Timber by EMSIEN-3 LTD
  • cmd outubro rosa
Redação Douranews

Redação Douranews

As provas do Vestibular 2017 da UFGD estão marcadas para o dia 20 de novembro. No total, a UFGD está disponibilizando 962 vagas distribuídas em 32 cursos de graduação, com duas opções de ingresso: acesso universal e reserva de vagas. A reserva de vagas, também conhecida como cotas sociais, é um cumprimento à Lei 12.711/12, que orienta que no mínimo 50% das vagas sejam reservadas para candidatos que cursaram integralmente o ensino médio em escolas públicas.

Clique aqui e acesse o edital

A UFGD oferece 490 vagas na reserva para candidatos que tenham cursado integralmente o Ensino Médio em escolas públicas e 472 para ampla concorrência. Isso porque cursos com número ímpar de vagas, como o de Direito, por exemplo, que tem 27 vagas, destinam a parte maior para a reserva, ficando então 13 vagas para ampla concorrência e 14 para a reserva de vagas.

Dentro da reserva para estudantes de escolas públicas, metade das vagas é destinada a candidatos oriundos de famílias com renda igual ou inferior a um 1,5 salário-mínimo per capita e a outra metade para renda familiar superior.

As vagas reservadas serão destinadas a candidatos autodeclarados pretos, pardos e indígenas em proporção no mínimo igual à soma dessas populações em Mato Grosso do Sul, que é de 51,95%, apurado segundo o último censo do Ibge (o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Se não houver candidatos aprovados com o perfil de cada grupo de reservas, as vagas remanescentes serão ocupadas por candidatos que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas. O candidato que não optar, no ato da inscrição, por participar do sistema de reserva, ainda que atenda às exigências, concorrerá apenas pelo sistema universal.

Os candidatos interessados em participar da seleção poderão fazer as inscrições até o dia 7 de outubro. As inscrições deverão ser feitas exclusivamente pela internet, na página do Centro de Seleção, com taxa no valor de R$ 80. No edital do processo seletivo constam informações importantes como prazos, número de vagas por curso, e ainda, o programa das provas, as obras literárias indicadas e explicações de como funciona o sistema de cotas.

Comentário

O prefeito Murilo Zauith (PSB) destacou na manhã desta terça-feira (20) a dedicação da equipe da Educação no trabalho pela superação da meta do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) em Dourados. O município chegou em 2015 ao índice de 5.5, superando a meta projetada de 5.0. Ao lado da secretária de Educação do Município, IIda Mya Kudo Sequia, Murilo falou dos avanços na educação em reunião com dirigentes de escolas e a imprensa, no auditório do CAM (Centro Administrativo Municipal).

Em 2011, quando Murilo assumiu a Prefeitura, o índice era de 4.6 e a meta, 4.4. Em 2013 chegou a 4.9, igualmente mantendo-se à frente da meta de 4.7 e em 2015 subiu para 5.5, ampliando a distância entre a meta e o índice alcançado. “Ultrapassamos a meta graças ao esforço de todos. Avançamos muito. Vocês realmente levam a educação a sério”, disse Murilo a diretores, coordenadores e professores presentes.

Com relação às escolas, os maiores avanços no Ideb aconteceram na Escola Municipal Joaquim Murtinho, cuja meta era de 6.2 e a nota foi de 6.9. Depois vem a escola Maria Rosa Câmara, onde a meta era de 5.1 e o índice foi de 6.6. A terceira melhor avaliação é da Escola Neil Fioravanti, que tinha meta de 6.1 e chegou a 6.4. “Mas, de maneira geral todas as escolas evoluíram. Todos estão de parabéns”, disse a secretária Ilda.

O destaque, entre as escolas indígenas, é a Ramão Martins, que tinha meta de 2.9 e chegou a 3.5. Entre as escolas rurais quem se saiu melhor foi a Escola Padre Anchieta, que tinha meta de 5.0 e obteve 5.5. “É um avanço muito legal. É um trabalho que vem sendo feito desde o início da gestão do prefeito Murilo. É uma conquista da dedicação de todos e do programa Mais Educação”, afirma a secretária.

Deumeires Batista de Souza Moraes, diretora da Escola Clarice Bastos Rosa, no Jardim Maracanã, lembrou que esse não é o momento de pensar no índice como uma competição entre as escolas, mas de trocar experiências para avançar mais. “É resultado do empenho de todos e também do Mais Educação, um programa que foi importante para fazer parcerias com universidades e outras instituições para a gente fazer o reforço”, afirmou.

Ana Paula Benites Fernandes, diretoria da Escola Luiz Antônio Álvares Gonçalves, no bairro Novo Horizonte, agradeceu ao prefeito Murilo pela atenção com a escola e a região. “Te agradeço Murilo pela dedicação, por sempre atender as necessidades da nossa escola, inclusive com ampliação e reformas, e também por cuidar da região, por recuperar e asfaltar a avenida que passa na frente da escola e por estar cuidando do parque que também está ao lado. Rogo a Deus para que o próximo prefeito seja como o senhor e que a gente continue sendo atendido”, ressaltou.

Ana Paula Rosa Costa, professora na Escola Maria Rosa Câmara, destacou também o programa de capacitação e formação desenvolvido pela Secretaria de Educação. “Os avanços são resultado de um trabalho de equipe. Na nossa escola a gente recebe o apoio da coordenação para atender as crianças que a gente percebe que tem dificuldade”, exemplificou.

O prefeito Murilo reforça a gestão que é feita para atender não só a educação, mas todos os setores como um todo. “Nós procuramos tratar todos os setores de maneira igual. Na educação, além de oferecer o kit de materiais escolares, uniformizamos as crianças para que todos sejam iguais na escola, para que tenham os tênis iguais, para que um seja igual ao outro e não se sinta inferiorizado”, disse. Ele falou ainda da merenda escolar, que hoje tem nutricionista para cuidar bem do cardápio e lembrou que a Prefeitura completa o valor destinado para que os alunos tenham um alimento de qualidade, já que há 10 anos o Governo Federal não reajusta o recurso destinado a esse fim. “Asfaltamos 34 bairros, mas não esquecemos dos CEIMs. Cada região atendida com asfalto está ganhando um CEIM novo. É nosso compromisso com a educação”, disse o prefeito.

Conceitos

O Ideb foi criado pelo Inep em 2007 e representa a iniciativa pioneira de reunir em um só indicador dois conceitos igualmente importantes para a qualidade da educação: fluxo escolar e médias de desempenho nas avaliações. Ele agrega ao enfoque pedagógico dos resultados das avaliações em larga escala do Inep a possibilidade de resultados sintéticos, facilmente assimiláveis, e que permitem traçar metas de qualidade educacional para os sistemas. O indicador é calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar, e médias de desempenho nas avaliações do Inep, o Saeb – para as unidades da federação e para o país, e a Prova Brasil – para os municípios.

Comentário

A rádio FM Cidade 101 realiza nesta quarta-feira (21), às 8h30, um debate entre os candidatos a prefeito de Dourados, com tema específico sobre Saúde, que será transmitido ao vivo a partir do auditório da AMGD (Associação Médica da Grande Dourados).

A escolha do tema, segundo a emissora, foi feita com base em pesquisas que indicam que a saúde é o principal gargalo dos governos e a maior necessidade da população. O evento será aberto aos médicos, profissionais da saúde, imprensa e população interessada em saber o que pensam e o que propõem os candidatos sobre o assunto.

Durante os últimos dias, a rádio FM101 entrevistou membros do Conselho Municipal de Saúde, que são os representantes da população, para saber dos principais problemas enfrentados em Dourados. A rádio também está recebendo perguntas dos ouvintes pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. O debate terá seis blocos e será intermediado pelo jornalista e radialista da FM Cidade de Campo Grande, Cadu Bortolotti.

Comentário

Pesquisa mensal feita pelo Procon verificou queda de 11% no preço médio dos medicamentos em Dourados, em comparação a julho, quando o levantamento começou a ser feito. A pesquisa foi feita de sexta-feira até ontem em oito drogarias da cidade. Foram pesquisados 68 medicamentos, sendo 34 de referência e 34 genéricos ou similares.

De acordo com os dados divulgados hoje, mais uma vez houve grande variação de preços do mesmo produto entre os estabelecimentos do gênero.

O campeão entre os genéricos foi o Albendazol 400 mg, com um comprimido mastigável. O produto custa de R$ 1,60 a R$ 13,60 – variação de 1.621,11%. Já entre os medicamentos de referência, o Creme Derm 10 g Dexason tem diferença de preço de 216,30% - custa de R$ 2,20 a R$ 6,96.

Entre todos os itens comparados, a Farmácia Ultra Popular foi a que apresentou a maior quantidade de medicamentos com menor preço (49 itens), seguida da Farmácia Pague Menos com oito itens mais baratos.

De acordo com o diretor do Procon Rozemar Mattos, a pesquisa de medicamentos feita em Dourados segue alguns critérios específicos, como levantamento de preços feito pessoalmente nas farmácia e drogarias, além de considerar o valor à vista com desconto máximo para o cliente, independente de cadastro.

Segundo o Procon, na comparação entre preços de medicamentos de referência e genéricos ou similares a diferença é grande. “Por serem produzidos por diversos laboratórios, os medicamentos genéricos ou similares são, em geral, mais baratos. Mas tem genérico ou similar do mesmo laboratório que apresenta preços diferentes entre drogarias. Por isso é essencial a pesquisa de preços sempre aliada à prescrição médica”, afirma Rozemar.

Comentário

José Antônio da Costa Duarte, de 40 anos, preso na segunda-feira (19), poderia responder em liberdade pelo crime de armazenar pornografia infantil, caso pagasse fiança de R$ 400. Essa foi a decisão do juiz plantonista, no entanto, ele também foi preso por outros crimes e será definido em audiência de custódia se o flagrante será convertido em prisão preventiva.

Até o momento, a informação é de que José está custodiado em uma das celas da Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos), mas deve passar por audiência ainda nesta terça-feira (20). José era investigado pela Deco (Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado) por receptação, já que mantinha em seu poder um celular furtado no último dia 5.

Durante a prisão, os investigadores e agentes encontraram no celular de José imagens de pornográficas envolvendo crianças, bebês e adolescentes. Um pen drive que estava acoplado ao computador de José também foi apreendido e continha mais de 1 mil imagens de pornografia infantil, entre fotos e vídeos.

O crime, configurado no artigo 241 do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) segue investigado pela Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente). O delegado Mário Queiroz, responsável pelas investigações, contou ao Midiamax que a fiança arbitrada pelo juiz plantonista foi de R$ 400, para que José pudesse responder em liberdade, mas ele ainda não teria pagado.

Também segundo o delegado, as imagens passarão por perícia e o laudo deve ficar pronto em até 30 dias. Isso é feito para constatar se os vídeos e fotos realmente foram baixados da internet, conforme declarado pelo preso, e identificar a origem. O delegado Mário Queiroz ainda pontuou que José é usuário de drogas e chegou a tentar explicar porque baixou as imagens.

Em depoimento, o homem disse que procurava por conteúdo pornográfico com a palavra 'novinha' e, com isso, foi direcionado ao site que continha as imagens e vídeos envolvendo crianças, adolescentes e até bebês. José responderá por “Vender ou expor à venda fotografia, vídeo ou outro registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente”, cuja pena é de reclusão e varia de 4 a 8 anos, além de multa.

Comentário

Ação em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS) envolveu representantes de conselhos municipais de saúde de Campo Grande, Corumbá, Dourados e Três Lagoas na tarde de hoje. Os presidentes entregaram documento na sede do Ministério Público Federal (MPF) solicitando bloqueio das contas do Governo do Estado.

Conforme os representantes, o governo não aplicou 12% dos recursos públicos destinado à área da saúde em 2013, cerca de R$ 374 milhões. Documento pede que verba seja repassada aos fundos Municipais de Saúde para serem destinados à construção de novos leitos hospitalares e melhorias no atendimento aos pacientes.

“Queremos que o Estado invista mais recursos na Saúde, como exemplo do Hospital Regional de Dourados, que tinha previsão de término para 2013, mas estamos em 2016 e não está pronto. Já está na terceira licitação e nada”, disse Sebastião de Campos Arinos Júnior, coordenador do Conselho Municipal de Saúde de Campo Grande ao Portal Correio do Estado.

Ainda segundo os representantes, os leitos de Campo Grande são suficientes para a população local, mas devido a falta de investimentos no interior, moradores procuram a Capital para atendimento e superlotação acaba acontecendo nas unidades hospitalares.

Berenice de Oliveira Machado Souza, presidente do Conselho Municipal de Saúde de Dourados, afirmou que pacientes da cidade passam por dificuldades e muitos morrem na espera por uma vaga nos hospitais. “O Hospital da Vida está sobrecarregado, o que o Governo envia é pouco para a demanda”, afirmou.

Além de entregar o documento para ser protocolado, um manifesto às margens da Avenida Afonso Pena, no canteiro central, com 100 cruzes. “As cruzes representam todas as vítimas que já morreram por esperar atendimento pelo SUS no interior”, concluiu Berenice.

Coincidentemente, hoje faz 26 anos que a lei orgânica do SUS foi criada no país, destacou os representantes.

Comentário

Edson Nantes dos Santos, de 39 anos, morreu depois de perder controle de direção e caminhão boiadeiro cair em ribanceira de seis metros. Vários animais também morreram em acidente de trânsito que aconteceu por volta das 5h de hoje, no km 515 da MS-060, na região da Serra de Maracaju. Já Weslen da Costa Silva, 20 anos, ficou gravemente ferido.

Segundo informações repassadas por equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Edson conduzia caminhão, placas de Sidrolândia, carregado de bois em direção a Nioaque.

A suspeita da polícia é de que caminhão apresentou problema no sistema de freio, condutor perdeu controle da direção, veículo invadiu a contração, colidiu em guard rail e caiu em ribanceira.

Edson morreu no local do acidente, enquanto Weslen sofreu ferimentos graves, foi socorrido e encaminhado para unidade de saúde, na cidade de Nioaque.

Motoristas que passam pelo local, esperam liberação para carnear os bois que morreram no acidente.

Boliviana, 50 anos, que teve identidade preservada, foi flagrada na manhã de hoje tentando entrar no Brasil com uma quantia de US$ 12,5 mil, valor equivalente a R$ 40,750 mil. Flagrante aconteceu na BR-262, em frente ao Posto da Receita Federal, no município de Corumbá.

Segundo informações do site Diário Corumbaense, pela não declaração do valor, US$ 9,4 mil, (R$ 30.644) foram detidos pelos agentes. O dinheiro estava distribuídos em notas de 100 dólares.

Como informa a legislação do sistema Monetário Nacional, foram devolvidos para a mulher uma quantia de US$ 3,1 mil (R$ 10,1 mil), o que correspondem aos valores permitidos pela lei federal.

De acordo com a Receita Federal do Brasil, quem possuir moedas nacionais ou estrangeiras, no valor próximo à R$ 10 mil e estiver entrando no país, é obrigado a apresentar uma Declaração Eletrônica de Bens de Viajantes (e-DBV) na saída da alfândega. 

Após duas rodadas de negociação na semana passada sem avanço, os bancários resolveram divulgar Carta Aberta à população quanto à proposta rebaixada de 7% de reajuste (2,9 pontos percentuais abaixo da inflação) com abono feita pelos banqueiros, informando que a greve nacional não para de crescer, superando o recorde de paralisação da última sexta-feira.

“Decretada no dia 6 de setembro, a paralisação entrou na terceira semana nesta segunda-feira (19) fechando 13.071 agências em todo o país, contra as 12.779 unidades da sexta-feira (16), informou a entidade. A greve nacional de 2016 já superou a paralisação do ano passado, que em seu 14º dia fechou 12.496 unidades. A greve também é recorde no Centro Norte, onde no ano passado foram fechadas na mesma data 1.384 agências.

“Mais uma vez a categoria dá uma grande demonstração de sua capacidade de mobilização e de unidade nacional e dão um recado claro aos banqueiros de que não aceitam a estratégia de reajuste abaixo da inflação em troca de abono e exigem aumento real de salário, assim como avanços nas reivindicações sobre emprego, saúde e condições de trabalho, segurança e igualdade de oportunidades”, afirmou o Comando Nacional dos Bancários.

Em Dourados e Região, o sindicato informa que 100% das agencias continuam fechadas, funcionando apenas os caixas eletrônicos para coletar depósitos (serviços essenciais) e à realização de operações de transferência e saques de valores.

Comentário

Nova pesquisa comparativa de preços de medicamentos, realizada pelo Procon entre os dias 16 e 19 deste mês, divulgada nesta terça-feira (20), indicam alta da ordem de 11,3% em relação ao levantamento realizado com os mesmos itens em julho. A pesquisa envolveu oito drogarias da cidade onde foram pesquisados os preços de 68 medicamentos, sendo 34 de referência e a outra metade de genéricos ou similares.

Veja os produtos pesquisados e preços

Do total dos itens comparados, a farmácia Ultra Popular foi a que apresentou a maior quantidade de medicamentos com menor preço (49 itens), seguida da Pague Menos com oito itens mais baratos. Entre os medicamentos de referência, a maior diferença do menor para o maior preço encontrada foi de 216,30% para o creme Dexason do laboratório Teuto; 151,45% nas capsulas de Amoxil e de até 1.621% no comprimido de Albendazol.

De acordo com o setor de fiscalização do Procon, a comparação entre preços de medicamentos de referência e genéricos ou similares apresenta grande diferença. Por serem produzidos por diversos laboratórios, os medicamentos genéricos ou similares são, em geral, mais baratos. Um genérico ou similar de um mesmo laboratório também pode apresentar preços diferentes entre as drogarias. Por isso, recomenda o órgão de defesa do consumidor, é essencial a pesquisa de preços sempre aliada com a recomendação e prescrição médica.

Comentário

Página 1305 de 1461
  • kikao professor

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus