Timber by EMSIEN-3 LTD
  • ms dengue
  • Dnews Whats
Redação Douranews

Redação Douranews

A prefeita Délia Razuk participou, na manhã desta segunda-feira (20), no Ceim Professora Lúcia Licht Martins, no Jóquei Clube, do início dos trabalhos no primeiro Ceim (Centro de Educação Infantil) que passa a funcionar em tempo integral em Dourados. Anseio da população douradense que necessita do trabalho ministrado pelos Ceims, o tempo integral caminha para acontecer em toda a cidade, segundo a assessoria de comunicação do Município.

Inaugurada no final do ano passado, a obra física ganhou vida com a implantação do corpo de funcionários e recepção dos alunos para início das aulas. A coordenadora do Ceim, Daniele Libório, agradeceu todos os esforços da administração para a abertura do período integral.

Ela destacou como esta ação contribui com as mães de família que necessitam atuar no mercado de trabalho. “Agradeço a todos os esforços, quero deixar claro que este espaço é uma extensão de vossas casas, pais de alunos. Vamos construir um ambiente de crescimento. É muito importante o período integral nos Ceims, e, tenho certeza, este é um importante passo”, disse.

A secretária de Administração e interina na Educação, Denize Portolann de Moura, parabenizou todo o corpo de funcionários do Ceim e lembrou que a administração tem se esforçado para que momentos como este se repitam com frequência. “Estamos todos empenhados para que a educação em Dourados melhore em todos os sentidos”, disse.

A prefeita Délia Razuk ressaltou que o esforço para o início dos trabalhos no Ceim em tempo integral é de toda a administração e coroa, também, o esforço de quem garantiu os recursos, no caso o agora vereador Marçal Filho, da administração anterior que iniciou os trabalhos e da administração atual que colocou o Ceim para funcionar.

“Não é um trabalho da prefeita. A administração se faz com professores, com corpo técnico, com vereadores e principalmente com a comunidade. É com todos juntos que Dourados vai vencer”, disse.

Durante a fala, a prefeita mencionou obras em finalização de novos Ceims e garantiu que a cobrança ocorre por parte da Prefeitura de Dourados, junto às empreiteiras, no sentido de que sejam finalizadas o quando antes. “Estamos cobrando as obras de vários Ceims, e para que estas obras terminem não depende somente de mim, da Secretaria. Gostaria que todas as creches fossem em tempo integral. Mas nós temos um orçamento para a educação já votado no ano passado. Ressalto que o esforço foi muito grande para que este Centro inicie os trabalhos e continuaremos com este empenho. O que posso dizer é que vamos fazer nossa parte com a ajuda da Câmara de Vereadores e a comunidade”, finalizou Délia.

O Ceim Professora Lúcia Licht está localizado na rua Alice Martins, próximo da antiga avenida Potreirito. A obra orçada em R$ 1,1 milhão foi entregue em dezembro e a Secretaria municipal de Educação implantou o serviço administrativo e realizou os últimos ajustes para o início das aulas. No início do mês, ocorreu a abertura das atividades no Ceim Professora Zeli da Silva Ramos, no Jardim Monte Carlo.

Participaram da solenidade, além da prefeita Délia e secretária Denize, o diretor do Imam, Fábio Luis, a coordenadora do Ceim, Daniele Libório, os vereadores Alberto Alves dos Santos (Bebeto), Pedro Pepa, Sérgio Nogueira, Marçal Filho, Romualdo Ramin e Cido Medeiros.

Comentário

Decretos assinados pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que reorganizam a estrutura básica de sete secretarias estaduais, foram publicados no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (20), com o novo organograma das Secretarias de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), Infraestrutura (Seinfra), Educação (SED), Justiça e Segurança Pública (Sejusp), Fazenda (Sefaz), Saúde (SES) e a de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro).

A previsão do Governo do Estado é que os organogramas com a estrutura das demais pastas que compõem o Executivo Estadual sejam publicados em Diário Oficial ainda nesta semana. Serão divulgadas as reorganizações da Segov (Secretaria de Governo e Gestão Estratégica (Segov), da SAD (Secretaria de Administração e Desburocratização (SAD) e da SEC (Secretaria de Cultura e Cidadania).

Comentário

A Secretaria municipal de Cultura promoveu, sexta-feira (17), um encontro entre os artesãos de Dourados em homenagem ao Dia do Artesão, que foi comemorado no domingo (19), no saguão do Teatro Municipal. O encontro reuniu grande número de artistas, houve apresentações do escritor e membro da Academia Douradense de Letras, Merlinton João Braff, no violino; em seguida a poetisa Odila Lange e encerrando, Ilson Ozório com seu violão. Além dessas apresentações, os artesãos mostraram trabalhos produzidos na cidade.

Édia Lazzarini, coordenadora da feira de artesanato da Praça Antônio João, ressaltou a iniciativa do secretário de Cultura, Gil Esper, destacando que “essa é a primeira vez que nos é oferecida essa homenagem, com apresentações, café da manhã e mais que isso, uma demonstração de respeito, carinho e confiança por parte do secretário”.

Durante o encontro foram debatidas, ainda, algumas ações da Secretaria de Cultura em relação ao setor, como as feiras que acontecerão no decorrer do ano, já com início no mês de maio em comemoração ao dia das mães. O secretário Gil Esper vê com grande expectativa o incentivo à cultura, a valorização da arte local e sua divulgação dentro e fora do estado.

“Estamos trabalhando muito para que todo tipo de trabalho realizado por esses verdadeiros artistas tenha o reconhecimento e incentivo necessário para que possamos mostrar a força da cultura da nossa cidade”, afirmou.

Comentário

O Assaí Atacadista já está abastecido com pescados, azeites, ovos e barras de chocolate para o período de Páscoa, importante data para o segmento. Pensando nos comerciantes, transformadores e consumidores finais que buscam economia nas compras em grande volume, a rede oferece preços competitivos e uma variedade de itens nas categorias mais tradicionais para a data. No período, o Assaí projeta um crescimento de 15% nas vendas de itens sazonais para a Páscoa, na comparação com a mesma data do ano passado, segundo divulga assessoria do grupo.

Um dos diferenciais do Assaí é a venda de coberturas, barras de chocolates maiores utilizadas por pequenos empreendedores que costumam fazer Ovos de Páscoa para vender nesta época do ano e complementar a renda com um dinheiro extra. Nesta categoria, a rede tem a expectativa de crescer 15%. O mesmo número também é projetado para os Ovos de Páscoa da indústria, que este ano contam com uma boa variedade nas lojas de todo o Brasil. A rede também reforçou os estoques de caixas de bombons, tabletes e barras de chocolate.

Por conta da Sexta-feira Santa, os peixes são os protagonistas dos pratos principais dos almoços. Por isso, tanto donos de restaurantes, quanto famílias que vão se reunir para fazer a refeição, encontram no Assaí uma grande variedade de pescados. Bacalhau, por exemplo, que costuma ser a escolha da maioria das pessoas para a data, é vendido in natura (peça inteira), congelado ou desfiado e o Assaí também espera um aumento de 15% nas vendas desse segmento. Atum e sardinha, que também podem ser opções mais baratas, devem crescer por volta de 20%, já que são substituições para quem não quer gastar muito.

Assaí Atacadista

O Assaí Atacadista possui 107 unidades em 16 estados (AL, AM, BA, CE, DF, GO, MS, MT, PA, PB, PE, PR, RJ, RN, SE, SP), sendo uma das mais recentes a loja de Dourados, inaugurada no final do ano passado, na rua Coronel Ponciano, próximo da UPA, Detran e do DOF.

Em 2016, a rede inaugurou 13 novas unidades no Brasil e fechou o ano com vendas brutas de R$ 15,7 bilhões, expansão de 39,2% em relação ao ano anterior, conforme a assessoria.

Comentário

O deputado estadual licenciado José Carlos Barbosa participou na manhã desta segunda-feira (20), como secretário estadual de Justiça e Segurança Pública, do 2° Encontro dos Secretários de Segurança Pública, que reuniu ainda os governadores Reinaldo Azambuja (MS) e Pedro Taques (MT), com o objetivo de apresentar as ações efetivas que estão sendo realizadas entre Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, além das próximas medidas que serão adotadas pelos dois estados, uma vez que eles vivem a mesma realidade: têm fronteiras com países vizinhos e enfrentam ações de organizações criminosas, como contrabando de armas e tráfico de drogas.

Com foco em solucionar os problemas da segurança pública de forma mais eficiente, o governador Reinaldo Azambuja assinou com o colega Pedro Taques um termo de cooperação que visa a promover a interlocução entre as forças policiais dos dois estados. A comitiva mato-grossense trouxe, além do governador, toda a equipe de segurança pública do estado vizinho. Participaram ainda representantes da segurança pública do estado do Paraná e o cônsul da embaixada do Canadá, Riccardo Savone.

Reinaldo ponderou que a integração dos estados é muito importante e que as parcerias são fundamentais para unificar o trabalho de combate ao crime organizado. “Um peixe que nada no rio Paraguai não tem fronteiras, ele vai de MS a MT tranquilamente. Por isso a união dos estados é fundamental. Vamos assinar hoje um termo de cooperação que permite o compartilhamento de informações da inteligência policiais dos estados, assim como temos uma legislação de pesca e um projeto para o Pantanal unificados”, explicou.

No encontro, Reinaldo informou que Mato Grosso do Sul ingressou com uma ação contra a União cobrado ressarcimento de mais de R$ 600 milhões pela custódia de presos federais. “Quanto mais temos apreensões mais aumenta nossa população carcerária. Durante 40 anos foram abertas 7,5 mil vagas e em quatro anos vamos entregar 3.844 vagas, aumentando em 50% as vagas disponíveis. Mesmo assim, hoje temos 7,3 mil presos que são do tráfico de armas e drogas, ilícitos federais que ficam sob a nossa custódia. Buscamos uma solução administrativa, mas como não houve sucesso ingressamos com a ação no STF”, disse.

Comentário

O polo financeiro do Tribunal de Grande Instância de Paris foi esvaziado na manhã desta segunda-feira (20) após um telefonema anônimo que indicava a presença de uma bomba no edifício, no centro de Paris, segundo o site da revista “Le Point”. Vários policiais cercam o edifício, na rua dos Italianos.

O prédio abriga os juízes e promotores que investigam irregularidades ligadas às áreas econômica e financeira. Atualmente, eles apuram suspeitas de concessão de empregos fictícios envolvendo o candidato da direita François Fillon e Marine Le Pen (da Frente Nacional).

Um incidente que terminou com a morte de um homem no aeroporto de Orly elevou o nível de alerta para o nível máximo durante a campanha eleitoral francesa. Um homem foi morto depois que tentou pegar a arma de uma membro da força aérea que estava em patrulha no aeroporto.

Comentário

Os alunos da escola municipal Weimar Torres, que funciona no CEU do Jardim Clímax, retomam às aulas a partir das 13 horas desta segunda-feira (20), atendendo deliberação da Assembleia Geral da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), realizada na tarde de sábado (18) que decidiu suspender o estado de paralisação e voltar às aulas na rede pública, mantendo as mobilizações da Greve Nacional contra a Reforma da Previdência em todo o Estado.

Em Dourados, o acampamento montado em frente ao escritório político do deputado federal Geraldo Resende (PSDB) deve permanecer até o dia 6 de abril, durante o período de tramitação da matéria no Congresso Nacional, conforme calendário de atividades divulgado pelos chamados movimentos sociais.

De acordo com o presidente da Federação, Roberto Magno Botareli Cesar, a decisão da Assembleia é soberana e a continuidade da paralisação das escolas não seria possível depois dos depoimentos dos trabalhadores durante a discussão. “Dos 79 municípios de MS, apenas 12 disseram que davam conta de permanecer paralisados e alguns parcialmente ainda, portanto nós enquanto Federação temos que ter a responsabilidade e o entendimento que greve não é de sindicato e sim da base, agora temos a obrigação de darmos continuidade à luta contra a Reforma da Previdência e isso nós faremos, continuaremos mobilizados, com ações no Estado todo e finalizar a conversa com os parlamentares federais sobre o assunto”, disse.

Comentário

Sônia de Fátima de Moura, mãe de Eliza Samudio, recorreu novamente à Justiça contra a soltura do goleiro Bruno Fernandes. No recurso, ela pede que o ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), reconsidere a decisão que manteve Bruno em liberdade. Por meio da advogada Maria Lúcia Borges Gomes, é solicitado também que o recurso seja apreciado pelo colegiado de ministros.

“Requer-se à Vossa Excelência a reconsideração da decisão agravada; se esse não for o caso, que Vossa Excelência coloque o feito em mesa, a fim de que o órgão colegiado possa examinar o recurso de agravo e, ao final , dar - lhe provimento, reformando a decisão monocrática agravada [...]', diz trecho do recurso, com data de 17 de março.

Em 10 de março, Marco Aurélio Mello rejeitou o primeiro recurso apresentado pela mãe de Eliza, no qual ela pedia a revogação da liminar (decisão provisória) que ordenou a soltura do goleiro Bruno Fernandes. Sônia de Moura apresentou o recurso na condição de assistente de acusação, que atua ao lado do Ministério Público no processo contra o goleiro.

Condenado a 22 anos e 3 meses de prisão pela morte da modelo, Bruno foi libertado no dia 24 de fevereiro deste ano, após obter um habeas corpus de Marco Aurélio. A decisão monocrática do magistrado ainda será analisada por uma das turmas do Supremo, que contém cinco ministros. Antes, no entanto, a PGR ainda vai se manifestar sobre o caso.

O goleiro chegou a ficar preso em regime fechado durante 6 anos e 7 meses preventivamente (prisão sem tempo determinado). Dias depois de deixar a prisão, Bruno retornou ao futebol contratado pelo clube mineiro Boa Esporte. Na data da apresentação do jogador, houve protesto de mulheres em Varginha, no Sul de MG.

Recurso negado por ministro


No primeiro recurso, os advogados da mãe de Eliza afirmaram que Bruno é uma “pessoa fria, violenta e dissimulada” e que sua personalidade é “desvirtuada” e “foge dos padrões mínimos de normalidade”. Segundo os defensores de Sônia, o goleiro representa risco à vida do neto dela, filho de Bruno com a modelo assassinada.

“O paciente [goleiro Bruno] não só oferece risco, como também já manifestou seu interesse de colocar as mãos na vítima Bruno Samudio de Souza [filho do goleiro com Eliza] e, teme a embargante [Sônia], que possa ocorrer com seu neto e consigo mesma o que aconteceu com sua filha, ser morta”, diz trecho do recurso contra o habeas corpus do goleiro.

Bruno foi condenado, em 2013, pelo Tribunal de Júri de Contagem (MG) pela morte de Elisa Samudio, mas sua prisão era provisória desde as investigações, ou seja, ele ainda não estava cumprindo a pena.

Para o ministro do STF que determinou a soltura do goleiro, nada justifica a espera pelo recurso de apelação (leia a íntegra da decisão). Com a liminar, Bruno pode responder ao restante do processo em liberdade. Se o recurso contra o júri for negado, ele pode ser preso novamente.

Entenda o caso

O goleiro Bruno Fernandes – que atuou no Flamengo e no Atlético Mineiro – foi condenado como mandante da morte da ex-amante Eliza Samudio a uma pena de 22 anos e 3 meses de prisão.

Eliza desapareceu, em 2010, quando ela estava com 25 anos e seu corpo nunca foi achado. Na ocasião do crime, o jogador era titular do Flamengo e não reconhecia a paternidade da criança.

Embora já tenha sido condenado, Bruno estava preso preventivamente, enquanto aguarda o julgamento de sua apelação ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG).

O goleiro também foi condenado pela Justiça do Rio de Janeiro por cárcere privado, lesão corporal e constrangimento ilegal contra Eliza Samudio. Mas, segundo a defesa de Bruno, ele já cumpriu essa pena.

Comentário

O governador Reinaldo Azambuja disse, em Guia Lopes, onde cumpriu agenda neste domingo (19), que a Polícia Federal, o Ministério Público e a Justiça prestaram um desserviço ao fazerem “um estardalhaço” diante da operação que identificou irregularidades em três frigoríficos com unidades de produção em 12 estados.

“Não se trata de defender os maus funcionários e empresários corruptos, que devem ser punidos com rigor. O que nos causa preocupação é por que essa pirotecnia, desqualificando toda a carne brasileira. Isso é muito ruim, prejudicial ao mercado e ao país. Será que tem algum pano de fundo nisso tudo?”

Segundo Reinaldo, o Brasil já enfrenta resistências de países, como Estados Unidos e Austrália, em razão do crescimento das exportações brasileiras, por isso acredita que o superdimensionamento de “casos pontuais” e isolados possa ter alguma razão. Para o governador, “não se pode criminalizar toda a carne brasileira por causa de alguns maus funcionários e empresários corruptos, em prejuízo a toda uma cadeia produtiva”.

“Há 5 mil frigoríficos em todo o País e se há uma investigação há dois anos os culpados já deveriam estar presos. É um erro da investigação em passar a impressão que todos os frigoríficos agem de má fé em prejuízo ao consumidor. A certificação sanitária no Brasil é reconhecida internacionalmente, a carne produzida aqui é considerada de alta qualidade”, afirmou o governador, lembrando que “a operação monstruosa, como foi passada à imprensa, não corresponde ao tamanho do mercado e qualidade da carne brasileira”.

Reinaldo disse que vai se reunir com entidades do setor pecuário e avaliar com o Ministério da Agricultura o impacto do estardalhaço da Polícia Federal em uma operação que descobriu irregularidades “em uma fração mínima da indústria frigorífica”, segundo reiterou, conforme divulga a Subsecretaria de Comunicação do Governo.

Comentário

Dando continuidade à ação de limpeza da cidade determinada pela prefeita Delia Razuk, equipes da Semsur (Secretaria municipal de Serviços Urbanos) iniciaram quarta-feira (15) passada e prosseguiram, até neste fim de semana, com os serviços de remoção de lixo e entulho ao longo da Via Parque. De acordo com o secretário Joaquim Soares, existem pelo menos seis pequenos lixões ao longo da via, que inicia nas imediações do Parque do Lago e termina na rodovia BR 463, ao lado do BNH 4º Plano.

“Estamos fazendo uma faxina geral, retirando lixo, entulho e roçando matagal”, disse o secretário. Joaquim lembra que foram retirados naquela região, mais de 300 caminhões de lixo, dando um melhor aspecto àquela área.

via parque limpa

Via Parque ganha novo aspecto após faxina geral realizada pela Prefeitura

Segundo ele, a fiscalização está sendo intensificada, no sentido de impedir a formação de novos lixões na periferia da cidade. Ele conta que há locais onde a situação é crítica por conta do volume de lixo acumulado, “mas estamos atacando nesses pontos, fazendo a remoção e pedindo aos moradores que nos ajudem a fiscalizar, denunciando quem joga lixo em locais proibidos”.

A prefeita Délia Razuk, que na sexta-feira (17) recebeu um relatório encaminhado pelo secretário Joaquim Soares sobre os serviços executados, reforçou a necessidade de novos ecopontos na cidade, e tem projeto para criação de pelo menos três deles a curto prazo.

Na ação na Via Parque também serão feitos reparos e manutenção na rede de iluminação pública, com reposição de postes e lâmpadas. A Semsur também está mantendo frente de trabalho no interior do Parque Arnulpho Fioravanti, onde, devido à extensão da área [com cerca de 30 hectares], os serviços de limpeza, roçada, poda e melhorias no campo de futebol e pista de atletismo devem durar mais uma semana.

Comentário

Página 1304 de 1805
  • Douranews Anúncio
  • Editais

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis