Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

Um adolescente identificado como Ariel de Jesus Candia Peralta, de 16 anos, morreu após levar um tiro no peito ao lado do pai e na frente da casa onde morava no bairro Santa Ana na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, fronteira com a brasileira Ponta Porã em Mato Grosso do Sul. A Polícia apura hipótese de o jovem ter sido morto por engano.

Ariel estava sentado na frente da residência em companhia do pai, quando chegaram os pistoleiros em uma motocicleta, disseram um nome e perguntaram se era ele. Ao falar que não era a pessoa em questão, Ariel levou um tiro, conforme repercutiu o site poranews, ao relatar que um dos pistoleiros sacou uma arma de fogo, possivelmente um revólver calibre 38 e realizou um tiro na altura do peito do adolescente.

Ariel de Jesus ainda foi levado ao Hospital San Pablo II, onde morreu. O pai da vítima disse aos investigadores da Divisão de Investigações Criminais de Casos Puníveis, que chegou a entrar em luta corporal com o pistoleiro, porém ele fugiu do local. Policiais paraguaios realizaram buscas por imagens de câmeras de segurança e conversaram com testemunhas para tentar identificar os autores. A pessoa a quem os pistoleiros estariam procurando seria amigo da vítima, conforme levantamentos iniciais.

Comentário

Ao anunciar que o Estado caminha para a universalização do esgotamento sanitário, o governador Reinaldo Azambuja assinou neste sábado (21) contrato com a Caixa Econômica Federal no valor de R$ 119 milhões para execução de obras de saneamento básico em 16 cidades, beneficiando mais de 165 mil moradores, durante solenidade realizada na sede da Sanesul em Campo Grande.

“Seremos o primeiro Estado do País a universalizar coleta e tratamento sanitário. Essa é a segunda etapa do programa que teve início em abril do ano passado, quando assinamos R$ 190 milhões para 16 municípios. Agora são mais 16 no valor de R$ 119 milhões e em outubro vamos assinar a terceira etapa com mais 14 municípios no valor de R$ 134 milhões. No total serão cerca de R$ 440 milhões em saneamento que trarão um ganho exponencial para a população dos municípios”, disse o governador.

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, disse que a assinatura dos contratos representa um marco para a região. “Alguns municípios passarão a ter 100% do esgoto tratado, saindo de uma condição precária, sem estrutura de saneamento básico, para uma realidade com mais dignidade e saúde. São obras importantes, que vão beneficiar mais de 55 mil famílias”, explicou o presidente.

O diretor-presidente da Sanesul, Walter Carneiro Junior, afirmou que as obras de esgotamento sanitário impactam positivamente em todo o funcionamento da cidade. “Saneamento é fundamental para evitar a poluição, preservar a saúde das pessoas e o meio ambiente. A Sanesul realiza projetos estratégicos que impactam diretamente na saúde pública, no desenvolvimento social e no desenvolvimento econômico de Mato Grosso do Sul”, afirmou.

Os recursos são oriundos do Programa Avançar Cidades, programa do Ministério do Desenvolvimento Regional. Do valor total, R$ 113 milhões são oriundos dessa linha de financiamento, que tem o FGTS como fonte principal de recursos, e R$ 6 milhões são de contrapartida da Sanesul. Os valores serão investidos na construção de redes de esgoto, elevatórias, estações de tratamento de esgoto e sistema de proteção de tubulações no Rio Paraguai, em Corumbá, além de melhorias em ETEs já existentes nos demais municípios.

Receberão esses investimentos os municípios de Anaurilândia, Anastácio, Aral Moreira, Bataguassu, Dois Irmãos do Buriti, Figueirão, Iguatemi, Inocência, Itaporã, Japorã, Mundo Novo, Rio Brilhante, Rio Negro, Rio Verde de Mato Grosso, Ivinhema e Corumbá. Está previsto da Sanesul construir 419 km de extensão de rede de esgoto e 23.046 novas ligações de esgoto nas cidades beneficiadas nesse programa, além de outras obras complementares do sistema de esgotamento sanitário.

Comentário

As duas novas estrelas, anunciadas pelo presidente do PTB regional, deputado Neno Razuk, no ato político realizado neste sábado (21), em Campo Grande, como potenciais candidatos às eleições do ano que vem, ambos fizeram questão de, polidamente, declinar do convite oficial.

Delcidio do Amaral, posicionado entre o ex-governador André Puccinelli (MDB) e o ex-deputado Roberto Jefferson, dirigente nacional do PTB no evento onde entrou na legenda, fez questão de recusar por várias vezes a “convocação” para ser o candidato a prefeito da Capital no ano que vem. “Ainda não terminei de cumprir a missão”, justificou, depois de perder duas vezes a disputa para o Governo, manifestando, porém, desejo de voltar a concorrer em 2022.

Do outro lado, a prefeita Délia Razuk também preferiu evitar os apelos do filho Neno para que seja candidata de novo em Dourados no ano que vem, depois de assinar ficha de filiação no PTB. “Os Razuk não foram derrubados, reerguemos”, proclamou o herdeiro do principal líder político da família, empresário Roberto Razuk que foi deputado por dois mandatos na década de 90 e construiu uma postura correta nos relacionamentos com governos e prefeitos da época. “Tenho que terminar o mandato”, justificou Délia para dizer que prefere chegar ao fim de 19 para depois pensar em 2020.

Comentário

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.190 da Mega-Sena, realizado na noite deste sábado (21) em São Paulo. O prêmio acumulou com previsão de pagar R$ 44 milhões no próximo sorteio.

Veja as dezenas sorteadas: 05 – 09 – 20 – 25 – 35 – 53.

A quina teve 94 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 29.098,66. Já a quadra teve 6.835 apostas ganhadoras; cada uma levará R$ 571,69.

Comentário

Depois de deixar o PDT e receber convites para disputar as prefeituras de Campo Grande, Dourados e Três Lagoas, o juiz federal aposentado Odilon de Oliveira descartou participação no segundo maior colégio eleitoral sul-mato-grossense e adiantou que seu projeto é novamente o Governo do Estado ou a vaga ao Senado Federal em 2022.

“Não disputarei eleição pelo PSD, em Dourados”, garantiu, nesta sexta-feira (20), ao site Midiamax, de Campo Grande, depois de dizer que vinha sendo cortejado nesse sentido. “Projeto para 2022, sim, ou para o senado ou para governador”, emendou, explicando que a escolha dependerá do cenário da época.

Em julho deste ano, o vereador Odilon Júnior (PDT), filho do ex-juiz federal, avaliou como ‘bons convites’ os feitos pelas legendas para Odilon disputar as prefeituras da Capital, de Três Lagoas, ou de Dourados, mas o juiz aposentado já garantiu que a desistência por Dourados é definitiva.

Como candidato ao Governo do Estado em 2018, Odilon obteve votação maior que de seu oponente, o governador reeleito Reinaldo Azambuja (PSDB), nos dois turnos. Foram 45.364 votos no 1º e 55.231 no 2º; contra 42.882 e 54.055 votos douradenses para o candidato tucano.

Apesar dos planos já feitos para as eleições estaduais, o juiz aposentado disse não ter pressa para decidir sobre as eleições do próximo ano. Ele adiantou, contudo, que mesmo que seu nome não conste nas urnas não pretende se manter alheio e que irá ‘apoiar’ candidatos em vários municípios.

Comentário

Época muito apreciada por boa parte das pessoas, pois é quando a natureza fica mais colorida com flores de variados tipos, e um período conhecido também como "estação da flores", a Primavera começa oficialmente às 4h50 da madrugada de segunda-feira (23) no Brasil. Nesta estação, o clima costuma ser mais ameno, ou seja, não tão quente quanto no verão, e nem muito frio como no inverno.

O fenômeno El Niño que predominou no verão e no outono se desconfiguro e, de acordo com pesquisadores do instituto Climatempo, a primavera de 2019 será com neutralidade climática no Pacífico Equatorial Leste. A temperatura do Atlântico Sul terá maior influência na precipitação. Durante a primavera ocorre uma grande mudança na circulação dos ventos sobre o Brasil que gera um corredor de umidade entre o Norte, o Centro-Oeste e o Sudeste. Isto permite o crescimento de muitas áreas de instabilidade sobre estas Regiões, que provocam pancadas de chuva frequentes especialmente durante as tardes e noites.

Segundo escreve Josélia Pegorim, no site Climatempo, muitas áreas da costa do Brasil vão passar a primavera com temperatura da água do Atlântico Sul abaixo do normal, o que dificulta o deslocamento normal das frentes frias. A passagem das frentes frias do Sul para o Sudeste a ajuda a espalhar a o ar úmido perlo interior do país estimulando a formação de áreas de instabilidade. “Infelizmente este ano, durante grande parte da primavera, a tendência de um Atlântico Sul "frio" vai dificultar a passagem das frentes frias e aumentar a irregularidade da chuva sobre o país”, analisa.

Comentário

19 de setembro de 2002. A quinta-feira (19) desta semana, há dois dias da data em que se comemora o Dia da Árvore e outros dois para o início da estação da Primavera, é marcada por episódio significativo na história dos movimentos ecológicos em Dourados. Há 17 anos.

Depois de uma passagem pelo Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, para retirada de um nódulo maligno no estômago, morria no Hospital Evangélico, em Dourados, o economista e ecologista Primo Fioravante Vicente.

Além do espírito de coragem e ousadia em tudo o que fazia, Primo Fioravante guardou no currículo o mérito de ter sido o primeiro agricultor a plantar soja em Mato Grosso do Sul; ele carregava no bolso a cópia da primeira nota fiscal emitida pela Receita Estadual como resultado de transação da produção.

O espírito inovador, não só na agricultura, se estendeu ainda para a produção de textos. Autor de inúmeros artigos publicados na imprensa local e regional, escreveu crônicas e ainda lançou um livro: ‘Tratado básico para o sucesso no jogo político’, obra inspirada em "O Príncipe", de Maquiavel, para considerar aspectos da conjuntura atual. Criou, também, juntamente com o jornalista Clóvis de Oliveira, o Douradosnews, primeiro jornal online de Dourados, que viria a dar origem ao Douranews.

Um dos fundadores da ONG Salvar (Sociedade de Defesa Ambiental), Primo Fioravante Vicente foi figura decisiva para a conquista da instalação da Promotoria do Meio Ambiente em Dourados no ano de 2002, alguns meses antes de morrer, após intensiva articulação junto aos promotores da Comarca de Dourados e no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. Resultado dessa luta, o nome dele homenageia um dos melhores parques ambientais e de lazer, na Vila Brasil 500, na região Sul de Dourados, hoje frequentado por centenas de pessoas diariamente.

Comentário

A prefeita de Dourados, Délia Razuk, é apontada como uma das atrações do encontro que o PTB realiza na manhã deste sábado (21), em Campo Grande, onde também vai formalizar a filiação e entregar o comando do partido no Estado para o ex-senador petista Delcídio do Amaral. Até agora a sigla vinha sendo conduzida em Mato Grosso do Sul pelo deputado Neno Razuk, filho da prefeita e maior defensor da reeleição dela em Dourados.

No começo do mês, o deputado Neno afirmou ao jornal Midiamax, da Capital, que a mãe só se filiaria ao partido caso fosse concorrer nas próximas eleições. Ela teria também recebido o convite de outros quatro partidos. Um deles seria o PSDB, mas a chefe do Executivo douradense nega que tenha tido tal conversa, apesar de depender em quase tudo, nesses três anos de mandato, das ações do governador tucano Reinaldo Azambuja.

Antes vereadora, Délia foi eleita prefeita de Dourados em 2016, vencendo o deputado estadual Renato Câmara (MDB) e o atual secretário de Saúde, Geraldo Resende (PSDB). Ela era filiada ao PL, antigo PR, mas saiu no começo de julho por, segundo a própria, ter ficado desconfortável em ser de uma sigla e o filho presidente de outra. O presidente nacional da legenda, o ex-deputado federal carioca Roberto Jefferson, um dos pivôs da operação que resultou na CPI dos Correios, presidida por Delcídio no Senado, vem para o encontro regional.

Comentário

Sexta, 20 Setembro 2019 18:15

Professor defende 30 dias sem redes sociais

O professor de psicologia da Universidade Positivo, Gilberto Gartner, defendeu a campanha mundial da instituição britânica Royal Society For Public Health (a RSPH) que promove, pelo segundo ano, a redução ou abandono das redes sociais por 30 dias, durante o mês de setembro.

Gilberto explicou, durante o programa Tarde Nacional, da emissora oficial do Governo na Rádio Nacional, que a ideia da campanha surgiu na Inglaterra e o objetivo é conscientizar sobre o uso racional da Internet, especialmente pelos smartphones.

O professor comentou sobre um dos efeitos do uso excessivo: o distanciamento de quem está perto. Ele afirmou que não há como retroceder e não utilizar as redes sociais. A grande questão é fazer um uso racional.

Comentário

A edição do Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (20) trouxe a publicação de cinco novas leis sancionadas pelo governador Reinaldo Azambuja. Entre elas, está o Programa “Morar Legal”, para renegociação de dívidas e regularização de imóveis junto a Agehab (Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul). A lei 5.401 altera a redação e acrescenta dispositivos ao Programa de Recuperação de Créditos – “Morar Legal”.

Será concedida renegociação de dívida a quitação total, com desconto de 100% sobre o valor dos juros de mora e da multa contratual das prestações vencidas ou quitação parcial, desde que haja o pagamento de no mínimo quatro prestações vencidas, com desconto de 60% sobre o valor dos juros de mora e da multa contratual das prestações que forem quitadas.

O pagamento parcelado terá desconto de 35% sobre o valor dos juros de mora e da multa contratual, estabelecendo-se que o valor das prestações vencidas, acrescido das prestações vincendas, resultará no novo saldo devedor.

Comentário

Página 1 de 1434
  • unimed nova

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus