Timber by EMSIEN-3 LTD
Douranews - Dourados
Redação Douranews

Redação Douranews

A Central de Atendimento ao Cidadão vai suspender atividades na sexta-feira (24) e segunda (27) para realização de adequações na estrutura do prédio onde funciona, na avenida Presidente Vargas, 425, em frente da Praça Antônio João.

A medida foi comunicada através de decreto publicado no Diário Oficial do Município desta terça-feira (21), informando que, por conta desse fechamento, serão suspensos os atendimentos da administração tributária do IPTU (Importo Predial e Territorial Urbano) e do ISS (Imposto Sobre Serviços).

O atendimento será retomado na terça-feira (28) em ritmo normal, de acordo com o comunicado. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 3410 5600.

Comentário

A Prefeitura de Dourados definiu, em conjunto com a Agetran, Guarda Municipal e os membros do comitê olímpico, as regras de estacionamento e tráfego para domingo (26), quando a cidade estará mobilizada no Revezamento da Tocha Olímpica, já que Dourados foi escolhida Cidade Celebração, local onde o emblema da Rio 2016 vai pernoitar na passagem por todos os municípios brasileiros até o Rio de Janeiro.

Como forma de cumprir o que determina o comitê nacional, e garantir que a população conheça todas as regras, a Prefeitura publicou portaria na edição de sexta-feira (17) do Diário Oficial do Município. Ficam vedados a parada, estacionamento e circulação de veículos, durante o revezamento, nos trechos das ruas em que vai passar a tocha. As transversais também serão interditadas, conforme as regras.

A restrição para parada e estacionamento vai vigorar das 7 às 21 horas de domingo, ou seja, não pode haver veículos nos trechos de ruas por onde a tocha vai passar, nem nas transversais que dão acesso ao local durante todo o dia e parte da noite. Dessa forma, moradores ou comerciantes deverão se organizar para não utilizar veículos nesse horário (eles terão que ser retirados antes, ou permanecer nas garagens) na da área que compreende a interdição.

Das 14 às 21 horas, também no domingo, será proibida a circulação nas vias. O espaço por onde passará a tocha será devidamente delimitado e ninguém poderá transitar nessas áreas pelo período determinado. Os postos de bloqueio e delimitações de isolamento de público serão desativados após a passagem do comboio principal, com objetivo de minimizar o impacto no trânsito de veículos e demais usuários das vias.
Haverá alteração nos itinerários de veículos do transporte coletivo urbano, inclusive os distritais, Intermunicipais e interestaduais. Também serão criados pontos rotativos para os serviços de táxi e moto táxi para melhor atendimento da população.

O trajeto da Tocha Olímpica em Dourados vai começar pela rodovia MS 156, na altura da rotatória que dá acesso à Reserva Indígena, com início previsto para às 16 horas de domingo. Depois disso o percurso reinicia no perímetro urbano na avenida Presidente Vargas, em frente ao Parque dos Ipês. A tocha passa de forma subsequente por trechos das ruas Ponta Porã, Albino Torraca, Olinda Pires de Almeida, João Cândido Câmara, avenida Weimar Gonçalves Torres, rua General Osório, rua Cuiabá, avenida Hayel Bon Faker, ruas Mozart Calheiros, Alberto Leopoldo de La Cruz, Dorcelina Mattos Freiras, Coronel Ponciano, Marcelino Pires, Toshinobu Katayama, João Vicente Ferreira, Hayel Bon Faker novamente e avenida Joaquim Teixeira Alves.

A chegada é na praça Antônio João, com previsão para acendimento da pira por volta das 19 horas, onde haverá cerimônia com apresentação de artistas locais. A tocha vai pernoitar em um hotel da cidade e na segunda-feira (27) segue para São Paulo, via Presidente Prudente.

Um mapa detalhado com rota da tocha e um vídeo que mostra por onde o símbolo das olimpíadas vai passar, produzido pela assessoria de comunicação do Município, podem ser visualizados através da Fan Page da Prefeitura de Dourados no Facebook.

Comentário

A Prefeitura de Dourados informou nesta segunda-feira (20) que recebeu doses extras da vacina contra o vírus Influenza [de combate à gripe do tipo H1N1] e a distribuição foi retomada em algumas unidades básicas de saúde da cidade. A prioridade, segundo a Secretaria de Saúde, continua sedo de imunizar integrantes de alguns dos grupos de risco que porventura não tenham tomado a vacina durante a Campanha Nacional realizada no mês passado.

Devem procurar as unidades para tomar as doses apenas crianças menores de cinco anos de idade, gestantes, puérperas e idosos acima de 60 anos de idade. Esses fazem parte dos grupos que menos procuraram as unidades durante a campanha, mas também segue disponível a segunda dose da vacina contra Influenza para crianças de até cinco anos de idade, que tomaram neste ano de 2016 as doses da vacina pela primeira vez.

A criança que já foi imunizada no ano passado pode tomar apenas uma dose este ano, segundo o comunicado da Secretaria de Saúde.

As doses estão disponíveis nas unidades básicas de saúde Santo André, Seleta, Vila Rosa, Parque das Nações II, Izidro Pedroso, CSU, Vila Vargas e da Vila Hilda. As outras unidades de saúde da cidade ainda não receberam lotes extras; algumas ainda possuem apenas a segunda dose para as crianças que não repetiram a vacinação.

O lote de doses extras foi encaminhado pelo Governo do Estado, após pedido feito ao Ministério da Saúde, que é quem tem a responsabilidade de adquirir as vacinas para imunizar a população. ”O papel da Prefeitura é apenas de receber e distribuir da melhor forma possível, o que tem sido feito com sucesso desde o começo da campanha”, destacou material distribuído pela assessoria de comunicação do Município.

Comentário

Alex de Castro Vieira, de 32 anos, um dos condutores da Tocha Olímpica, que chega domingo (26) a Dourados, também é um dos ansiosos escolhidos que destacam a ‘experiência única’ de conduzir o emblema dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. “Estou muito lisonjeado”, conta ele.

Nascido e criado no município que foi escolhido como “Cidade Celebração”, a única do interior de Mato Grosso do Sul onde a chama irá pernoitar, Alex é bancário, casado, pai de uma menina e sempre foi envolvido do meio esportivo, com relacionamento mais direito com o futebol. Vieira faz parte do grupo Camapi e há oito anos se reúne com amigos aos sábados e também para participar de campeonatos amadores de futebol.
Como condutor da tocha, Vieira deixa o seguinte recado: “sonhe, busque, faça o bem que o resultado sempre vem”.

Para Rogério Pavão, de 33 anos, essa meta não é diferente. O administrador de empresas está ainda sempre preocupado em ações para melhorias ao bairro onde mora. Ele afirma que vai guardar essa lembrança para toda a vida. “Me sinto muito feliz por ter sido escolhido e espero que nossa Dourados seja bem vista em outras cidades e que essa passagem contribua de alguma forma”, comenta.

Crislaine Castro da Silva nasceu em Itaporã e é funcionária pública há 10 anos na área da saúde. Para ela é uma honra fazer parte do revezamento de grande importância a todos os brasileiros. “Faremos o mesmo que grandes atletas. É a união de continentes, exemplo de superação e esperança para o mundo, principalmente em países que fazem do esporte um instrumento de disciplina e educação para o seu povo. É uma trégua às desavenças que enfrentamos”, revela.

Para o prefeito Murilo Zauith (PSB), que está à frente da gestão municipal há cinco anos e tem a oportunidade de conduzir esse processo, a passagem da Tocha Olímpica pela cidade serve, também, como vitrine para mostrar a cultura douradense para o mundo. A cerimônia de recepção do fogo olímpico acontece a partir das 16 horas na praça Antônio João.

Comentário

O secretário estadual de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa (PSB) ressaltou nesta segunda-feira (20), ao participar da troca de comando no 2º. Grupamento de Bombeiros em Dourados, a parceria dos deputados, destacando que, juntamente com o deputado Zé Teixeira (DEM), destinou R$ 185 mil para a aquisição de uma ambulância de resgaste para a unidade. Barbosinha acompanhou a substituição do coronel Edson Ferreira Pinto pelo tenente coronel Flávio Pereira Guimarães.

O 2º Grupamento de Dourados é a maior unidade do interior de Mato Grosso do Sul e a transmissão de posse foi prestigiada por um grande número de autoridades civis e militares, dentre eles o vice-prefeito de Dourados, Odilon Azambuja, o comandante da 4ª. Brigada do Exército, general Lourenço Willian, o secretário José Carlos Barbosa, além dos vereadores, membros do Ministério Público, da Receita e Polícia Federal.

Ao discursar, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar do Mato Grosso do Sul, coronel Esli Ricardo de Lima, destacou o apoio parlamentar que a instituição vem recebendo, notadamente no empenho dos deputados estaduais em encaminharem emendas para o aperfeiçoamento da segurança pública em nosso Estado. A corporação deverá receber quase R$ 2 milhões em emendas estaduais.

O secretário de Justiça e Segurança Pública destacou novamente “a sensibilidade da bancada de vereadores do DEM de Dourados e do deputado Zé Teixeira fazendo com que, no curto prazo, nós possamos melhorar a estrutura da segurança pública na cidade. Junto com outros parlamentares, essas emendas possibilitarão a aquisição de novas viaturas e duas bases de policiamento móvel comunitário”.

O líder da bancada do DEM na Câmara, vereador Alan Guedes, observou que, em um momento de crise e contingenciamento financeiro, é muito importante que a bancada tenha tido esse olhar especial em favor da segurança pública em Dourados. “Todos nós reconhecemos o esforço do secretário em melhorar a atuação das forças de segurança em nossa cidade. Temos vários pleitos, como a criação do 3º Distrito Policial, mais um Grupamento de Bombeiros além de um novo Batalhão para a PM. Mas sabemos que o momento é de dificuldade, e por isso essa emenda que o deputado Zé Teixeira dividiu entre os vereadores da bancada ajudará bastante e contribuirá para levar o atendimento dos Bombeiros com ainda mais eficiência para a população”, acentuou o vereador.

Comentário

O Núcleo de Psicologia da Unigran recebeu a visita do promotor de Justiça Amílcar Araújo Carneiro Júnior, da Vara do Meio Ambiente da Comarca de Dourados, para conhecer a estrutura. O foco da visita foi conhecer o Pebi (Projeto Brinquedoteca Inclusiva), que funciona na instituição.

No projeto, acadêmicos de Psicologia criam brinquedos a partir de materiais recicláveis, e a partir disso, as crianças que visitam o Núcleo levam o brinquedo para casa e os alunos levam os trabalhos para escolas que fazem estágios. A coordenadora do Núcleo, Stela Victório Faustino, menciona que a visita foi uma importante forma de parceria com o Ministério Público do Estado.

“Ficamos felizes com a visita do promotor, conseguimos divulgar os trabalhos que a Brinquedoteca vem fazendo. Queremos aumentar a abrangência desse projeto, expandir o trabalho e levar esses brinquedos feitos com material reciclável para os bairros da cidade futuramente”, afirma Stela Faustino.

Para o promotor Amílcar Araújo Carneiro Júnior, a visita superou as expectativas. “Não imaginava que chegaria aqui e encontraria um projeto tão bem elaborado, já está em um nível de excelência, tem tudo a ver com as propostas do MP, pois é um trabalho que visa a sociedade, é viável e deve ser replicado”, garante.

O promotor ressalta que é algo que tende a crescer. “Na questão ambiental, faz-se muito pouco um trabalho no preventivo, e vejo nesse projeto uma oportunidade de fazer. Pois abre mais a possibilidade de trabalhar com a comunidade e o MP só existe para isso, que é para atender os interesses da sociedade”, destacou Amílcar Júnior.

Comentário

O senador Waldemir Moka (PMDB) se reuniu no início da noite desta segunda-feira (20) com o ministro do Esporte, Leonardo Picciani, para discutir recursos orçamentários a obras consideradas importantes para municípios de Mato Grosso do Sul.

Os recursos atendem a sete municípios com obras que incluem ginásios poliesportivos, infraestrutura, parques e campos de futebol. “Muitas dessas obras já foram iniciadas e os recursos são necessários para que sejam concluídas”, explicou o parlamentar.

Os municípios a serem beneficiados são Pedro Gomes, Aral Moreira, Bodoquena, Três Lagoas, Costa Rica, Deodápolis e Itaquiraí. Os recursos a serem liberados pelo Ministério do Esporte chegam a R$ 2.243.380,00, grande parte referentes a emendas de Moka.

Acompanhado de assessores, o ministro Picciani garantiu ao senador que, apesar das dificuldades, fará o possível para que a reivindicação sul-mato-grossense seja atendida, determinando o encaminhamento da pauta.

Também durante a audiência, o senador levou ao ministro solicitação do governo do Estado para atender a programas da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul, como o PELC (de Esporte e Lazer nas cidades), o Luta pela Cidadania, o PST (Segundo Tempo Padrão) e o Vida Saudável.

Também neste caso o ministro Picciani determinou à assessoria o encaminhamento necessário, tendo em vista o interesse do Estado, ainda que diante das dificuldades financeiras atuais no governo federal.

Comentário

Apesar de o frio já ter chegado de forma intensa a várias regiões do Brasil, com geadas, inclusive, em algumas ocasiões, em Dourados e várias cidades do País, o inverno começou oficialmente às 19h34 desta segunda-feira (20), e deve ser marcado por temperaturas muito baixas.

Diferentemente dos invernos de 2015 e 2014, quando o país teve pouquíssimo frio, os próximos meses devem ser caracterizados por temperaturas mais baixas, principalmente no Sul, Sudeste e Centro-Oeste, dentro da normalidade esperada para a estação.

Nos dois anos anteriores, o inverno teve temperaturas mais altas principalmente devido à influência do fenômeno El Niño, aquecimento das águas do Oceano Pacífico que impacta no clima de várias regiões do mundo.

La Niña

No final do inverno e início da primavera, pode haver ainda a formação do fenômeno La Niña, que é o resfriamento das águas do Pacífico. “Este fenômeno ainda não está estabelecido, mas deve ganhar mais persistência ao longo do inverno e poderemos observar suas consequências no fim do inverno e início da primavera, com o frio podendo se estender um pouco mais até o início da próxima estação”, dizem meteorologistas.

Comentário

Mato Grosso do Sul renegocia uma dívida com a União que em valores atuais é de aproximadamente R$ 6,3 bilhões. O pagamento consome 15% da receita líquida do Estado e representa um repasse anual para a União de mais de R$ 1,2 bilhão. Com o montante seria possível construir mais de 20 mil casas populares ou seis novos hospitais com capacidade individual de 200 leitos, entre outros investimentos.

Entre as contrapartidas exigidas pelo governo federal na renegociação estão o ajuste nas contas públicas dos estados. Em Mato Grosso do Sul, o ajuste foi uma das primeiras providências da equipe de governo de Reinaldo Azambuja (PSDB), que realizou cortes de cargos comissionados, revisão de contratos e redução das secretarias, que hoje somam 13 pastas.

Depois de meses de negociação, governadores e vices de 21 Estados acertaram nesta segunda-feira (20) com o Governo Federal a renegociação das dívidas com a União. Em uma reunião demorada com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e posteriormente com o presidente Michel Temer, os chefes dos executivos acordaram uma moratória de seis meses na parcela da dívida e o pagamento escalonado da dívida a partir de janeiro do ano que vem. A decisão teve participação do governador Reinaldo Azambuja.

Para o governador de Mato Grosso do Sul, o acordo contempla os 27 estados da Federação dando fôlego e condições para manter as contas em dia. “Mato Grosso do Sul paga R$ 108 milhões por mês, então nós teríamos quase R$ 660 milhões até o fim do ano. Isso praticamente possibilita você terminar o ano de 2016 sem déficit, equilibrando receitas e despesas”, afirmou.

O pagamento escalonado foi elaborado a partir de uma tabela que começa em janeiro de 2017 com o pagamento de 5,5% do valor da dívida, percentual que vai subindo nessa mesma proporção de modo que os estados atingirão novamente o pagamento da parcela cheia devida para a União em julho de 2018. Além do escalonamento, o cálculo da parcela também será reajustado a considerando a prorrogação do prazo de cumprimento da dívida por mais 20 anos, além de 2028.

O pagamento das três parcelas em atraso, com a suspensão a partir do mandado de segurança deferido pelo STF em abril, será diluído em 24 meses a serem pagas a partir de julho, valor que em janeiro se soma ao pagamento escalonado.

Esse ajuste entre estados e União foi precedido por uma reunião pela manhã, entre governadores e secretários estaduais de Fazenda, na residência oficial do governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, da qual participou, além do governador, o titular da Sefaz (Secretaria estadual de Fazenda), Márcio Monteiro. Entre as demandas acordadas nessa reunião preliminar e atendidas pelo Governo Federal está a inclusão de cinco linhas de crédito do BNDES na renegociação, as quais serão alongadas por mais 10 anos.

Comentário

Representantes das famílias contempladas no sorteio das casas do conjunto habitacional Dioclécio Artuzi III deverão ser chamados, ainda esta semana, para assinar, na Caixa Econômica Federal, os contratos para a ocupação das 450 casas construídas através da parceria entre o Município, o governo do Estado e o Programa “Minha Casa Minha Vida” do Governo federal.

O deputado federal Geraldo Resende (PSDB) se reuniu várias vezes com os futuros moradores e a Caixa Econômica, e chegou a convidar o ministro das Cidades Bruno Araújo para vir a Dourados em meados de julho com o objetivo de fazer a entrega das moradias.

Na manhã desta segunda-feira (20) a assessoria do deputado Geraldo Resende esteve, juntamente com uma comissão de moradores, na Prefeitura para definir os encaminhamentos para a concessão do ‘hábite-se’ às famílias contempladas. Ficou definido que a assinatura dos contratos será do auditório do CAM (Centro Administrativo Municipal)

De acordo com o setor de Habitação da Prefeitura, as pessoas com iniciais do nome entre A e L devem se dirigir ao local nesta quarta-feira (22), a partir das 13 horas e as cujos nomes têm iniciais entre M e Z devem procurar a Prefeitura na quinta-feira (23), também a partir das 13 horas, para esse procedimento.

Segundo Zelinda Fernandes, diretora de Habitação do Município, nessa data serão apenas assinados os contratos entre a Caixa e os futuros moradores do residencial. A expectativa é que a entrega das chaves seja feita pela Caixa durante a visita do ministro Bruno Araújo até o final do mês que vem.

Luta

O deputado federal Geraldo Resende vem acompanhando o problema das casas do Dioclécio Artuzi III há vários meses. Em fevereiro deste ano, por exemplo, o parlamentar levou uma comissão de futuros moradores para uma reunião na Superintendência da Caixa Econômica, em Campo Grande, para cobrar a conclusão das obras e entrega das chaves às famílias, contempladas há mais de dois anos.

Naquele o encontro, o superintendente da Caixa no Estado, Evandro Narciso de Lima, firmou o compromisso de cobrar agilidade da construtora, a fim de que a entrega das moradias ocorra o quanto antes. Em março último, nova reunião foi realizada, desta vez na agência da Caixa em Dourados.

“Nas audiências que tivemos com a Caixa Econômica e agora com o ministro Bruno Araújo, abordamos o sofrimento das famílias contempladas e que há mais de dois anos aguardam suas casas. Elas precisam pagar aluguel ou viver em casas de parentes, pois todas são de trabalhadores assalariados. Esperamos que as casas sejam concluídas dentro do prazo esperado e que a entrega aconteça conforme combinado com o ministro”, conclui Geraldo Resende.

Comentário

Página 1656 de 1688
  • disk corona
  • full house
  • unigran 150
  • Editais
  • Alems respeito

O Tempo Agora

  • mascaras
  • unigran novo

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis