Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

O Programa Municipal de DST/Aids e Hepatites Virais em parceria com a entidade Univa (Unidos Pela Vida), uma instituição de apoio a quem vive com o HIV/Aids, promove nesta sexta-feira (16), a partir das 20 horas, na Praça do Cinquentenário, show sertanejo universitário com a participação das duplas Marco Antônio e Rafael e Cássio e Leandro.

O evento tem por objetivo promover a difusão de informações de prevenção, mobilização, sensibilização e conscientização da sociedade sobre a gravidade dessa epidemia. Berenice de Oliveira Machado Souza, coordenadora do DST/Aids em Dourados, disse que a organização pretende angariar alimentos para promover um Natal com maior dignidade às pessoas que sofrem com a doença.

Berenice informa que a entrada ficará condicionada a doação de um quilo de alimento não perecível, e lembra que haverá distribuição de materiais informativo-educativos e brindes pela equipe do programa aos participantes. A Praça do Cinquentenário está lozalizada na Cabeceira Alegre.

Comentário

O assessor especial do gabinete da Presidência da República, José Yunes, enviou carta ao presidente Michel Temer nesta quarta-feira (14), na qual pede para ser afastado do cargo. No documento, Yunes classifica como “fantasiosa” a alegação de que teria recebido “em espécie” recursos financeiros a serem doados ao PMDB. O pedido de afastamento foi aceito pelo presidente.

Advogado, Yunes é amigo e conselheiro próximo de Temer. Na carta enviada ao presidente, ele se refere, em tom crítico, ao depoimento prestado pelo ex-vice-presidente de Relações Institucionais da Odebrecht, Cláudio Melo Filho, executivo que disse ter entregue dinheiro vivo ao assessor do presidente em 2014, em encontro que teve no escritório de Yunes.

"Nos últimos dias, senhor presidente, vi meu nome jogado no lamaçal de uma abjeta delação, feita por uma pessoa que não conheço, com quem nunca travei o mínimo relacionamento e cuja existência passei a tomar conhecimento nos meios de comunicação, baseada em sua fantasiosa alegação, pela qual teria eu recebido parcela de recursos financeiros em espécie de uma doação destinada ao PMDB. Repilo com a força de minha indignação essa ignominiosa versão", disse Yunes na carta enviada ao presidente.

O advogado acrescenta que, para preservar sua dignidade e “manter acesa a chama cívica” que tem pelo país, “declina do honroso cargo de assessor da Presidência", conforme publica a Agência Brasil.

Comentário

Morreu no final da manhã desta quarta-feira (14), em São Paulo, o Cardeal Dom Paulo Evaristo Arns. Ele estava internado desde o dia 28 de novembro com broncopneumonia, no hospital Santa Catarina. O estado de saúde do arcebispo emérito da Arquidiocese de São Paulo havia piorado na terça (13) e ele estava na UTI em função de problemas na função renal.

Dom Paulo tinha 95 anos, 71 anos de sacerdócio e 76 anos de vida franciscana. Ele era cardeal desde 1973 e foi arcebispo metropolitano de São Paulo entre 1970 e 1998. O funeral terá início no final da tarde na Catedral da Sé.

O trabalho pastoral de Arns foi voltado principalmente aos habitantes da periferia, aos trabalhadores, à formação de comunidades eclesiais de base nos bairros e à defesa e promoção dos direitos humanos. O portal Memórias da Ditadura, do Instituto Vladimir Herzog, relata parte da atuação do cardeal, que ganhou destaque já em 1969, quando passou a defender seminaristas dominicanos presos por ajudarem militantes opositores.

Comentário

Com a mudança econômica no Brasil, muitas pessoas que perderam o emprego fizeram o seguinte questionamento: “o que eu sei fazer que dê para vender?”. Segundo explica o coordenador de Gastronomia da Unigran, Marlon Libório, essa situação alterou o mercado local e aumentou o empreendedorismo em Dourados. Isso porque, segundo ele, muitos trabalhadores tinham a culinária como hobby (palavra inglesa que significa algo interessante que se goste muito de fazer nas horas vagas e para passar o tempo): “Faziam hambúrguer, bolo, tudo em casa. Então, enxergaram a saída do que chamamos de empreendedor de necessidade”, diz ele.

Libório relata que essas pessoas precisaram se recolocar no mercado de trabalho, o que somou, por exemplo, ao número de espetarias e hamburguerias no município. O detalhe, para o professor, é que nem todos conseguem se estabelecer. “Tem que ter uma estrutura, muitas pessoas abrem seus negócios, mas não têm cuidado junto à cozinha”, enfatiza. Além disso, para aqueles que já estão no mercado, é necessária uma reorganização. O cenário, para o coordenador, é de que as pessoas deixaram de comer tanto fora, pois preferem fazer suas próprias refeições. Para atrair o cliente, é preciso algumas promoções, o que, por vezes, tem diminuído o preço de venda final. O comércio, no entanto, ainda vai bem.

Marlon Libório acrescenta que esse fator se deve a região ser voltada ao agronegócio. Ele lembra que as colheitas foram boas, portanto, fazem com que os douradenses não sintam tanto as consequências, ao contrário talvez da situação nacional. “O município é um dos que mais abrem empresas. Somos uma cidade polo, a região inteira vem aqui”, considera. Para ele, um mercado gira em torno do outro, como o de serviços. “Quem vem para o médico precisa comer, então se mantém as vendas”, exemplifica.

Outro diferencial é que aqui se preza muito pela carne e, com a proximidade dos frigoríficos, se aproveitam as “frescas”, diferente de São Paulo, onde a maioria é congelada. “O que se come aqui tem outro sabor”, completa. Nesse caso, o custo também é mais barato. O professor explica, porém, que as pessoas estão mais “certeiras”, se dedicando ao que vende a um determinado público. “Ninguém está se aventurando em uma coisa muito diferente para ver se dá certo porque, até então, o mercado está mais cauteloso”, relata.

Aos novos empreendedores, ele garante que é importante pensar, primeiramente, na gestão, responsável por 80% da continuidade dos negócios. Além disso, focar também no atendimento. “Se você chegou a um lugar e foi bem atendido, você fala para três pessoas e volta. Se foi mal, fala para 10 e esquece o local”, afirma.

Com este novo panorama, as oportunidades aumentaram também aos estágios. A partir do segundo ano de curso, o acadêmico tem que realizar 180 horas de estágio. Em um primeiro contato com as empresas, o professor reparou que os empresários estão de portas abertas a procura de profissionais capacitados. “Já estamos levando alunos para o trabalho”, comenta. Para ele, o essencial é ser apaixonado pela cozinha. “O prazer de fazer supera as dificuldade, só sabe quem sente”, diz Libório.

Ele nota que na cidade onde um curso de Gastronomia é implantado, de 2 a 3 anos, pode se perceber a mudança nos atendimentos locais. “Seja na cozinha, os pratos mudam, o acolhimento ao público muda. Sangue novo, mentalidade nova. Tudo isso mexe com quem está acomodado”, finaliza.

Comentário

O vereador Cido Medeiros (DEM) considera muito positivo mais um mandato que está se encerrando. Ele destaca de maneira especial o ano de 2016, cujas atividades desenvolvidas garantiram melhorias da qualidade de vida da população em todos os cantos de Dourados.

“Nesse ano de 2016 estive presente em praticamente todos os bairros da cidade, com destaque para as regiões do João Paulo II, Grande Parque das Nações, Vila São Brás, Jóquei Clube e adjacências. Nossa ação parlamentar foi responsável por muitos projetos, indicações e requerimentos, atendendo solicitações feitas diretamente pelo povo”, afirma.

O vereador destaca que os debates na Câmara cobrando obras, ações e serviços tiveram maior ressonância e grau de positividade em 2016. Entre essas ações ele destaca aquelas em favor dos professores, dos servidores públicos, dos comerciantes, por melhor atendimento médico nos postos de saúde e hospitais, pela contratação de mais médicos e por mais medicamentos nos postos de saúde.

Cido também fez muita cobrança ao Governo do Estado por investimento na cidade. Ainda sobre a infraestrutura, o vereador ressalta que o prefeito Murilo Zauith (PSB) tem solucionado problemas crônicos, que se arrastavam há anos. “Muitas desses investimentos atendem minhas solicitações”, lembra.

Cido cita ainda entre as grandes conquistas o atendimento com reforma e ampliação das escolas Antônia Cândido de Melo, Clori Benedetti, Laudemira Coutinho de Melo, Sócrates Câmara e Álvaro Brandão, além dos Ceims Raio de Sol e Dalva Martinez, a construção dos Ceims do Parque das Nações I e Jóquei Clube e a reforma e ampliação do posto de saúde dessa região.

“Fui um verdadeiro porta-voz da população que me apresentou suas reclamações. Todas essas solicitações foram encaminhadas ao poder executivo, por meio de requerimentos e indicações”, diz Cido, lembrando ainda que foi autor de vários projetos de lei, com destaque para os que tratam da educação, saúde, moradia e acessibilidade.

“Com recursos federais, estaduais e do município e com uma gestão muito eficiente, o prefeito Murilo tem dado atenção especial aos nossos pedidos. Sou muito grato por isso, pois conseguimos desenvolver um bom trabalho. Temos certeza de que em 2017 novas conquistas virão, beneficiando o novo povo, principalmente aqueles que vivem nos bairros”, afirma Cido, que está concluindo o segundo mandato na Câmara de Dourados.

Comentário

A médica Nislaine Colman Benites, que trabalhava na unidade de saúde do bairro Jardim Marambaia, em Ponta Porã, foi assassinada no começo da manhã desta quarta-feira (14), no local onde atuava.

O suspeito principal é o ex-marido dela, Rafael dos Santos, de 35 anos, conforme informa a PM (Polícia Militar) da cidade. Após o crime, o autor dos disparos teria fugido em uma moto de cor cinza, segundo testemunhas do ocorrido.

rafael medica

Rafael é apontado como assassino da ex-mulher Nislaine, morta com três tiros

⁠⁠⁠Informação não oficial divulgada no local do crime dá conta de que a vítima seria filha do vereador de Ponta Porã, Marcos Bello Benites.

De acordo com o jornal Pontaporainforma, a médica Nislaine Benites havia acabado de chegar no posto de saúde ‘Dr Nery de Azambuja’, e estava na cozinha tomando café quando avistou o ex-marido chegando armado. A vítima correu e trancou a porta, mas o autor deu um tiro na porta, entrou e executou a jovem médica com três tiros, provavelmente de pistola 380.

Na fuga, segundo testemunhas, depois de executar a ex-mulher, Rafael deixou cair o capacete. A polícia já tem imagens das câmeras de segurança e o caso começa a ser investigado sob a chefia do delegado Patrick Linares, do 2º DP (Distrito Policial) em Ponta Porã

Após a denúncia publicada pelo Douranews, onde os moradores da área central da cidade protestavam contra o matagal que tomava conta do imóvel localizado na avenida Weimar Gonçalves Torres, esquina com a General Osório, em um terreno medindo cerca 2.500 metros quadrados, o problema foi solucionado.

Os proprietários da área foram acionados pelas autoridades, e a área foi recuperada, apresentando agora um aspecto mais atraente, conforme relatam moradores das imediações. “A vizinhança agradece”, relatou o advogado José Tibiriçá, um dos moradores da área, ao enviar foto com o novo aspecto do lugar.

A Prefeitura de Dourados dispõe da Lei da Dengue, instrumento jurídico que permite entrar no imóvel, proceder à limpeza e ainda inserir os donos do imóvel em Dívida Ativa, por conta dos custos com essa ação, visando proteger a população e impedir que ocorra a proliferação do Aedes aegipty, transmissor da dengue e outras doenças.

Comentário

A Aced (Associação Comercial e Empresarial de Dourados) realiza nesta sexta-feira (16), às 20 horas, a Noite de Premiações, no auditório da entidade. Serão entregues os prêmios aos vencedores do XIX Concurso de Fotografia Aced e aos mais assíduos do Despertar para o Trabalho, além das empresas que incentivaram a capacitação profissional dos colaboradores. Os ganhadores do XIX Concurso de Fotografia vão receber os cheques com os prêmios que somam R$ 5 mil.

No concurso para escolha das fotos que acompanham o calendário anual da Aced, serão premiados na categoria Câmera Fotográfica, os fotógrafos José Aparecido Frota (1º lugar), Eduarda Fernandes da Rosa (2º) e Paulo Yuji Takarada (3º). Já na categoria Telefone Celular, recebe o prêmio Franz Maciel Mendes. Além das quatro vencedoras, outras oito fotografias inscritas também foram selecionadas pela Comissão Julgadora para estampar o Calendário Aced 2017. Aqueles fotógrafos que tiveram suas imagens selecionadas receberão certificados durante a cerimônia desta sexta-feira.

Despertar

Ainda na Noite de Premiações, serão contemplados os ganhadores do Prêmio Assiduidade. Foram premiados os participantes Terezinha Moraes dos Santos e Naira Correa Ribeiro, ambas da empresa Pena Fiel Contabilidade, além de Aline Silva de Souza, da Condata Contabilidade. A Pena Fiel Contabilidade, a Condata Contabilidade e a Leda Modas, vão receber o Prêmio Aced de Incentivo à Participação – Despertar para o Trabalho, em reconhecimento ao estímulo de encaminhar seus colaboradores para este projeto de capacitação e motivação profissional.

Ao todo, 15 colaboradores ficaram entre os mais assíduos e foram sorteados entre eles os que receberam o prêmio Assiduidade. Os premiados do Despertar foram definidos no último encontro do ano, realizado no mês de novembro. Todos os colaboradores que participaram da última edição do Despertar, também concorreram a sorteio de brindes fornecidos pelas empresas parcerias Kikão, ABV e FG Informática. As ações do programa Despertar para o Trabalho estão previstas para retornar em fevereiro de 2017.

Comentário

O vereador Elias Ishy (PT) enviou ofício ao prefeito Murilo Zauith (PSB), com cópia ao secretário de Saúde Sebastião Nogueira, e também se pronunciou na tribuna da Câmara, externando preocupação com a possibilidade de aumento dos casos de dengue no município e a eminência de uma epidemia, caso haja interrupção das ações de combate e controle à proliferação do mosquito Aedes aegypti.

Ishy solicitou que o executivo municipal não deixe o setor de controle de endemias sem a infraestrutura necessária e adequada para as ações de controle e combate, como combustível, defensivos e medicamentos, entre outros. Informações encaminhadas ao gabinete do vereador apontam que o setor já enfrenta dificuldades para desenvolver as atividades.

Neste ano, em Dourados, já foram feitas 5.109 notificações e detectados 3.624 casos positivos de dengue, foraos casos de zica vírus e chikungunya, diz o vereador pela assessoria. Informações da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) afirmam que as epidemias do verão 2016/2017 serão maiores que em anos anteriores.

“A situação é preocupante porque ainda não está havendo as chuvas regulares desta estação do ano, quando os casos dessas doenças tendem a se agravar. Esperamos que a Prefeitura tome providências e dê condições para que o setor de combate a endemias possa realizar seu trabalho”, afirmou Ishy.

Comentário

As chuvas não pretendem dar trégua em Mato Grosso do Sul nos próximos dias. O alerta é da meteorologista do Cemtec (o Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul), Franciane Rodrigues. Segundo ela, o grande volume de precipitação pluviométrica registrado no Estado no mês de dezembro é normal, já que este é um período de fortes pancadas de chuva.

No Estado, a média histórica de chuvas em dezembro varia entre 100 e 260 milímetros, predominando os municípios de Paranaíba (274,9 mm), Cassilândia (270,6 mm) e Costa Rica (249,3 mm) como os que registram maior volume de precipitação de água. Em Campo Grande, a média histórica no último mês do ano é de 224,9 mm.

“O que ocasiona essa condição climática são os ventos quentes e úmidos vindos da região Norte do Brasil. Eles chegam a Mato Grosso do Sul e formam nuvens carregadas, aumentando a umidade relativa do ar e ocasionando chuvas fortes, com rajadas de ventos e descargas elétricas”, explica Franciane.

Conforme a meteorologista, entre os dias 14 e 21 deste mês o Estado vai registrar grande volume de chuva. “Pancadas totalmente fortes, tempo nublado e bastante descarga elétrica”, alerta. De acordo com ela, o tempo fechado deve amenizar no domingo (18) e na segunda-feira (19), mas nos dias seguintes voltará a ser realidade em todo o Estado.

Raios

Ainda de acordo com a profissional do tempo do Cemtec, Mato Grosso do Sul é um dos estados campeões em incidência de raios no Brasil. Só nos primeiros 12 dias do mês de dezembro foram 312.947 raios caindo em solo sul-mato-grossense, conforme estimativa do Instituto de Meteorologia da USP (Universidade de São Paulo), que faz o levantamento nacional via satélite.A região de Dourados registrou descargas intensas na noite desta terça (13) e madrugada desta quarta-feira (14).

“Somos um dos estados com maior descarga elétrica justamente pela incidência dessas nuvens”, conta. “É uma condição normal para o período do final do ano”, reforça Franciane. De acordo com o levantamento, o Pantanal de Mato Grosso do Sul é a região mais atingida pelos raios. “Especialmente Corumbá, seguida por Porto Murtinho e Aquidauana”, revelou.

Para prevenir acidentes em épocas de tempo severo, com grande quantidade de chuva e raios, a meteorologista diz que não é recomendável procurar abrigo embaixo de árvores e evitar estacionar veículos próximo de torres de transmissão e de placas de publicidade. Dentro de casa deve-se evitar o uso de aparelhos eletrônicos e tirar os dispositivos da tomada. “Qualquer dúvida é aconselhável ligar para a Defesa Civil no 199”, finaliza.

Comentário

Página 1311 de 1688
  • disk corona
  • full house
  • unigran 150
  • Editais
  • Alems respeito

O Tempo Agora

  • mascaras
  • unigran novo

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis