Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

O agente da Policia Civil Walmir Rodrigues Leandro, de 52 anos dos quais 20 anos na Policia Civil de Mato Grosso do Sul, foi homenageado pelo tempo de serviço dedicado à comunidade do estado, onde com o lema “Servir e Proteger” se destacou como um grande profissional da Segurança Pública. Integrante do SIG (Setor de Investigações Gerais) da Policia Civil, ele desenvolveu os trabalhos de combate ao crime organizado e ao narcotráfico e participou de diversas operações que culminou na prisão de indivíduos que viviam as margens da lei, merecendo uma das medalhas mais cobiçadas, a “Águia da Fronteira”, honraria dada pelo DOF (Departamento de Operações de Fronteira) aos agentes policiais que se destacam no cumprimento da missão.

Ao ser homenageado, Walmir Rodrigues Leandro recebeu um ‘muito obrigado’ da população do Estado e dos diretores da Policia Civil que não estavam alheios aos trabalhos realizados pelo agente do SIG na cidade de Jardim, onde sempre demonstrou parceria com os companheiros policiais durante as investigações e as operações que participou, em uma cidade próxima da fronteira e que nos últimos meses, integrantes do crime organizado tentaram transformar em corredor de veículos roubados ao Paraguai e do transporte de drogas para as grandes capitais do Brasil.

O agente do SIG passou a realizar um trabalho de inteligência juntamente com os agentes da Policia Militar, que culminou na recuperação de vários veículos e na prisão de traficantes e das chamadas ‘mulas do tráfico’, indivíduos recrutados pelos chefes de grupos organizadores para o transporte de drogas, utilizando estradas paralelas para fazer chegar o produto ilícito aos grandes centros brasileiros.

A homenagem ao agente do SIG Walmir Rodrigues Leandro, da Policia Civil de Mato Grosso do Sul, atuante e sempre presente junto à comunidade de Jardim, foi comemorada pelos companheiros, amigos e familiares, pela atuação firme e decisiva na região de fronteira com o Paraguai.

Três anos depois de ter R$ 120 milhões em recursos aprovados para obras em transporte e trânsito, praticamente nada avançou no setor de mobilidade em Campo Grande e de 14 ruas e avenidas que deveriam ser recapeadas e receber estrutura de corredores de ônibus, apenas quatro passam por intervenções, iniciadas em agosto.

O projeto completo, previsto através do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), tem ainda construção de novos terminais, viaduto, estações de embarque cobertas, pontos de ônibus com abrigo e ampliação do Terminal Morenão.

Sem investimentos no setor, a Capital sofre com engarrafamentos diários em 35 cruzamentos diferentes, conforme publicado pelo Correio do Estado na última segunda-feira. O portal publicou ainda que tudo indica que o que atrapalha o andamento dos serviços seja a contrapartida de R$ 60 milhões que a prefeitura precisa dar para que os investimentos alcancem os R$ 180 milhões necessários para todas as obras planejadas.

Comentário

O plenário da Câmara dos Deputados rejeitou todos os seis destaques que foram apresentados pela oposição para modificar o texto da PEC (proposta de emenda à Constituição) 241, que fixa um teto para os gastos públicos. Com isso, a tramitação do projeto foi concluída na Câmara e segue agora para votação no Senado. A expectativa do governo é que a PEC seja votada em dois turnos entre os senadores até o dia 13 de dezembro.

As emendas eram para suprimir trechos da proposta. A oposição tentou, por exemplo, excluir da PEC a fixação de um teto para as despesas com as áreas de saúde e educação. O governo, no entanto, conseguiu derrubar os destaques mantendo o quórum elevado na sessão. Para rejeitar emendas supressivas era preciso obter, no mínimo, 308 votos. A redação final foi aprovada por 325 votos a favor e 89 contra, com apenas uma abstenção.

Veja o que muda com a PEC 241, no infográfico feito pelo portal G1

Mais cedo, o texto-base da PEC 241 já tinha sido aprovado, mais uma vez com a ampla maioria para o governo, com 359 votos a favor e 116 contra, com duas abstenções. A margem da votação em segundo turno não foi maior que a obtida em primeiro turno, quando o placar foi de 366 votos a favor e 111 contra, com duas abstenções. Isso apesar de o presidente Michel Temer ter reforçado a interlocução com a Câmara entre as duas votações para assegurar mais apoio à PEC.

A expectativa do governo é conseguir aprovar a PEC no Congresso até o dia 13 de dezembro. Ela tem que passar por votação em dois turnos no Senado. A emenda é a principal medida econômica do governo Michel Temer. Pelo projeto, as despesas públicas só poderão crescer com base na inflação por um período de 20 anos.

Durante a sessão de votação, os parlamentares se alternaram no microfone para criticar e também defender a proposta. Manifestantes que ocupavam as galerias para protestar contra a limitação de gastos para as áreas de saúde e educação irritaram o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ). Ele chegou a interromper a sessão para que as galerias fossem esvaziadas e chamou os manifestantes de mal-educados. O grupo rebateu com gritos de "fora Temer".

Comentário

Imagens de circuito de segurança mostram momento em que dois suspeitos em um Honda Fit roubado furam bloqueio da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O caso aconteceu hoje de manhã, na BR-262, em Corumbá. (veja os vídeos no fim da reportagem)

O primeiro vídeo mostra o veículo suspeito sendo perseguido por uma viatura da PRF. Na sequência, um agente da PRF (segundo vídeo) atira contra os suspeitos, que continuam em fuga. Por fim (terceiro vídeo), é possível ver o carro fazendo manobra chamada "drift", em que o motorista desliza o veículo em curvas, evitando perder velocidade.

O veículo foi abandonado e os suspeitos conseguiram fugir depois de entrarem em mata. Foram realizadas buscas na região, mas ninguém foi preso.

Comentário

A UFGD realiza nesta quarta-feira (26) a primeira edição do evento “Diálogos Sobre Bibliotecas - O foco no usuário da informação”. O evento acontecerá no anfiteatro da Faculdade de Educação da UFGD, localizada na Cidade Universitária, e tem por objetivo suprir a necessidade de atualização de profissionais atuantes em bibliotecas de Dourados e região, além de discutir a importância e o papel da Biblioteca no contexto universitário.

O evento é destinado a profissionais que atuam em bibliotecas públicas, escolares e universitárias de Dourados e região, acadêmicos e egressos do curso de Biblioteconomia do Instituto de Ensino Superior da FUNLEC, em especial os servidores das bibliotecas da UEMS, UFGD, Anhanguera e Unigran. Entre os temas que serão abordados estão a avaliação do MEC em bibliotecas universitárias, a organização e armazenamento do conteúdo produzido e o aperfeiçoamento dos serviços de atendimento ao usuário.

Comentário

O julgamento do XIX Concurso de Fotografia Aced, que este ano teve como tema “Dourados e sua Força de Trabalho”, foi realizado na tarde desta terça-feira (25), no hall do auditório da Aced (Associação Comercial e Empresarial de Dourados) e premiou o já conceituado José Aparecido Frota, na categoria Câmera Fotográfica, com o primeiro lugar da imagem intitulada “O Sapateiro: Mãos que Consertam”. Essa já é a terceira vez que Frota fica com o título do concurso.

Na mesma categoria, ficou em 2º lugar a fotografia “Colhendo Vida”, registrada pela jornalista Eduarda Fernandes da Rosa. Em 3º lugar ficou a imagem intitulada “A Bicicletaria Contribuindo para a Mobilidade Urbana Ecológica”, registrada por Paulo Yuji Takarada. Já na categoria “Telefone Celular”, de premiação única, venceu a fotografia “Agricultura Familiar”, de Franz Maciel Mendes.

Os vencedores da categoria Câmera Fotográfica vão receber R$ 2 mil (1º Lugar), R$ 1,5 mil (2º Lugar) e R$ 1 mil (3º Lugar). Já o ganhador da categoria Telefone Celular recebe R$ 600. Os prêmios serão entregues no dia 16 de dezembro, durante a Noite de Premiações, que será realizada às 20 horas, no auditório Aced.

Além das quatro vencedoras do Concurso, outras oito fotografias inscritas também foram selecionadas pela Comissão Julgadora para estampar o Calendário Aced 2017. Aqueles fotógrafos que tiveram as imagens selecionadas receberão certificados.

A presidente da Aced, Elizabeth Salomão, ressaltou que os inscritos entenderam a proposta do concurso e enviaram fotografias que retratam os trabalhadores douradenses das mais diversas áreas. “Acredito que através do nosso Calendário, vamos conseguir mostrar o valor do trabalho de quem contribui para o desenvolvimento da nossa cidade”, afirmou.

Comentário

O dólar fechou em queda pelo 2º dia seguido nesta terça-feira (25) e recuou ao patamar de R$ 3,10, influenciado por fluxos de ingresso de recursos externos, que ofuscaram os movimentos pontuais de compra vistos pela manhã diante das baixas cotações da moeda norte-americana.

A moeda norte-americana caiu 0,46% sobre o real, cotada a R$ 3,1065 na venda, renovando o menor patamar de fechamento desde 2 de julho de 2015 (R$ 3,0960).

Queda de mais de 4% no mês

Na mínima da sessão, a moeda marcou R$ 3,1023 e, na máxima, R$ 3,1381, segundo a Reuters. No mês de outubro até esta terça-feira, o dólar já recuou 4,47% ante o real. No ano, caiu 21,3%.

Operadores do mercado avaliavam que a tendência continua de queda do dólar diante da forte entrada de recursos externos por conta da regularização de recursos brasileiros lá fora, destaca a Reuters. A proximidade do nível de R$ 3,10, entretanto atraía compras, o que, segundo a Reuters, contribui para deixar a moeda um pouco mais volátil.

BC anuncia menor atuação

Mais cedo, profissionais comentavam que a pressão de baixa da moeda norte-americana também havia sido parcialmente contida pelo anúncio, feito na noite passada pelo BC, de que não anulará integralmente os swaps tradicionais – equivalente à venda futura de dólares – com vencimento em 1º de novembro, diante da previsão de entrada atípica de recursos e oscilações excessivas do câmbio perto do prazo para brasileiros repatriarem bens não declarados no exterior.

Segundo a assessoria de imprensa do BC, já foram rolados 50 mil contratos de swap tradicional com vencimento em 1º de novembro, equivalente a US$ 2,5 bilhões, mas ainda restavam cerca de US$ 3,150 bilhões.

Nesta manhã, o BC fez leilão de swap cambial reverso, equivalente à compra futura de dólares, vendendo o lote integral de 5 mil contratos, dos quais, no entanto, o vencimento de 1º de novembro respondeu por 3,9 mil.

O BC pode diminuir uma parte desses contratos nos próximos leilões de swap reverso ou até mesmo se concentrar em outros vencimentos.

Fluxo maior de recursos

A Receita Federal informou na véspera que R$ 33,1 bilhões já haviam sido arrecadados com a repatriação de recursos de brasileiros no exterior.

Segundo o BC, a entrada de dólares no Brasil superou a retirada de recursos em US$ 2,53 bilhões na parcial de outubro, até a última sexta-feira (21). Somente na semana passada, US$ 1,38 bilhão chegaram ao país. O ingresso de divisas acontece após dois meses de retiradas. Em setembro, a evasão de dólares, de US$ 5,5 bilhões, foi a maior em sete meses.

Já a ata da última reunição do Copom divulgada mais cedo identificou avanços na aprovação de medidas fiscais e aponta sinais de uma pausa no processo de desinflação de serviços. O BC vê espaço para queda gradual de juros, mas avaliará ritmo de corte. "O Comitê avaliará o ritmo e a magnitude da flexibilização monetária [redução da taxa básica da economia] ao longo do tempo, de modo a garantir a convergência da inflação para a meta de 4,5%", destacou.

Comentário

Com recorde de inscritas, a Funed (Fundação de Esportes de Dourados) iniciou na manhã desta terça-feira (25) a preparação da logística para realização da Corrida Rosa que será realizada na tarde deste sábado (29) no município.

Com mil mulheres com idade de 18 anos acima inscritas, o evento tem como objetivo difundir a prática do pedestrianismo na região e, principalmente mostrar a importância da prevenção do câncer para a população feminina.

Para o evento que superou todas as expectativas quanto ao número de participantes, uma vez que encerrou-se as inscrições dois dias antes do prazo previsto, todas as mulheres participantes inscritas individualmente concorrerão aos prêmios relacionados no regulamento.

De acordo com informações de Débora Borda, profissional em educação física, integrante da equipe de esportes da Funed e uma das envolvidas na organização, haverá premiação para as 100 primeiras colocadas e troféus para as cinco primeiras classificadas na categoria geral.

A corrida e a caminhada terão largadas às 16 horas em frente ao mercado Abevê da rua Albino Torraca e a chegada na praça Antônio João. A corrida será de cinco quilômetros e a caminhada pouco mais de dois quilômetros.

Comentário

O projeto de extensão Cineclube UFGD exibirá, neste sábado (29), a animação brasileira “O Menino e o Mundo” (2016), dirigida por Alê Abreu e indicada ao Oscar 2016 de melhor animação. O filme está na lista de obras literárias, teatrais e cinematográficas dos Vestibulares de 2017 até 2019 da UFGD.

O objetivo do Cineclube, com essa exibição seguida de debate no cineauditório da Unidade 1 da UFGD, é oportunizar o acesso e a reflexão sobre a obra. Todos os interessados estão convidados a participar da sessão, a partir das 17 horas.

O debate será conduzido pelas integrantes do Grupo de Estudos InterArtes, Adrieli Svinar e Evelin Gomes.

“O Menino e o Mundo” é vencedor de 34 prêmios, entre eles o Prêmio Cristal de melhor longa-metragem no 38º Festival de cinema de animação de Annecy, na França, considerado o maior prêmio da animação mundial e do Grande Prêmio da Monstra - Festival de Cinema de Animação de Lisboa.

A sinopse é a seguinte: sofrendo com a falta do pai, um menino deixa sua aldeia e descobre um mundo fantástico dominado por máquinas-bichos e estranhos seres. Uma inusitada animação com várias técnicas artísticas que retrata as questões do mundo moderno através do olhar de uma criança.

Comentário

A Rússia divulgou nesta terça-feira (25) as primeiras imagens do maior míssil nuclear que o país já teve. O artefato é chamado de RS-28 Sarmat e já seria apelidado de “Satã 2”. Se lançado, o míssil poderia destruir uma área equivalente à França ou duas vezes maior que o Reino Unido.

Além disso, o míssil tem a capacidade de viajar por longas distâncias e pode chegar facilmente, por exemplo, à cidade de Nova York. Segundo especialistas, um ataque deste porte poderia superar muito a potência das bombas atômicas em Hiroshima e Nagasaki.

O plano é que os artefatos sejam operacionais até 2020. Eles deverão substituir o modelo RS-36M, que foi apelidado de “Satã” quando entrou em serviço nos anos 1970, conforme repercute o jornal OGlobo.

Comentário

Página 1188 de 1434
  • unimed nova

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus