Timber by EMSIEN-3 LTD
  • cmd outubro rosa
Redação Douranews

Redação Douranews

Grupo de quatro advogados protocolou, na manhã de hoje na Assembleia Legislativa, pedido de cassação dos deputados Paulo Corrêa (PR) e Felipe Orro (PSDB). Conversa em que Corrêa aparece orientado Orro a fraudar folha de ponto de servidores motivou o pedido.

Os deputados já foram intimados e têm prazo de cinco dias para apresentar defesa prévia. Vice-presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação, Maurício Picarelli (PSDB) afirmou que já solicitou aos departamento de recursos humanos da Assemblaie a folha de ponto dos funcionários dos dois deputados.

O advogado, Ilmar Renato Fonseca, responsável pela iniciativa, assinará a representação juntamente com os advogados João Cyrino, Fábio Lechuga e Priscila Anzoategui. “Quem quiser participar basta fazer parte do processo”, declarou.

O CASO

Na última sexta-feira (28), o Portal Correio do Estado publicou o áudio com exclusividade. São mais de 3 minutos de conversa, ocorrida em julho de 2015 e que só veio à tona agora, em que Paulo orienta o colega a criar uma folha de ponto fictícia para que nenhuma irregularidade envolvendo funcionários que recebem sem trabalhar seja descoberta. Confira a conversa na íntegra no fim da matéria.

A reportagem apurou que a ligação vazou porque Orro usou celular emprestado de um pastor para retornar ligação a pedido de Corrêa, em junho do ano passado. Na época, Orro estava em Maracaju e conversou com o colega que estava no gabinete da Assembleia em Campo Grande.

O pastor afirma que o celular possuía aplicativo de gravação de ligações em razão de ameaças que sofria há alguns anos. Nesta semana, o pastor decidiu denunciar a situação ao Ministério Público Estadual (MPE) de Maracaju e o áudio acabou vazando.

Por meio de nota, Felipe Orro informou que todos os servidores que ele possui em seu gabinete são contratados legalmente. " Ajustes no controle de frequência foram e estão sendo feitos para atender a demanda de transparência da Lei e da sociedade".

Presidente da Assembleia, Junior Mochi (PMDB) disse, também por meio de nota, que a Casa possui rigoroso controle de presença dos funcionários e que está disposta a tomar medidas para não se afastar do compromisso da transparência.

Comentário

efferson Martins de Oliveira, que não teve idade divulgada, foi ferido a tiros na manhã de hoje, próximo de um bar, na rua Astúrio Luís Braga, no Portal Caioba II, em Campo Grande. Moradores acionaram a Polícia Militar.

Testemunhas disseram que o rapaz é usuário de drogas e possui rixa com um morador local. Pela manhã, Jefferson o encontrou no estabelecimento onde uma discussão se iniciou. Logo após o desentendimento, o suspeito chamou um segundo homem e o entregou uma arma. 

Fora do comércio, a dupla abordou a vítima e um deles atirou, ao menos, três vezes, contra Jefferson. Os tiros atingiram a mão e o abdômen do homem.

Conforme informações do Corpo de Bombeiros, a vítima recebeu os primeiros socorros ainda no local. Ele foi encaminhado para a Santa Casa em estado grave.

Comentário

Assaltantes envolvidos em roubo contra casal de idosos, na manhã de hoje, “estudaram” a rotina da família antes da ação. Um deles, Antonio Batista de Oliveira, de 40 anos, chegou a usar uniforme para despistar a polícia. Ao todo, três homens participaram do crime e um acabou morto em confronto com a PM.

Segundo informações do tenente Nelson Vieira Tolotti, do Batalhão de Choque da Polícia Militar (BPChoque), os ladrões foram até a casa em dias anteriores e perceberam que o idoso costumava sair às 8h para fazer compras na feira. O veículo das vítimas — uma BMW — também chamou atenção dos criminosos.  

Com eles, foram apreendidos dois revólveres, calibres .32 e .38, respectivamente.

Um dos envolvidos no crime, Antônio, chamou atenção da polícia porque estava uniformizado durante a ação criminosa. Ele não trabalha e usou o jaleco em tentativa de despistar em caso de abordagem policial.

Antônio tinha passagem por homicídio, furto e por dirigir sem habilitação. Ele estava foragido da Justiça.

Outro envolvido no crime, Jaques Julien de Barros Romero, 31, já tinha sido investigado por perturbação do sossego e violência doméstica.  Terceiro assaltante morreu em confronto com a polícia e ainda não foi identificado.

ENTENDA O CASO

Assaltante foi morto a tiro ao confrontar policiais militares quando fazia casal de idosos refém, por volta das 8h, em imóvel que fica na Rua Santa Amélia, na Vila Carvalho.

Conforme informações iniciais, três criminosos teriam chegado na casa em picape Strada. Filho do casal que mora em quarto separado, no mesmo terreno, escutou a mãe chorar e percebeu a movimentação dos assaltantes. Com pedido de socorro, ele enviou mensagem pelo WhatsApp para amigos que acionaram policiais militares.

De acordo com o coronel Marcos Paulo, comandante do Batalhão de Choque, equipe chegou ao local sendo recebida a tiros. No confronto, um dos criminosos foi baleado e chegou a ser socorrido. No entanto, morreu em hospital.

Outro assaltante foi preso dentro da residência e o terceiro fugiu saltando muros, mas foi preso ainda nas imediações. Ele havia contratado corrida de mototaxista e foi interceptado na garupa da moto.

Comentário

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) multou 370 condutores por excesso de velocidade durante fiscalização especial do feriado de Finados nas rodovias federais que cortam Mato Grosso do Sul. 

Conforme o registro, 1876 veículos e 1893 pessoas foram fiscalizadas. Mais de 100 pessoas receberam multas por ultrapassagens indevidas e 19 por infrações relacionadas ao consumo de álcool.

No período entre ontem e hoje, houve uma morte e acidentes deixaram cinco feridos. 

Abordagens educativas somaram 219. Cinemas Rodoviários com foco na educação para o trânsito foram apresentados duas vezes.

A Operação Finados teve início na noite de terça-feira e terminou na noite de ontem. 

Comentário

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep) divulgará amanhã (4) uma lista atualizada com os locais nos quais o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será cancelado neste final de semana (dias 5 e 6). O Enem será adiado para os candidatos que estiverem com as provas marcadas em escolas, universidades e institutos federais ocupados por estudantes. A nova aplicação será nos dias 3 e 4 de dezembro. 

Na terça-feira (1º), o Inep divulgou uma primeira lista com 304 locais prova ocupados, o que levará ao cancelamento da prova para mais de 191 mil candidatos. Segundo a autarquia, a atualização incluirá locais que foram ocupados nos últimos dias.

O MEC estabeleceu o prazo para a desocupação até as 23h59 dessa segunda-feira (31). Mesmo que os locais tenham sido desocupados depois desse prazo, o Enem será remarcado. Segundo o Inep, para a nova data, serão definidos novos locais de prova. Os inscritos serão informados por SMS.

Estudantes que participam das ocupações chegaram a pedir a transferência dos locais de prova, a exemplo do que foi feito pelos Tribunais Regionais Eleitorais para o segundo turno da eleição no último domingo (30).

“Foi muito volátil esse movimento. Ora [os locais] estavam ocupados, ora desocupados, mudou muito. Não há possibilidade de alocarmos o novo local de prova”, disse Maria Inês, em coletiva de imprensa no último dia 1º.

Local de prova

Os candidatos do Enem podem acessar o local de prova na internet ou pelo aplicativo do Enem. Além do local, data e horário de prova, o cartão de confirmação traz o número de inscrição do estudante, a opção de língua estrangeira e, quando for o caso, a indicação de atendimento especializado e específico e a solicitação de certificação do ensino médio.

O cartão de confirmação está disponível pela internet, na Página do Participante, e também no aplicativo do Enem, nas plataformas Android, iOS e Windows Phone. De acordo com o Inep, responsável pelo exame, 5,2 milhões do total de mais de 8,6 milhões de candidatos já sabem onde farão as provas. O número equivale a mais de 60% dos candidatos.

Para lembrar os estudantes, o Inep faz uma campanha de alerta, enviando SMS e e-mail a cada três dias para quem ainda não acessou o cartão. No dia da prova, não é obrigatória a apresentação do cartão. O acesso é de responsabilidade do candidato. A recomendação é que os participantes conheçam o trajeto com antecedência para evitar atrasos no dia da prova.

Comentário

O Detran (Departamento Estadual de Trânsito) de Mato Grosso do Sul publicou nesta quinta-feira (3) o edital de notificação aos proprietários de veículos recolhidos nos pátios do órgão. Os proprietários terão 30 dias, a contar de hoje, para regularizar os documentos, caso contrário, os veículos serão leiloados.

São 1.825 proprietários notificados, nas cidades de Amambai, Anastácio, Aquidauana, Campo Grande, Coronel Sapucaia, Coxim, Dourados, Naviraí e Rio Brilhante. Os veículos poderão ser leiloados como desmontagem, reciclagem ou circulação.

Os proprietários dos veículos notificados deverão procurar as Agências do Detran nas respectivas cidades e, em caso de leilão, na eventualidade do valor arrecadado ser insuficiente para a cobertura dos débitos, os responsáveis serão executados pelas importâncias remanescentes.

Comentário

A proporção de famílias em todo o país com algum tipo de dívida atingiu, em outubro, 57,7%, taxa ligeiramente inferior ao percentual de setembro último (58,2%) e também abaixo de igual mês do ano passado (62,1%). É o que indica a Peic (Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor), da CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo).

Apesar desse recuo, comparado a outubro do ano passado, cresceu a parcela dos endividados sem condições de quitar os seus débitos. O levantamento mostra que 9,4% dos entrevistados alegaram que não conseguirão pagar as dívidas – e a taxa é superior aos 8,5% registrados há um ano, porém, um pouco abaixo de setembro último (9,6%).

Quase não houve alteração sobre o mês anterior, na parcela de famílias que se declararam muito endividadas, passando de 14,4% para 14,2%. Sobre o mesmo mês de 2015, houve pequena elevação de 0,3 ponto percentual. Entre as que estão atrasando o pagamento das dívidas, elas declararam ter passado em média 62,9 dias do prazo de vencimento. Em média, os débitos foram parcelados em sete meses e 33,4% disseram que costumam dividir a forma de pagamento pelo período de um ano.

E mais: 21% declararam estar com mais da metade da renda comprometida com o pagamento de dívidas. O tipo de dívida mais apontado é com o cartão de crédito, citado por 77,1% dos entrevistados, seguido pelos carnês (14,1%), e pelo financiamento de carro em terceiro (10,2%).

Para o economista da CNC, Bruno Fernandes, o nível de endividamento ainda é uma preocupação porque, no curto prazo, ainda deve prevalecer um cenário desfavorável na economia em consequência de um consumo fraco. “As famílias estão mais cautelosas e perderam o poder de compra diante da renda menor, da falta de emprego e crédito caro”, justificou. Na avaliação dele, por pelo menos até o final do primeiro trimestre de 2017 não deve ocorrer uma reversão da situação financeira dos endividados, segundo divulga a Agência Brasil.

Comentário

A Secretaria estadual de Educação abriu inscrições para que professores efetivos da Rede Estadual de Ensino possam participar, em convênio com a Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), de cursos de pós-graduação lato sensu nas unidades universitárias de Campo Grande, Coxim, Dourados e Paranaíba.

No total, serão ofertadas 590 vagas, distribuídas entre os cursos de Linguística: a Ciência da Língua; Educação Especial: deficiência auditiva/surdez; Currículo e Diversidade: Gênero, Raça e Etnia; Multiletramentos e Processos Autorais na Educação Básica; Linguagem, Questões: Étnico-raciais e de Gênero; Educação Científica; Educação Especial: Deficiência Intelectual.

As inscrições vão até o dia 9 no endereço eletrônico http:// sistemas.sed.ms.gov.br/pesquisa/uems. Na mesma página, os interessados encontram informações sobre os critérios de seleção, quantitativo de vagas de cada curso e início das aulas.

Comentário

Assaltantes renderam um casal de idosos e um deles acabou morto pela PM (Polícia Militar), na manhã desta quinta-feira (3), na Vila Carvalho, em Campo Grande. Dois suspeitos, de 31 e 40 anos foram presos pelo Batalhão de Choque da Polícia Militar depois de trocar tiros com os policiais.

O idoso de 78 anos disse ao G1 que foi rendido pelos homens armados depois de voltar de um comércio próximo, por volta das 8h30. Os assaltantes estavam em uma caminhonete estacionada na frente da casa das vítimas. O idoso contou que pensou em oferecer ajuda e perguntar se os ocupantes do carro estavam procurando algum endereço, mas resolveu entrar em casa direto e foi rendido em seguida.

"Pensei em perguntar, mas cheguei direto e abri e o cara já entrou comigo e falou que era um assalto, mandou eu ficar quieto, mostrou o revólver e já veio o outro assaltante. Eram três [bandidos], me levaram para lá à força e queriam dinheiro ou jóia, mas falei que não tinha. Chamei minha esposa que estava tomando banho e meu filho que estava no quartinho ouviu os gritos do cara pedindo dinheiro e eu falando que não tinha dinheiro nenhum", relembrou o idoso.

Ele disse que foi amordaçado e teve os braços amarrados com uma corda. Um dos assaltantes usava um jaleco azul de uniforme, fato que serve como álibi para não levantar suspeita das vítimas, segundo o delegado Carlos Delano, da Derf (a Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos). A polícia foi até o local depois de ser avisada pelo filho das vítimas, que conseguiu se esconder dos assaltantes.

Ao chegar na casa, os policiais deram ordem de prisão, mas os assaltantes desobedeceram e começaram a troca de tiros. Um deles foi atingido e morreu na sala da casa da família, segundo publica o G1/MS.

Comentário

A Record informou na semana passada que a equipe de colaboradores de Renato Modesto, autor de “A Terra Prometida”, não teriam seus contratos renovados com a emissora. Acontece que essas demissões, aparentemente, não iriam chegar ao autor da trama.

De acordo com a informação do colunista Flávio Ricco, o autor Renato Modesto foi chamado pela direção da TV Record há quase um mês, para que pudesse discutir a renovação do contrato. Na conversa que teve com os executivos do canal, o autor foi informado de que ele poderia ficar tranquilo para escrever a reta final de “Escrava Mãe”, porque o seu contrato seria renovado assim que o atual vencesse.

Com a palavra da direção da emissora, o autor simplesmente acatou a recomendação e seguiu concentrado, escrevendo o bloco de capítulos finais da trama. Assim que finalizou e entregou a Record, ele foi chamado novamente pela emissora, dessa vez para anunciar que ele estava sendo demitido do canal e não teria contrato renovado.

Renato Modesto tomou conhecimento de que a emissora precisaria economizar e que ele não faria novelas no ano que vem e então ele só tem chances de voltar em 2018 ao canal. Após 5 anos de Record, o autor foi colocado na rua, com uma novela que está indo muito bem na audiência e volta e meia encosta na Globo, escreve o portal msnnotícias.

Comentário

Página 1189 de 1461
  • kikao professor

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus