendário do campeonato, as fases, processando o levantamento de informações necessárias para se determinar despesas e aporte de recursos.

O Governo do Estado, na gestão do governador Reinaldo Azambuja, tem prestado integral apoio anual aos clubes profissionais na realização do campeonato de futebol, com transferência de recursos, visando a melhoria, ampliação e renovadas condições de realização.

Como parte desse processo correspondente ao futebol profissional em Mato Grosso do Sul, a Fundesporte e a Federação de Futebol vão realizar no dia 12 de fevereiro o seminário sobre Gestão do Futebol Profissional e de Base. A finalidade é debater a respeito das novas experiências de organização, estrutura e funcionamento dos clubes futebolísticos, da importância das equipes de base, da política de desenvolvimento do futebol no Estado, e das perspectivas futuras.

Repasse anual garantido

O Governo do Estado, por meio da Fundesporte, é o principal fomentador do futebol estadual. Em 2020, foi garantido R$ 820 mil aos clubes para a disputa do Campeonato Sul-mato-grossense. Por determinação do governador Reinaldo Azambuja, o valor foi 30% maior em relação aos R$ 622 mil repassados desde 2015.

Para autorizar o incremento, as equipes tiveram de justificar, com transparência, a necessidade do recurso. Anualmente, com o aporte, o Governo auxilia os clubes futebolísticos nas despesas da competição, como taxa de arbitragem, além de hospedagem e alimentação nos jogos fora de casa. Para o certame de 2020, o acréscimo de 30% ajudou no custeio de materiais esportivos (bolas, coletes, uniformes, instrumentos de treinamento, entre outros).

Comentário

A Secretaria municipal de Saúde começou nesta quinta-feira (21) a vacinação dos profissionais que atuam na linha de frente contra a doença provocada pelo novo coronavírus, a Covid-19, na UPA da cidade onde serão vacinadas 288 pessoas, entre médicos, dentistas, enfermeiros e outros profissionais que atuam no mesmo local. A previsão é que a imunização seja concluída ainda nesta sexta-feira (22), de acordo com a assessoria de comunicação do Município.

Um dos que recebeu a dose da vacina nesta quinta foi o enfermeiro Antônio Henrique Matos, que apesar de estar diretamente trabalhando com pessoas infectadas, não contraiu o vírus. “Essa vacina é uma esperança para nós, porque já estamos com quase um ano de pandemia. Estar vacinado é uma segurança a mais para todos nós profissionais de saúde”, disse.

Segundo o cronograma da Secretaria, ainda nesta quinta, profissionais do Hospital da Vida e do PAM (Pronto Atendimento Médico) também começaram a ser vacinados.

INDÍGENAS

No primeiro lote de vacinas que chegou a Dourados, a maior parte das quase 30 mil doses é destinada para a comunidade indígena, que tem prioridade na vacinação conforme o protocolo estabelecido pelo Ministério da Saúde.

Aproximadamente 2.200 doses da vacina já estavam disponíveis para que a Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena) providenciasse a vacinação, a partir também desta quinta-feira. Pelo cronograma, 11.600 índios devem ser imunizados com as primeiras doses que chegaram no município, segundo a assessoria da Prefeitura.

Comentário

A Universidade Federal da Grande Dourados vai realizar na manhã desta sexta-feira (22), por meio da Prograd, a Pró-reitoria de Ensino de Graduação, o ato de formatura de novos 39 médicos e médicas em uma cerimônia remota que será transmitida ao vivo pelo canal da instituição na plataforma YouTube.

Desde maio do ano passado realizando cerimônias de formatura a distância, a Universidade busca seguir as orientações das autoridades públicas de saúde, garantindo o isolamento social e evitando aglomerações para conter a disseminação comunitária da Covid-19, mas sem deixar de conceder o diploma de graduação aos estudantes.

Com previsão de início para as 9 horas, essa será a primeira solenidade de colação de grau da UFGD em 2021. O evento, que será presidido pela reitora pro tempore Mirlene Damázio, será realizado no formato de videoconferência – entre a mesa diretiva e os formandos – por meio da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).

Comentário

O vice-governador de Mato Grosso do Sul, Murilo Zauith (DEM), é mais um a compor as estatísticas de contaminação pela Covid-19 no Estado. O diagnóstico positivo saiu nesta quinta-feira (21), mas Murilo permanece assintomático, segundo revelou.

Essa situação não vai impedi-lo de substituir as férias do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) que começam na segunda-feira (25) e vão até o dia 3 de fevereiro. Murilo disse que vai substituir Azambuja em regime ‘home office’, respeitando o período de quarentena indicado como medida de biossegurança pelas autoridades sanitárias.

Comentário

A CFT (Comissão de Farmácia e Terapêutica) do HU (Hospital Universitário) da UFGD iniciou nesta quinta-feira (21) a coleta medicamentos vencidos ou em desuso para descarte adequado. Até dia 29, colaboradores do hospital podem utilizar a caixa de coleta localizada na entrada dos funcionários para depositar qualquer tipo de medicamento vencido ou fora de uso.

De acordo com o presidente da CFT, Cleber Massato Toda, o foco da ação é a conscientização dos colaboradores do HU e da UFGD quanto ao descarte adequado desse tipo de produto. "É importante ressaltar que o descarte inapropriado de medicamentos pode ocasionar, por exemplo, o uso inadvertido de remédios por outras pessoas, resultando em graves reações adversas e intoxicações. Além disso, pode ocorrer também agressão ao meio ambiente com a contaminação da água, do solo e dos animais", pontua.

A caixa para coleta estará disponível na entrada de colaboradores. A ação de conscientização é desenvolvida pelo menos duas vezes ao ano pela CFT, em alusão às datas comemorativas voltadas aos profissionais de Farmácia, como é o caso do dia 20 de janeiro, em que se celebra o Dia Nacional do Farmacêutico.

Na campanha anterior, foram coletados 98 tipos de medicamento perfazendo um total de 689 unidades nas diversas formas farmacêuticas (comprimidos, gotas, cápsulas, solução oral, suspensão etc). O medicamento mais descartado foi antialérgico, seguido do anti-hipertensivo. Todo o material coletado é encaminhado ao setor responsável pelo gerenciamento de resíduos do hospital, para a destinação adequada.

A próxima ação está prevista para o mês de agosto, e será realizada em parceria com Conselho Regional de Farmácia, atendendo a toda a comunidade. "Estaremos fazendo na forma de Drive Thru, ou seja, as pessoas irão de carro a um determinado local e entregarão os medicamentos vencidos", explica Cleber.

Fora das épocas de campanha, os medicamentos vencidos ou em desuso podem ser descartados corretamente em estabelecimentos como farmácias e drogarias. Em Mato Grosso do Sul, a Lei Estadual 5180, de 12 de abril de 2018, torna compulsória a coleta de medicamentos vencidos em todas as farmácias e drogarias, prevendo que esses estabelecimentos mantenham recipientes para coleta ou descarte de medicamentos, cosméticos e insumos farmacêuticos deteriorados, ou com prazo de validade expirado, à disposição dos clientes.

Comentário

O Despertar para o Trabalho é um programa criado e realizado pela Aced (Associação Comercial e Empresarial de Dourados) há duas décadas, com o objetivo de oferecer palestras mensais voltadas à capacitação de trabalhadores das empresas associadas.

As palestras, sempre com temas motivacionais onde empresários e gestores de equipe estão convidados a participar, agora, de forma on-line, busca fomentar o desempenho em vendas, crescimento e amadurecimento em suas funções, saúde referente ao bem-estar físico e mental, além de marketing pessoal entre outros.

Como forma de incentivar a participação no programa, a Aced oferece o prêmio assiduidade aos participantes. Para concorrer, é preciso validar sua participação seguindo todas as regras do regulamento, como assistir, curtir, comentar e compartilhar cada palestra em modo público no Facebook.

No ano passado, seis participantes foram contemplados com certificados e R$ 500 cada um. Neste ano, a premiação será diferente; os três prêmios serão um notebook, um smartphone e um tablet.

Para Adriane Assunção, da Dalvesco Educacional, que foi premiada no final de 2020, o Despertar trouxe dois prêmios para a vida dela. “O Despertar para o Trabalho é um programa enriquecedor. Além do crescimento profissional e pessoal que você adquire acompanhando as palestras, você pode ainda, receber uma recompensa no final do ano pela sua assiduidade. Este apoio da Aced é fundamental para garantir qualificação e motivação entre os colaboradores de uma empresa”, disse.

Retomada

O programa será retomado, neste ano, a partir do dia 10 de fevereiro, com uma palestra ao vivo, com três grandes nomes do novo mercado e com um currículo extenso sobre liderança em gestão. O evento que começa às 7 horas, traz o tema “Performance Máxima em Vendas Online”.

Wagner Oliveira, CEO da Woli Tecnologia e Gestão; Matheus Bueno Torres, Professor e Head na Performance Máxima e Válter Gomes, Diretor e Professor na Faculdade de Gestão Woli – FGW, estarão ao vivo em um bate-papo com os participantes.

Outras informações

podem ser obtidas pelo telefone (67) 3416-8653 ou WhatsApp (67) 9 8402-6658. Acompanhe a Aced no Facebook (fb.com/aced.dourados), Instagram (@aceddourados) ou acesse o portal (www.aceddourados.com.br). Inscreva-se para receber as novidades enviando um e-mail para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Comentário

Os municípios sul-mato-grossenses receberam do Governo do Estado mais de R$ 3,3 bilhões em repasses no ano de 2020. Mesmo com a pandemia do coronavírus, houve incremento de receita num percentual de 10% se comparado com o valor no mesmo período - janeiro a dezembro - de 2019, quando chegaram aos cofres municipais o total de R$ 2.991.535.171,39, conforme dados no Portal da Transparência.

O secretário de Fazenda, Felipe Mattos, pondera que os repasses são uma importante fonte na composição orçamentária dos municípios, considerando que a maioria das 5.570 cidades brasileiras dependem dos repasses estaduais e federais para realizar investimentos. “É um recurso de extrema importância, utilizado pelos prefeitos de acordo com as demandas, e visas suprir melhorias para a população nas áreas prioritárias de políticas públicas como Educação, Saúde, Segurança Pública, entre outros”.

Entre os tributos passíveis de serem repartidos com os municípios estão o ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), IPVA (Sobre Propriedade de Veículos Automotores), o Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário do Estado de Mato Grosso do Sul) e a Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico)
.

Dourados recebeu mais de R$ 41 milhões do IPVA


O repasse mais vultoso é referente ao ICMS, maior fonte de arrecadação própria do Estado, que somou R$ 2,5 bilhões em 2020, contra R$ 2,3 bilhões em 2019. Constitucionalmente, os municípios têm direito a 25% de toda a arrecadação de ICMS feita pelo Estado. Esse percentual é dividido com base em critérios definidos por lei. O bolo destinado aos municípios obedece a seguinte ordem: 75% é rateado com base no Índice de Valor Adicionado, 3% da receita própria, 5% do ICMS Ecológico, 5% baseado no número de eleitores, 5% tendo como base o território e 7% é repartido igualmente a todos os municípios.

Em seguida aparece o IPVA, a segunda fonte de arrecadação do Governo do Estado, com R$ 400 milhões em 2020, ou seja, um acréscimo de 10,5% em relação a 2019, quando fechou em R$ 358 milhões. Esse valor corresponde a 50% do total arrecadado, os quais são revertidos para o município em que o veículo está registrado. De acordo com dados extraídos do Portal, os municípios com maior número de veículos são Campo Grande (que arrecadou R$ 162.820.493,63), Dourados (que ficou com R$ 41.193.172,52) e Três Lagoas (R$ 22.990.162,40).

As demais transferências são relativas ao Fundersul Agropecuária (R$ 145.853.562,77), Fundersul Combustíveis (R$ 89.273.674,42); Fundo de Investimento Social-FIS (R$ 33 milhões); FIS Saúde (R$ 135 milhões); Imposto sobre Produtos Industrializados – IPI exportação (R$ 25.002.005,17) e Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico incidente sobre importação e comercialização de combustíveis, a Cide (R$ 4.474.238,53).

Comentário

O Comitê de Fiscalização da Covid-19 vai intensificar as ações em Dourados. O objetivo é garantir o cumprimento do Decreto 26, de 17 de janeiro de 2021, que tornou mais rigorosa as regras para controle e prevenção à doença.

Com apoio da Vigilância Sanitária e do núcleo de fiscalização de posturas municipais, a Guarda Municipal fará uma força tarefa semanal, focada na fiscalização do comércio, de aglomerações e descumprimento de medidas sanitárias.

Segundo a comandante da Guarda Municipal, Graziele Cespedes de Souza Nascimento, primeiro será feita a orientação e advertência ao estabelecimento ou pessoa física. Se houver recorrência, é feita a interdição com assinatura do termo de compromisso. O passo seguinte, caso o local não cumpra as medidas, é a suspensão do alvará, podendo ainda ser multado em até 90 Uferms que equivale a R$ 3.278,70.

“Continuamos com o trabalho de esclarecer a população e garantir o cumprimento do decreto”, afirmou a comandante. Ela ainda lembrou que o objetivo não é punir e sim garantir que as normas sejam seguidas em benefício da saúde coletiva. (Da assessoria)

Comentário

Página 3 de 1811
  • Douranews Anúncio
  • Editais

O Tempo Agora

  • fetems abigail

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis