Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

Áudio gravado de um diálogo em que o desembargador Paulo Alberto de Oliveira conversa com colegas magistrados do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), reproduzido pelo site TpoMidiaNews, de Campo Grande, mostra Oliveira apontando que o serviço do promotor é ‘sofrível’ e ‘capenga’, por falta de sustentação.

A gravação foi reproduzida de sessão que examinava uma ação de improbidade administrativa - crime que pode cassar mandato de político corrupto - proposta por promotor de Justiça do MP-MS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul). Paulo Oliveira já foi procurador de Justiça e chegou a comandar o MP, lembra a reportagem, antes de ser elevado a desembargador no TJMS.

Ouça o áudio

“A sociedade fica revoltada com o Poder Judiciário” ao saber que a corte arquiva determinado processo, mas isso ocorre por causa do “encaminhamento péssimo do MP”, afirmou o desembargador, segundo o áudio. O magistrado diz ainda que ao analisar a ação de improbidade “a gente até vislumbra que tem coisa errada (que houve crime, no caso), mas o inquérito (denúncia do MP-MS) foi feito capenga”, comenta Paulo Oliveira.

O desembargador afirma ainda que há casos em que os membros do Judiciário precisam fazer das tripas coração para “salvar” a denúncia do MP. Pelo diálogo, ele conta que “não vai mais receber ação malfeita” pelos promotores de Justiça e que seguirá o que chamou de “rigorosíssimo critério”, conforme relata o site da Capital.

Comentário

Uma mulher foi espancada pelo marido na madrugada desta segunda-feira (20), em Ponta Porã, por causa do choro de um bebê de 7 meses, segundo publicou o site Ponta Porã Informa, acrescentando que o autor estaria embriagado.

O homem teria chegado a casa do casal por volta das 23 horas de sábado (18), já embriagado. Em seguida, o bebê de 7 meses do casal começou a chorar e a mulher levantou para ver o que o filho tinha. Irritado com o choro do filho, o autor passou a espancar a esposa que segurava a criança no colo.

Vizinhos ouviram os pedidos de socorro da vítima e chamaram a Polícia que encontrou a mulher com vários hematomas no rosto. O homem foi levado para a delegacia.

A Mesa Diretora da Câmara de Dourados reprogramou o horário da Sessão Ordinária desta segunda-feira (20), que regimentalmente ocorre a partir das 18h30, para às 13h30. A alteração ocorre em função do agendamento da Sessão Especial, para às 17 horas, quando os vereadores vão julgar o relatório da Comissão Processante que investiga o vereador afastado Idenor Machado (PSDB).

A Sessão Ordinária das 13h30 prevê, conforme a pré-pauta aprovada no encontro dos vereadores nesta manhã, no Plenarinho da Casa, a participação do Grupo de Apoio à Adoção de Dourados e da Associação Comercial e Empresarial de Dourados, com o uso da Tribuna Livre por parte da tesoureira do grupo, Marli de Oliveira e da presidente da Aced, Elizabeth Salomão, que vão abordar temas ligados às duas entidades. Em seguida, serão votados projetos da Ordem do Dia.

Comentário

O Ministério da Justiça prorrogou por mais 180 dias, a contar desta segunda-feira (20), a presença da Força Nacional de Segurança Pública nas ações de prevenção e repressão a crimes nas áreas de fronteiras do País.

De acordo com a portaria publicada no Diário Oficial da União, o trabalho dos militares será em apoio às atividades da PF (Polícia Federal) nessas regiões.

Em Mato Grosso do Sul, essa ação conjunta compreende os limites de Ponta Porã com o vizinho Paraguai e por Corumbá com a limítrofe Bolívia.

O contingente a ser disponibilizado obedecerá ao planejamento definido pelo ministério e caberá à PF o apoio logístico e dispor da infraestrutura necessário, diz ainda a portaria.

O pedido de prorrogação da Força Nacional de Segurança Pública nas ações de segurança da fronteira foi feito pela diretoria-geral da PF, conforme especifica a portaria assinada pelo ministro Sergio Moro.

Comentário

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou neste domingo (19), em entrevista à rede de TV Fox News, que a China pretende se tornar a maior economia do mundo, mas que isso não vai acontecer enquanto ele estiver no poder.

Conforme repercute o portal G1, EUA e a China estão em uma escalada de protecionismo econômico. Os americanos elevaram tarifas de importação de 5.000 produtos chineses, e Pequim retaliou com uma taxa em cerca de 2.500 itens americanos.

Para Trump, essa é parte de uma estratégia da China para se tornar a maior economia do mundo. "Acredito que essa seja a intenção deles. Eles são ótimas pessoas, têm uma cultura incrível. Eu gosto muito do presidente Xi [Jinping], mas ele está do lado da China e eu estou do nosso lado", afirmou ao apresentador Steve Hilton, na Fox News, em entrevista gravada na semana passada na Casa Branca.

Trump acusou seus antecessores de serem fracos demais com a China. "Com eles, nunca tiramos 10 centavos da China. Não culpo os chineses, mas todos os nossos presidentes, e não só Obama. Eles deixaram isso acontecer", disse o presidente norte-americano.

O presidente disse, ainda, que muitas empresas estão saindo da China e se mudando para outros países asiáticos, como o Vietnã, por causa das tarifas impostas pelos Estados Unidos.

"É a maior realocação da atualidade. E você vai ver muitas empresas americanas fazendo mais produtos nos Estados Unidos. Podem até comprar da China, mas tiraremos deles com tarifas. Isso não é tão ruim. Mas vou tirar deles e dar para os nossos agricultores", disse.

Comentário

O HU (Hospital Universitário) da Universidade Federal da Grande Dourados abre nesta segunda-feira (20) o período de inscrições para a Seleção Pública de Vagas de Estágio, visando a formação de cadastro de reserva para candidatos de diversos cursos de graduação. As inscrições encerram-se no dia 27 de maio.

Confira o edital

Para participar da seleção, o acadêmico deve estar devidamente matriculado em instituição de ensino superior e apresentar frequência ativa no curso de graduação ao qual estiver vinculado. A carga horária do estágio é de 20 horas semanais, divididas em quatro horas diárias, pelas quais o estagiário receberá uma bolsa mensal de R$ 364, mais auxílio transporte no valor de R$ 132.

Provas

Aos candidatos inscritos será aplicada prova escrita, de caráter eliminatório e obrigatório, a ser realizada no dia 6 de junho. Para cada curso de graduação, foi estabelecido um conteúdo programático, de acordo com o anexo III do edital de abertura.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (67) 3410-3154. O HU fica localizado na rua Ivo Alves da Rocha, 558, no bairro Altos do Indaiá.

Comentário

A defesa do vereador Idenor Machado (PSDB), último a ser julgado na série de sessões especiais que analisa relatórios elaborados pelas Comissões Processantes instaladas na Casa com o fim de julgar condutas ilícitas cometidas por vereadores flagrados em operações do Ministério Público, está ameaçando ‘melar’ o relatório preparado pelo vereador Junior Rodrigues (PR), que pede a cassação de mandato do ex-presidente da Câmara de Dourados.

A sessão, marcada para às 17 horas desta segunda-feira (20) deverá julgar se o ex-presidente da Câmara de Dourados por três vezes cometeu a quebra do decoro parlamentar, como sustenta o relatório elaborado pelo vereador Junior ao pedir a cassação do mandato com base nas provas colhidas durante a operação ‘Cifra Negra’.

Outros dois presos na mesma operação, Cirilo Ramão (MDB) e Pedro Pepa (DEM), se livraram do pedido de cassação depois que os relatórios analisados em duas sessões distintas, e que pedia a negativa da denúncia, foram aprovados, na quarta-feira (15), por 12 votos a seis e um impedimento e nesta quinta (16), por 11 votos a seis, com dois impedimentos, envolvendo suplentes interessados no resultado.

É com base nessas absolvições que a defesa de Idenor questiona o relatório assinado pelo vereador Júnior Rodrigues (PR), contradizendo onde ele diz que Idenor Machado cometeu “condutas indecorosas com o Parlamento de Dourados e praticou infração político-administrativa” e que isso implica na perda do mandato efetivo dele. “O processo é o mesmo, e se não houve provas para cassaros outros, não deve haver aqui também”, justifica a defesa de Machado.

Comentário

A Comunidade Quilombola promove torneio de futebol suíço no distrito de Picadinha dia 9 de junho em Dourados. Segundo informações de Vilmar Oliveira, o Chinda, podem participar equipes de Dourados e de outros municípios da região.

A organização prevê prêmio em dinheiro para os três primeiros colocados, de R$ 1.500 para o campeão, R$ 700 para o segundo colocado e R$ 300 para o terceiro lugar.

A equipe organizadora estabeleceu em R$ 250 a taxa por inscrição. Vagas limitadas para 12, no máximo 15 times. O sistema de disputa e sorteio serão conhecidos durante Congresso Técnico entre os representantes minutos antes de começar o torneio.

Interessados devem confirmar participação o quanto antes mediante pagamento de inscrição. Chinda adianta que além do futebol também haverá bebidas e churrasco no local. A organização acredita na participação maciça dos desportistas por ser um acontecimento para aproximar pessoas.

“O relacionamento interpessoal continua sendo uma das armas mais poderosas para promover harmonia entre a sociedade”, diz Oliveira. O campo da comunidade encontra-se em excelente estado de conservação.

Interessados em mais detalhes desse evento de integração entre as comunidades podem ligar na loja Salim Esportes 3424-0401 ou falar com o próprio Chinda pelo celular 9 9953-6041.

Comentário

O governador Reinaldo Azambuja participa nesta segunda-feira (20), em Brasília, da 11ª Reunião Ordinária do Condel (Conselho Deliberativo do Desenvolvimento do Centro-Oeste), na Sudeco. A pauta central será o FCO (Fundo Constitucional de Finanças do Centro-Oeste). Dentro os temas: Fator de Localização; relatório de Circunstanciados; Diretrizes e prioridades para 2019; Plano Regional para o Desenvolvimento do Centro-Oeste, entre outros.

No dia 9 de maio, os integrantes do Comitê Técnico Condel/Sudeco ouviram uma breve apresentação da minuta do Plano Regional de Desenvolvimento do Centro-Oeste 2020-2023 (PRDCO) que, aprovada pelo Condel, foi encaminhada ao Ministério do Desenvolvimento Regional como proposta de anteprojeto de lei. Também foram debatidas 13 outras proposições que, agora, seguem para deliberação do Conselho.

Comentário

O tatersal do Parque de Exposições João Humberto de Carvalho ficou cheio no último dia da 55ª Expoagro. O 1º Almoço Direito de Viver, organizado pela Associação de Apoiadores do Hospital de Amor de Dourados com apoio do Sindicato Rural, foi um sucesso. Além do almoço realizado servido ao público presente, a programação do evento inclui um leilão beneficente em prol do Hospital de Amor com dotes doados pela Associação Leilodom. Promovida pelo Sindicato Rural de Dourados, a 55ª Expoagro começou no dia 10 e encerrou neste domingo (19) em Dourados.

“É muito mais que um almoço; nós temos que pensar nas pessoas que não tem condições de ir até Barretos para o tratamento. Eu resolvi ajudar para que mais pessoas possam ter um tratamento digno”, explica Wanda Damália, mulher do presidente do Sindicato, Lucio Damalia, que faz parte da Associação de Apoiadores do Hospital de Amor de Dourados.

Maria Antônia Dias Campos Carvalho, terceira secretária da Associação de Apoiadores, explica que a realização do evento não teve custos. “Nós conseguimos o patrocínio para a compra de todos os alimentos, então é um almoço com 100% de arrecadação mesmo. Todo mundo doou o que podia e a gente também doou nosso trabalho e nosso tempo. É muito gratificante”, comemora.

A Associação de Apoiadores do Hospital de Amor é composta por mais de 100 colaboradores de diversas áreas e mais de 30 instituições apoiam a causa. A empresária Ely Oliveira, além de voluntária, também doou os serviços da empresa dela. “O Buffet Luzly entrou com todo serviço, a gente entende que tem que se doar também. A minha sócia ficou na cozinha e eu fiquei no salão. Está todo mundo colaborando e ajudando. É um almoço que envolve muito amor, muito coração”, finaliza.

Ao longo dos 10 dias da 55ª Expoagro, outros eventos também doaram parte da renda para a causa, como lembra a presidente da Associação, Cristiane Iguma. “Esta semana foi um marco realmente para a gente. Tivemos o leilão de um touro espanhol da Ribalta, onde as famílias Carvalho e Moraes doaram. E foi arrematado por um lance alto e isso é bom para a gente. Arrecadamos nos lances livres do Leilão da 4R, então nossos agradecimentos aos irmãos Rezende Andrade também. Muitas pessoas estão colaborando. E hoje vemos as pessoas ajudando aqui também. Ficamos felizes em ver a sociedade abraçando esta causa”, comemora Cristiane.

Para o 1º Almoço Direito de Viver foram vendidas 800 cartelas, segundo Odilon Azambuja, colaborador da causa que se diz satisfeito com o resultado do evento. “O atendimento da população foi espetacular. Este é o primeiro passo, afinal o nosso grande objetivo é trazer o hospital para Dourados. Nós já temos o terreno e alguns recursos viabilizados. Isso na verdade é uma obra de governo, mas nós vamos tentar viabilizar através da sociedade”, reforça.

A Unidade Avançada de Prevenção ao Câncer do Hospital de Amor de Dourados deve iniciar os atendimentos no município até o final de 2019. Eventos como o 1º Almoço Direito de Viver são para o custeio da implantação e manutenção da unidade, explicaram os organizadores da ação social.

Comentário

Página 9 de 1310
  • unimed nova

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus