Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

O prefeito Alan Guedes, honrou o compromisso de pagar o piso nacional para os Agentes Comunitários de Saúde e Endemias do município. Na reunião com representantes dos ACSs e com o sindicato da categoria, as reivindicações foram ouvidas, entre elas o pagamento do novo valor do piso salarial nacional conforme a lei federal 13.708/2018, e o repasse integral do valor do incentivo adicional dos ACSs e dos ACEs.

Segundo a presidente do Sindracse (Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate a Endemias), Silvia Salgueiro, o piso – que é federal, ficou congelado quatro anos e depois de diversas tratativas em Brasília foi determinado um escalonamento em três parcelas da correção dos atrasos, contando a partir de 2019, chegando em 2021 ao valor de R$ 1.550.

“Essas parcelas vêm para o município no início de cada ano. Em 2019, nós tivemos que encher a Câmara para que a gestão fizesse o pagamento, mas teve um erro e foi incluído apenas um ano. Em 2020, tivemos que ir para o legislativo fazer a cobrança novamente. Esse ano, como Alan já acompanhou a situação enquanto vereador, apresentamos o ofício e vamos receber o valor correto já no pagamento de fevereiro”, explicou Silvia.

O agente comunitário e vice-presidente do sindicato, Marco Aurélio Amorim Bonetti, destacou que, apesar de ser lei nacional, muitos gestores no Brasil não cumprem a obrigação. “Nós de Dourados estamos recebendo conforme determina a lei, é uma vitória”, pontuou.

O prefeito destacou a importância dos profissionais pela proximidade que têm com a população. “Precisamos manter o diálogo com essa e com todas as categorias que fazem parte da cadeia multidisciplinar da saúde”, finalizou. (Da assessoria)

Comentário

O diretor da Inova Unigran, Fabiano Nagamatsu, foi indicado líder Alumni Centro-Oeste 2021 pelo programa InovAtiva Brasil, o maior programa de aceleração de startups da América Latina. O programa oferece capacitação, mentoria e conexão em empreendedorismo inovador para startups com o objetivo de ajudar empreendedores iniciantes de qualquer setor a criar negócios de alto impacto e se conectar com investidores, outros empreendedores e grandes empresas.

A partir de agora, Fabiano amplia a missão de dar suporte na curadoria e no network, em termos de estratégias, junto ao Ministério da Economia, Fundação Certi e o Sebrae Nacional. A atuação no cargo é voluntária e abrange todos os líderes regionais do Centro-Oeste, ou seja, dos Estados, e ainda disseminadores e agentes em prol do desenvolvimento dos Ecossistemas de Inovação, sobretudo voltado para o InovAtiva Brasil.

Nagamatsu atua no programa desde 2005 e, desde então, vem contribuindo significativamente para o fortalecimento da cultura startup brasileira e, consequentemente, para a inovação tecnológica nacional.

“As lideranças do InovAtiva Brasil surgiram há cerca de dois anos e todos os indicados são os profissionais mais atuantes, seja em cada Estado, região ou no país, onde são considerados aqueles que mais contribuem com a disseminação do programa”, explicou Nagamatsu.

O diretor falou ainda da importância de assumir a liderança do Centro-Oeste para o Estado. “Isso faz com que os investidores e outras startups olhem diferente para nossa região, principalmente para o Mato Grosso do Sul, nos reconhecendo como um polo e também como potenciais apoiadores para o seu negócio. Para a aceleradora Inova Unigran isso é fantástico, pois é um grande reconhecimento que confirma o nosso trabalho e que estamos no caminho certo”, apontou.

A aceleradora está localizada no Cantão do Bosque (Bloco 13 da Ungran), no 1º andar. Mais informações podem ser obtidas no telefone 3411-4192 ou pelo WhatsApp (67) 99228-6515.

Sobre o Inovativa Brasil

O InovAtiva Brasil foi criado em 2013 pelo Ministério da Economia, sendo idealizado e articulado para se tornar uma ferramenta de gestão pública que realiza aceleração, conexão, visibilidade e mentoria para startups em todo o território nacional.

Em 2016, o Sebrae – Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequenas Empresas somou esforços com o Ministério da Economia e se tornou co-realizador, trazendo capilaridade nas ações do programa pelo país. Atualmente, o programa é coordenado pela Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia e pelo Sebrae.

Desde 2015, a Fundação Certi foi selecionada para operacionalizar o programa. A Fundação possui experiência na elaboração de projetos como Sinapse da Inovação, uma iniciativa que apoia o nascimento de centenas de startups em estados brasileiros e desenvolve Parques Tecnológicos em todo o país. O programa conta com mais de 1000 mentores, 350 avaliadores, 160 disseminadores, 40 líderes de comunidade e 35 agentes.

Comentário

Segunda, 08 Fevereiro 2021 12:56

Edital de Licenciamento Ambiental

EDITAL
RR PARTICIPAÇOES SOCIETÁRIAS EIRELI, torna Público que recebeu do Instituto de Meio Ambiente de Dourados – IMAM de Dourados (MS), a Licença Simplificada (LS), para a atividade de Construção civil de imóvel Comercial, localizado na Rua Alcides Jose de Macedo, 1885, Q.02, Lote 01, Royal Parque I, no município de Dourados (MS). Não foi determinado Estudo de Impacto Ambiental.

Dois novos editais para o concurso IBGE 2021, adiado do ano passado por conta da pandemia da Covid-19, devem ser publicados entre o fim deste mês e o início de março, conforme divulgou o site do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. São mais de 207 mil vagas temporárias previstas, que serão distribuídas por quatro editais. Desse total, pelo menos três devem ser publicados até março.

A seleção que visa ao Censo Demográfico 2021 contará com dois editais, sendo um com mais de 207 mil vagas e outro com 312 oportunidades temporárias. No caso das 207 mil vagas, os aprovados irão atuar diretamente na realização do Censo, que está previsto para o mês de agosto. Desta forma, esse edital precisa sair até março e, segundo o IBGE, esta previsão se mantém.

Ambas as funções, segundo o edital 2/2020 do concurso IBGE, requerem o ensino médio completo. A remuneração mensal para Agente Censitário Municipal é de R$ R$ 2.100, com jornada de 40 horas por semana, enquanto que para Agente Censitário Superior é de R$ 1.700,00, com a mesma carga horária.

Concurso para o Censo Demográfico

As 207.332 vagas para o Censo 2021 serão dividas da seguinte maneira:

  • Agente Censitário Municipal (ACM): 5.500 vagas;
  • Agente Censitário Supervisor (ACS): 18.420 vagas;
  • Agente Censitário de Pesquisas por Telefone: 180 vagas;
  • Supervisor Censitário de Pesquisas e Codificação: 12 vagas;
  • Recenseador: 183.100 vagas;
  • Codificador Censitário: 120 vagas.

Comentário

A Universidade Federal da Grande Dourados realiza neste domingo (7) as provas dos três vestibulares, assegurando que os cerca de 8.300 candidatos que concorrem às 1.072 vagas estejam protegidos contra os riscos de contaminação do coronavírus.

O vestibular geral para 33 cursos de graduação é realizado com provas em Dourados e em Campo Grande, e os vestibulares específicos para as licenciaturas em Educação do Campo, em Campo Grande, Corumbá, Dourados, Itaquiraí e Sidrolândia, e em Letras-Libras, apenas em Dourados.

BIOSSEGURANÇA

As Orientações de Biossegurança envolvem medidas para evitar aglomeração nos portões e corredores dos locais de prova, distanciamento mínimo de 1,5 metro entre as carteiras dos candidatos, disponibilidade de álcool 70% em gel, uso de máscaras obrigatório para os vestibulandos e também para os aplicadores das provas, que inclusive terão máscaras do tipo escudo facial e luvas para trabalhar no processo seletivo.

Na chegada, candidatos são recebidos com a aferição da temperatura do corpo e aplicação do álcool em gel, e ainda recebem todas as orientações sobre medidas que devem ser adotadas durante o procedimento das provas.

Comentário

Está previsto para às 14h25 deste domingo (7), no Aeroporto Internacional de Campo Grande, o desembarque da quarta remessa de vacinas contra a Covid-19 para o Mato Grosso do Sul. Cerca de 30 mil doses do imunizante Coronavac, que são produzidas em parceria da farmacêutica chinesa Sinovac com o Instituto Butantan, de São Paulo, vão completar 220 mil doses disponíveis para a vacinação da população do Estado.

O governador Reinaldo Azambuja já tinha confirmado a chegada das vacinas e destacou que está atento a todas as ações e discussões sobre a imunizações contra a Covid-19 em Mato Grosso do Sul. “Tenho pressa para imunizar rápido a nossa população. Quero acelerar a base vacinal no Estado e com isso diminuir o número de pessoas infectadas e salvar vidas”, ressaltou o governador. Também destacou que se for necessário o Estado possui dinheiro em caixa para comprar mais doses.

“O Estado está aberto para comprar qualquer vacina que tenha registro dos organismos internacionais e também da Anvisa. Temos R$ 100 milhões disponíveis. O problema é que não existe vacina disponível para ser vendida a nenhum estado brasileiro. Hoje, toda vacina produzida no Brasil está sendo vendida ao Ministério da Saúde e entrando no PNI”, o Progama Nacional de Imunização, ressaltou o governador.

Vacinas

Mato Grosso do Sul recebeu a primeira remessa de vacinas no dia 18 de janeiro, com o lote de 158,7 mil doses da vacina Coronavac. O segundo lote chegou em 24 de janeiro, desta vez com 22 mil doses da vacina AstraZeneca/Oxford. Já o terceiro lote chegou no Estado em 25 de janeiro, com mais 10.200 doses da Coronavac. Agora chegam cerca de 30 mil para totalizar 220 mil imunizantes destinados aos sul-mato-grossenses.

O último levantamento da Secretaria estadual de Saúde, divulgado no “Vacinômetro”, mostra que já foram aplicadas 71.688 doses de vacinas em Mato Grosso do Sul, o que representa o índice de 2,55% da população do Estado, inclusive liderando a vacinação no País entre os estados, na contagem proporcional.

Os municípios estão nessa primeira fase imunizando os idosos com mais de 60 anos que moram em instituições como casas de repouso, pessoas com deficiência em residências inclusivas, além de indígenas que vivem nas aldeias e trabalhadores da área da saúde que estão na linha de frente contra a pandemia. Os idosos acima de 80 anos foram incluídos no público prioritário da primeira fase desde 29 de janeiro.

Desde quando começou a imunização em outros países, Mato Grosso do Sul já se colocou à disposição para discussão do calendário de vacinação nacional, assim como se preparar para fazer sua própria campanha. O governador Reinaldo Azambuja defende que quanto mais pessoas vacinadas, menos o vírus vai circular e assim vai reduzir as mortes de sul-mato-grossenses devido a doença, informa o Governo.

Comentário

A Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) realiza na tarde deste sábado (6), a partir das 14 horas, as provas do Processo Seletivo Vestibular UEMS 2021 (PSV-UEMS 2021), com 11.307 inscritos para as 1.101 vagas ofertadas em 14 cidades do Estado.

Para o Reitor Láercio Alves de Carvalho, a Universidade retoma seu Vestibular após 10 anos com um número muito significativo de inscritos, evidenciando a importância da instituição para o Estado de Mato Grosso do Sul “Esse quantitativo é bem representativo e demonstra a importância da UEMS para os jovens de Mato Grosso do Sul que desejam ingressar numa Universidade pública e de qualidade”, afirma.

A Prova Objetiva e a Prova de Redação serão realizadas das 14 às 19 horas, em Dourados e nos municípios de Amambai, Aquidauana, Campo Grande, Cassilândia, Corumbá, Coxim, Glória de Dourados, Ivinhema, Jardim, Maracaju, Mundo Novo, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã e Três lagoas.

Normas Sanitárias

As provas serão realizadas com normas sanitárias de prevenção estabelecidas pelas autoridades de Mato Grosso do Sul, estadual e municipais e pelo plano de biossegurança da FAPEC e da UEMS, que são obrigatórios para segurança de todos envolvidos no certame. De acordo com o edital, só entra e permanece nas dependências do local de realização das provas se for candidato convocado, a fim de se evitar aglomerações siga as seguintes regras:
- Distanciamento social;
- Regras de higiene pessoal (fazer adequada higienização das mãos com água e sabonete
ou preparação alcoólica a 70%) e etiqueta respiratória (cobrir a boca com o braço ao tossir ou
espirrar);
- Uso obrigatório de máscara individual, cirúrgica ou de tecido, de proteção de nariz e boca, não sendo permitido o acesso sem a utilização da mesma e, em complementação à máscara, será permitida a utilização de viseiras. Não será permitido o acesso do candidato que estiver utilizando a viseira (escudo facial/face shield) sem a máscara;
- Aferição da temperatura corporal: aquele que apresentar, no momento da aferição, na entrada de cada sala de prova, temperatura corporal superior a 37,8°C deverá ser encaminhado para realizar a prova em sala separada dos demais candidatos, atendendo às medidas de prevenção e enfrentamento à COVID-19, conforme os órgãos públicos reguladores, em consonância com o Plano de Biossegurança da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, a fim de preservar os princípios da isonomia e razoabilidade para a realização das provas. O candidato será orientado, posteriormente, a procurar assistência médica;
- Orientações determinadas por coordenadores e fiscais da FAPEC.

Comentário

Um jovem de 19 anos foi preso e apontado como suspeito pelo tráfico de drogas após ser abordado, no final da tarde de quinta-feira (4), com, pelo menos, 1 quilo de cocaína que foi apreendida pela Guarda Municipal de Dourados. Ele foi encontrado em atitudes suspeitas pela equipe do patrulhamento preventivo, na região da Vila Rosa.

Ao avistar os guardas, grupo de jovens em frente a uma casa do bairro não conseguiu disfarçar o nervosismo e um deles saiu correndo. Os GMs suspeitaram da ação e procederam a abordagem no rapaz que revelou, entre os pertences pessoais, uma ‘trouxinha’ de cocaína e R$ 252 em dinheiro. Na casa foi encontrado um tablete de cocaína pesando 900 gramas que o jovem disse ter comprado de um desconhecido por R$ 7.500, e que pretendia revender para obter lucro.

Pistola 380

Na noite da mesma quinta-feira, os guardas apreenderam uma pistola 380 que estava em posse de um jovem de 28 anos, durante fiscalização de trânsito nas proximidades do Cemitério Municipal. O homem armado foi localizado dentro de um veículo Land Rover, estacionado no cruzamento da rua Coronel Ponciano com a Palmeiras.

Durante os procedimentos o condutor foi questionado se portava alguma arma, relatando que não, porém no interior do carro foi localizada uma arma de fogo, tipo pistola da Marca Taurus, modelo 938 com 13 munições. Ele confessou que não possuía porte legal para utilizar a arma e que também não portava o registro da pistola. Foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil.

Comentário

Uma adolescente de 16 anos foi apreendida no m eio da tarde desta sexta-feira (5) pela Guarda Municipal de Dourados após uma série de furtos consecutivos em dois supermercados da cidade. Segundo a jovem, a mãe dela também participou dos furtos, porém fugiu do local antes da chegada dos agentes de segurança.

A equipe da Ronda Escolar Comunitária da Guarda foi acionada por funcionários de um supermercado que perceberam o furto de produtos no local. Os GMs abordaram a adolescente já fora do estabelecimento e com ela encontraram duas garrafas de uísque, duas embalagens de condicionador para cabelos e dois sabonetes.

A menor relatou que teve a ajuda da mãe nos furtos praticados em dois supermercados no centro da cidade e que o objeto dessa ação conjunta seria utilizado para revenda. Ela não quis admitir o uso dos componentes subtraídos do comércio e vai responder na Delegacia de Atendimento à Infância e Juventude pela infração.

Comentário

A rua Monte Alegre é uma das mais movimentadas de Dourados e está entre as primeiras em número de acidentes. O vereador Elias Ishy, atento a esse fato, solicitou à administração um estudo para verificar a situação e propor alternativas. Para entender um pouco mais do assunto, ele esteve quinta-feira (4), no Corpo de Bombeiros, dialogando com o comandante Humberto Matos.

“São muitos acidentes, muitas vítimas e sabemos que há uma reivindicação antiga da comunidade”, explica o vereador. O comandante relata que a situação é mesmo crítica, que é necessário identificar as vias de fluxo, pensando na análise técnica para o ordenamento do trânsito e toda engenharia do tráfego, assim como para as movimentadas avenidas Marcelino Pires, Joaquim Teixeira Alves e a rua Coronel Ponciano”.

Ishy lembra que para uma decisão quanto a via é preciso pensar a sua volta, pois há consequências. Afirma que deve mesmo verificar o impacto, por isso, deverá ser analisada toda a malha viária e apenas um estudo macro irá apontar a solução. “Precisa fazer esse raio-x porque hoje temos apenas uma visão pontual”, completa.

O parlamentar afirma que a ação deve ser integrada e envolver outros órgãos para além da Prefeitura, com a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito). “Realmente, necessitamos dessa integração para melhoria do trânsito e para dar mais segurança à vida aos douradenses”, finaliza. (Com assessoria)

Comentário

Página 16 de 1837
  • Douranews Anúncio
  • unimed fevereiro

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis