Timber by EMSIEN-3 LTD
Terça, 22 Março 2011 10:01

Morte de auxiliar administrativo permanece impune há quase 2 anos

Escrito por Redação Douranews, com Waldemar Gonçalves-Russo

O assassinato do auxiliar administrativo Douglas de Brito Pimenta, assim como outros casos ocorridos em Dourados, já entra para a lista dos crimes insolúveis que caíram no esquecimento por parte da Polícia Civil que é a responsável pelas investigações nesses casos. Os assassinos permanecem impunes, enquanto os familiares e amigos do rapaz ainda estão no aguardo de que se faça justiça.

Douglas de Brito foi vítima de um suposto assalto na manhã do dia 17 de julho de 2009 quando foi pegar a namorada para os dois irem trabalhar. Ele foi baleado e, socorrido ao Hospital da Vida, não resistiu aos ferimentos e morreu no centro cirúrgico.

O crime

De acordo com os fatos, o auxiliar administrativo Douglas de Brito, que tinha 25 anos e era morador à rua Antônio Amaral, no Jardim Canaã I, trabalhava em um escritório de contabilidade da cidade, havia sido baleado durante uma suposta tentativa de assalto na manhã do dia 17 de julho na porta da casa da namorada.

A vítima conduzia a motocicleta Honda/Titan, cor cinza, placa HTC-4946, de Dourados e, ao apanhar a namorada Daiane Conte de Melo, na época com 19 anos, que residia na rua Natal, para irem juntos ao escritório Contasul, onde trabalhavam, foram surpreendidos por uma dupla em uma motocicleta Honda/Titan de cor preta.

O rapaz teria reconhecido um dos assaltantes e ao tentar reagir levou um tiro no ombro direito. O projétil atingiu o tórax e se alojou no local, provocando a morte de Douglas no centro cirúrgico do Hospital da Vida

  • disk corona
  • unigran 150
  • Editais
  • Alems respeito

O Tempo Agora

  • mascaras
  • unigran novo

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis