Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

O ensino público a distância faz 10 anos desde a criação da Universidade Aberta do Brasil (UAB), pelo Ministério da Educação. O sistema conta com 106 instituições públicas de ensino superior integradas, entre universidades federais, estaduais e convênios com municípios. Isso tudo representa 616 polos ativos, que integram 130 mil alunos atualmente.

Nessa década, 160 mil estudantes já se formaram pela Universidade Aberta. Na avaliação do diretor de educação a distância da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Carlos Lenuzza, essa modalidade é determinante na formação de professores.

Segundo Lenuzza, não seria possível atingir as metas do Plano Nacional de Educação – com todos formados até 2020 – se não fosse pela Universidade Aberta do Brasil e a educação pública de qualidade dada a professores de escolas distantes. “Esse funcionário municipal, que não tinha formação, ia buscar formação nos grandes centros e dificilmente retornava para o município de origem. Com esse modelo da Universidade Aberta, levamos formação justamente aos municípios que têm maior dificuldade”, explica Lenuzza.

O atual governo lançou edital com a oferta de 55 mil novas vagas para a Universidade Aberta. Desse total, 35 mil vagas são para este semestre, as outras 20 mil para o primeiro semestre do ano que vem. Além disso, a Universidade Aberta do Brasil lançou, também no final de setembro, o portal EduCapes, com conteúdos educacionais abertos, ou seja, o portal compila o material didático dos cursos do sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB) e pode ser acessado gratuitamente por cidadãos de todas as regiões do Brasil.

De acordo com o diretor da Capes, é um espaço seguro para toda a comunidade acadêmica, onde o professor e o pesquisador também podem publicar seus próprios projetos.

Carlos Lenuzza explica que a ferramenta é voltada para alunos e professores da educação básica, superior e pós-graduação, que busquem materiais para elaboração de cursos ou para aprimoramento de seus conhecimentos e ainda para o público em geral.

Assim, o portal não vai ficar restrito à Universidade Aberta: será aberto a toda a comunidade acadêmica. “Em seu acervo, vai hospedar acessos a objetos educacionais, como laboratórios remotos e virtuais, jogos educacionais, e-books, videoaulas, animações, dissertações e outros materiais de pesquisa e ensino que estejam licenciados de maneira aberta, sob domínio público, sem custo”, enfatiza Lenuzza.

Comentário

A qualificação de profissionais continua recebendo investimentos do Ministério da Saúde. A pasta repassou à Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) R$ 1,7 milhão para a oferta de cursos de Atenção Domiciliar por meio da Universidade Aberta do Sistema Único de Saúde (UNA-SUS).O curso faz parte do Programa Multicêntrico de Qualificação Profissional em Atenção Domiciliar à Distância, que atua no desenvolvimento de habilidades para qualificar o atendimento prestado nessa modalidade, bem como capacitação de gestores e profissionais para implantar e gerenciar serviços de atenção domiciliar.

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, enfatiza a importância de se investir na qualificação de profissionais. “A educação permanente é uma prioridade nossa, pois garante um atendimento melhor e mais eficiente. A Atenção Domiciliar, particularmente, é essencial, pois leva saúde aos que não conseguem ir até ela, à unidade de saúde”, declara. Os cursos do programa são autoinstrucionais e ofertados à distância por plataforma on-line.

A UFSC oferece dois cursos dentro do Programa, que foi lançado em 2012 pela UNA-SUS, rede de instituições de ensino de referência que garante educação permanente a profissionais do Sistema Único de Saúda (SUS). Um deles, “Princípios para o Cuidado Domiciliar”, está com inscrições abertas até dezembro deste ano. O curso tem como objetivo refletir sobre as questões que envolvem os procedimentos mais comuns nos cuidados domiciliares, ressaltando a importância do envolvimento e orientação de familiares e cuidadores nesse processo. Os interessados podem se inscrever pela plataforma da UNA-SUS/UFSC.

As seis unidades do módulo abordam temas como princípios éticos e biossegurança no cuidado domiciliar; procedimentos no cuidado domiciliar: sinais vitais, higiene e conforto, sono e repouso, medicação e curativos. Também há sugestões de leituras na forma de artigos, cadernos, guias, manuais e vídeos, que complementam o tema estudado.

Outro curso ofertado pela UFSC é o de “Implantação e Gerenciamento do Serviço de Atenção Domiciliar”, que aborda temas como funcionamento e infraestrutura, processos e mecanismos de seleção, contratação e capacitação das equipes de Atenção Domiciliar e meios de divulgação do SAD junto aos demais serviços de saúde e à comunidade, além dos processos de acompanhamento e avaliação.

O público-alvo das capacitações é composto por profissionais de saúde de nível superior e técnico que estejam inseridos nas Equipes Multiprofissionais de Atenção Domiciliar (EMAD) e nas Equipes Multiprofissionais de Apoio (EMAP) que compõem o Programa Melhor em Casa, nas Equipes de Atenção Básica e nos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF), e os profissionais de saúde que trabalhem na gestão dos serviços de atenção domiciliar (SAD) e demais gestores. Alguns módulos são voltados somente para médicos e enfermeiros, outros são restritos a enfermeiros e técnicos de enfermagem.

PROGRAMA – O Programa Multicêntrico de Qualificação Profissional em Atenção Domiciliar à Distância é resultado de uma parceria entre o Ministério da Saúde e UNA-SUS, por meio de oito instituições de ensino superior integrantes da sua rede que produzem e ofertam os cursos – UFMA, UFC, UFSC, UFMG, UFCSPA, UFPE, UFPel, UERJ.

Segundo o editor do programa, Leonardo Savassi, os cursos do Programa Multicêntrico de Qualificação em Atenção Domiciliar a Distância estimula os profissionais a desenvolverem uma ampla reflexão sobre o seu papel dentro do sistema de saúde e da potencialidade dessa modalidade de cuidado. “Isso culmina na confecção de novas formas de organização, novas estratégias, novos arranjos e potencializa o cuidado.

Com o envelhecimento da população brasileira, acreditamos que o SUS avança ao incluir a Atenção Domiciliar como estratégia, e que os cursos em todas as modalidades acrescentam potência a esta estratégia ao qualificar seus profissionais”, declara. Todo o programa é ofertado pela internet de forma autoinstrutiva e é composto por 20 cursos. Já foram realizadas mais de 68 mil inscrições, e quase 20 mil pessoas concluíram módulos.

Os cursos versam sobre temáticas diversas, voltadas a situações clínicas comuns na Atenção Domiciliar, bem como cuidados e procedimentos. Algumas capacitações possuem abordagens mais específicas, como é o caso do “Cuidadores e a Atenção Domiciliar” (UFCSPA) e do “Abordagem da Violência na Atenção Domiciliar” (UERJ). Há, ainda, módulos preparatórios, como “Introdução à Atenção Domiciliar” (UFC) e “Atenção Domiciliar na Rede Básica de Saúde” (UFMG), que estão atualmente com inscrições abertas.

Comentário

A 16ª Vara Cível de Campo Grande condenou a igreja Assembleia de Deus das Missões do bairro Jardim Aeroporto a pagar indenização de R$ 15 mil por crime de poluição sonora. Quem ajuizou a ação é a dona de casa Sandra Argemon dos Santos, que mora ao lado da igreja e sentia-se incomodada com o barulho realizado durante os cultos. A sentença foi do juiz Marcelo Andrade Campo Silva. As informações são do TJ-MS.

“A referida entidade religiosa provoca barulho insuportável, que ocorre geralmente pela manhã e à noite nas quartas-feiras, sábados e domingos; nesses dias invariavelmente as atividades se estendem da manhã até à noite, muitas vezes iniciando às seis horas da manhã, chegando a ultrapassar o limite das 22:00 horas,indo terminar já de madrugada. Em certas épocas a agressão sonora ocorre em todos os dias da semana”, afirma a ação. Sandra chegou a registrar diversos boletins de ocorrência.

Ministério Público

Consta na ação que Sandra pediu a abertura de um inquérito do MPE-MS (Ministério Público Estadual), que tramitou na 5ª Vara do Juizado Especial Cível e Criminal de Campo Grande. A ação, no entanto, decidiu que a Assembleia de Deus deveria realizar doações a uma entidade sem fins lucrativos.

“Por força de acordo homologado por sentença naqueles autos pelo Exmo. Sr. Dr. Juiz de Direito daquele Juízo Especial, a requerida, através de seu representante legal, obrigou-se a fazer doação de R$ 362,00(trezentos e sessenta e dois reais)em duas parcelas de R$ 181,00(cento e oitenta e hum reais), em favor da entidade AFRANGEL ASSOCIAÇÃO FRANCISCANA ANGELINAS “LAR DAS CRIANÇAS COM AIDS”.

As ação, no entanto, não fizeram com que a poluição sonora acabasse, conforme explicam os autos. “Apesar de sofrer as referidas cominações judiciaisem ambas as ações penais,a requerida não se abalou, continuando a perturbar o sossego público, como se a questão não tivesse passado pelo crivo do Poder Judiciário”.

Com o impasse, a autora tentou mudar de residência. “A autora vem tentando mudar-se para outra localidade, mas não encontra comprador para seu imóvel. Apresentaram-se vários interessados, mas ao tomarem conhecimento dos incovenientes aqui narrados desistem imediatamente da compra do bem. Outros interessados chegaram a dizer à autora que lamentavam não poderem fechar o negócio diante dos óbices provocados pelo templo da requerida”.

Assembleia de Deus

A Assembleia de Deus nega que os cultos impliquem em poluição sonora e que as reuniões ocorram todos os dias da semana. “A requerida tem seus cultos religiosos, as quarta-feira, sextas-feiras e domingos, das 19h30min às 21h00min; não existem reuniões o dia inteiro e nem cultos que comecei as 6h00min; seus nunca chegaram às 22h00min e nem estenderam à madrugada a fora, sendo certo, porém, que seus cultos ocorremdentro da sonoridade permitida em lei”, afirma.

“A ordem é calar a igreja, disso a autora não mede esforços para afrontar, desprestigiar, fazer falsas acusaçõese tentar obter vantagem ilegal; seu intendo não teve sucesso, mas não dará tréguas até que a ré sucumba diante de toda sorte de falsas imputações”, complementa.

Decisão

Ainda assim, com a ajuda de testemunhas, o juiz entendeu que o som dos cultos era incômodo à vizinhança. “Neste ponto, observa o juiz que os ruídos ultrapassam o limite tolerável de 55 decibéis, pois podem ser escutados do imóvel de uma testemunha que mora a três casas de distância da igreja. Por outro lado, a ré não produziu nenhuma prova ao contrário dos depoimentos”, afirma o TJ-MS.

“Ela teve lesados o sossego e a qualidade de vida pelo som e ruídos produzidos pela ré, comprometendo sua integridade psíquica, levando-a, inclusive, a se mudar do local que se tornou, para ela, insuportável”, declarou o juiz.

Ainda assim, o magistrado negou pedido de danos materiais. A justificativa, de acordo com ele, é que Sandra não comprovou que seu imóvel sofreu, de fato, desvalorização por ser vizinho a igreja.

Comentário

O homem morto a tiro por um policial militar de folga, na tarde desta segunda-feira (3), na Rua Coronel Ulisses, no Bairro São Lourenço, em Campo Grande, era suspeito de assaltar mulheres em um ponto de ônibus. Ele teria apontado uma arma ao policial do Bope (Batalhão de Operações Especiais), que disparou contra o bandido. Um comparsa que esperava em uma motocicleta conseguiu fugir e existe a suspeita de que esteja ferido.

Conforme apurado pela reportagem do Jornal Midiamax, três mulheres vítimas da dupla estavam em um ponto de ônibus na Avenida Marquês de Lavradio, quando foram abordadas por um homem, que as rendeu e levou suas bolsas. O assaltante estaria acompanhado de um comparsa, que o esperava na Rua Coronel Ulisses em uma motocicleta, conforme uma das vítimas relatou aos policiais.

De acordo com o que foi informado à PM, logo que o bandido saiu correndo para fugir, as vítimas começaram a gritar e um PM à paisana tentou impedir. O bandido teria ameaçado sacar uma arma, momento em que o militar atirou e o atingiu no tórax.

Uma das vítimas, de 54 anos, contou que estava com a filha, de 17 anos, no posto de saúde do Tiradentes e encontraram com a terceira vítima, funcionária de uma casa da região, no ponto de ônibus.

"Na hora que ele estava tentando puxar a bolsa da outra menina, ele pegou na cintura, e por medo de estar armado, nós entregamos nossas bolsas. Assim que ele correu a menina e minha filha, principalmente, começaram a gritar e um rapaz já foi começou a correr atrás dele e atirou. Foi tudo muito rápido. Eu até pensei em jogar minha bolsa pelo muro, mas vi que um comparsa o esperava na esquina", relatou a mulher.

O policial do Bope, que preferiu não se identificar, disse à reportagem que estava de folga. Ele seguia em seu carro pela Marquês de Lavradio quando viu a ação do bandido no ponto de ônibus.

Ele parou o carro e tentou falar com o suspeito. Mas o homem correu, subiu na motocicleta e puxou uma arma em sua direção. Para se defender disparou três vezes contra a dupla. "O suspeito da garupa caiu e o que pilotava fugiu. Ele saiu cambaleando, mas cortou caminho pela praça e fugiu."

Segundo informações da delegada Célia Maria Bezerra da Silva da 4ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande, com o suspeito foi aprendido um revolver calibre 38 com três munições deflagradas e duas picotadas, ou seja, que falharam. Conforme ela, pela arma apreendida, o assaltante disparou contra o policial, antes de ser morto. "Ele foi atingido possivelmente na cabeça e nas costas, mas ainda não há confirmação", disse.

O caso vai ser registrado na 4ª delegacia, para as testemunhas e vítimas também serão levadas. Já o roubo, será investigado pela Derf (Delegacia de Roubos e Furtos).

A morte do assaltante, que ainda nao foi identificado, vai para seguir para a Delegacia de Homicídios, como lesão corporal ou morte decorrentes de oposição à intervenção policial.

Testemunhas chegaram a afirmar que ele teria parado próximo a construção, reclamado de dor, mas continuado a fuga.

Comentário

Próximo do Dia das Crianças, comemorado no dia 12, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) alerta sobre cuidados na escolha de produtos e brinquedos. Para evitar acidentes, deve-se, por exemplo, verificar a segurança de cada item e a faixa etária indicada.

Segundo orientação, é importante observar no momento da compra o selo do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia). A certificação é obrigatória em qualquer brinquedo comercializado no Brasil.

Conforme explica o gerente técnico do Instituto, Carlos Thadeu de Oliveira, ainda assim, é recomendável que os pais estejam atentos no momento da utilização do produto. “O mau uso também pode ocasionar acidentes. Por isso, o consumidor deve evitar a compra de itens que têm peças pequenas, pontiagudas e cortantes”, explica Oliveira ao Correio do Estado.

Os mesmos cuidados devem ser observados nas embalagens. A recomendação é que o adulto abra o presente junto com as crianças, pois plásticos rígidos, grampos e arames nas embalagens podem machucá-las.

Outra orientação é sobre a compra de produtos no comércio informal. Embora sejam geralmente mais baratos, eles são quase sempre irregulares e podem conter substâncias tóxicas na composição. “Em caso de acidentes, é importante notificar o Inmetro e os órgãos de defesa do consumidor, para que esses registros possam auxiliar no aprimoramento da regulamentação dos produtos”, reforça o gerente do Instituto.

Na avaliação do instituto, é importante considerar o estímulo educativo dos presentes. Pais e familiares não devem ceder a pressões dos filhos ou aos apelos publicitários. Promover bazares de trocas também é exercício de reaproveitamento e reutilização dos brinquedos.

Comentário

Uma operação da Polícia Federal (PF), deflagrada na manhã desta terça-feira (4), investiga um grupo criminoso responsável tanto pela possível prática de financiamento ilegal de campanhas políticas na Bahia, quanto por esquemas de fraudes em licitações e contratos no Ministério das Cidades. Chamada de Operação Hidra de Lerna, os policiais cumprem 16 mandados de busca e apreensão autorizados pela ministra Maria Thereza Rocha de Assis Moura, do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Segundo a PF, "a operação, que deriva de 3 colaborações de investigados na Operação Acrônimo, já homologadas pela Justiça e em contínuo processo de validação pela Polícia Federal, tem como origem dois novos inquéritos em tramitação no STJ e cuja distribuição entre os ministros da corte ocorreu de forma automática".

Em uma das linhas de investigação, a suspeita da PF é que os esquemas investigados realizassem triangulações com o objetivo de financiar ilegalmente campanhas eleitorais. Para isso, a empreiteira investigada "contratava de maneira fictícia empresas do ramo de comunicação, especializadas na realização de campanhas políticas, remunerando serviços prestados a partidos políticos e não à empresa do ramo de construção civil"publicou o Correio do Estado.

Em outra direção a PF pretende investigar a ocorrência de fraudes em licitações e contratos no Ministério das Cidades. O nome da operação, Hidra de Lerna, faz referência à figura da mitologia grega, que, ao ter a cabeça cortada, ressurge com duas cabeças. A Operação Acrônimo, ao chegar a um dos líderes de uma Organização Criminosa, se deparou com uma investigação que se desdobra e exige a abertura de dois novos inquéritos.

Comentário

A partir deste sábado (8),  todas as agências do HSBC espalhadas pelo país receberão a marca e a identidade do Bradesco. Em Campo Grande, são 10 agências que passarão pela reestruturação. De acordo com o diretor regional do Bradesco, João Villela, a capital passará a contar com 29 agências, sendo 19 agências do Bradesco e outras 10 do HSBC, que  terão a marca e a identidade alterada. 

“É importante destacar que, em função da aquisição do HSBC, Campo Grande terá uma nova regional e uma nova diretoria”, completou ao Correio do Estado.

Sem informar o número de clientes  que terão de passar por essa transição, o gerente afirmou que agências serão mantidas, assim como gerentes e gerentes de contas. “Guardadas as devidas proporções, a orientação é para manter as mesmas agências, os mesmos clientes, pensando no atendimento ao cliente. Essa transição está tranquila”, destacou.

SERVIÇO

Para casos de dúvidas, o cliente pode acessar o site boasvindas. Se preferir, pode ligar para a Central de Boas-Vindas, no 3003-5150 (capitais e regiões metropolitanas) e no 0800 718 5150 (demais localidades). (RP).

Comentário

Cormaria de Araújo, de 78 anos, morreu em acidente de trânsito que aconteceu por volta das 17h de ontem no km 282 da BR-163, em Dourados.

Consta no boletim de ocorrência que Cormaria era passageira de veículo Ford Ka conduzido por Gastão Araújo Carneiro, de 67 anos. Condutor seguia sentido Dourados / Rio Brilhante, quando tentou entrar em uma fazenda cruzando a pista.

Conforme registro da Polícia Rodoviária Federal (PRF), durante a manobra, Ford Ka colidiu com veículo modelo Golf conduzido por Rogério Nilton Gomes. Chovia no momento do acidente, os dois carros saíram da pista e socorristas foram acionados.

Equipes do Corpo de Bombeiros e da CCR MS Vias encaminharam as vítimas para o Hospital da Vida e Hospital Cassems. No trajeto, Cormaria não resistiu aos ferimentos e morreu.

Comentário

A conscientização para um diagnóstico precoce e a ampla informação sobre os cuidados são as principais ações de enfrentamento ao câncer de mama da Campanha do Outubro Rosa da Secretaria de Saúde em Mato Grosso do Sul. Durante o mês de outubro, a Secretaria vai reforçar a divulgação de informações sobre os cuidados iniciais e o tratamento do câncer de mama.

De acordo com a gerente de Atenção à Saúde da Mulher da Secretaria de Saúde, Hilda Guimarães de Freitas, a ampla divulgação de informações sobre o diagnóstico precoce, ainda é um fator determinante para que as mulheres possam buscar o quanto antes o tratamento adequado. “Contamos com diversos fatores que influenciam diretamente no acompanhamento da doença. Mas o primordial ainda é a conscientização pelo diagnóstico precoce para que o tratamento da doença seja realizado na fase inicial da doença. Hoje buscamos esta ampla divulgação e incentivamos para que esta paciente também seja uma divulgadora desta ação, expandindo assim as informações sobre a doença”, afirma Hilda.

“Faremos um trabalho em conjunto com a Gerência de Monitoramento da Alimentação, já que se trata de um fator de risco para a doença, onde reforçamos a importância de uma alimentação saudável e o impacto para o tratamento de doenças como o câncer. É um momento de sensibilização e de grande mobilização da sociedade civil. É importante que esta informação ganhe força cada vez mais, para que mais mulheres se conscientizem e façam o diagnóstico precoce”, destacou a gerente.

O câncer de mama ainda é a doença de maior ocorrência nas mulheres em Mato Grosso do Sul. De acordo com a Secretaria de Saúde a estimativa é de 820 casos novos em Mato Grosso do Sul e 460 casos novos em Campo Grande registrados ainda em 2016. Já a taxa de incidência por 100 mil habitantes é de 85,69 em Campo Grande e 65,23 em Mato Grosso do Sul.

Comentário

Após a Conmebol anunciar que o Brasil ganhou mais duas vagas para a disputa da Taça Libertadores a partir do ano que vem, transformando o G-4 em G-6, o líder Palmeiras (com 57 pontos) aumentou de um para três pontos a vantagem para o Flamengo, segundo colocado com 54. Segundo o site Infobola.com.br, do matemático Tristão Garcia, as chances de o Verdão conquistar o título subiram de 49% para 63% após a vitória fora de casa por 3 a 2 sobre Santa Cruz, penúltimo colocado com 23 pontos, no fechamento da rodada do Brasileiro.

Por sua vez, com o empate por 0 a 0 como São Paulo, no Morumbi, as probabilidades de o Flamengo ser campeão reduziram de 41% para 23%, enquanto as do Atlético-MG, que derrotou a Ponte Preta por 2 a 1, no Moisés Lucarelli, passaram de 7% para 11%. As outras duas equipes que ainda têm possibilidades de levantar a taça são o Santos (com reduzidos 2%) e o Fluminense (minguados 1%).

O levantamento tem como base o mando de campo dos jogos e o retrospecto das equipes na competição, bem como a dificuldade dos jogos em função dos adversários. Com o aumento no número de clubes para a disputa da Taça Libertadores em 2017, Palmeiras, Flamengo e Atlético-MG, todos com 99% de probabilidades, praticamente já garantiram as vagas no principal torneio continental faltando 10 rodadas para o término do Brasileiro. O Santos, com 91%, também está com a situação bem encaminhada.

Atuais quinto e sexto colocados do Brasileirão, o Fluminense (46) e o Atlético-PR (42) têm, respectivamente, 79% e 38% de possibilidades para assegurar as duas vagas restantes. No entanto, é bom o Tricolor e o Furacão não vacilarem, pois outros oito clubes seguem na briga: Botafogo (29%), Corinthians (26%), Grêmio (17%), Ponte Preta (11%), Chapecoense (6%), além de Coritiba, Vitória e São Paulo, todos com 2%. Com 28 rodadas realizadas, a diferença do sexto colocado para o 14º é de sete pontos. Para Tristão, o time que somar 61 pontos praticamente garante uma das seis vagas na Libertadores.

Na luta contra o rebaixamento, o América-MG, que ensaiou uma reação após vitórias no Independência sobre Botafogo e Internacional, está cada vez mais próximo da Série B após a derrota por 3 a 0 para o Coritiba. Na última posição, com 21 pontos, o risco de o Coelho cair é de 99%. O Santa Cruz é outro clube que está bastante ameaçado. A probabilidade de o Santinha não permanecer na elite do futebol brasileiro é de 98%. Por outro lado, a vitória do Internacional sobre o Figueirense por 1 a 0 melhorou um pouco a situação do Colorado. Com o resultado, o time gaúcho chegou aos 30 pontos e diminuiu as possibilidades de disputar a Segunda Divisão em 2017 de 70% para 63%, enquanto o Figueira aumentou o risco de 41% para 55%.

Com 33 pontos, o Cruzeiro, que derrotou o Grêmio por 1 a 0 reduziu de 34% para 25% as probabilidades de queda. As outras equipes ainda ameaçadas pelo rebaixamento são Sport (23%), Vitória (13%), São Paulo (10%), Coritiba (8%), Chapecoense (3%), Ponte Preta (2%) e Grêmio (1%). Na opinião de Tristão Garcia, 47 pontos é uma soma que praticamente assegura a permanência de uma equipe na elite do futebol nacional. Com informações do Globoesporte

Comentário

Página 1313 de 1510

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus