Timber by EMSIEN-3 LTD
  • unigran topo 1
  • Dnews Whats
Redação Douranews

Redação Douranews

O vereador Idenor Machado (PSDB) tem acompanhado de perto a situação das escolas de Dourados, que suspenderam as aulas presenciais devido à pandemia da Covid-19. O retorno das aulas está agendado para o dia 25 deste mês. “É notório o empenho que o Poder Executivo tem feito para que a aprendizagem de nossas crianças seja garantida, sem dizer que os professores têm se adaptado a essa nova realidade educacional”, comentou Idenor.

O vereador disse ainda que é preciso se preocupar com a qualidade educativa aplicada neste momento e relata que, através das Secretarias municipal e estadual de Educação, tem sido noticiado sobre a evolução nos métodos que estão sendo adotados para que o ensino seja aplicado sem prejuízo na aprendizagem dos alunos. “Sabemos que não é a mesma coisa do que estar em sala de aula, é um momento diferenciado para toda a comunidade escolar, professores, alunos, coordenadores, mas mesmo assim vemos as escolas empenhadas para que os alunos sejam atendidos, algumas inclusive dispondo de locais onde os alunos possam resolver suas atividades mantendo a segurança por ocasião da Covid-19”, acrescenta.

Conforme o vereador, há muito o que ser observado, como a carga horária, as atividades ministradas, as formas como estão sendo feitas os registros da participação dos alunos, as formas de avaliação e também que esta avaliação não seja causa do aumento da reprovação e muito menos da evasão escolar. “A evasão escolar sempre foi combatida pela sociedade, pois sabemos que a Educação não é só um direito, mas é o principal instrumento para que mudanças sociais aconteçam, assim sendo, ela não pode ser uma alternativa nesse momento”, finaliza.

Lei do Bom Pagador

No Diário Oficial desta quinta-feira (21) foi publicada a Lei Complementar 392/2020 que altera e acrescenta dispositivos ao artigo 2º da Lei Complementar 152, de 28 de dezembro de 2009, a Lei do Bom Pagador. Esta lei complementar foi uma proposição do vereador Idenor Machado, com a finalidade de beneficiar com o desconto no IPTU (o Imposto Predial e Territorial Urbano) os imóveis que forem desmembrados, bem como os remembramentos que acontecem em várias situações de imóveis em Dourados.

“Partimos do pressuposto de que essa garantia está sobre o imóvel e não sobre a pessoa, assim sendo, esse benefício agora irá alcançar a nova matricula, sem esquecer que para continuar tem que se cumprir as exigências do Programa Bom Pagador ou este perde os descontos garantidos”, justifica Idenor, agradecendo ao Poder Executivo que entendeu também “o quanto será valioso para o incentivo na compra e venda de imóveis em nossa cidade”. (Da assessoria)

Comentário

A Prefeitura de Dourados conseguir destravar, na Justiça Federal, recursos federais na ordem de mais de R$ 5 milhões para a realização de obras de asfalto na Vila Roma. O anúncio feito pela secretária municipal de Obras Públicas, Marise Bianchi Maciel, na manhã desta sexta-feira (22) destaca que “a liberação representa uma vitória da prefeita Délia Razuk, que havia entrado com um mandado de segurança na justiça para a liberação de um repasse de R$ 4.841.569,77 do Ministério do Desenvolvimento Regional”.

Conforme a secretária, este recurso será usado para a execução de obras de drenagem de águas pluviais e pavimentação asfáltica na Avenida Lindolfo Lange, ligando a Rua Lazio até a rodovia BR 463, no prolongamento da Avenida Décio Martins Capilé entre as ruas Fiumicino e Bolívar Loureiro Rocha, na Vila Roma. O bairro também será contemplando com a construção de uma ponte transpondo o córrego Água Boa, no prolongamento da Avenida Décio Capilé.

Para a realização destas obras a Prefeitura de Dourados entrará com uma contrapartida de R$ 414.151,83. A secretária destacou o empenho do senador Nelsinho Trad, autor da emenda ao Orçamento da União, que possibilitou este projeto.

A secretária afirmou que o próximo passo será o trâmite burocrático na Caixa Econômica Federal e a assinatura do convênio para posteriormente ser realizado o processo licitatório para a escolha da empreiteira que fará a obra. Marise disse que estas obras são de grande importância para a região da Vila Roma, para resolver, definitivamente, o problema de tráfego dos moradores que precisam acessar a BR 463.

Comentário

A prisão domiciliar há um mês e meio no Paraguai não impediu Ronaldinho Gaúcho de aparecer em vídeos enquanto estava em uma penitenciária de Assunção e nem de participar de lives de cantores sertanejos. Nesta quinta-feira (21), contudo,o jogador resolveu quebrar o silêncio pelas redes sociais. A última publicação do brasileiro em seus perfis no Instagram ou no Twitter havia sido no dia 3 de março, um dia antes da viagem para o Paraguai.

Mas, nesta quinta, Ronaldinho deu o ar da graça no mundo virtual novamente. Ele publicou um vídeo no Twitter e o postou nos stories do Instagram. O conteúdo? Uma mensagem de boa sorte para um magnata árabe. "Sheikh Turki, boa sorte no jogo e use todos os seus dribles mágicos".

Mas ,quem é Sheikh Turki, que mereceu tal post? Turki Al-Sheikh é o dono do Almería, da Espanha. Não só isso. É assessor da Corte do Reino da Arábia Saudita e presidente da Autoridade Geral de Entretenimento do país. Ele é ex-dono do Pyramidis, clube egípcio que contratou vários brasileiros em 2018.

Turki e o ex-presidente do Al-Nasr, da Arábia Saudita, Saud Al-Suwailem, combinaram de se enfrentar em uma partida de FIFA 20 para distribuir o equivalente a mais de R$ 1,5 milhão para ajudar famílias em necessidade no país asiático por conta da Covid-19.

Comentário

A partir das 9 horas desta sexta-feira (22), os contribuintes já podem consultar o primeiro lote de restituição do IRPF (o Imposto de Renda da Pessoa Física) de 2020. Segundo a Receita Federal, o primeiro lote deve contemplar contribuintes idosos ou portadores de doenças graves. Neste ano, o cronograma de restituições foi antecipado para maio e a quantidade de lotes reduzidos de sete para cinco etapas.

O pagamento do primeiro lote está programado para o próximo dia 29, antes do fim do prazo de entrega das declarações, que vai até junho. A antecipação é uma iniciativa da Receita Federal para mitigar os efeitos econômicos da pandemia de Covid-19. O último lote tem pagamento previsto para 30 de setembro. No ano passado, as restituições começaram no dia 17 de junho e se estenderam até 16 de dezembro.

Outra mudança feita pela Receita Federal foi no dia em que a restituição é depositada na conta do contribuinte. Normalmente o crédito bancário ocorria no dia 15 de cada mês. Neste ano, o pagamento da restituição será realizado no último dia útil do mês. O crédito bancário para 901.077 contribuintes do primeiro lote será realizado no dia 29, totalizando R$ 2 bilhões.

O primeiro lote contempla contribuintes que tem prioridade legal, sendo 133.171 contribuintes idosos acima de 80 anos, 710.275 contribuintes entre 60 e 79 anos e 57.631 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave.

Comentário

A cidade de Rio Brilhante que não tinha ainda nenhum registro do novo coronavírus confirmou sete casos nas últimas 24 horas. Na manhã desta quinta-feira (21), a administração municipal confirmou dois casos e, na tarde desta quinta outros cinco. Na terça-feira (19), barreira sanitária montada na cidade flagrou 16 trabalhadores do frigorífico JBS de Dourados, moradores de Rio Brilhante, com sintomas do novo coronavírus.

Destes, dois testaram positivo. Posteriormente, nesta quinta, outros três exames também deram positivo para o vírus. Já na tarde, também desta quinta, sete trabalhadores do frigorífico, que voltavam do serviço, foram abordados com sintomas da Covid-19, também em barreira sanitária em Rio Brilhante. Todos apresentavam sintomas leves de infecção. Delas, uma funcionária testou positivo e também em teste rápido, o marido dela também deu como positivo.

Na última terça, a JBS informou que tem como prioridade a saúde dos colaboradores e que os testados positivos para a doença seguem afastados e a empresa tem prestado atendimento integral que se estende aos familiares. A empresa ressalta também que tem aplicado todas as medidas de segurança e prevenção contra a doença conforme orientação dos órgãos de saúde e de especialistas contratados pela empresa. (Com informações do Midiamax)

O procurador chefe do MPT-MS (Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso do Sul), Jeferson Pereira, vai se manifestar nesta sexta-feira(22), em Coletiva de Imprensa marcada para às 8h30, sobre as ações recomendadas pelo orgão em relação ao avanço da propagação da doença Covid-19 provocada pelo coronavírus, especialmente junto aos trabalhadores indígenas de Dourados.

Nesta semana, o MPT reforçou a preocupação com a velocidade com que essa doença vem avançando principalmente na Reserva Indígena "Francisco Horta Barbosa" que compreende as aldeias Bororó e Jaguapiru em Dourados. Das 67 testagens positivas registradas na cidade até terça-feira (19), 31 pertencem à reserva onde, segundo o mais recente boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde, há 30 casos confirmados.

A maior preocupação do MPT é com unidades da Seara Alimentos, do grupo JBS e da BRF (a fusão entre Sadia e Perdigão) depois da constatação de que a expansão do vírus na reserva teve início após uma indígena que trabalha no frigorífico JBS testar positivo para o coronavírus. Sem conhecimento da doença, ela manteve contato com dezenas de moradores do local e a comprovação de novos casos veio com a triagem de suspeitos e a aplicação ampliada de testes para detecção da doença.

A Reserva Indígena de Dourados tem cerca de 18 mil habitantes, quantidade superior à população de muitas cidades do estado. Os indígenas sofrem com a falta de água encanada em muitas residências e carecem de equipamentos de proteção contra a doença e de alimentos. Em relação às indústrias, o MPT busca apurar, com apoio do Comitê de Gerenciamento de Crise do Coronavírus, do qual participa, e da Secretaria municipal de Saúde, se os protocolos de segurança estipulados nos planos de biossegurança de ambos os frigoríficos são efetivos para evitar a proliferação da Covid-19 e estão sendo observados. A instituição pede ainda que sejam informados quantos casos confirmados de Covid-19 existem entre os empregados das empresas.

Recomendação

Com essas notificações recomendatórias, o Ministério Público do Trabalho ainda espera saber se houve negociação com o sindicato profissional para reduzir a atividade frigorífica apenas ao essenciali em termos de abastecimento da população e quais outras providências estão sendo tomadas para proteger a saúde dos trabalhadores próprios e dos prestadores de serviços. Funcionários que apresentem sintomas da Covid-19 devem ser afastados, orienta o MPT.

Na Coletiva, Jeferson Pereira deverá falar de ações adotadas para conter os riscos de contágio pelo novo coronavírus em indústrias frigoríficas do Estado e mitigar o avanço de infecções nos ambientes onde já existem casos confirmados da doença Covid-19, a exemplo de unidades em Bonito, Guia Lopes da Laguna e Dourados. A entrevista coletiva ocorrerá na sede da Procuradoria do Trabalho no Município (Rua Ediberto Celestino de Oliveira, 2.605, Vila Planalto) com transmissão ao vivo no canal @mpt_ms no Instagram.

Comentário

Gusttavo Lima (de novo), Ludmilla, Pabllo Vittar, Anavitória, Chitãozinho e Xororó e a banda Atitude 67 estão entre as lives desta sexta-feira (22) na onda das apresetações ao estilo '#fiqueemcasa' onde o bastidor virou o show. Casas de músicos são os palcos possíveis no isolamento para conter o coronavírus.

Entre as atrações desta sexta-feira, o público poderá ver o repertório da banda sul-mato-grossense Atitude 67, criada em 2003 por um grupo que se apresentava nos fundos de garagens da capital do Estado e que hoje integra o primeiro time nacional. Em 2019, a Atitutde conquistou o Prêmio Multishow de Música Brasileira na categoria Melhor Grupo. O show virtual solidário vai arrecadar recursos para o Ismac (Instituto Sul-mato-grossense para Cegos Florivaldo Vargas), de Campo Grande.

Confira as lives de hoje e como assistir a cada uma delas:

Israel e Rodolffo - 17h - Link
Ludmilla - 18h30 - Link
Anavitória - 19h - Link e Multishow
Atitude 67 - 19h - Link
Ava Rocha (Em Casa com Sesc) - 19h - Link
Chitãozinho e Xororó - 20h - Link
Pabllo Vittar - 20h - Link
Diogo Nogueira - 21h - Link
Gusttavo Lima - 21h - Link

Comentário

Acompanhada da secretária municipal de Saúde, Berenice de Oliveira Machado, do assessor especial Alexandre Mantovani, e do médico Ricardo do Carmo, membro do Comitê de Covid-19, a prefeita Délia Razuk esteve na manhã desta quinta-feira (21) no Hospital Porta da Esperança, que receberá, por conta de convênio do município com a empresa JBS, 42 leitos para tratamento de pacientes com o coronavírus.

O gerente da unidade local da JBS, Dirceu Rech, também esteve no na unidade, onde foram recebidos pelo reverendo Benjamin Bernardes, superintendente executivo da Missão Caiuás e pelo responsável técnico, enfermeiro Eder Mariola. O gerente explicou que já está encaminhada a aquisição de 22 camas com colchões, que o fornecedor deve entregar nos próximos dias.

A empresa também se propôs a reformar o chamado 'Centrinho', adequando para a colocação de outras 20 camas, totalizando 42 leitos de enfermaria para pacientes da Covid-19, para atender a demanda da doença surgida na Reserva Indígena, onde dezenas de casos foram confirmados nos últimos dias. Uma tenda começou a ser instalada no momento da visita e será utilizada para triagem dos pacientes.

Durante a visita, prefeita e secretária visitaram as instalações da unidade de saúde da Missão e foram informadas sobre todo o funcionamento e capacidade de atendimento do hospital, que também está sendo preparado para atender pacientes em estado não graves da Covid-19. A prefeita ouviu dos dirigentes que o hospital da Missão Caiuá tem um histórico de trabalho de proteção aos índios, com respeito à cultura. 47% dos colaboradores são indígenas, o que facilita a relação entre paciente e os profissionais.

Comentário

A Secretaria municipal de Administração contribuiu, por meio do Departamento de Tecnologia da Informação, para que mais de R$ 1 milhão fossem economizados diretamente nos cofres públicos municipais em Dourados. Isso foi possível através de um projeto implantado em maio de 2018, onde todo o serviço de internet da Prefeitura passou a ser centralizado, otimizando gastos, tornando a rede mais gerenciável, rápida, padronizada e organizada, sendo possível o monitoramento do tráfego, níveis de sinal, inoperância, instabilidade e qualidade, o que reflete em uma gestão mais barata e eficiente.

O projeto teve início em 2017, quando a prefeita Délia Razuk solicitou à secretária de Administração, Elaine Terezinha Boschetti Trota que otimizasse os gastos públicos, cortando consumos à revelia e regulando serviços permanentes. Todo esforço foi concentrado neste sentido e os envolvidos mapearam as unidades e dimensionaram suas respectivas demandas de tráfego de rede.

“Havia um alto gasto com internet, pouca qualidade e desatendimento em locais remotos. Inadmissível uma situação como esta”, comenta a prefeita Délia Razuk. “Solicitei que todos os pontos de atendimento ao cidadão fossem atendidos (postos de saúde, escolas, Cras, Ceims, etc.) da melhor forma possível”, completa.

De acordo com o diretor de Tecnologia da Informação, Rafael Henrique Koller, a tecnologia que estava em uso (xDSL) não tinha eficiência ante à necessidade de comunicação dos pontos com o data center municipal, por conta dos planos comerciais disponíveis. Outros produtos com tecnologias diferentes foram cogitados, mas o valor não compensava. Além da baixa qualidade e alto custo, os processos de instalação demoravam de 3 a 6 meses, chegando em alguns casos a um ano e em locais fora da área urbana não havia cobertura, ficando assim vários pontos desconectados.

Os pontos precisavam ter acesso na rede da Prefeitura, mas, em alguns casos, não necessariamente à internet. A partir desse problema, o Departamento de Tecnologia da Informação iniciou um estudo voltado ao transporte de dados. A equipe realizou a elaboração do projeto de uma Rede Metropolitana com foco em serviço, vislumbrando aumento de tráfego (throughput), baixo tempo de resposta (latência), alta disponibilidade (SLA) e estabilidade de rede (jitter). Parâmetros estes exigidos em contrato.

Não houve necessidade de compra ou troca de qualquer ferramenta durante o processo e três profissionais estiveram envolvidos na implementação do projeto. Os técnicos notaram um aumento em mais de 43% no número de pontos atendidos (incluindo áreas rurais e indígenas), além de um aumento em mais de 270% na velocidade de tráfego nos pontos atendidos.

“Houve também uma redução em mais de 53% de gastos com internet e economia de mais de R$ 700 mil ao ano aos cofres públicos municipais”, segundo a secretária de Administração, Elaine Trota. “O projeto é fruto de um planejamento realizado por profissionais comprometidos com a qualidade e custo-benefício, voltado a suprir uma necessidade de longa data. Basicamente concentramos o uso de internet e interligamos os pontos em nosso data center, formando um provedor municipal. Um único link de acesso à Internet foi contratado e redistribuímos para os pontos remotos, formando assim uma Rede Metropolitana”, complementa a secretária.

Após a implantação total do contrato (em julho de 2018), todos os pontos previamente levantados estavam operando com velocidades variadas que, em sua totalidade, podem chegar até 2Gbps no ponto concentrador, com latência inferior a 20 ms, Jitter de 4 ms e disponibilidade de 98% (entre o ponto remoto e a prefeitura), além de SLA de 6 horas (em casos emergenciais como hospitais, até 2 horas).

“Além de podermos atender todas as demandas de internet em qualquer lugar da cidade com qualidade, gerando economia e aumentando velocidade, pudemos também restringir acesso a conteúdos impróprios e bloquear tráfego indesejável (streaming, torrentes, vírus, etc.)”, explica o diretor de Tecnologia da Informação, Rafael Henrique Koller.

Comentário

O Ministério da Saúde divulgou nesta quinta-feira (21) o mais recente balanço de casos e mortes causadas pelo novo coronavírus. Foram 1.188 registros de morte incluídos no balanço em 24 horas e o País superou a 20.047 mortes desde o início da pandemia. Já são 310.087 o total de casos confirmados, 18.508 novos casos incluídos em 24 horas. Há 125.960 pacientes recuperados (40,6%).

O país tinha registrado o marco de 10 mil mortes no dia 9 deste mês. O número dobrou em um intervalo de 12 dias. Antes disso, o marco com 5 mil mortes foi registrado em 28 de abril, e o tempo para alcançar os 10 mil foi de 11 dias. De acordo com o Ministério, o coronavírus avança e está presente em mais de 60% das cidades brasileiras.

20 mil mortos no mundo

Além do Brasil, que chegou ao marco 65 dias depois da primeira morte, os seguintes países também passaram dos 20 mil óbitos:
- Itália (20.465) em 13 de abril, 53 dias depois da 1ª morte
- Espanha (20.002) em 17 de abril, 46 dias depois da 1ª morte
- Reino Unido (20.223) em 21 de abril, 47 dias depois da 1ª morte
- Estados Unidos (20.255) em 9 de abril, 41 dias depois da 1ª morte

Comentário

Página 2 de 1649
  • pmd responsa

O Tempo Agora

  • mascaras
  • unigran novo

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus