Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

Em 100 dias, o governo de Jair Bolsonaro cumpriu 1/5 das promessas feitas durante a campanha eleitoral. Dos 58 compromissos firmados no período e que podem claramente ser mensurados, 12 foram cumpridos em sua totalidade, de acordo com levantamento feito pelo G1. Outros quatro foram parcialmente atendidos, e 40 ainda não foram cumpridos. Dois compromissos não têm como ser avaliados no momento.

Essa é a primeira avaliação que o G1 faz das promessas de campanha de Bolsonaro durante os quatro anos de mandato. A ideia é medir até 2022 se o presidente cumpre o que prometeu na campanha para ser eleito.

Na comparação com os ex-presidentes Dilma Rousseff e Michel Temer em 100 dias de governo, Bolsonaro cumpriu 12 das 58 promessas, Dilma, 5 das 55, e Temer, 3 das 20.

O projeto "As promessas dos políticos" começou em 2015, com a verificação das promessas da então recém-reeleita presidente Dilma Rousseff. Desde então, o G1 já avaliou promessas de governadores e prefeitos. E agora começa um novo ciclo, com o presidente eleito em 2018. Os novos governadores serão avaliados mais para frente.

Comentário

É comum o cidadão se deparar, em diversos pontos da cidade, com a destruição do patrimônio público, em geral cometido por vândalos. A ação causa, além de prejuízos financeiros, a geração de riscos para as pessoas, quer sejam transeuntes pedestres ou condutores de veículos automotivos.

A Agetran (Agência Municipal de Trânsito) destaca que um grande número de placas de sinalização vem sendo alvo desses criminosos nos mais diversos pontos da cidade e alerta que essa prática constitui crime.

“Alertamos que quem pratica estes atos, além do crime cometido, está sujeito às sanções previstas em lei. A falta dessas placas é responsável por um grande número de acidentes, nas mais diversas regiões, provocando lesões graves e até mortes”, destaca o diretor presidente da Agetran, Carlos Fábio Selhorst dos Santos.

O diretor, inclusive, solicita o apoio de toda a população, assim como da imprensa em geral, para que se inicie uma campanha de conscientização da população sobre a importância de preservar esse bem público. “Com a colaboração de todos os cidadãos de bem é possível coibir essa prática nociva em nossa cidade”, diz.

O que diz a lei

O Código Penal (Lei 2.848/40) prevê penas para quem causa dano ao patrimônio público:
Art. 163 – Destruir, inutilizar ou deteriorar coisa alheia:
Pena – detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
Parágrafo único – Se o crime é cometido:
I – com violência à pessoa ou grave ameaça;
II – com emprego de substância inflamável ou explosiva, se o fato não constitui crime mais grave;
III – contra o patrimônio da União, Estado, Município, empresa concessionária de serviços públicos ou sociedade de economia mista;
IV – por motivo egoístico ou com prejuízo considerável para a vítima
Pena – detenção, de 6 (seis) meses a 3 (três) anos, e multa, além da pena correspondente à violência.

Comentário

Iniciativa conjunta do Setor de Farmácia Hospitalar e da Gerência de Ensino e Pesquisa do HU (Hospital Universitário) em parceria com a Pró-reitoria de Extensão e Cultura da UFGD, o projeto de extensão “Práticas Terapêuticas na Farmácia Hospitalar” abre, na próxima semana, oito vagas para atividade voluntária de acadêmicos de Farmácia.

O objetivo do projeto é possibilitar que os estudantes se integrem à equipe de saúde, vivenciem a rotina da instituição e conheçam as diversas nuances de atuação da farmácia hospitalar. Também, a ação visa fortalecer a formação e o conhecimento técnico dos acadêmicos, bem como despertá-los para a implementação de serviços farmacêuticos no âmbito hospitalar em seus futuros campos de prática.

As oportunidades destinam-se a acadêmicos regularmente matriculados na graduação de Farmácia e que tenham disponibilidade de até 20 horas semanais para dedicarem-se às atividades do projeto no HU. Eventualmente, os extensionistas também participarão de ações em sábados, domingos e feriados.

Os interessados devem efetuar a inscrição no período de 16 a 22 de abril, por meio de formulário eletrônico (https://forms.gle/gHV8UzJJCfHZKLJeA). A divulgação do resultado da seleção está prevista para a semana de 23 a 25 de abril. O edital de abertura e os próximos documentos do processo seletivo podem ser consultados aqui.

Os acadêmicos selecionados receberão certificação de 360 horas por ciclo de aprendizagem, desde que cumpram 75% da carga horária total, informa a assessoria do HU.

Comentário

O deputado estadual Barbosinha (DEM-MS) aproveitou a vinda dos ministros Gustavo Canuto (Desenvolvimento Regional) e Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) a Mato Grosso do Sul para evento do agronegócio e pediu que sejam agilizados os procedimentos para liberar recursos na ordem de R$ 30 milhões para serem investidos em mobilidade urbana em Dourados, que serão utilizados em pavimentação, recuperação asfáltica e drenagem, no município. O montante faz parte do programa federal Avançar Cidades.

"Estamos trabalhando em sintonia com a administração municipal, da prefeita Délia Razuk, na busca de recursos para melhorar as condições das vias que se encontram deterioradas e em precárias condições. É somando esforços com o Executivo municipal, na busca de solução para esta problemática vivenciada em Dourados, que vamos participar e apoiar todas as lideranças políticas. Para isso estou empenhando todo esforço junto ao Ministério [Desenvolvimento Regional] e com a Caixa Econômica Federal na busca de solução para fazer com que esses recursos essenciais sejam liberados", disse o deputado ao reforçar: "Estou aqui e quero ajudar a minha cidade de Dourados a sair da situação em que se encontra e melhorar as condições de trafegabilidade e infraestrutura".

Na avaliação do parlamentar, os recursos das prefeituras estão cada dia mais escassos e essa parceria com o Governo Federal é fundamental para ascender o desenvolvimento dos municípios, em especial o de Dourados por quem Barbosinha tem trabalhado intensamente. De acordo com a prefeita Délia Razuk os recursos do Avançar Cidades serão utilizados para recapeamento de parte das ruas Monte Alegre, Firmino Vieira de Matos, João Cândido Câmara, General Osório e Oliveira Marques; pavimentação e drenagem de parte do Parque Jequitibás, Jardim Carisma (Vitoria I e II) e Jardim Primavera e ainda para a pavimentação e drenagem do loteamento Campina Verde e bairro Altos do Indaiá. Os projetos visam a pavimentação de alguns trechos das linhas de ônibus ampliadas na cidade com a expansão do perímetro urbano e a criação de novas rotas, além de projetos para ligação de bairros com pavimentação asfáltica e obras de drenagem para futura pavimentação das ruas.

No encontro de Barbosinha com os ministros estava também a vice-presidente da Caixa Econômica Federal, Tatiana Thomé, entidade responsável por receber os projetos e liberar os recursos. Nesta primeira fase, o programa de Mobilidade Urbana irá contemplar dez municípios de Mato Grosso do Sul com R$ 75 milhões do Avançar Cidades. Pelo programa federal, foram contemplados projetos de Antônio João, Aquidauana, Aral Moreira, Bonito, Ivinhema, Maracaju, Paraíso das Águas, Ponta Porã, Naviraí e Sonora.

Comentário

Mergulhadores do Corpo de Bombeiros encontraram no começo da tarde desta terça-feira (9) o corpo do produtor rural Miguel Dorneles Pereira, de 49 anos, que estava desaparecido desde o final da tarde de sexta-feira (5), publica o jornal DiárioMS.

Dorneles deixou a residência dele, em Ponta Porã, no final da tarde do dia 5 em uma caminhonete que foi encontrada nas proximidades da ponte do rio Dourado, entre Dourados e Laguna Carapã, no mesmo dia.

A Polícia também investiga suposta carta que teria sido deixada pelo produtor, enocntrada com a família dele, revelando possíveis intenções de tirar a própria vida.

O Corpo de Bombeiros de Dourados informou a localização do corpo que foi encontrado nas proximidades da ponte do rio Dourado no trecho da BR 163 entre Dourados a Caarapó, bem distante do lugar onde a caminhonete dele foi encontrada.

Durante o final de semana dezenas de pessoas com o apoio de um helicóptero da Polícia Militar e barcos fizeram buscas no rio. Na manhã desta terça-feira no quarto dia de buscas os bombeiros localizaram o corpo do produtor rural.

Agora os mergulhadores estão aguardando a chegada da Perícia Técnica da Polícia para depois o corpo ser encaminhado para o Instituto Médico Legal de Dourados. 

Comentário

Um homem de 54 anos morreu na tarde desta segunda-feira (8) na Santa Casa de Campo Grande, três dias após bater a cabeça em um muro, na frente da casa dele, no Jardim Colúmbia. A filha dele disse à polícia que o acidente aconteceu por volta das 23 horas de sexta-feira (5).

De acordo com o relato dela, a família acordou com um barulho de batida e o pai então saiu de casa para ver o que tinha acontecido e se deparou com fios de telefone arrebentados pela rua. O homem foi conversar com um vizinho, um carro se aproximou dele e ele então passou a acenar para o motorista, o qual acelerou o veículo e arrastou fios, arremessando também o morador contra um muro, bateu a cabeça, ficou desacordado e foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros para a Santa Casa.

Conforme boletim de ocorrência, a filha da vítima não sabe se foram os fios que arremessaram o pai dela ou se foi o carro, cujo motorista fugiu do local sem prestar socorro. O homem ficou em observação na Santa Casa e antes de fazer cirurgia o estado de saúde piorou e ele morreu. A polícia investiga o caso.

Comentário

O impacto da criação de uma nova faixa de cobrança do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) da tarifa de energia elétrica em Mato Grosso do Sul, com uma alíquota menor, de 7%, para os consumidores que gastarem entre 51 kwh/mês e 200 kmh/mês, ainda está sendo analisado pelo governo do Estado, disse, na manhã desta terça-feira (9), o deputado estadual Renato Câmara (MDB), no “Papo das Seis”, do Bom Dia MS, na TV Morena.

Autor da proposta, Renato disse que atualmente o Estado isenta da cobrança do ICMS os consumidores que gastem até 50kwh/mês e tributa com um percentual de 17% aqueles que consomem entre 51 kwh/mês e 200 kwh/mês. De 201 kwh/mês a 500 kwh/mês a tributação é de 20% e acima dos 500 khw/mês atinge os 25%.

“O que eu propus ao estado é que nessa faixa dos 51 kwh/mês até os 200 kwh/mês se tenha uma faixa intermediária. Porque a população sai da tributação zero [até os 50 kwh/mês] e quanto chega aos 51 kwh/mês passa a ser tributada em 17%. Como é em São Paulo? São 12%. E tem mais uma implicação diante disso. Acima do consumo de 100 kwh/mês o consumidor passa também a pagar a Cosip [Contribuição para o Custeio da Iluminação Pública]. Então se o consumidor que antes gastava 50 kwh/mês aumenta seu consumo para um patamar acima dos 100 kwh/mês, ele passa a pagar dois impostos, o ICMS e a Cosip”, explicou.

Em razão desse aumento abrupto, o deputado disse que pediu ao governo a criação dessa nova faixa. Ele explica que a sugestão foi apresentada no início do ano e agora técnicos do Executivo fazem os cálculos para avaliar se esse impacto vai ser assimilável pela máquina pública, já que o Estado também precisa desses recursos para implementar ações e serviços.

Comentário

A Avenida Guaicurus tem recebido ações de manutenção da Prefeitura de Dourados, por meio da Semsur (Secretaria Municipal de Serviços Urbanos). Na principal via de acesso ao Aeroporto Municipal Francisco de Matos Pereira, 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada e universidades, 80% da iluminação pública já foi restabelecida.

Conforme o secretário de Serviços Urbanos, Fabiano Costa, foi feita a troca de lâmpadas e a reposição de cabos da iluminação que tinham sido furtados do local. Os casos de furto de cabos, segundo ele, são um problema recorrente no local e exigem a conscientização da população.

“O furto de cabos é comum no local, gera prejuízos e deixa a escuridão para quem precisa utilizar a via. Pedimos encarecidamente a preservação dos materiais e ajuda para a população denunciar se notar atos do tipo”, destaca.

Diante da problemática, o secretário já pediu aos órgãos de segurança pública a análise da possibilidade de instalação de câmeras de segurança na via, com extensão de 12 quilômetros, localizada no perímetro urbano do município e que recebe constantes ações de manutenção e asseio por parte da gestão municipal.

A avenida Guaicurus também dá acesso à rodovia MS 270, na região de Itahum, conhecida pela concentração de propriedades rurais.

Qualquer sinal de ação criminosa na avenida pode ser denunciada à Guarda Municipal, pelo telefone 3424-2309, ou à Polícia Militar, pelo 190.

Comentário

A Sicredi reinaugurou, sábado (6), a agência de Nova Andradina, em novo endereço, localizado na avenida Antonio Joaquim de Moura Andrade, 600, no centro da cidade As novas instalações da agência proporcionam mais conforto e comodidade aos associados e colaboradores que contam com 748,77 m² de estrutura totalmente adaptadas ao novo padrão da marca Sicredi.

Durante a cerimônia de reinauguração estavam presentes o presidente da Sicredi Centro-Sul MS, Sadi Masiero; o vice-presidente, Edilson Antonio Lazzarini; o diretor executivo, Giorgio Martins Bonato; o diretor de operações, Antonio Carlos Peres; o gerente da agência local, Alberto Junior Ricardo Ribeiro; o prefeito José Gilberto Garcia; o investidor da obra, Jorge Ary Proença da Silva; a arquiteta responsável, Rafaela Andrade Silva; além de convidados, associados, colaboradores e moradores de Nova Andradina.

Estrutura

Os associados da agência passam a contar com uma estrutura diferenciada. Ao todo, são nove mesas de atendimento e quatro caixas para maior relacionamento com os usuários. Além disso, são quatro caixas eletrônicos atendendo melhor o fluxo da comunidade. Buscando a acessibilidade, a agência é adaptada para portadores de necessidades especiais com caixas preferenciais e banheiros adequados.

De acordo com o presidente da Sicredi Centro-Sul MS, Sadi Masiero, graças a comunidade do município que acreditou neste negócio, a Cooperativa foi crescendo e se solidificando em Nova Andradina e em toda a região. “Crescemos muito e as nossas estruturas precisam crescer e se modernizar junto com a gente. Para nós, é um orgulho imenso a Cooperativa ter contribuído todos esses anos com o desenvolvimento do município e, agora, podermos devolver aos nossos associados uma agência desta magnitude”, ressalta o presidente.

Resultado

Atualmente, a agência Nova Andradina conta com mais de 2.800 associados. Em 2018, registrou o resultado de R$ 3,7 milhões e os recursos administrados passam de R$ 67 milhões. Este resultado reforça a necessidade de reestruturação do ambiente físico visando acompanhar o desenvolvimento dos associados, do município e da região em que está inserida.

Comentário

O Ministério da Infraestrutura deve enviar ainda nesta semana para o Palácio do Planalto uma proposta de projeto de lei que prevê o aumento do prazo de validade da carteira de motorista (atualmente de cinco anos) e também da quantidade de pontos pela qual o motorista perde a habilitação em caso de acúmulo de infrações.

O ministro Tarcísio Freitas não detalhou o projeto, mas disse que, além de aumentar a pontuação para a suspensão da carteira, a proposta também acelerará o processo de suspensão em casos de infrações mais graves, como dirigir sob o efeito de álcool.

“A questão da prorrogação e mais um conjunto de questões, como a alteração na pontuação para perda de habilitação depende de lei. Já está pronto e será enviado para o Planalto ainda esta semana”, disse nesta segunda (8) o ministro.

Atualmente, o motorista pode ter a carteira suspensa se acumular, ao longo de 12 meses, 20 ou mais pontos. Esses pontos são acumulados de acordo com as infrações cometidas no trânsito. O projeto também vai tornar mais ágil, disse o ministro, a suspensão da habilitação em casos de infrações muito graves, como dirigir sob o efeito de álcool.

Renovação

A ampliação do prazo de validade da carteira de motorista já havia sido anunciada em fevereiro pelo presidente Jair Bolsonaro. Na época, o presidente afirmou que a medida integraria uma série de medidas de 'desburocratização e economia' para o trânsito. Atualmente, a CNH tem validade de cinco anos.

Comentário

Página 11 de 1281

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus