Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

Publicação na edição desta terça-feira (21) do Diário Oficial do Município, o Aviso de Licitação anunciado pelo secretário municipal de Fazenda, Paulo Cesar Nogueira Junior, revela o interesse da Prefeitura de tentar contratar agência de propaganda para a prestação de serviços de publicidade de interesse da Prefeitura de Dourados.

Quando assumiu o mandato, a prefeita Délia Razuk (PR) tentou licitar o serviço, porém, falhas constatadas por ação do Ministério Público no edital elaborado à época impediram essa tramitação. Após vários recursos e interposições judiciais, o impasse se estabeleceu e vo Município ficou impedido de divulgar atos oficiais em forma de publicidade desde meados do primeiro semestre do ano passado.

Agora, de acordo com o edital de concorrência 2/2019, a Prefeitura vai realizar a abertura do certame às 8 horas do dia 8 de julho, no Departamento de Licitação da Secretaria de Fazenda.

Comentário

Pela primeira vez em 40 anos da criação de Mato Grosso do Sul o problema de legalização de linhas do transporte intermunicipal está a alguns passos de ser resolvido. Após muitas reuniões e conversas, será elaborado um Plano Diretor de Viabilidade das Linhas Intermunicipais de Transporte de Passageiros no Estado. Um Termo de Acordo foi firmado nessa segunda-feira (20) entre o MPMS (Ministério Público Estadual) e o Governo do Estado, por meio da PGE (Procuradoria-Geral), a Seinfra (Secretaria estadual de Infraestrutura) e a Agepan (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos).

Com a assinatura do Termo, o objetivo é solucionar as questões das concessões que norteiam os assuntos ligados ao transporte público intermunicipal do Estado. A assinatura ocorreu na sede do MPMS. O procurador-Geral de Justiça, Paulo Cezar dos Passos, reconheceu a vontade e o empenho do Governo do Estado em solucionar essa questão. “A Agepan foi fundamental para que pudéssemos resolver o problema, assim como todas as outras equipes. O que estamos fazendo é inédito no País, estamos cumprindo o que determina a Constituição e graças ao empenho da atual equipe de gestão”.

O vice-governador e secretário de Infraestrutura do Estado, Murilo Zauith, disse estar orgulhoso por este momento. “Quero agradecer a oportunidade de fazer parte deste momento. Lembro que esta demanda começou na Assembleia Legislativa ainda quando era deputado. Estamos sempre em busca das soluções das demandas”, afirmou. O secretário de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, disse da relevância do trabalho realizado até a formalização desse acordo. “Todos tiveram o despreendimento de buscar uma solução em prol da sociedade. Quando a gente segue neste caminho o resultado tende a ser o melhor possível, tende agora a dar sequência no que está entendido entre as partes”, comentou.

Comentário

A Câmara de Dourados recebeu na tarde desta segunda-feira (20), durante sessão ordinária, a tesoureira do GAAD - Acolher (Grupo de Apoio à Adoção de Dourados), Marli de Oliveira, que falou sobre o Dia Nacional, comemorado no dia 25 de maio, e Semana Municipal da Adoção, celebrada entre os dias 18 e 25 de maio.

Marli apontou que o trabalho do GAAD, além de dar apoio ao casal que aguarda o seu filho no Cadastro Nacional de Adoção, é de conscientização para uma atitude adotiva. “Há várias maneiras de conceber um filho, como adoção, fertilização e biologicamente. Normalmente vem à cabeça que adoção é para a criança que espera a família em um abrigo, mas tem muitos pais que geram, mas não adotaram seus filhos. E é isso que a GAAD busca, trabalhando com a atitude adotiva”, explicou.

O vereador Sergio Nogueira (PSDB) ressaltou a atitude comentada pela tesoureira do GAAD, apontando que os pais e mães precisam exercer seus papéis, mas também observou que a função também deve ser estendida à sociedade. “A sociedade seria diferente se nós nos víssemos como pessoas que adotam no dia a dia daqueles que precisam de uma palavra de ânimo, carinho e incentivo”, enfatizou.

Os vereadores ainda convidaram a população para participar do 2º Simpósio da Adoção, com o tema ‘A adoção nos dias atuais’, que será realizado nesta quinta-feira (23), a partir das 18 horas, no Plenário da Câmara de Dourados.

Projetos

A sessão da Câmara de Dourados ainda aprovou três projetos de lei e seis projetos de decretos legislativos durante a sessão ordinária. Entre eles, em 2ª discussão e votação, o Projeto de Lei 064/2019, da vereadora Marinisa Mizoguchi, que declara de utilidade pública o IEPID (Instituto Educacional da Igreja Presbiteriana Independente de Dourados).

Ainda foi aprovado o Projeto de Lei 065/2019, de autoria do vereador Romualdo Ramim (PDT), que denomina Rua Durval Delarissa a passarela localizada entre as ruas Antônio Azambuja e Abolição, no Bairro Vila Martins.

De autoria do vereador Carlito do Gás (Patriota), também foi aprovado, em 1ª discussão e votação, o Projeto de Lei Complementar 008/2019, que transforma em via coletora o trecho da Rua Bolívia, que passa no bairro Flor de Maio.

Os vereadores ainda concederam dois diplomas de Honra ao Mérito, de proposição de Maurício Lemes (PSB) e Marcelo Mourão (PRP), para Sergio Delgado e Cláudio Rogério Ferreira Gomes, pela atuação destacada, evidenciada e pelos relevantes serviços prestados ao município.

Também foi concedido diploma de Honra ao Mérito Legislativo a Cassius Vinicius Rodrigues de Morais, pela ação destacada na valorização do Poder Legislativo, e os títulos de Cidadã Douradense a Ourica Bispa de Souza Lopes e de Cidadão Douradense ao promotor Ricarno Rotunno. (Com assessoria)

Comentário

Inserir a prática na teoria aplicada em sala de aula. Esse foi um dos objetivos do 1º Desafio Empresarial da Unigran. Para a competição, as 38 equipes de acadêmicos de Administração e Ciências Contábeis usaram um simulador de situações empresariais. A intenção foi desenvolver habilidades técnicas de gestão e planejamento, além de aprimorar a visão sistêmica acerca de comportamento empreendedor a partir de tomadas de decisões ágeis.

Das equipes que disputaram o Desafio Empresarial, em terceiro lugar ficou a Impulso, seguida pela Imperium e o primeiro lugar ficou com a equipe Action. Disputaram a final do Desafio, oito empresas: quatro formadas por alunos de Ciências Contábeis e quatro por alunos de Administração de Empresas.

Acadêmica do 7ª semestre de Administração de Empresas, Letícia Pedroso Veroni, que participou da disputa e ficou em primeiro lugar com a equipe Action, contou como é gratificante participar de um desafio que simula o dia a dia de uma empesa. “Foi uma experiência muito interessante ter uma noção de como funciona uma empresa, quais são os prós e os contras, além de tudo, pudemos saber onde muitas empresas acertam e outras erram. É uma experiência real, muito legal de ser vivida”, afirmou Veroni.

Para o diretor de Inovação da Unigran e coordenador do evento, Fabiano Nagamatsu, o empenho dos alunos nessas atividades paralelas à grade curricular é prova de que o acadêmico está cada vez mais antenado no avanço tecnológico e já disposto a colocar o aprendizado teórico em prática.

“A simulação foi feita com os alunos para eles entenderem a dinâmica empresarial, eles começaram a simulação presencial de uma empresa varejista e depois ficaram um mês trabalhando on-line e duas vezes por semana tomando todas as decisões das empresas via plataforma”, mencionou Nagamatsu.

Durante todo o tempo de duração do desafio, os estudantes participantes puderam vivenciar na prática todos os desafios, os ônus e bônus de administrar uma empesa, com a meta de se destacar no mercado de trabalho. “É importante também salientar que os alunos, administradores destas empresas simuladas, tinham como desafio principal manter-se no mercado de trabalho, além de alavancar os negócios, buscando estratégias como se as empresas fossem reais”, finaliza Fabiano Nagamatsu.

Comentário

Segunda, 20 Maio 2019 21:09

Idenor Machado é absolvido na Câmara

A defesa do vereador Idenor Machado (PSDB), afastado judicialmente das funções, sustentou a tese de que todos os serviços contratados pelas empresas prestadoras de serviços ao Município, na gestão de Idenor como presidente da Casa, no período de 2011 a 2016, foram executados a contento e reiterou que “todos queremos uma Dourados livre de corrupção” para obter a absolvição do investigado na operação ‘Cifra Negra’ por 11 votos a seis e dois impedimentos.

Depois da leitura da peça de acusação, com pedido de perda do mandato, protocolado na ação movida pelo farmacêutico bioquímico Racib Panage Harb, pelo vereador Sergio Nogueira (PSDB), foi feita a leitura da defesa, pela vereadora Daniela Hall (PSD) e em seguida o parecer do relator Junior Rodrigues (PR), com pedido de acatamento à denúncia de quebra de decoro parlamentar por parte do investigado. O próprio Idenor Machado usou a tribuna, em auto-defesa, por cerca de 20 minutos.

Votaram a favor do relatório que recomendava a cassação os vereadores Alan Guedes, Cido Medeiros, Daniela Hall, Elias Ishy, Lia Nogueira, Madson Valente, Marcelo Mourão, Olavo Sul, Ramim, Sergio Nogueira e Silas Zanata, totalizando 11 votos. Seis vereadores foram favoráveis: Juarez de Oliveira, Carlito do Gás, Bebeto, Janio Miguel e Junior Rodrigues [presidente e relator da Comissão que sugeriu a cassação) e Mauricio Lemes. Dois vereadores estavam impedidos de votar, por interesse direto no resultado: Toninho Cruz e Marinisa Mizoguchi.

Comentário

O vereador Idenor Machado (PSDB), afastado das funções por medida judicial, voltou a ocupar a tribuna da Câmara, agora na condição de investigado da operação ‘Cifra Negra’ e apontado como culpado no relatório concluído pela Comissão Processante instalada na Câmara depois que ele foi preso juntamente com os outros dois afastados, Cirilo Ramão (MDB) e Pedro Pepa (DEM), e chorou logo de início, ao saudar familiares e amigos que ocupam a maior parte das galerias, no plenário.

Antes, ao lado do advogado Felipe Azuma, ele ouviu a leitura das peças preparadas pela defesa que patrocinam a causa defendida por ele. A Câmara “não pode ceder a uma máxima que se criou de que, depois que o cidadão virou político, passa a ser sempre o errado”, protestou a defesa, ao pedir que o relatório seja julgado improcedente.

Ao fim, desafiou os demais membros a provarem que ele tirou “um centavo” da Câmara ou que deu algum dinheiro pra mulher [Laís, presente com os filhos, no plenário] guardar para depois viajarem. A fala dele foi várias vezes interrompida por manifestações de apoio. Um único vereador, o líder da prefeita Délia Razuk (PR) na Câmara, Bebeto, do mesmo partido dela, fez veemente defesa de Idenor. “Minha decisão é consciente, nunca vi aqui nada que desabonasse a conduta do vereador Idenor”, discursou Bebeto.

Comentário

O policial militar David Santos, de 51 anos, morador em Dourados, morreu no final da tarde desta segunda-feira (20) após perder o controle da moto que conduzia, próximo da ponte sobre o rio Santa Maria, no trecho da rodovia MS 157 entre Itaporã e Maracaju. De acordo com o repórter Sidnei Lemos, o Bronka, ele perdeu o controle da moto e bateu contra o guard rail na rodovia.

Comentário

Dizendo-se ciente da inocência do representado, a defesa do vereador Idenor Machado (PSDB), afastado judicialmente das funções e que está tendo o mandato julgado no começo da noite desta segunda-feira (20), disse que poderia ter optado em sair pela porta dos fundos, mas ousou o enfrentamento. “O representado Idenor Machado possui vida pública impecável de mais de 30 anos”, garante.

ACOMPANHE A SESSÃO AO VIVO

A peça de defesa preparada pelo escritório do advogado Felipe Azuma está sendo lida pelo vereador Sergio Nogueira, do mesmo partido de Idenor, primeiro-secretário da Mesa diretora, depois que a segunda secretária Daniela Hall (PSD) já leu os termos da denúncia formulada pelo empresário e farmacêutico bioquímico Racib Panage Harb.

Depois disso, o próprio defensor ainda terá duas horas para usar a tribuna e em seguida os vereadores serão convocados a votar, individualmente e ao microfone da sessão especial.

Comentário

O diretor-presidente da Aepen (Agência estadual de Administração do Sistema Penitenciário), Pedro Carrilho de Arantes, dispensou das funções de diretor da unidade penal de máxima complexidade PED (Penitenciária Estadual de Dourados), o servidor Manoel Machado da Silva.

Para o lugar dele, foi designado o diretor-adjunto da instituição, Antonio José dos Santos, conforme estabelece a Portaria 422, de 17 de maio, publicada na edição desta segunda-feira (20) do Diário Oficial do Estado.

Embora exista um processo de investigação em andamento, a Agepen não confirmou que a substituição do diretor da PED pelo adjunto estivesse relacionada com irregularidades que teriam sido cometidas sob o comando de Manoel Machado, de uso ilegal de mão de obra de presos para fazer serviços particulares para diretores da unidade.

Comentário

O vereador Idenor Machado (PSDB), atualmente afastado das funções por decisão judicial, já está no plenário da Câmara de Dourados, onde começa em instantes a sessão especial que vai julgar as ações pelas quais o ex-presidente da Câmara é investigado em operação do MPE (Ministério Público Estadual).

Pela manhã, advogados que patrocinam a defesa de Idenor, ainda tentaram mudar o tetor do relatório em que o vereador Junior Rodrigues (PR) recomenda a perda do mandato, por quebra de decoro do parlamentar no exercício do mandato. A Mesa diretora rejeitou o pedido.

Idenor Machado é apontado como chefe de organização, da qual fariam parte, ainda, os vereadores afastados Cirilo Ramão (MDB) e Pedro Pepa (DEM), de distribuição de vantagens a prestadores de serviços para a Câmara em troca do pagamento de propinas a vereadores. Cirilo e Pepa foram absolvidos no mesmo processo.

Comentário

Página 7 de 1309
  • unimed nova

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus