Timber by EMSIEN-3 LTD
  • unigran topo 1
  • Dnews Whats
Redação Douranews

Redação Douranews

Os poetas Marcos Coelho, atual presidente da ADL (Academia Douradense de Letras) e a poetisa Maria Pontes, atual secretária da ADL, realizaram domingo (12) à noite, o lançamento da mais recente obra intitulada ‘Chá com Poesia’, no Sítio Azaleia, na rodovia Dourados-Ponta Porã.

A obra foi feita por encomenda pelos empresários do ramo agrícola familiar, José Amaro Lima e Elizabete Sara Lima que convidaram os escritores com o desafio de produzir poemas que falassem ao coração para ser uma lembrança de chá com poesia. O evento foi particular e pessoal, para onde foram enviadas as obras literárias.

"Acredito no fazer literário, o desafio o torna mais instigante, quando fomos procurados, achei difícil a princípio, mas daí veio a criatividade, e fluiu. Muito divertido, mesmo, os poetas se esmeraram em produzir e em escolher as poesias participantes. Vale a pena conferir o trabalho", relata o poeta Marcos Coelho.

Os escritores divertiram-se muito, justamente por ser um desafio literário, pedido de última hora para encantar adultos. A obra consistiu em um saco de TNT com sachês de chá com poesias soltas impressas e coladas em lindos papéis acartonados.

"Ficou um trabalho delicado e de bom gosto. Enquanto se toma um chá, deleita-se com poesias. Amei participar" disse Maria Pontes.

Algumas amostras estarão disponíveis para venda nesta sexta-feira (17), na Feira Agroecológica de Dourados no valor de R$ 20 a unidade. Os escritores também aceitam encomendas através do celular 67 999719899 - 67 996580132 ou pelo e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Comentário

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, advertiu o presidente americano, Donald Trump, nesta quarta-feira (15), que responderá com firmeza a qualquer agressão do governo norte-americano ao país. A informação é da AFP (Agência France-Presse).

Ele ressaltou, porém, que não quer ter "problemas" com o republicano.

"Se nos agredirem, calados não vamos ficar. A Venezuela vai fazer barulho e muito barulho. O imperialismo chegou a um nível de desprestígio jamais visto", afirmou Maduro em um ato de governo, na primeira confrontação ao governo Trump.

Comentário

Uma resolução legislativa proposta pelo vereador Elias Ishy dispõe sobre uma emenda aditiva do Regimento Interno da Câmara de Dourados. Segundo o parlamentar, a reunião da pré-pauta deverá ser realizada com antecedência mínima de 24 horas do início da sessão.

De acordo com o relato do parlamentar, na gestão anterior a reunião era realizada na segunda-feira pela manhã. Atualmente, passou a ser às 13 horas, sendo que a sessão é às 18h30 do mesmo dia. “Isso significa que os movimentos e os próprios vereadores têm conhecimento do assunto a ser tratado em menos de 6 horas que antecedem o ato oficial”, diz ele.

Ishy se baseou no artigo 37 da Constituição Federal onde diz que “a administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, eficiência e publicidade”. Neste último, para o legislativo, o vereador destaca duas funções primordiais.

Primeiro ele afirma que é dar conhecimento dos atos administrativos a população, sendo a publicidade um mecanismo que garante esse direito. A segunda, como meio de efetivar a transparência dos atos do poder legislativo, de modo a permitir o controle e a participação social, consolidando o direito da sociedade na fiscalização e no acompanhamento das atividades da Casa de Leis.

Para Ishy, a gestão deve compreender a todos, sendo cada vez mais transparente e isto significa um prazo maior para divulgação das pautas e também a coibição de projetos enviados “às pressas”, como na administração passada. “Não é só divulgar o ato, mas é a possibilidade de combater as mazelas da administração, entre elas a corrupção e o benefício de determinados grupos políticos”, diz o vereador.

Para propor a resolução, Ishy deveria ter o apoio de pelo menos sete vereadores. Além dele, assinaram o Projeto de Resolução Alberto Alves dos Santos (o Bebeto), Romualdo Ramim, Braz Melo, Junior Rodrigues, Carlito de Paula (Carlito do Gás), Olavo Sul e Jânio Miguel. O documento foi protocolado nesta semana e segue para votação em Plenário. “Conto agora com a sensibilidade dos demais vereadores para aprovação”, finaliza.

Comentário

A Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara de Dourados realizou na manhã desta quarta-feira (15) uma audiência pública de prestação de contas do 3º quadrimestre de 2016 da Prefeitura de Dourados.

Os trabalhos foram coordenados pelo presidente da Comissão, Madson Valente (DEM) e vice-presidente Marçal Filho (PSDB). A apresentação do relatório dos dados fiscais das contas do município foi feira pelo contador Rosenildo França.

Na terça-feira (14) à tarde a Comissão se reuniu para avaliar o relatório fiscal. De acordo com Madson, o relatório é satisfatório, apresentando receitas e despesas de acordo com o previsto na lei orçamentária do Município.

A apresentação do relatório fiscal trimestral feita pelo Município à Câmara é obrigatória, como prevê a Lei 101/2000. Neste processo é apresentado o relatório de gestão fiscal e o resumo da execução orçamentária.

Madson informa que a Comissão pretende se reunir mensalmente para analisar as questões fiscais do município. “Vamos acompanhar sistematicamente a aplicação dos recursos públicos pelo Executivo. Fiscalizar é uma das obrigações do vereador e vamos trabalhar com afinco para zelar bem do recurso público”, afirma Madson.

Comentário

Um carro foi encontrado pegando fogo na região do Jardim Guaicurus, e tem um corpo dentro. A confirmação foi dada há pouco pelo jornalista Oswaldinho Duarte. Trata-se de um veículo do tipo Ford Fusion e o corpo queimado está no porta-malas.

Segundo o relato, o corpo foi completamente carbonizado com o incêndio provocado, provavelmente na madrugada, no veículo que ainda se encontra em chamas. A Polícia está no local apurando o que pode ter havido.

O carro com o corpo queimado foi localizado por populares na região do Jardim Guaicurus que dá acesso ao bairro Estrela Verá.

Comentário

Quinta, 16 Fevereiro 2017 06:24

Volume de exportações cresce 7% no Estado

A receita com as exportações de produtos industrializados de Mato Grosso do Sul iniciou 2017 com crescimento de 7% no mês de janeiro em relação ao mesmo período do ano passado, aumentando de US$ 243,5 milhões para US$ 261,4 milhões, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems. Quanto ao volume exportado, na comparação mensal, as exportações de industrializados tiveram redução de 2%, caindo de 729,8 mil toneladas em janeiro de 2016 para 714,6 mil toneladas em janeiro deste ano.

Segundo o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende, ainda em janeiro, a participação relativa dos produtos industrializados na pauta geral de exportações de Mato Grosso do Sul respondeu por 89% de toda a receita. “Os principais destaques ficaram por conta dos grupos Celulose e Papel, Complexo Frigorífico, Açúcar e Etanol, Extrativo Mineral e Óleos Vegetais, que, somados, representaram 97,4% da receita total das vendas sul-mato-grossenses de produtos industriais ao exterior”, citou.

Desempenho

Em janeiro de 2017, as exportações do grupo “Celulose e Papel” somaram US$ 98,7 milhões, apontando queda de 7% sobre o mesmo mês de 2016, quando as vendas atingiram US$ 106,4 milhões. A redução observada se deu pela diminuição no preço médio da tonelada, comercializada em janeiro de 2017 por R$ 410,00 contra R$ 537,37 no ano de 2016, sendo que em relação ao volume foram vendidas 240,4 mil toneladas em janeiro deste ano contra 197,9 mil toneladas em janeiro de 2016, tendo como principais compradores até o momento China, Itália, Holanda, Estados Unidos e França.

No “Complexo Frigorífico”, a receita de exportação de janeiro 2017 alcançou o equivalente a US$ 74,8 milhões, sinalizando aumento de 37% sobre o mesmo mês de 2016, quando o total ficou em US$ 54,8 milhões. O aumento observado se deu principalmente por conta do aumento das compras em importantes mercados para as carnes de Mato Grosso do Sul, com destaque para Hong Kong, Arábia Saudita, Chile, Rússia, China, Emirado Árabes, Irã e Japão, que, somados, apresentaram aumento de US$ 17,9 milhões.

Comentário

Em cerimônia marcada para as 11 horas desta quinta-feira (16), no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer vai sancionar a lei do novo ensino médio, aprovada semana passada pelo Congresso, e que teve como relator o senador Pedro Chaves (PSC/MS).

“Vai ser o coroamento de um trabalho que envolveu técnicos do governo, professores, especialistas da área, deputados e senadores na elaboração de uma proposta que permitirá ao Brasil dar um passo fundamental na busca de uma educação de qualidade, adequada às particularidades regionais e que realmente prepare os nossos jovens para os desafios da vida moderna. A lei do novo ensino médio, que tive a honra de relatar, dá ao aluno a oportunidade de definir seu futuro de acordo com seus interesses e, na medida em que prevê o aumento dos gastos públicos no setor, inclusive com a ampliação do ensino em horário integral, nos mostra que o país fez, definitivamente, a opção pelo crescimento econômico com justiça social e oportunidades para todos, que só o investimento em educação permite”, avalia o senador.

Principais pontos

A nova lei permite que as escolas possam escolher como vão ocupar 40% da carga horária dos três anos do Ensino Médio: 60% serão compostos de um conteúdo mínimo obrigatório, pela Base Nacional Curricular Comum (BNCC). O restante do tempo será definido de acordo com a proposta da escola, que deverá oferecer aos estudantes pelo menos um de cinco "itinerários formativos": linguagens e suas tecnologias, matemática e suas tecnologias, ciências da natureza e suas tecnologias, ciências humanas e sociais aplicadas, e formação técnica e profissional.

Pedro Chaves ressalta que o ensino de português e matemática será obrigatório nos três anos do Ensino Médio. Também será compulsório o ensino de inglês, artes, educação física, filosofia e sociologia. Na versão original enviada pelo governo ao Congresso em setembro do ano passado, a Medida Provisória deixava claro que somente matemática e português seriam obrigatórios, mas o senador alterou a proposta inicial para acrescentar outras matérias.

O projeto incentiva o ensino integral e estabelece que a carga horária deve ser ampliada, progressivamente, até atingir 1.400 horas anuais.
Atualmente, o total é de 800 horas. O texto fixa o prazo de cinco anos para que as escolas passem a ter carga horária anual de pelo menos mil horas. Foi criado também o Programa de Fomento à Implementação de Escolas em Tempo Integral, por meio do qual o Ministério da Educação apoiará a criação de 257 mil novas vagas no Ensino Médio integral.

“Originalmente, a previsão era repassar à rede de ensino R$ 2 mil por ano para cada aluno, durante quatro anos, mas depois de ouvir os professores, governadores e prefeitos de todas as regiões do país decidi ampliar esse prazo para 10 anos”, explicou o senador.

A lei do novo ensino médio prevê ainda a autorização para que profissionais com "notório saber", reconhecido pelo sistema de ensino, possam dar aulas exclusivamente para cursos de formação técnica, desde que ligadas às áreas de atuação deles. Também ficou definido que profissionais graduados sem licenciatura poderão fazer uma complementação pedagógica para que estejam qualificados a ministrar aulas.

Comentário

O foro privilegiado obtido pelo ministro Moreira Franco e objeto de desejo de políticos no alvo da Operação Lava-Jato costuma beneficiar muitos dos investigados. Levantamento realizado pelo projeto ‘Supremo em Números’, da FGV Direito Rio, mostra que no STF (Supremo Tribunal Federal), uma das cortes que julga os que possuem foro privilegiado, de 404 ações penais concluídas entre 2011 e março de 2016, 276 (68%) prescreveram ou foram repassadas para instâncias inferiores porque a autoridade deixou o cargo. A condenação ocorreu em apenas 0,74% dos casos.

No caso dos inquéritos concluídos no mesmo período, o índice de prescrição ou repasse para instâncias inferiores foi de 38,4% (379 casos). Em apenas 5,8% dos 987 inquéritos houve decisão desfavorável ao investigado com abertura de processo penal. “O números mostram que é muito mais vantajoso para os réus serem julgados no Supremo”, afirma Ivar Hartmann, coordenador do Supremo em Números da FGV.

Dessas 404 ações, 136 tratavam de crimes contra o meio ambiente, 39 de casos relativos à lei de licitações e 30 de crimes de responsabilidade. Outras 26 eram referentes à formação de quadrilha, 25 de peculato, oito à corrupção passiva e cinco, corrupção ativa.

O foro privilegiado beneficia milhares de pessoas no Brasil, do presidente da República a prefeitos, passando por promotores, juízes e membros de tribunais de contas. A força-tarefa da Lava-Jato estima que cerca de 22 mil autoridades são contempladas pelo privilégio atualmente no país, segundo reportagem publicada pelo jornal OGlobo.

O STF é responsável por julgar presidentes, ministros e parlamentares. Ao STJ (Superior Tribunal de Justiça), cabem os casos que envolvem governadores, membros de tribunais de contas e desembargadores dos Tribunais de Justiça. Já os tribunais regionais federais julgam os membros do Ministério Público Federal e os juízes federais de primeira instância. Além disso, cada estado define os foros nas unidades da federação. Em geral, as constituições estaduais concedem o benefício a prefeitos, juízes e promotores do Ministério Público Estadual (MPE).

Comentário

A Secretaria municipal de Saúde iniciou nesta terça-feira (14) a entrega de desfibriladores nas Unidades Básicas de Saúde. A Seleta foi a primeira unidade a receber o aparelho, pela prefeita Délia Razuk, que estava acompanhada do secretário de Saúde Renato Vidigal.

As 47 Unidades Básicas de Saúde da sede do município e dos distritos receberão os aparelhos, que já estavam disponíveis na Secretaria e que são utilizados em situações de parada cardiorrespiratória, com a função de estimular o coração com dificuldades de contração.

“Quando uma pessoa chegar com parada cardiorrespiratória na unidade, os profissionais vão usar o equipamento que reconhece uma arritmia cardíaca e a reverte por meio do choque elétrico”, explicou o secretário Renato Vidigal.

Durante a entrega, os profissionais de saúde da unidade receberam um treinamento para o manuseio do desfibrilador ministrado por profissionais do Samu (o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Com a entrega e capacitação realizada pela Prefeitura, o secretário cita que será possível atender casos dessa natureza, com a possibilidade de, em tempo hábil, reverter o quadro do paciente, sem precisar encaminhá-lo para um hospital ou para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento).

A Prefeita Délia Razuk falou sobre a satisfação de poder entregar os aparelhos e aproveitou a oportunidade para ressaltar junto aos profissionais de saúde a importância de um trabalho humanizado que seja referência na área. “Fico muito satisfeita em entregar essa importante ferramenta que ajuda a salvar vidas e também de poder contar com esses profissionais que tem contribuído muito com nosso município. Nossa intenção é fazer o melhor possível pelo serviço público, com preocupação e dedicação as pessoas que são atendidas e para isso contamos com vocês profissionais para nos ajudar a transformá-lo em um serviço de excelência”, destacou.

A Secretaria planeja a entrega de desfibriladores também para atender as Unidades Básicas de Saúde da Vila Rosa e do Jardim Santo André, onde também serão oferecidos treinamento de manuseio e cuidados pela equipe do Samu aos profissionais dessas unidades.

Comentário

A Assessoria de Comunicação Social do Departamento de Operações de Fronteira divulgou balanço das principais ações realizadas pelo DOF nos primeiros dias de 2017. De acordo com o relato, o Departamento considera que as apreensões de drogas tiveram como “carro chefe” a maconha, que durante os primeiros 45 dias de 2017 chegaram a quase 12 toneladas, com a média de apreensão de mais de 250 quilos da droga por dia, cerca de 1 tonelada a mais do que no mesmo período de 2016, aproximadamente 10%.

Foram apreendidas ainda 139 quilos da cocaína (75% maior que no mesmo período de 2016) além de 33 quilos de haxixe, 1 quilo de pasta base, 13.328 micro pontos de LSD, sendo essa a maior apreensão já realizada desse tipo de droga no Mato Grosso do Sul.

Nesse período, os policiais do DOF abordaram mais de 20 mil pessoas e veículos, nos quase mil bloqueios policiais efetivados em toda a extensão dos mais de 1500 quilômetros da linha e da faixa de fronteira do Mato Grosso do Sul com a Bolívia e o Paraguai, realizando o patrulhamento itinerante de fronteira e o recobrimento do policiamento realizado pelas forças de segurança em 51 municípios do estado.

A maior apreensão realizada nesse período, ocorreu no sábado (11) passado, quando foi abordada uma carreta carregada com sal e ração e, no fundo da carga, 295 fardos de maconha que totalizaram 7.185 quilos da droga, que saiu da fronteira sul do Estado e seguiria para a cidade de Campina Verde/MG. O condutor da carreta foi autuado em flagrante na Defron (a delegacia especializada dos crimes de fronteira) sediada em Dourados.

O grande volume das apreensões se deve principalmente a ação de criminosos, que nesse período que antecede aos festejos de carnaval tentam passar de todas as formas com essa droga pelas estradas de Mato Grosso do Sul, visando alcançar os grandes centros nas regiões sudeste e nordeste, principais mercados consumidores dessas drogas que saem da fronteira.

“O aumento exponencial das apreensões neste início de 2017 se deve principalmente à ação repressiva do DOF nas estradas e rodovias que fazem o acesso principalmente com a fronteira sul de nosso Estado, alimentado por um sistema de comunicação e de inteligência eficientes e, de equipes operacionais bem equipadas e capacitadas para coibir esse tipo de crime”, explica o coronel PM Ary Carlos Barbosa, diretor do DOF.

Comentário

Página 1186 de 1658
  • ms corona

O Tempo Agora

  • mascaras
  • unigran novo

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis