Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

O Córrego Rego D’Água, que nasce no trecho compreendido pelas ruas Cuiabá, Presidente Vargas, Joaquim Teixeira Alves e Firmino Veira de Mattos, é o mais assoreado de Dourados e tem sofrido com a ocupação desordenada, com o acúmulo de lixo nas margens e as ligações clandestinas de esgoto que começam logo atrás do Fórum da Justiça do Trabalho e se prolongam por toda extensão. Na região também funcionam repartições públicas como os cartórios da Justiça Eleitoral e a sede das Promotorias do Ministério Público Estadual no Município.

“A nascente do Rego D’Água é, oficialmente, localizada na Rua Cuiabá, mais precisamente sob os banheiros da antiga feira-livre [que ali funcionou por mais de 30 anos], mas as minas que deram origem ao córrego se localizam na região da antiga Prefeitura [na esquina das ruas Joaquim Teixeira Alves com João Rosa Góes] e foram ocupadas de forma irregular", já denunciou, há cerca de cinco anos, o arquiteto e ambientalista Luiz Carlos Ribeiro, um dos fundadores da ONG Salvar (Sociedade de Defesa do Meio Ambiente) em Dourados.

A situação, recorrente, foi constatada na manhã deste domingo (18), por internauta que registrou o ambiente de abandono e deterioração de um dos pontos, inclusive, usado para passeios e visitação. Ao Douranews, o corretor imobiliário João Paulo Castro enviou imagens que mostram essa realidade, e a dificuldade que os organismos públicos tem encontrado para contornar o problema, nesse e em outros pontos de preservação do Meio Ambiente.

VEJA O VÍDEO

“Esse riacho ficaria muito bonito, se fosse bem tratado, mas, infelizmente, já dá sinais de poluição, uma pena”, registrou o internauta.

A deficiência no sistema de tratamento do esgoto coletado em Dourados é um dos principais problemas do Córrego Rego D’Água, de acordo com o que observou o urbanista Luiz Carlos Ribeiro. "A Estação Guaxinim, que funciona através do sistema Ralf (Reator Anaeróbio de Leito Fluidizado), não consegue tratar 60% do esgoto que recebe, já que foi projetada para atuar com 3 Ralfs em meados da década de 90 e, desde então, a população daquela região mais que dobrou", afirma Ribeiro, que também foi gerente regional da Sanesul na cidade. Atualmente, a empresa de saneamento investe cerca de R$ 200 milhões em programas de tratamento, ampliação do sistema de abastecimento e distribuição e de coleta de esgoto em Dourados.

Comentário

O vereador Toninho Cruz (PSB) reivindicou, na sessão ordinária de segunda-feira (12), que o Município viabilize projeto para a instalação de hortas comunitárias em terrenos baldios de Dourados. A iniciativa contará com parceria entre as associações de moradores e Secretaria de Agricultura, com o objetivo de aproveitar os terrenos baldios públicos para o cultivo de temperos, hortaliças e legumes em geral.

O projeto ainda prevê a limpeza de terrenos que se encontram vazios e/ou abandonados, dando uma utilidade para o local e também maior segurança às comunidades no entorno, conforme a proposta.

Segundo o vereador, a solicitação mostra-se importante, pois além de fazer com que a propriedade cumpra sua função social, proporciona um fomento na economia local beneficiando os munícipes com o projeto. À Prefeitura cabe oferecer alguns benefícios às pessoas da própria comunidade que se interessarem e, conjuntamente com a Secretaria de Agricultura, dispor de sementes e maquinários para que possam cultivar e plantar.

“Isso evita que esses terrenos abandonados sejam utilizados como depósito de lixo, proliferando insetos, ratos, mosquitos da dengue e abrigo de outros animais, que posam causar danos à saúde da população”, destacou o Toninho.

“Além de ser um projeto de interesse social e ambiental, também dará a oportunidade de deixar a cidade mais limpa e gerar economia para o município que economizará com manutenção dos terrenos públicos e ainda poderá utilizar a produção das hortas comunitárias no sustento das famílias”, completou o vereador. (Com assessoria)

Comentário

O grupo terrorista EI (Estado Islâmico) reivindicou neste domingo (18) o ataque suicida que matou 63 pessoas e deixou outras 182 feridas em uma festa de casamento em Cabul, no Afeganistão. Entre as vítimas estão mulheres e crianças. Por volta das 22h30 (no horário local) de sábado (17), um homem-bomba acionou um cinturão de explosivos em um salão de festas em bairro de minoria xiita da capital.

“Os convidados dançavam e festejavam quando aconteceu a explosão”, descreveu uma testemunha no hospital, atingida nos braços e na barriga. Outra testemunha disse à TV americana CBS que mais de mil pessoas haviam sido convidadas para a cerimônia e festa.

O bairro onde aconteceu o ataque tem sido alvo de ataques suicidas nos últimos anos, pois lá estão alvos como mesquitas e centros educacionais. A maioria desses ataques foi assumida pelo Estado Islâmico, que é de origem sunita, conforme reproduz o portal G1 a partir de informações de agências internacionais.

Comentário

A disponibilização para laboratórios privados e hospitais públicos de um ‘kit’ único para identificação rápida de patógenos de relevância médica, como vírus, bactérias e fungos, poderá se tornar realidade já em 2021, facilitando identificar as causas de uma infecção. A estimativa é da pesquisadora Rosane Silva, do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), que desenvolve o projeto. Atualmente, para identificar o que provoca uma infecção, os ‘kits’ disponíveis no mercado são específicos para somente um microrganismo alvo.

Com financiamento da Faperj (a Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Rio de Janeiro) e da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), Rosane Silva disse na semana passada à Agência Brasil que a ideia é que o ‘kit’ que vem sendo testado em equipamentos de última geração possa ser usado também em outras plataformas de baixo custo.

“A ideia é tornar acessível para que qualquer laboratório possa utilizar o ‘kit’, entre os quais laboratórios de hospitais públicos. A gente quer que seja o mais abrangente possível e aplicado em equipamentos de custo mais baixo”. Rosane pretende também fazer parcerias para oferecer serviços e treinamento de pessoal de hospitais públicos para melhor utilização dos ‘kits’. Calculou que o custo desse teste pode evoluir de R$ 300 a até R$ 4 mil, dependendo do equipamento utilizado. “Vai depender muito do quanto a gente pode adequar o equipamento para diferentes plataformas”, explicou.

Comentário

Em Dourados, o líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Barbosinha (DEM), recepcionou o cônsul do Japão, Yasushi Noguchi, durante evento realizado na sede campestre do Clube Nipônico, em noite de homenagens da qual participaram lideranças da comunidade nipo-brasileira do Município e das localidades vizinhas.

Já na capital do Estado, o secretário especial do Governo do Estado, Carlos Alberto de Assis, representou o governador Reinaldo Azambuja, neste sábado (17), na abertura do 35° Bon Odori, e inauguração da quadra poliesportiva da Associação Esportiva e Cultural Nipo Brasileira, em Campo Grande. “Uma festa tradicional que reúne toda comunidade nipo-brasileira, que tem uma participação intensa no desenvolvimento de Mato Grosso do Sul. Por isso o Governo do Estado se faz presente, com investimentos. Hoje aqui inaugurando essa quadra que vem agregar mais espaços”, enfatizou Assis lembrando que MS possui a terceira maior comunidade nipônica do país.

O espaço coberto que passa a integrar a infraestrutura da Associação foi construído com recursos que totalizam R$ 370,5 mil. A contrapartida do Governo do Estado, no valor de R$ 126,8 mil, via Fundo de Investimentos Esportivos, para liberação de uma emenda no valor de R$ 243,7 mil, permitiu a construção do novo ginásio multiuso da associação. Considerada a maior festa da comunidade japonesa em Campo Grande, o Bon Odori de 2019 faz alusão às comemorações do 120º Aniversário da Capital. Em dois dias de evento, sábado e domingo, a sede da Associação Cultural recebe visitantes com música, dança e comidas típicas.

 

Comentário

Um parecer elaborado por consultores legislativos do Senado afirma que a possível indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para a embaixada brasileira em Washington, nos Estados Unidos, configuraria nepotismo. Nepotismo é o favorecimento indevido de parentes por parte de um agente público. Eduardo é filho do presidente da República, Jair Bolsonaro, a quem cabe escolher os embaixadores.

A informação foi publicada pelo jornal "O Globo" neste sábado (17) e o portal G1 também teve acesso ao documento. Procurado, o Palácio do Planalto disse que não vai comentar o parecer dos técnicos do Senado, assinado pelos consultores Renato Rezende e Tarciso Jardim, baseado em uma súmula do STF (Supremo Tribunal Federal) de 2008, que considera cargo em comissão – e não de natureza política – a função de chefe de missão diplomática permanente.

"Quanto à situação concreta colocada, considerando que: (a) embaixadores não são agentes políticos, (b) é comissionado o cargo de chefe de missão diplomática permanente, (c) as indicações para esse cargo (e as próprias nomeações) são feitas pelo presidente da República, (d) o Deputado Eduardo Bolsonaro é filho (parente em primeiro grau) do presidente da República, concluímos ser aplicável ao caso a Súmula Vinculante nº 13, restando configurada, na hipótese de a indicação vir a ser formalizada, a prática de nepotismo", afirmam os consultores.

A súmula do STF e um decreto de 2010 vedam a nomeação, por parte de agentes públicos, de parentes para cargos em comissão ou funções de confiança. Há exceções para cargos políticos.

Jair Bolsonaro já manifestou várias vezes o desejo de indicar o filho para o principal posto diplomático para o Brasil no exterior. O governo norte-americano deu o aval para a indicação, que, se for confirmada, terá de ser analisada pelo Senado.

"O nepotismo e o filhotismo, como manifestações do patrimonialismo, são fenômenos observáveis desde os primeiros tempos da colonização do Brasil e que se estendem aos dias atuais", diz outro trecho do parecer.
O documento informa que a legislação abre exceção para indicação de embaixadores que não sejam da carreira diplomática e cita exemplos de não diplomatas que viraram embaixadores.

Comentário

A partir de segunda-feira (19) começa o calendário de disponibilização dos recursos do PIS (Programa de Integração Social) e do Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público) e já no primeiro dia os cotistas que possuem contas na Caixa Econômica Federal e no Banco do Brasil terão dinheiro depositado em conta corrente ou poupança. Os demais cotistas poderão fazer os resgates conforme calendário divulgado pela Caixa e Banco do Brasil.

Essa liberação das cotas do PIS/Pasep foi feita por meio da Medida Provisória 889/2019, anunciada pelo governo no início do mês. Pela MP, também houve liberação de saques do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). A liberação das cotas é diferente do pagamento anual do abono salarial. Esse pagamento do calendário 2019/2020 começou no final de julho. No caso das cotas do PIS/Pasep, os recursos ficarão disponíveis para todos os cotistas, sem limite de idade. Diferentemente dos saques anteriores, agora não há prazo final para a retirada do dinheiro, lembrou o Ministério da Economia.

PIS beneficia 10,4 milhões

Serão disponibilizados para saque R$ 18,3 bilhões, referentes a 10,4 milhões de trabalhadores que possuem cotas do PIS. Para os cotistas que possuem conta corrente ou poupança na Caixa, os créditos serão realizados de forma automática. O cotista que não é correntista da Caixa e tem idade a partir de 60 anos poderá realizar o saque das cotas do PIS a partir do dia 26 de agosto. Já os cotistas com até 59 anos e que não possuem conta no banco podem receber o benefício a partir do dia 2 de setembro.

Comentário

A Semed (Secretaria municipal de Educação) vai realizar, entre os dias 2 e 6 de setembro, a Semana do Profissional de Educação Física, com extensa programação, que prevê palestras, oficinas, dinâmicas, entre outros. As vagas são limitadas. As atividades são voltadas para profissionais e professores da área que atuam nas escolas públicas e privadas, academias, clínicas e outros espaços, além de estudantes de Educação Física dos cursos de licenciatura e bacharelado de Dourados e região.

A programação já está organizada e vai acontecer no horário das 18h30 às 22 horas, na Coordenadoria Regional de Educação (CRE-5), com exceção da atividade Clínica de Esporte, no dia 3 de setembro, que acontecerá no ginásio da escola Imaculada Conceição. A abertura oficial será no dia 2, a partir das 18h30, na Coordenadoria. Haverá uma mesa redonda com a participação de profissionais que atuam na Secretaria de Saúde em Dourados, que vão abordar “A atuação do profissional de Educação Física e sua relação com a equipe interdisciplinar e multiprofissional junto ao NASF (Núcleo Ampliado de Saúde da Família)”.

No dia 3 de setembro, às 18h30, no ginásio de esporte da Escola Imaculada Conceição acontece a “Clínica de Esporte: O Ensino do Voleibol na Educação Física Escolar”. No dia 4 será a vez da oficina de dança, ritmos e linguagens corporais e para o dia 5 a programação contará com o minicurso “Ações de urgências e emergências: medidas preventivas em caso de acidentes na escola”. A semana terá a programação encerrada no dia 6, com palestra magna que será proferida pelo professor Dartagnan Pinto Guedes que vai abordar “A Promoção da Saúde na Educação Física”.

A professora Mariza Araújo, do Núcleo de Educação Física e Esporte Escolar, destaca a importância de um evento desta magnitude em Dourados com ênfase na formação profissional, garantia de conhecimento e trocas de experiências. “Com a população tão adoecida há de se refletir a importância da prevenção de doenças, bem como a relevância que tem o trabalho da Educação Física em todos os campos de atuação, contribuindo com a boa qualidade de vida de todos. A prática da atividade física deve ser permanente na vida do indivíduo, e isso só cabe a um profissional de Educação Física apto para a prescrição de um programa, quer seja na escola, na academia, hospitais, centros de saúde e tantos outros espaços de atuação”, destaca.

A professora Mariza Araújo destaca que o evento conta com parcerias importantes como da Universidade Federal da Grande Dourados, Anhanguera, Skill Sports, 2º Grupamento de Bombeiro de Dourados, Associação dos Profissionais de Educação Física de Dourados, M.A Assessoria e Eventos, Kikão Restaurante, Coordenaria Regional de Educação, Secretaria de Saúde e Federação Internacional de Educação Física. Haverá certificação de 40 horas, sendo totalmente gratuito e aberto à participação de todos. As vagas são limitadas.

Inscrições podem ser feitas aqui

Comentário

Aos 78 anos, 44 deles dedicados à música, o cantor Matogrosso, que faz dupla com Mathias, é um dos cantores mais experientes do sertanejo no Brasil. Com uma média de cinco shows por semana, ele diz que se sente reenergizado ao subir aos palcos e conta as mudanças pelas quais teve que passar para manter uma carreira de sucesso. Entre elas, a renovação do visual para acompanhar o novo parceiro de dupla, Rafael Belchior, que é 40 anos mais jovem:

“Ele que é mocinho e fica pedindo para deixar o meu cabelo de um lado e de outro, deixar na cor natural. Meu filho também me dá umas roupas novas, me faz cortar o cabelo. Eles cuidam bem de mim. Eu estou bonito, muito chique. Estou me sentindo o rei da cocada preta”, diz o veterano e experiente intérprete nacional.

Rafael é o terceiro “Mathias” a fazer dupla com Matogrosso e, segundo o cantor, vem aumentando cada vez mais a legião de fãs para a dupla. O sertanejo revela que o estilo de cantar da dupla mudou com o novo parceiro.

“Antigamente a gente cantava em primeiro e segundo [voz]. Hoje é primeiro e terço. Eu vou direto no primeiro e ele faz aquela voz mais aguda, que é o terço. Ele dá muita ideia, é gente boa e tem muito carinho pelo público, mas é feio demais”, brinca Matogrosso.

O artista conta que alcançou o espaço que desejava entre os famosos com a música “Tentei Te Esquecer”, quando já tinha quase dez discos gravados. “O reconhecimento mesmo veio em 2003 com essa música que até hoje é sucesso. Mas, para isso, teve muito esforço e batalha. Minha carreira foi sofrida, nunca tive muito apoio e tudo foi na raça. Mas estou acostumado, a pessoa tem que trabalhar mesmo. Hoje não tenho nada a reclamar, estou dando a volta por cima”, conta.

Após anos cantando clássicos sertanejos românticos, a dupla se rendeu ao ‘popnejo’ e gravou canções com cantores mais novinhos como Gusttavo Lima e Zé Neto & Cristiano. Mas, ao longo de quatro décadas, foram 15 discos de ouro, cinco de platina e uma fila de sucessos.

Comentário

O Bayern de Munique fechou a contratação de Philippe Coutinho, e isso faz com que o possível retorno de Neymar ao Barcelona fique mais difícil. Isso porque o Barcelona já gastou bastante nesta janela de transferências - pagou 120 milhões de euros por Griezmann, por exemplo - e não está com dinheiro em caixa. Por isso, para tirar Neymar do Paris Saint-Germain, é fundamental envolver jogadores na negociação. E os mais cotados desde o início são Coutinho, Rakitic, Umtiti, Semedo, Dembélé e Vidal.

O PSG gostaria de vender Neymar, mas desde que recupere ao menos algo bem perto do que investiu há dois anos: 222 milhões de euros. Os franceses têm feito jogo duro com o Barça, não são fãs dessa troca. Mas o nome de Coutinho agradava à diretoria. Além disso, ele era o jogador mais caro dentre os considerados negociáveis pelo Barça, uma vez que custou 160 milhões de euros há um ano e meio.

Com a ida do meia-atacante para o Bayern, o clube catalão perde sua principal moeda de troca com o PSG. Esse é o primeiro motivo, publica o Globoesporte.com.

O formato do acordo entre Barcelona e Bayern tampouco ajuda no caso Neymar. O clube bávaro está contratando Coutinho por empréstimo de uma temporada, com opção de compra ao fim do compromisso no valor fixado em 120 milhões de euros. Ou seja, se quiserem ficar com o jogador, os alemães só terão de desembolar esse montante daqui a um ano. É claro que o Bayern vai pagar algo de imediato por essa transferência - em torno de 20 milhões de euros -, mas nada que seja relevante para os cofres do Barça a ponto de ajudar na compra de Neymar. Esse é o segundo motivo.

A diretoria do Barcelona está rachada, não há um consenso em relação ao camisa 10 da seleção brasileira por causa da forma como ele saiu em meados de 2017. Só que o presidente Josep Maria Bartomeu está sofrendo pressão do elenco, principalmente de Messi, para trazê-lo de volta. Por isso, depois de dois meses de conversas à distância, enviou uma comitiva a Paris para negociar presencialmente com o PSG e tentar logo um acordo.

Nada mudou nas reuniões ocorridas durante a semana, e a situação ficou mais complicada com a ida de Coutinho para o Bayern. Os mais otimistas do lado catalão na operação Neymar levaram um banho de água fria nesta sexta-feira (16) e já admitem nos bastidores que o craque ficou mais longe do Camp Nou. Mas difícil não é impossível. A esperança ainda existe, a toalha não foi jogada, conclui a publicação.

Comentário

Página 1 de 1403
  • unimed nova
  • cassems
  • governo raly

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus