Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

O vereador Madson Valente (DEM) está questionando Prefeitura de Dourados para que justifique por quais razões a escola Dom Aquino Correia, sediada no distrito de Panambi, deixou de ter sido cadastrada no programa do Governo Federal para construção de quadras e coberturas e que serão financiadas com recursos do FNDE (Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação).

O vereador lembra que, através de uma ação da então deputada federal Tereza Cristina em audiência com o ex-ministro da Educação Mendonça Filho, Dourados garantiu a construção da cobertura de quadras de esportes para dez escolas, incluindo a da Fazenda Miya, solicitação inicial que acabou sendo estendida para todo o município, bastando apenas que a Prefeitura efetue o cadastro das escolas que ainda não possuem quadras cobertas. Madson aproveitou para agradecer a deputada por alocar mais de R$ 500 mil para o serviço a ser realizado na escola da fazenda.

Madson Valente lembrou que, das 10 escolas contempladas com o benefício em Dourados, quatro se localizam na zona rural, três nas aldeias e outras três na área urbana do Município, “mas o que me causou indignação é verificar que a escola do distrito do Panambi não foi contemplada, mesmo constando essa deficiência, ignorada pela Prefeitura”.

Veja as escolas beneficiadas:

escolas quadro

“Quero saber quais são as razões, afinal é um grave prejuízo para a comunidade escolar que fica sem espaços adequados à prática esportiva e atividades culturais e de lazer", disse Madson, observando que a lei 9.394, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, é a que garante quadras cobertas para toda as unidades escolares. “E, infelizmente, no caso de Dourados, esta lei não está sendo cumprida”, lamenta o vereador.

Comentário

Cinco pessoas morreram e uma está desaparecida depois da tempestade da noite desta quarta-feira (6) no Grande Rio. A forte chuva acompanhada de ventania causou apagões, derrubou árvores, alagou vias e fechou a Avenida Niemeyer, onde um trecho da ciclovia desabou.

De acordo com o portal G1, dois ônibus foram atingidos por deslizamento de terra e árvore na Avenida Niemeyer. Em um deles, uma mulher morreu e outra pessoa é procurada. O motorista deste ônibus conseguiu sair do veículo e teve escoriações.

Houve quedas de barreira em vários pontos da Avenida Niemeyer- a ciclovia caiu perto de São Conrado, e o ônibus foi atingido quase no extremo oposto. O prefeito Marcelo Crivella confirmou que a situação mais crítica é na Niemeyer. "Vai demorar mais de um dia inteiro para normalizar", disse.

As chances de tempestade aumentam na parte da tarde desta quinta-feira (7), por causa de áreas de instabilidade associadas a um sistema de baixa pressão.

Comentário

O Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) anunciou esta semana a diminuição da dose da nova vacina contra febre aftosa de 5 para 2 ml da vacina. Nesse sentido, a Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS) alerta que a mudança não afeta a obrigatoriedade de vacinar todo o rebanho bovino e bubalino.

“A nova vacina já estará disponível aos produtores rurais na primeira etapa de vacinação do rebanho, em maio deste ano, período em que os animais de todas as idades devem ser vacinados no Mato Grosso do Sul, com exceção dos optantes pela etapa de novembro da Região do Pantanal”, alerta o médico-veterinário Horácio Tinoco.

Tinoco acrescenta ainda: “Alertamos para que, em nenhuma hipótese, o pecuarista fracione a dose de 5 ml, porque isso pode comprometer a resposta imunológica ou proteção do animal”.

Em julho de 2017, a CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil) divulgou nota técnica solicitando ao Mapa a mudança na composição da vacina com a retirada da substância saponina e a redução do volume da dose. Em 2018 o Brasil foi reconhecido pela OIE (Organização Mundial da Saúde Animal) como país livre de febre aftosa com vacinação. A próxima etapa é obter o status livre da doença sem a vacina.

Em abril do ano passado, a Famasul foi sede de um momento histórico para a pecuária de corte de Mato Grosso do Sul, com a realização do Dia A: Plena Erradicação da Febre Aftosa no Brasil. O evento marcou o início do plano de erradicação no Estado. “A meta é chegar ao status de livre de aftosa sem vacinação até 2023. O desafio é realizar a transição de forma segura e sustentável”, afirma o diretor-tesoureiro da Federação, Marcelo Bertoni.

Mato Grosso do Sul já registra 12 anos sem nenhuma ocorrência da doença. “Somos o segundo maior produtor de carne bovina do País e exemplo de sustentabilidade, qualidade e sanidade animal. Precisamos manter esse perfil que garante nossa competitividade no mercado internacional”, destaca Bertoni.

Comentário

O Centro de Seleção da Universidade Federal da Grande Dourados divulgou, terça-feira (5), os editais contendo a classificação final dos candidatos que concorrem a vagas nos Programas de Residência Médica e em Área Profissional da Saúde no HU (Hospital Universitário) de Dourados.

Confira

Os mesmos editais abrem prazo para recurso, até as 17 horas desta quinta-feira (7), já que a homologação do resultado final dos processos seletivos está prevista para sexta-feira (8), quando também será divulgada a convocação dos classificados em primeira chamada, para efetivação de matrícula nos dias 13 e 14 de fevereiro, informa a assessoria da unidade. O início das atividades será no dia 1 de março.

Comentário

Cientistas do governo americano anunciaram que a temperatura média da Terra em 2018 foi a quarta mais elevada registrada até hoje.

A Nasa, a agência espacial norte-americana divulgou, nesta quarta-feira (6), em conjunto com a Administração Oceânica e Atmosférica Nacional, um relatório sobre temperaturas em todo mundo no ano passado.

O documento mostra que a temperatura média global foi de 14,69 graus centígrados, ou 0,79 grau acima da média do século 20. Trata-se da quarta maior alta desde 1880, o primeiro ano em que esses dados foram disponibilizados.

O ano mais quente já registrado foi 2016, e os cinco anos que ocupam as principais posições são aqueles que começam a partir de 2014. Os dados indicam que o aquecimento global não mostra sinais de que vai parar, conforme repercute a Agência Brasil de notícias.

Comentário

Estão abertas, a partir desta quinta (7) e vão até quinta-feira (14) da semana que vem as inscrições para o Fies (o Fundo de Financiamento Estudantil). Ao todo, serão ofertadas 100 mil vagas na modalidade juro zero e 450 mil na modalidade P-Fies.

Inscreva-se aqui

Podem participar os estudantes que fizeram o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), a partir da edição de 2010, e obtiveram nota média nas provas igual ou superior a 450. Além disso não podem ter zerado a redação.

Na hora da inscrição é possível escolher até três opções de curso entre aqueles com vagas disponíveis dentro do grupo de preferência, que também é escolhido pelo estudante de acordo com o seu perfil e interesse.

Modalidades

O Fies oferece duas modalidades. A primeira é financiamento a juro zero para os estudantes que tiverem renda per capita mensal familiar de até três salários mínimos. Nessa modalidade, o aluno começará a pagar as prestações respeitando o seu limite de renda. A segunda é a denominada P-Fies, destinada aos estudantes com renda per capitamensal familiar de até cinco salários mínimos. A modalidade funciona com recursos dos fundos constitucionais e de Desenvolvimento e com recursos dos bancos privados participantes.

Os bolsistas parciais do Prouini (o Programa Universidade para Todos), ou seja, aqueles que têm bolsa de 50% da mensalidade, poderão participar do processo seletivo do Fies e financiar a parte da mensalidade não coberta pela bolsa.

Comentário

O superávit na balança comercial de Mato Grosso do Sul – que é a diferença entre as exportações e importações do Estado – foi de US$ 163 milhões em janeiro de 2019, superando em 39% os US$ 17 milhões verificados no mesmo período de 2018. Os dados estão na Carta de Conjuntura do Setor Externo do mês de novembro de 2018, elaborada pela Semagro, a Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar do Estado

faça o download

Entre os principais produtos exportados, a celulose apareceu como primeiro produto na pauta, com 53,35% do total exportado em termos do valor, e com aumento de 41,31% em relação ao mesmo período no ano passado. Em relação ao volume tivemos aumento de 27,94%. O segundo lugar foi ocupado pela carne de bovinos e outros produtos de carne, com 14,37% de participação, com queda em termos de valor de 15,35% em relação a janeiro de 2018. Em termos de volume, houve queda de 2,71% comparado a janeiro de 2018.

O minério de ferro havia revertido a queda nas exportações verificada em 2016, com aumentos expressivos em 2017 e 2018, mas no mês de janeiro de 2019, o produto registrou queda de 34,1% comparado com o mesmo período do ano passado, em termos de volume exportado houve queda de 34,7%.

De acordo com as informações da Carta de Conjuntura, houve uma desconcentração de mercados-destino, com a China passando para 28% se comparado aos 35% que representava em janeiro de 2018, com aumento de participação da Itália (60,78% de crescimento), Países Baixos (60,38% de crescimento) e Estados Unidos (97,21% de crescimento). O município de Três Lagoas lidera o ranking de exportações nos municípios do Estado, com 65% de participação, 39,91% maior que o verificado em janeiro de 2018.

Comentário

O Gaeco (Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado) está nas ruas de Dourados, Campo Grande e Ponta Porã cumprindo, nesta quinta-feira (7), mais uma operação realizada em presídios.

Uma das equipes está no Estabelecimento Penal Jari Ferreira de Carvalho, do presídio de segurança máxima da Capital e há homens também na PED (Presídio Estadual de Dourados) e no Estabelecimento Penal Masculino Ricardo Brandão, em Ponta Porã.

A assessoria de imprensa do Gaeco informou que são cumpridos 48 mandados de prisão preventiva e 12 de busca e apreensão. A operação tem apoio da PM (Polícia Militar), mas o presidente da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), Aud de Oliveira Chaves, não informou o motivo da operação.

Comentário

A Câmara de Dourados recebeu, na manhã desta quarta-feira (6), o 1º Curso de Capacitação sul-mato-grossense de Prevenção da Gravidez na Adolescência, realizado pela Sociedade de Pediatria de Mato Grosso do Sul.

O presidente da Câmara de Dourados, vereador Alan Guedes (DEM), participou da mesa de autoridades do evento, junto com a presidente da Sociedade de Pediatria do MS, Carmem Lúcia de Almeida Santos, e o secretário municipal de Saúde, Vagner da Silva da Costa.

O curso tem o objetivo de melhorar o acesso dos adolescentes às informações sobre sexualidade, reduzir índices de gravidez precoce e indesejada, sensibilizar os profissionais sobre os problemas da gravidez precoce para o indivíduo, para sua família e para toda comunidade e promover e valorizar as atividades de educação e informação dirigida aos adolescentes.

“Eu agradeço a oportunidade de receber este evento na Câmara de Vereadores, pois nós tentamos ser facilitadores das demandas da saúde e assim contribuir com a sociedade. Nós sempre estaremos de portas abertas para estes cursos, que deixarão os profissionais de saúde ainda mais preparados para as demandas do município”, comentou o presidente da Casa de Leis.

Durante o curso foram ministradas quatro palestras, sendo: Características epidemiológicas da gravidez na adolescência, ministrada pela enfermeira Regina Heloísa Gitti Crivellaro; Momento ideal na indicação de contracepção, realizada pela médica Camem Lúcia De Almeida Santos; Contracepção na adolescência, da médica Carla; e Repercussões emocionais da gestação nas adolescentes, da psicóloga Liane Rossales Dalprá.

O curso é multiprofissional, direcionado à saúde, educação, assistência social e a todos os profissionais que se dedicam a assistência ao adolescente, sem fins lucrativos, conforme divulgou a assessoria de comunicação da Câmara douradense.

Comentário

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado a 12 anos e 11 meses por corrupção e lavagem de dinheiro nesta quarta-feira (6), no processo da Lava Jato que apura se ele recebeu propina por meio da reforma de um sítio em Atibaia (SP), publica o portal G1.

A sentença da juíza substituta Gabriela Hardt, da primeira instância, é a segunda que condena Lula na Operação Lava Jato no Paraná. Cabe recurso. Outras doze pessoas foram denunciadas no processo.

Gabriela Hardt – que substituiu o juiz Sérgio Moro – decretou a interdição de Lula para o exercício de cargo ou função pública pelo período equivalente ao dobro da pena estabelecida. A medida atinge ainda os outros condenados por lavagem de dinheiro: Léo Pinheiro, José Carlos Bumlai, Emílio Odebrecht, Alexandrino Alencar, Carlos Paschoal, Emyr Dinis, Roberto Teixeira, Fernando Bittar e Paulo Gordilho.

A juíza declarou ter ficado comprovado que:

- A OAS foi a responsável pelas reformas na cozinha do sítio de Atibaia no ano de 2014;

- as obras foram feitas a pedido de Lula e em benefício da família dele, sendo que o ex-presidente acompanhou o arquiteto responsável, Paulo Gordilho, ao menos na sua primeira visita ao sítio, bem como o recebeu em São Bernardo do Campo para que este lhe explicasse o projeto;

- foram executadas diversas benfeitorias, mas consta da denúncia somente o valor pago à empresa Kitchens, no valor de R$ 170 mil;

- Toda a execução da obra foi realizada de forma a não ser identificado quem estava executando o trabalho e em benefício de quem seria realizada;

- Todos os pagamentos efetuados pela OAS à empresa Kitchens foram feitos em espécie no intuito de não deixar rastros de quem era o pagador;

- Não houve ressarcimento à OAS dos valores desembolsados pela empresa em benefício de Lula e da família dele.

Comentário

Página 9 de 1217

// MANOEL AFONSO

Amplavisão – Atração dos holofotes, o medo do anonimato

NA CAVERNA Após o desastre eleitoral de 2018 os dirigentes do PT e MDB daqui hibernaram talvez para reflexão da humildade. Haja chinelos! A reduç&ati...

0 : Comentários Twittar esse Artigo!

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus