Timber by EMSIEN-3 LTD
Sábado, 08 Junho 2019 07:18

IFMS cria projeto piloto diminuir evasão escolar

Escrito por

Duração menor, atividades multidisciplinares fora de sala de aula e menos unidades curriculares por semestre. Essas são algumas das mudanças implementadas no curso técnico integrado em Manutenção e Suporte em Informática na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (o Proeja), que será ofertado pelo Campus Coxim do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) a partir do segundo semestre.

Neste tipo de curso, os ingressantes devem ter 18 anos ou mais e o ensino fundamental completo. Os concluintes obtêm o certificado do ensino médio e também ficam aptos ao exercício profissional. “O Proeja é um programa importante que atende a jovens e adultos que concluíram o ensino fundamental e procuram obter uma qualificação profissional, da qual, em geral, são excluídos. Como os índices de evasão são altos nesta modalidade, as mudanças visam diminuir tais números e atender a esse público carente de qualificação”, ressaltou o diretor de Educação Básica do IFMS, Paulo Dutra.

O curso tem, originalmente, duração de três anos. O projeto-experimental do Campus Coxim reduz para dois anos. Além disso, a principal mudança é a implementação do chamado tempo social, que será contabilizado como hora-aula. Metade da carga horária do curso será realizada em sala de aula e o restante com possibilidade de ocorrer em espaços externos à instituição.

“O tempo social contempla atividades diferenciadas que os estudantes realizam fora da escola. Essas atividades são elaboradas pelos professores, em reuniões semanais, e visam à integralização dos conteúdos estudados em sala de aula. Semanalmente os alunos apresentam aos docentes o trabalho desenvolvido no tempo social”, explicou a diretora de Ensino, Pesquisa e Extensão do Campus Coxim, Paula Vianna.

Além do tempo social, outras mudanças previstas incluem a diminuição de unidades curriculares por semestre. Antes, eram de 12 a 14 disciplinas, agora serão apenas seis semestralmente. Com isso, o estudante tem menos trabalhos e avaliações para fazer. Além disso, juntou-se a carga horária de cada disciplina num mesmo semestre, no intuito de facilitar a compreensão do conteúdo por parte do aluno e também para que os professores responsáveis pelas unidades possam acompanhar melhor o desenvolvimento deles.

Outra mudança é que o curso terá aulas apenas de segunda a quinta-feira. As sextas-feiras e os sábados ficarão disponíveis para que os estudantes possam desenvolver as atividades do tempo social. A cada semestre finalizado, o aluno também poderá receber um certificado de qualificação profissional. Ao final do curso – após dois anos – ele é certificado como técnico em manutenção e suporte em informática.

Evasão

Além de proporcionar uma formação profissional mais adequada aos estudantes, as medidas visam, ainda, diminuir os índices de evasão, que são nacionalmente altos no que diz respeito aos cursos Proeja. “O público do Proeja geralmente é mais velho, pessoas que já estão há algum tempo sem estudar, que têm família, trabalham. Elas têm muita vontade de aprender e de concluir o curso, mas é mais difícil devido à realidade que enfrentam. Essa metodologia vem para poder proporcionar flexibilidade na realização do curso”, afirmou o coordenador do curso de Manutenção e Suporte e Informática do Campus Coxim, Angelino Caon.

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus