Timber by EMSIEN-3 LTD
Quarta, 24 Novembro 2010 14:23

“Operação Vitruviano” desmantela quadrilha liderada por major preso por tráfico de drogas

Escrito por Redação Douranews
A ação desenvolvida desde a madrugada de hoje (24), policiais federais da Delegacia de Campo Grande cumpriu 21 mandados de prisão temporária e 12 mandados de busca e apreensão em cidades de Mato Grosso do Sul.

A “Operação Vitruviano” (cujo nome alude ao fato da cadeia criminosa se entender como simétrica, com proporções perfeitas para atuação em todos os segmentos delituosos) tem como objetivo principal a repressão a crimes de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e estelionato.

Os mandados foram distribuídos, segundo a PF, da seguinte forma: em Campo Grande – 13 Mandados de Prisão e 10 Mandados de Busca e Apreensão; em Dourados - 6 Mandados de Prisão e 2 de Busca e Apreensão; e em Caarapó, um Mandado de Prisão e 1 Mandado de Busca e Apreensão.

Conforme nota divulgada pela Polícia Federal, as investigações vêm sendo efetuadas desde 2008, ficando então evidenciada a utilização de várias empresas de fachada com intensa movimentação financeira de origem injustificada. As investigações apuraram que entre os anos de 2002 a 2006 as empresas movimentaram mais de 110 milhões de reais.

Inicialmente, as investigações tinham como propósito apurar o crime de lavagem de dinheiro, decorrentes dos crimes de tráfico de drogas, contrabando e evasão de divisas praticados pelo grupo capitaneado por Sérgio Roberto de Carvalho, o Major Carvalho, que se encontra recolhido no sistema prisional do Estado.

Ainda no curso das apurações foi descoberta uma negociação fraudulenta envolvendo a compra e venda de uma usina de cana-de-açúcar localizada na cidade de Juscimeira, no Mato Grosso e ainda, a simulação de um litígio na Comarca de Anaurilândia (MS), distante 367 km de Campo Grande – Capital, resultando na expedição de um alvará judicial e a apropriação de 3,9 milhões de reais no mês de julho de 2007. Este dinheiro havia sido “pulverizado” entre várias pessoas, para dificultar o possível rastreamento pelos investigadores.

A parte executada no litígio simulado em Anaurilândia era a pessoa de Olympio José Alves, na época já falecido, processo que correu à revelia de seu inventário em trâmite sigiloso perante a 2ª Vara de Família e Sucessões da Comarca de São Paulo/SP.

O espólio do milionário Olympio já sofreu as mais diversas tentativas de fraude, conforme já bastante divulgado pela imprensa.

Conforme declarou ao Douranews o delegado regional executivo da Polícia Federal, Walace Tarcisio Pontes, a acusação que hoje levou essas pessoas à prisão é a “lavagem de dinheiro”. “Não se pode dizer que todos estão envolvidos em crimes como o tráfico de drogas, porém, as investigações dirão qual o verdadeiro envolvimento de cada um deles”, explicou.

Três dos presos em Dourados já foram transferidos para a Polícia Federal em Campo Grande. Segundo a PF são o advogado Luiz Carlos de Matos, de Dourados; o garagista de Caarapó, Onofre Pereira de Souza e um treceiro preso cuja identificação não foi repassada ao Douranews.

Com essa operação da PF, praticamente encerra as investigações que desvendaram a organização criminosa liderada pelo Major Carvalho, no que tange à prática de crimes de lavagem de dinheiro, identificando os componentes como responsáveis pelo golpe à herança milionária feito com a utilização indevida do Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul.

As ações criminosas do Major Carvalho, são objetos de 17 inquéritos instaurados pela PF para apuração da prática de crimes das mais diversas natureza: lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, contrabando, tráfico de drogas, exploração de jogos de azar, estelionato, entre outros, registrados desde a década de 1980.

Prisões de advogados foram acompanhadas por representantes da OAB. Prisões de militares foram acompanhadas por representantes da PM do Estado. Os Mandados foram expedidos pela 3ª Vara da Justiça Federal de Campo Grande (MS) e a operação envolveu 120 policiais federais do Mato Grosso do Sul.

Os presos serão conduzidos para PF de Dourados e Campo Grande.

Última modificação em Quinta, 25 Novembro 2010 07:07
  • Editais

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis