Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

Policiais Ambientais de Jardim realizavam patrulhamento fluvial no rio Miranda, entre a região da ponte do Ariranha e a Barra do rio Formoso, no município e autuaram ontem (6) à tarde, um ourives, de 43 anos e um comerciante, de 61 anos, residentes em Dourados, por pescar sem a devida autorização para pesca amadora espedida pelo Autoridade Ambiental.

Com os infratores foram apreendidos dois molinetes com varas. Eles ainda não haviam capturado nenhum pescado. Cada infrator foi autuado administrativamente e multado em R$ 300,00.
ALERTA – A pesca sem licença não é crime ambiental, porém, a PMA alerta que é documento necessário para a pesca no Estado e sua falta caracteriza-se como infração administrativa, que prevê, além da multa mínima de R$ 300,00 até a máxima de R$ 10.000,00, a apreensão de barco, motor, produto e material da pesca, bem como veículos utilizados.
ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL – PMMS
(Contato – MAJOR QUEIROZ) tel. – 3357-1500– 9905-7763 (vivo – Whats App)
9106-8628 (claro) – 8171-4270 (TIM) – 8475-0553 (oi)

Comentário

A Universidade da Força Aérea inaugurou hoje (7) o Clube do Conselho Internacional do Esporte Militar (CISM), que vai funcionar até o dia 20 de agosto para receber atletas militares de todo o mundo que estejam participando dos Jogos Rio 2016.

Presidente do CISM, o coronel Abdul Hakeem Alshino informou que a entidade reúne países de todo o mundo para promover a paz e o esporte. “Temos uma mensagem muito clara para destacar nossa contribuição para o esporte global. Então, temos responsabilidades muito grandes para incentivar esportes ao redor do mundo e, claro, não haveria Jogos Olímpicos sem as Forças Armadas. Acreditamos que uma cidade como o Rio de Janeiro é muito grande e é complicado gerenciar a segurança. Estamos orgulhos que a segurança está sendo feito com excelência pelas Forças Armadas.”

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, participou da cerimônia e lembrou a participação dos atletas militares no evento. Para os jogos olímpicos, o Ministério da Defesa ultrapassou a meta de 100 atletas classificados em 45%, chegando a 30% da delegação brasileira na Rio 2016. Em Londres 2012, foram 50 atletas militares, que conquistaram cinco das 17 medalhas brasileiras.

Segundo o ministro, a meta é conquistar pelo menos dez medalhas no Rio. Os atletas militares competem em 27 modalidades e fazem parte do Programa Atletas de Alto Rendimento das Forças Armadas, criado em 2008, e que hoje conta com 670 atletas, sendo 76 militares de carreira e 594 temporários, selecionados por edital. O primeiro medalhista do Brasil na Rio 2016 é militar. O sargento Felipe Wu ficou com a prata ontem do tiro esportivo.

Sobre segurança, o ministro informou que as Forcas Armadas estão com 42 mil agentes em todo o Brasil envolvidos com a Olimpíada, sendo 18 mil no Rio de Janeiro. Desse total, o ministro disse que cerca de 7% são mulheres.

“Em linhas gerais, a segurança está um sucesso. Tivemos nosso dia crítico na abertura e o esquema de segurança, com algum probleminha, dada a complexidade, funcionou muitíssimo bem. Tínhamos voltados para o episódio mil batedores e dez mil homens. Foram usados 700 ônibus. Algum detalhe pode ter faltado, mas no aspecto operacional funcionou tudo bem”.

Ele lembrou que, na manifestação no fim da tarde na Praça Saens Peña, “houve alguns feridos leves”. “Por enquanto, não temos informação de que haja mais manifestações marcadas. Acho que passamos no teste”.

Sobre uma bala perdida que atingiu o centro de imprensa do hipismo olímpico de Deodoro, Jungmann disse que está sendo investigado, mas ainda não há nenhuma conclusão sobre a autoria do disparo.

“Uma pista que estamos seguindo é que, naquele exato momento, tínhamos drone sobrevoando uma comunidade na região e um olho de águia, um balão sobrevoando. Uma das hipóteses é que alguém estivesse se sentindo seguido e filmado. Então, é possível que alguém tenha dado um tiro e caído naquele local. Não é provável que venha do estande de tiro, mas vamos aguardar o relatório definitivo”, concluiu.

Fonte: Agência Brasi

Comentário

O programa Ciência sem Fronteiras deve se preocupar em aproveitar a experiência dos bolsistas quando retornam ao Brasil.

É o que defende o presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Abilio Baeta Neves, em entrevista à TV Brasil.

“O programa tem que ter reinserção para que depois o estudante não fique rolando no mercado de trabalho ou fique sem a inserção adequada. Isso não é interessante”.

O programa Ciência sem Fronteiras foi lançado em 2011 com a meta de conceder inicialmente 101 mil bolsas - 75 mil bancadas pelo setor público e 26 mil por empresas privadas.

As bolsas são voltadas para as áreas de ciências exatas, matemática, química e biologia, engenharias, áreas tecnológicas e de saúde.

Uma segunda fase do programa deveria ter começado no ano passado, mas em ano de ajuste fiscal, após concluir a meta inicial, o programa foi suspenso para avaliação.

No último dia 25, a Capes anunciou algumas das modificações que deverão ocorrer, entre elas o fim das bolsas para a graduação. Na primeira fase, 78,9% das bolsas foram concedidas a graduandos.

Neves diz que os critérios para a selação de bolsistas na pós-graduação, que inclui análise de projeto e adequação às linhas de pesquisa das instituições internacionais, deve ser mantido, mas que o Ciência sem Fronteiras deve se preocupar com o aproveitamento dos estudantes quando retornam ao país.

Ao falar sobre as bolsas de doutorado e pós-doutorado, lembra que é preciso pensar na inserção dos pesquisadores.

“A ideia de mandar para o exterior é que isso seja proveitoso para o nosso sistema de pesquisa”, afirma o presidente. “Reinserir esses indivíduos em um sistema universitário de pesquisa ou inovação é importante para que o programa tenha o impacto desejado desde o início”.

A reformulação ainda está sendo feita e Neves não detalhou como será o acompanhamento do retorno dos bolsistas. Segundo ele, o governo está dialogando com as universidades para aumentar a participação delas no acompanhamento dos intercambistas.

“De certo modo, o programa aconteceu sem grande envolvimento das universidades brasileiras. Houve um ganho significativo pessoal, mas não houve impacto, não agregou tanto valor assim aos cursos das universidades do Brasil”.

Fonte: Correio do Estado

Comentário

A exportação do milho no primeiro semestre deste ano contribuiu para que a balança comercial de Mato Grosso do Sul fechasse o período com superávit de US$ 1,415 milhão. O resultado foi divulgado hoje pelo governo do Estado.

Dados da Carta de Conjuntura do Setor Externo mostram que a exportação do produto aumentou 81% entre janeiro e julho de 2016.

Foram exportadas 1,3 milhão de toneladas de milho entre janeiro e julho, contra 694 mil toneladas ano passado.

“A desvalorização do dólar a partir de maio 2015 teve impacto positivo na pauta de exportações sul-mato-grossense, mas a valorização que vem ocorrendo nas últimas semanas já reduziu as margens dos exportadores. Criando um cenário menos favorável no segundo semestre”, comentou o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck.

O mesmo documento mostrou que na avaliação de julho houve resultado negativo na comparação com o mesmo período do ano passado. O saldo do mês em 2016 foi de US$ 185 milhões, contra US$ 241 milhões.

Esses números ainda não fizeram o milho "roubar" a cena da soja, que continua sendo o principal produto exportado de Mato Grosso do Sul. A celulose segue em segundo lugar na balança comercial.

O minério de ferro, que está muito atrelado ao cenário do mercado chinês, demonstra tendência de estabilidade.

ABERTURA DE MERCADO

Outra perspectiva vista como positiva pelo governo do Estado é o início da venda de carne bovina in natura para os Estados Unidos. A negociação foi fechada no mês passado e as exportações estão em tratativa.

“A partir deste mês devemos exportar carne para EUA, com o acordo de equalização sanitário entre o Brasil e EUA. No Estado temos quatro plantas frigoríficas habilitadas para essa operação”, pontuou o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico.

Comentário

Quatro crianças em Mato Grosso do Sul  que precisam usar medicamento a base de canabidiol (CBD) - um dos 200 componentes da planta Cannabis sativa (maconha), enfrentam verdadeira batalha judicial e meses de espera até conseguir o remédio.

Porém apenas três pacientes com 3, 7 e 8 anos que vivem em Campo Grande, Fátima do Sul e Ponta Porã fazem uso do composto. A família do quarto paciente,  de 10 anos, do município de Pedro Gomes, aguarda decisão para que a criança comece a fazer uso do CBD. 

O processo demora em média oito meses e mesmo após a sentença as famílias ainda precisam lidar com a burocracia para importação, além da demora para liberação de verbas para compra do remédio que deve ser feito pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) e pelo município onde a criança reside.

O custo é alto, por isso em todos os casos as famílias procuraram a Justiça para garantir que o Estado e os municípios onde vivem forneçam o medicamento.

Doze seringas que podem durar em média um ano, custam aproximadamente R$ 12 mil - o preço é em dólar, cada um custa US$ 199 e a empresa cobra mais US$ 150 relativos aos trâmites de importação dos Estados Unidos e entrega na casa do paciente.

Fonte: Correio do Estado

Comentário

Em nota publicada hoje (7) em sua página na internet, a Academia Brasileira de Letras (ABL) decretou luto de três dias pela morte do cirurgião plástico e acadêmico Ivo Pitanguy, que morreu aos 90 anos, de parada cardíaca, em sua casa na zona sul do Rio.

"Ivo Pitanguy era uma presença brasileira em todo o mundo, um amigo fraterno, um acadêmico sempre participativo na ABL, uma raríssima figura humana, aberta plenamente à doação dos seus saberes e de sua alta competência," diz a nota.

Na sexta-feira, dia da abertura oficial dos Jogos Rio 2016, na última aparição pública, o cirurgião plástico participou do revezamento da tocha olímpica no bairro da Gávea, onde está localizada sua clínica.

A determinação para o luto de três dias, com o hasteamento da bandeira da ABL a meio-mastro no período, foi dada pelo presidente da academia, o professor Domício Proença Filho, que se encontrava em missão oficial aos Estados Unidos.

Velório

O corpo de Pitanguy será velado a partir das 13h, no Cemitério Memorial do Carmo, na zona portuária da cidade, e cremado por volta das 18h.

Com uma carreira internacional de sucesso, Ivo Pitanguy atendeu a personalidades do mundo inteiro, além de prestar serviços a pessoas simples que buscavam sua ajuda em problemas graves e que necessitavam, muitas vezes, de intervenções delicadas.

O cirurgião plástico se destacou também como escritor, tendo sido eleito em 11 de outubro de 1990 para ocupar a cadeira 22 da ABL, que tem como patrono José Bonifácio.

Nascido em Belo Horizonte, em 5 de julho de 1923, Pitanguy deixa a mulher Marilu Nascimento, com quem era casado desde 1955, além de quatro filhos (Ivo, Gisela, Helcius e Bernardo) e cinco netos.

Comentário

O reconhecimento de mais uma vitória da seleção brasileira feminina de futebol não foi somente do público presente no Engenhão no sábado. Um dia depois do 5 a 1 diante da Suécia, Marta chegou ao setor de embarque do aeroporto do Galeão e logo depois de passar pelo raio-x foi aplaudida pelas pessoas que esperavam seus voos. Em seguida, um aglomerado fãs se uniu em busca de uma foto com a camisa 10 da seleção brasileira. Solícita, atendeu a todos e ganhou elogios pela atitude. Ela foi autora de dois gols no confronto.

- Ela é gente boa. Para para tirar fotos com todos - disse um homem que já havia garantido sua selfie.

O Brasil viaja neste domingo para Manaus, onde na próxima terça-feira enfrenta a África do Sul pela última rodada da primeira fase do torneio olímpico de futebol. A preocupação é Cristiane, que saiu com um problema muscular no posterior da coxa (veja o vídeo abaixo). Algumas horas após o ocorrido, ela já se sentia bem melhor em relação ao susto inicial. O time de Vadão já está classificado às quartas de final.

Cristiane foi substituída no segundo tempo da goleada por 5 a 1 sobre a Suécia, neste sábado, com dores na coxa direita. Ela precisou ser amparada na saída do gramado. Segundo o médico, só será possível saber a gravidade da lesão da camisa 11 após um período de 24 a 48 horas de observação e com a realização de exames. Com a goleada de 5 a 1 no Engenhão, o time do técnico Vadão já está classificado para as quartas de final.

Comentário

Esse foi o objetivo principal do encontro realizado, nos dias 2 e 3 de agosto, entre a equipe pedagógica e os coordenadores dos cinco polos presenciais que oferecerão a capacitação idealizada em parceria com o programa do Ministério da Educação denominado Rede e-Tec.

A qualificação de nível médio conta com 500 alunos matriculados nos municípios de Aparecida do Taboado, Campo Grande, Coxim, Dourados e Maracaju e foi implantada em 2014 no estado de Mato Grosso do Sul. Oferecido na modalidade semipresencial, o curso tem objetivo de formar profissionais de nível médio para atuar na administração e gestão de propriedades rurais e agroindústrias, uma das demandas mais solicitadas pelo setor agropecuário.

Na avaliação da diretora-secretária do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, Terezinha Cândido, a evolução do curso é verificada pelos números de interessados que aumenta a cada processo seletivo. “Completamos a 4º edição e estamos satisfeitos com os resultados obtidos, visto que foi um projeto piloto aqui no Estado. Em alguns polos a procura mais que dobrou e grande parte desta divulgação foi feita pelos próprios alunos que demonstram satisfação com o material didático e tutores presenciais”, observa.

Pioneirismo

A gerente do sindicato rural de Maracaju, Claudia Nogueira acompanhou a implantação da Rede e-Tec no Estado e lembra que uma das primeiras turmas que devem se formar no final do ano estudam no polo do município. Ela destaca que o comprometimento do setor agroindustrial no fortalecimento da qualificação oferecida pelo Senar/MS vem animando os cidadãos interessados em se qualificar. “ Ficamos orgulhosos de conseguir encaminhar uma parcela expressiva dos nossos alunos para o mercado de trabalho, que está ciente do diferencial do curso. A participação vem de todos os lados, inclusive de parceiros que viabilizam as aulas práticas em propriedades e empresas, no intuito que os estudantes possam ter contato com a prática profissional”, reforça.

Em Dourados, a situação é semelhante e a secretária da Rede e-Tec, Elaine Rodrigues Martins revela algumas novidades para o início do semestre. “Tivemos uma procura muito boa, com concorrência de 4,5 alunos por vaga. Ampliamos nossa estrutura para as aulas práticas e nosso Projeto Fazendinha localizado dentro do parque de exposições foi reformulado para oferecer um verdadeiro laboratório na disciplina de Técnica de Produção Vegetal”, pontua.

O polo presencial com maior número de procura no Estado está localizado em Campo Grande com 6 alunos concorrendo a uma vaga e iniciando a terceira turma. A coordenadora Marley Martins Faria destaca que o sindicato rural está investindo na estrutura, para atender os alunos da melhor maneira possível. “Começamos a participar da Rede e-Tec, no segundo processo seletivo e a procura superou nossas expectativas, tanto que no semestre anterior, tivemos recorde na procura por vagas, 10 alunos para cada. Nesse período nos adequamos para oferecer condições estruturais e sermos referência no atendimento dos estudantes”, argumenta.

Na avaliação do gestor da Unidade de Inovação e Conhecimento do Sistema Famasul, responsável pela coordenação da Rede e-Tec, Roberto Murillo, a atuação dos coordenadores dos polos é fundamental para o aperfeiçoamento do curso, que cresce a cada turma. “Esta reunião é promovida antes do início de cada semestre para avaliarmos os resultados, as mudanças necessárias e o que pode ser melhorado. Os alunos são nosso melhor termômetro, por isso, contamos com apoio dos profissionais que atuam no atendimento direto, para que possamos levar educação com excelência”, reforça.

Aprovados na 4ª edição do processo seletivo devem efetivar a matrícula para o curso do SENAR/MS até 9 de agosto

Resultado do 4º processo seletivo

O candidato aprovado na seleção para o Curso Técnico em Agronegócio da Rede e-Tec Brasil no SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) já pode procurar a secretaria do polo em que se inscreveu para efetivar sua matrícula. O período de matrículas foi aberto nesta quinta-feira (4), com a divulgação do gabarito e da classificação final, e vai até a terça-feira, 09/08. As aulas começam em seguida, na quarta-feira, 10/08. A relação dos aprovados pode ser conferida no portal http://www.senar.org.br/etec/

Para a matrícula, o novo aluno deve se apresentar à secretaria do polo de apoio presencial onde vai estudar, munido de toda a documentação exigida, originais ou fotocópias autenticadas em cartório. Os documentos necessários são: certificado de conclusão do Ensino Médio; histórico escolar do Ensino Médio; cédula de identidade; CPF; certidão de nascimento ou casamento (se houver alteração no nome); título de eleitor e comprovantes de votação da última eleição, para quem tem mais de 18 anos; uma foto 3x4 recente; comprovante de endereço e, nos casos de desempate na classificação, os documentos necessários, previstos no edital da seleção.

Este é o quarto processo seletivo para o Curso Técnico em Agronegócio do SENAR e, em termos da relação candidato/vaga o mais disputado. Foram 8.530 inscritos concorrendo as 1.500 vagas oferecidas em 40 dos 74 polos da rede espalhados por 22 estados do país. Realizado pelo SENAR em parceria com o Ministério da Educação (MEC), o curso, semipresencial e gratuito, garante o certificado formal de nível técnico e oferece ao aluno um amplo leque de conhecimentos sobre toda a cadeia do agronegócio, da produção ao comércio.

Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul
(67) 3320-9700
www.famasul.com.br
facebook.com/famasulms
twitter.com/famasulms

Comentário

Carreta carregada com 1,5 tonelada de maconha foi apreendida em Ponta Porã. Outros 400 kg da droga foram encontrados na casa de Carlos Medeiros Rocha, de 59 anos, responsável por esconder o entorpecente.

Equipe do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) realizava fiscalização quando avistou a carreta sem o cavalo mecânico estacionada nas proximidade e resolveu averiguar a residência.

Conforme o Dourados News, na casa de Carlos os policiais encontraram sacos do entorpecente que foram apreendidos. Logo em seguida, perceberam que na carreta havia fundo falso, feito com chapa de ferro.

Questionado, Carlos disse estar recebendo dinheiro para guardar os tabletes de maconha na sua residência, mas não sabia quem era o dono.

A carreta foi levada para Dourados com apoio do Corpo de Bombeiros. O suspeito, tem várias passagens por tráfico de drogas, foi preso em flagrante e a ocorrência encaminhada à Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira

Comentário

Já passou o tempo em que nerd era visto como antissocial, de óculos fundo de garrafa e estudioso. Nos últimos anos, devido principalmente a popularização de filmes de super-heróis e ficção científica, o termo passou a ser atrelado a quem consume cultura pop, seja filmes, quadrinhos, games ou tecnologia, e se disseminou, diminuindo o preconceito e alcançando um público cada vez maior.

Em Campo Grande não é diferente e público tem crescido, fazendo com que também cresçam o número de eventos destinados a esse segmento.

Um destes eventos é o Anime Revolution, que está em sua 4ª edição e é realizado neste fim de semana na Capital e foi criado justamente para atender a pedidos dos geeks.

Organizador do evento, Magno Mustang, que também é sócio da loja XD Comic Shop, disse ao Portal Correio do Estado que percebeu a necessidade de se criar um evento com atrações destinadas ao público nerd ao notar aumento de pessoas que procuraram a loja tanto para participar de campeonatos de games, como para comprar revistas e outros itens.

Com atrações para vários tipos de público, Revolution foi realiziado pela primeira vez em 2013 e atraiu público de cerca de 400 pessoas. Nos anos seguintes, público aumentou gradativamente, com aproximadamente 900 pessoas em 2014 e mais de 1 mil em 2015. Expectativa é que mais pessoas compareçam neste ano.

Com aumento de público, atrações também aumentaram. Há desde campeonatos de cosplay, games independentes para serem testados, batalha campal inspirada na série de livros Percy Jackson, ala de colecionadores de action figures, estantes de lojas e palestras.

A novidade fica por conta de karaokê e concurso de dança K-pop (música pop koreana), que também foi inserido no evento a pedidos do público.

Mustang afirma que além das pessoas que são o alvo da feira, outros públicos também podem comparecer para conhecer melhor e desmistificar os conceitos.

"Há um público específico a quem o evento se destina, mas que também é importante a divulgação para as pessoas que ainda não conhecem e acreditam que a cultura pop seja “coisa para criança”.

Provando que não é só criança que gosta, inscritos em concurso de cosplay são quase em sua totalidade adultos ou adolescentes. Cosplayers são pessoas que se fantasiam de personagens da cultura japonesa, sejam de games, mangás ou animes.

Além de atrair novos públicos, objetivo é também divulgar a cultura pop local. Por este motivo, 100% das atrações são de Campo Grande.

“A Revolution foi espelhada nos eventos de fora e o MS absorveu essa cultura oriental, pop e nerd, principalmente por causa dos filmes, e o mais interessante é revelar essa galera local. As pessoas se interessam, conversam, e esse contato da galera com o pessoal local está fazendo ficar maior", disse Mustang.

Organização diz ainda que outro benefício de não se contratar dubladores, youtubers ou personalidades reconhecidas nacionalmente, é que todo o dinheiro que seria utilizado pode ser investido localmente.

"A gente aumenta o valor do prêmio nos campeonatos e pode incentivar as pessoas a participarem e se inscreverem. Valoriza o trabalho, porque o cara não vai querer ganhar só medalha", disse.

Anime Revolution começou ontem e termina na noite de hoje. Ingressos podem ser adquiridos no local e custam R$ 17 a meia entrada, disponível para estudantes ou quem levar um quilo de alimento não perecível.

PROGRAMAÇÃO

Domingo

10h: abertura do evento
11h às 15h: Gincanas e concursos
16h às 17h: Animeke final
18h: Desfile cosplay
​19h: Apresentação em dupla / grupo
20h: Encerramento

Auditório

11h: Desenvolvimento de jogos para Android
​13h: Bate papo com youtubers
​15h às 17h: Concuros cosplay (apenas juízes)

YOUTUBERS CONVIDADOS:

Bruno Ferrero, Kaio Espíndola (BlackKaio Gamer), Natany (Hey Little Dumpir), Magno Mustang (Diplomacia Nerd), Júnior Galo (Galito Games), Matt (Divagando Matt) e Tata (Tata Gamer).

Comentário

Página 1192 de 1285
  • gov entregas

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus