Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

Tendo a vista as fortes chuvas neste período e com isso a necessidade periódica de manutenção de estradas, o vereador Bebeto (PR) sugeriu, na sessão de segunda-feira (11) da Câmara, uma parceria entre a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) e a Prefeitura de Dourados, visando à recuperação das estradas vicinais municipais e estaduais da região.

O pedido foi encaminhado por meio de indicação à prefeita Délia Razuk (PR) com cópias à secretária municipal de Obras, Marise Aparecida Bianchi Maciel e ao diretor-presidente da Agesul, Luis Roberto Martins de Araújo. “Além da região da Grande Dourados ser considerada um dos maiores polos de produção agrícola, também deve ser levado em conta o deslocamento do transporte escolar, sendo que em dias de chuvas prolongadas a trafegabilidade destes veículos fica prejudicada”, justifica o documento.

Em outras ocasiões o vereador também reforçou a necessidade de parceria entre o Governo do Estado na recuperação e manutenção de estradas, inclusive com o deslocamento dos maquinários que compõe o parque rodoviário de máquinas até os distritos. “Aguardamos providências, considerando que a Prefeitura de Dourados tem disponibilizado frequentemente estes serviços durante os dois anos anteriores, não deixando de atender os quase 1.800 km de estradas vicinais que necessitam de manutenção constante”, considera Bebeto.

Ainda em indicação encaminhada à secretária Marise Bianchi (Obras), o vereador solicitou que sejam disponibilizadas, com urgência, equipes de serviços visando a recuperação das estradas do município, tendo em vista que em alguns pontos já são considerados críticos, sendo necessários serviços emergenciais, como caixas de captação de águas pluviais e patrolamento ou cascalhamento onde for necessário. (Com assessoria)

Comentário

Formar profissionais capazes de tratar e prevenir problemas de ordem motora do corpo humano, utilizando diversas técnicas, entre elas exercícios e terapias manuais, ambas adaptadas para a necessidade de cada paciente, é uma das atribuições da Fisioterapia. O profissional da área atua não só no tratamento, mas também na prevenção de doenças motoras.

Investir em recursos inovadores, em aulas teóricas, práticas e também no atendimento aos pacientes da Clínica de Fisioterapia, que atende pacientes carentes de toda a região da Grande Dourados, são prioridades do curso oferecido pela Unigran.

A Clínica de Fisioterapia da Instituição tem ampla estrutura de atendimento. São 2.245 metros quadrados para anteder a comunidade com tratamentos fisioterápicos, divididos nas áreas da fisioterapia cardiopulmonar, ginecologia obstétrica, neurologia, ortopedia, traumatologia e reumatologia, além da pediatria.

“Nossa clínica escola é referência em atendimento fisioterapêutico e nosso objetivo é proporcionar ao acadêmico, futuro profissional, este suporte para que todos tenham, ainda dentro da faculdade, o contato direto de como é que vai ser o mercado de trabalho pós-formação”, diz a professora Simone Nihues, coordenadora do curso.

Com professores comprometidos e que buscam constante atualização, o curso de Fisioterapia da Unigran está entre os melhores da região Centro-Oeste, tendo ficado entre os melhores do Brasil de acordo com a última avaliação do Enade, o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes.

“Nosso corpo docente é comprometido em se atualizar levando para a sala de aula o que há de mais novo no mercado. Durante o ano são realizados eventos científicos a fim de promover discussões e aprendizado nas áreas de atuação da fisioterapia”, completa Nihues.

Além disso, ainda segundo a coordenadora, durante os anos de curso são executados projetos de extensão que permitem a aproximação de estudantes e a comunidade. Com duração de dez semestres, o curso de Fisioterapia da Unigran é oferecido nos períodos integral e noturno. Acesse aqui para ter acesso ao Vestibular 2019 ou estude na Unigran com a nota do Enem ou como portador de diploma. Contatos pelos telefones (67) 3411-4313 ou (67) 99222-5948 (WhatsApp).

Comentário

Apesar de o município estar no nível de baixa incidência de casos de dengue, o CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) alerta para a necessidade de continuarem sendo realizados esforços visando a prevenção da doença. O período de calor e chuvas constantes é considerado ideal para a reprodução do Aedes aegypti, o mosquito vetor da doença. Por conta disso, o número de imóveis notificados com irregularidades aumentou no município na semana passada.

Dourados conta agora com oito casos confirmados de dengue. Esse número é significativo, já que durante todo o ano de 2018, foram 21 os casos confirmados. O trabalho dos agentes, ‘casa a casa’, com apoio também das denúncias encaminhadas pela população de pontos com acúmulo de lixo e possíveis focos do mosquito, culminou na notificação de 521 imóveis.

De acordo com a coordenadora do CCZ, Rosana Alexandre da Silva, o número de notificações cresceu significativamente, já que na semana de 27 de janeiro a 2 de fevereiro, o total foi de 120. De 20 a 26 de janeiro, chegou a 156.
“O trabalho intenso e os mutirões identificaram irregularidades. Encontramos imóveis e terrenos com aspecto de abandono, com lixo descartado a céu aberto e acúmulo de água. Até mesmo piscinas em situação crítica. Pedimos que os populares tomem mais cuidados, em especial os que estão deixando as casas para viajar. O descuido pode gerar mais casos da dengue, doença com a qual não se brinca e que pode levar à morte”, lembrou ela.

Nesta quinta-feira (14), ações se concentram no Jardim Flórida e no Jardim Europa. Os mutirões são constantes e incluem também o serviço de ‘fumacê’, aplicação do veneno por meio de borrifadoras. Ações educativas também têm sido realizadas. Recentemente, uma atividade na Unidade Básica de Saúde da Vila Vieira envolveu funcionários e populares.

O CCZ ressalta que a melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a reprodução do mosquito transmissor da doença. O recolhimento de embalagens dos quintais, como copos plásticos, tampinhas de garrafas, pneus velhos, sacos plásticos, entre outros, é necessário para contribuir na prevenção.

Denúncias

Imóveis não habitados e terrenos em condições atraentes para o mosquito da dengue devem ser denunciados ao CCZ, para que os agentes façam a vistoria, observa Rosana Alexandre. O telefone para contato do CCZ é o 3411-7753.

Conforme a Lei 3.965, chamada “Lei da Dengue”, de fevereiro de 2016, que dispõe sobre o “controle e prevenção da febre amarela, da dengue, zika vírus e chikungunya e demais vetores de doenças e zoonoses no âmbito do Município de Dourados”, aos imóveis com irregularidades cabem a aplicação de multa no valor de R$ 400 por foco, no caso de imóveis residenciais. Já no caso de terrenos baldios, o valor sobe para R$ 600 e nos imóveis comerciais, industriais e órgãos ou entidades públicas, R$ 800 por foco encontrado. A lei prevê também que, independente de ser localizado o foco do mosquito, a presença de entulhos, objetos que podem se transformar em criadouros ou a sujeira do imóvel, pode também gerar multas e, nesse caso, para imóvel residencial o valor é de R$ 800; em terrenos baldios, de R$ 1.300 e em empresas e indústrias, de R$ 1.600.

Comentário

Os governos federal e de São Paulo transferiram nesta quarta-feira (13) Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, e mais 21 integrantes de uma facção criminosa para presídios federais. Os presos estavam na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau e em Presidente Bernardes, no interior do estado, e foram levados para presídios federais em Brasília, Mossoró (Rio Grande do Norte) e Porto Velho (Rondônia).

Marcola, apontado como chefe de uma facção criminosa de São Paulo, foi levado no final da noite para o presídio federal de Porto Velho. O prazo de permanência nos presídios federais é de 360 dias. Nos primeiros 60, os integrantes da facção ficarão no chamado RDD (o Regime Disciplinar Diferenciado), em cela individual e com limitação a horário de banho de sol e de direito a visitas.

Veja quem são os 22 presos transferidos

A transferência de integrantes do PCC ocorre após o governo de São Paulo ter descoberto um plano de fuga para os chefes e ameaças de morte ao promotor que combate a facção no interior de São Paulo. A facção atua dentro e fora dos presídios brasileiros e internacionalmente. Segundo o governo de São Paulo, a operação estava sendo planejada em sigilo desde o fim do ano passado, conforme repercutiu o portal G1.

Comentário

O empresário José Pereira Barreto, de 38 anos, que foi atingido com dois tiros, após ter a caminhonete S10 de cor prata 'fechada' por uma moto no cruzamento das ruas Mato Grosso com Cuiabá, na região do Jardim Santo André, próximo da área central da cidade, nesta quarta-feira (13), vai ter que explicar na Polícia porque guardava, na casa dele, quase R$ 500 mil em espécie e ainda duas armas de uso restrito.

Proprietário da empresa de turismo Eurotur, que levava comerciantes para comprar na região atacadista de São Paulo e Goiás, ele foi ferido no ombro e na região do torax e encaminhado em seguida por uma equipe do Corpo de Bombeiros para um hospital particular de Dourados, após ser atacado por atiradores que ocupavam uma moto e fugiram do local do crime depois da tentativa frustrada de assassinato.

De acordo com policiais do SIG, na caminhonete do empresário foram encontrados ainda cerca de R$ 63 mil em dinheiro e na madrugada desta quinta-feira (14), foram presas sete pessoas, incluindo Valdirene Fiorentino, de 35 anos, mulher da vítima, que esteve desaparecida por uns dias antes desse crime contra o marido. Zé Pereira foi quem relatou o sumiço da mulher e ela, localizada, confessou ao delegado Rodolfo Daltro, que 'encomendou' a morte do marido.

Um funcionário da empresa, identificado como Pedro Jorge Braga Câncio Junior, também foi preso e de acordo com o delegado seria amante da mulher de José Pereira. O delegado do SIG vai falar com a imprensa às 15 horas, quando deverão ser revelados detalhes dessa trama envolvendo mulher e dinheiro.

Comentário

A Câmara de Dourados está realizando na manhã desta quinta-feira (14) a 1ª Sessão Extraordinária de 2019. Os vereadores discutem o PLC (Projeto de Lei Complementar) 008/2019, de autoria do Poder Executivo, que regulamenta o PCCR (Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração) dos agentes comunitários de saúde e agentes de endemias do município.

O Projeto de Lei Complementar altera e cria dispositivos na Lei Complementar 310/2016, e dispõe sobre o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração de servidores da Prefeitura de Dourados, fixa vencimentos e dá outras providências, ficou pendente de discussão durante a 2ª sessão ordinária de segunda-feira (11) passada.

De acordo com o presidente Alan Guedes, devido à falta de documentos anexos e, por entender que deveria ser votado com urgência, foi convocada esta sessão extra, observando que ela não vai gerar despesas adicionais (pagamento de Jeton aos vereadores) à Casa de Leis.

Comentário

O horário de verão acaba domingo (17) para 10 estados brasileiros e o Distrito Federal, incluindo Mato Grosso do Sul, onde, no mesmo dia, 24.246 candidatos disputam as 1500 vagas ofertadas pelo Governo do Estado, para profissionais da Educação Básica. Desse total, 24.171 farão as provas para assistente de atividades educacionais, agente de limpeza, e agente de merenda; e outros 75 candidatos a prova discursiva para o cargo de professor.

A maioria dos inscritos, 24.116, reside em Mato Grosso do Sul. Mas também farão as provas no domingo, 40 candidatos do vizinho Mato Grosso, 33 do Paraná, 30 de São Paulo, cinco de Goiás e do Distrito Federal, quatro de Minas Gerais, mais três de Maranhão e de Rondônia, dois do Pará e Rio de Janeiro e ainda um cada, dos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e do Amazonas.

Em virtude da mudança, que deve atrasar os relógios em uma hora, o secretário estadual de Administração e Desburocratização, Roberto Hashioka, orienta que os candidatos redobrem a atenção, para evitar transtornos desnecessários. “Serão mais de 24 mil candidatos realizando as provas neste domingo em Campo Grande e Dourados, e para que ninguém saia prejudicado com o fim do horário de verão, pedimos que todos se programem para chegar com antecedência aos locais de prova”, pontua Hashioka.

O ensalamento dos candidatos está disponível para consulta na área do candidato no site da Funrio, a Fundação de Apoio a Pesquisa, ao Ensino e Assistência do Rio de Janeiro. De acordo com a instituição, 14.366 candidatos às vagas administrativas, farão as provas em Campo Grande, e outros 9.805 em Dourados. Já os 75 candidatos às vagas do Magistério, farão as provas apenas em Campo Grande.

Ainda de acordo com o secretário, será montado um esquema especial de segurança para os locais onde haverá maior concentração de candidatos. “Solicitamos o apoio das polícias, como forma de garantir não só a segurança dos candidatos, mas também a fluidez no trânsito”, ressalta. O fechamento dos portões ocorrerá pontualmente às 14 horas (de MS) e os candidatos deverão se apresentar aos locais para os quais foram designados na área do candidato, munidos de documento oficial com foto, caneta esferográfica de tinta azul ou preta, fabricada em material transparente.

Comentário

Mais de 20 concursados tomaram posse na manhã desta quarta-feira (13) no auditório do Centro de Administração Municipal para comporem o quadro de pessoal que será designado para a ativação da Unidade Básica de Saúde existente no Residencial Ildefonso Pedroso.

O decreto para nomeação foi publicado no Diário Oficial do dia 19 de dezembro, mas conforme disposto no artigo 29 da Lei Complementar 107, de 27 de dezembro de 2006, ficou prorrogado por 25 dias, sendo a posse dos servidores nomeados marcada para esta quarta, dada a necessidade de variados exames médicos indispensáveis para o ato.

Foram empossados agentes comunitários de saúde, assistentes de serviços administrativos, dentistas, enfermeiros, vigias, farmacêutico, atendente de farmácia e auxiliar de saúde bucal. Estes profissionais comporão pelo menos três equipes de Estratégia de Saúde da Família, que atenderão na região.

A UBS do Ildefonso deve iniciar o atendimento no mês de abril e é fruto do empenho determinado pela prefeita Délia Razuk, para que mais uma estrutura pública seja dotada de implementos e pessoal para atender aos douradenses. “No Ildefonso a Prefeitura encaminhou a entrega das casas, ativou o Ceim e agora o posto de saúde. Não é só construir, precisamos estruturar, colocar em funcionamento, traduzir em melhoria para a população”, disse a prefeita. Conforme informação da Secretaria de Saúde, pelo menos 10 mil usuários terão acesso a mais uma estrutura para atendimento em saúde.

Para que a unidade esteja apta para o atendimento, uma parceria com o Ministério Público permitiu a viabilização de alguns equipamentos e mobília e a posse dos concursados completa mais uma etapa. “O próximo passo é cadastrar os profissionais no sistema nacional, de modo que as equipes ‘passem a existir’ para a União, em seus registros. Depois as ESF realizam os cadastros dos moradores e então o posto passa a atender”, explicou o secretário Vagner da Silva Costa.

Ainda no ato, organizado pela Secretaria de Administração, uma assistente social foi empossada para trabalhar em unidade CAPS-AD, o programa de atendimento a dependentes químicos.

Comentário

Nomeado para ocupar o cargo de provimento em comissão de “Assessor Especial II”, símbolo “DGA-2”, na Secretaria municipal de Fazenda, conforme o Decreto 042, publicado na edição de segunda-feira (11) do Diário Oficial do Município, o servidor Oswaldo Arnez durou muito pouco na nova função para a qual havia sido convidado pelo novo secretário da pasta, o coronel da reserva Paulo César Nogueira Junior.

OSWALDO ENTRA

É o que mostra a edição desta quarta-feira (13) do mesmo Diário Oficial, que traz a publicação do Decreto 045, com data do dia anterior (12), exonerando Oswaldo Arnez das funções onde, se chegasse a desempenhar o novo cargo, teria direito a uma remuneração bruta equivalente a R$ 7.037 mensais.

OSWALDO SAI

Embora não conste, e nem seja exigido, a apresentação de justificativas para a nomeação ou exoneração de servidores em cargos de confiança exclusiva da prefeita, uma consulta ao perfil de Arnez no Facebook poderia explicar a rapidez da decisão e a passagem relâmpago do artista plástico pela função.

Na primeira quinzena de janeiro deste ano, durante pelo menos dois dias, 15 e 16, Oswaldo Arnez não poupou críticas à atuação da prefeita Délia Razuk. Postagens do tipo ‘#foradelia’ e “vamos trocar ou esperar se acabar de vez? Basta de incompetência”, resumem o que pensava o servidor exonerado menos de um mês depois de ter sugerido a campanha ‘Renuncia Délia’. (Veja abaixo)

Histórico

Arnez foi candidato a vereador em 2012, pelo PMDB, na coligação de 15 partidos encabeçada pelo atual vice-governador do Estado, Murilo Zauith, e obteve 191 votos. Em 2016, abandonou o PMDB junto com o então líder da legenda na cidade, o ex-deputado Geraldo Resende e passou a integrar o Diretório municipal do PSDB.

Detalhe: Em 2011, foi agraciado com o título de Cidadão Douradense, outorgado a partir de proposição da então vereadora Délia Razuk.

OSWALDO FORA2

OSWALDO FORA1

OSWALDO FORA

Comentário

Página 4 de 1217

// MANOEL AFONSO

Amplavisão – Atração dos holofotes, o medo do anonimato

NA CAVERNA Após o desastre eleitoral de 2018 os dirigentes do PT e MDB daqui hibernaram talvez para reflexão da humildade. Haja chinelos! A reduç&ati...

0 : Comentários Twittar esse Artigo!

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus