Timber by EMSIEN-3 LTD
  • CORONA3
  • Dnews Whats
  • 10 anos
  • 10 anos1
Redação Douranews

Redação Douranews

O levantamento “Onde Mora a Impunidade” divulgado pelo Instituto Sou da Paz, mostra que Mato Grosso do Sul é o segundo estado brasileiro que mais esclarece homicídios, com percentual de 67%. O primeiro é o Distrito Federal, com índice de 92%. Os dados são de 2017 e levam em consideração somente o percentual de investigações de mortes violentas que foram denunciados pelo Ministério Público à Justiça.

O delegado-geral da Polícia Civil, Marcelo Vargas, explica que os índices de esclarecimentos de Mato Grosso do Sul, que leva em consideração todos os casos registrados, são superiores a 70%, isso porque muitos homicídios continuam em apuração. “A investigação não cessa enquanto não esgotamos todas as possibilidades que levem à autoria, casos de 2, 3 e até 5 anos atrás continuam em andamento com coleta de provas e esse percentual de elucidação tende a subir”, pontua.

A estatística da Polícia Civil mostra que dos 559 casos de homicídios registrados em 2015, em 77% deles os autores foram identificados, indiciados e processados. Em 2016 foram 564 mortes violentas e 71% delas com indicação de autoria e em 2017, 73% do total dos 529 homicídios ocorridos foram esclarecidos. O percentual de elucidações de 2018 é de 71%, sendo que naquela época foram registrados 455 homicídios no Estado.

O titular da Delegacia Especializada de Homicídios, delegado Carlos Delano, atribui o alto índice de esclarecimentos de homicídios de Mato Grosso do Sul à política permanente de capacitação dos policiais, desde o atendimento do local do crime até a forma de investigar, com novos métodos, tecnologias e respeito às leis. “Todo homicídio é prioridade para nós, independentemente do local onde ocorreu ou de quem seja a vítima, além disso nós não estamos apenas preocupados em apontar quem cometeu o crime, mas principalmente em produzir provas necessárias e suficientes para que esta pessoa seja processada e condenada”, acrescenta.

Para o secretário de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira, os fatores que colocam Mato Grosso do Sul no topo da lista dos estados que mais esclarecem homicídios vão do trabalho de excelência desenvolvido pelos policiais, tanto militares que normalmente chegam primeiro ao local do crime, como dos civis e dos peritos criminais que são detalhistas e rigorosos nas análises que procuram reconstituir o caminho percorrido pelos indivíduos e perpassam pelos investimentos. “O Governo do Estado tem a segurança pública como prioridade, desenvolveu o MS Mais Seguro, o maior programa de investimentos da história, vem investindo pesado na formação e capacitação dos nossos policiais e em materiais e equipamentos de ponta e isso se traduz em resultados positivos como este divulgado pelo Instituto Sou da Paz, que coloca Mato Grosso do Sul em destaque nacional”.

Estado seguro

Além de ser um dos estados que mais esclarece homicídios do Brasil, conforme o Atlas da Violência 2020, Mato Grosso do Sul é um dos estados mais seguros do país, onde houve expressiva redução de mortes nos últimos anos. Divulgado recentemente, o documento elaborado pelo Ipea (Instituto Brasileiro de Pesquisa Econômica Aplicada) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, mostra que os homicídios caíram 14,3% em Mato Grosso do Sul de 2017 para 2018.

O mais recente levantamento, que traz números dos assassinatos ocorridos entre 2008 e 2018, mostra que a taxa de homicídios por 100 mil habitantes passou de 24,3 em 2017 para 20,8 no Mato Grosso do Sul em 2018. O Estado aparece no Atlas de 2020 com a sexta melhor taxa de mortes violentas do Brasil. Em números absolutos, o levantamento mostra que entre 2008 e 2018, Mato Grosso do Sul apresentou uma redução de 38% nos homicídios por armas de fogo. De 2013 a 2018 a queda foi de 23,6% e entre 2017 e 2018 de 25,7%.

Comentário

A PF (Polícia Federal) faz na manhã desta quarta-feira (30) a operação Rei do Crime para desarticular um esquema de lavagem de dinheiro em favor de uma facção criminosa paulista. Segundo a PF, mais de 70 empresas foram interditadas e houve bloqueio de contas em valor maior a R$ 730 milhões.

São cumpridos 13 mandados de prisão preventiva e 43 de busca e apreensão, além do sequestro de bens. Foram apreendidos 32 automóveis, nove motocicletas, dois helicópteros, um iate, três motos aquáticas, 58 caminhões e 42 reboque e semirreboque, com valor aproximado que ultrapassa R$ 32 milhões em bens sequestrados da facção criminosa.

Os mandados, expedidos pela 6ª Vara Criminal Federal de São Paulo, estão sendo cumpridos em apartamentos de luxo e empresas nas cidades de São Paulo (SP), Bauru (SP), Igaratá (SP), Mongaguá (SP), Guarujá (SP), Tremembé (SP), Londrina (PR), Curitiba (PR) e Balneário Camboriú (SC).

A PF afirma que, dentre os alvos, estão empresários do setor de combustíveis e uma pessoa que foi condenada pelo envolvimento no furto ao Banco Central do Brasil, ocorrido em Fortaleza no ano de 2005. São 20 indiciados que vão responder pelos crimes de organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Comentário

A UFGD realiza nesta quarta-feira (30), durante evento online onde está prevista, inclusive, a participação do ministro da Educação, Milton Ribeiro, a cerimônia de inauguração de seis novos prédios, incluindo três complexos de laboratórios para pesquisas de alta tecnologia. O evento virtual também marca a ampliação da usina fotovoltaica, de um prédio administrativo, e das instalações da Faind, a Faculdade Intercultural Indígena, e soma investimentos da ordem de R$ 23.5 milhões.

De acordo com a assessoria de comunicação da instituição, a UFGD participou com recursos do próprio orçamento em quase todas as construções, com exceção da usina fotovoltaica que foi totalmente financiada pelo Ministério da Educação. A unidade da Finep (Financiadora de Estudos e Projetos) a ser entregue nesse pacote de obras também se destaca pelo alto investimento no Centro de Laboratórios.

O evento de inauguração será aberto ao público pelo canal do YouTube da UFGD (https://www.youtube.com/ufgdoficial), a partir das 10 horas. Além de alguns servidores da UFGD, a presença de autoridades políticas e representantes da comunidade acadêmica, que participarão por meio de videoconferência, também está assegurada.

15 ANOS

Antes da UFGD ser criada, em 2005, Dourados tinha um campus da UFMS no qual eram oferecidos 12 cursos de graduação e três cursos de pós-graduação. Hoje, com seus 15 anos de existência, a UFGD oferece ao município, 41 cursos em nível de graduação, 8 cursos de residência nas áreas da saúde, 21 mestrados e 9 doutorados. Todos os cursos são gratuitos, e com qualidade reconhecida pelo MEC.

Durante sua trajetória, a UFGD já contribuiu com a formação de mais de 2 mil cientistas, formados mestres e doutores. Esses pesquisadores realizam estudos nas diferentes áreas do conhecimento, para diagnosticar problemas e encontrar soluções para o país, para o Mato Grosso do Sul e para Dourados. Só no último ano, a UFGD desenvolveu 311 ações de extensão e 474 ações de pesquisa.

Com o conjunto de obras entregues nesta quarta-feira, a UFGD ampliará as condições de formar profissionais e pesquisadores de alto padrão de conhecimento, contribuindo cada vez mais com o desenvolvimento ambiental, econômico e social da região da Grande Dourados.

Conheça os novos prédios que serão inaugurados nesta quarta-feira:

IPAMTEC
O Instituto de Pesquisas Ambientais e Tecnológicas é um conjunto de laboratórios voltado à prospecção e à pesquisa de recursos naturais dos biomas do Mato Grosso do Sul. O prédio tem 2.700 metros quadrados e foi construído com a tecnologia chamada “Light Steel Framing”, em que o material mais utilizado é o aço galvanizado, dispensando tijolos e concreto na maior parte da obra. Essa tecnologia é inovadora e considerada mais limpa, gerando benefícios ambientais e econômicos. A obra foi administrada pela Funaepe Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão) e foram investidos R$ 7.550.286,92.

FINEP
Assim como o IPAMTEC, o Centro de Laboratórios FINEP/UFGD visa oferecer toda a estrutura para os pesquisadores de ponta da UFGD, que realizam estudos criando novas tecnologias e produtos a partir dos potenciais naturais do Mato Grosso do Sul e nossa região.
No Centro de Laboratórios FINEP/UFGD serão instalados o Centro de Pesquisa em Biotecnologia Agroindustrial (CPBIOAGRO), o Centro Interdisciplinar de Produção e Análise de Biocombustíveis e Substâncias Bioativas (CINPROBIO) e os Laboratórios Integrados de Pesquisa em Bioprospecção Molecular e Bioensaios (BIOPROSPEC).
A área total do edifício é de 2.499,18 metros quadrados, distribuídos em dois pavimentos, abrangendo laboratórios, salas de preparo, biotérios, auditório, entre outros espaços. O investimento no prédio foi de R$ 6.117.900,54 com recursos da UFGD e da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), empresa pública ligada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

ENGENHARIA CIVIL
Um laboratório com o objetivo de desenvolver aulas teórico-práticas do curso de Engenharia Civil, possibilitando a realização de experiências e experimentos constantes no projeto pedagógico do curso, com 880 m² de área construída, divididos em dois blocos com diferentes funcionalidades, consumiu investimentos de R$ 1.496.432,70.

USINA FOTOVOLTAICA
Esta é uma das maiores usinas fotovoltaicas construída entre os setores públicos do Brasil, com 16 unidades de 70,35 kWp (quilowatt-pico). São 2.520 placas em telhados e 840 placas em solo, destacando-se como um cartão de boas-vindas para quem chega na universidade. Os recursos investidos na usina totalizam R$ 1.496.432,70, oriundos do MEC para este fim.

PREFEITURA UNIVERSITÁRIA
A Prefeitura Universitária (PU) é o setor administrativo da UFGD responsável pelos serviços de conservação e manutenção das estruturas físicas da universidade. Ela foi reformada e ampliada e conta agora com 600 m² de infraestrutura. A reforma deste prédio administrativo custou R$ 2.045.482,57, sendo que parte dos recursos saiu do orçamento da UFGD e outra parte foi aportada pelo MEC para a finalização da obra.

FAIND
O prédio da Faculdade Intercultural Indígena da UFGD (FAIND) que recepciona os servidores e alunos dos cursos de Graduação em Licenciatura Indígena e Licenciatura em Educação do Campo, bem como do Mestrado em Educação e Territorialidade, teve sua edificação ampliada para proporcionar espaço físico adequado e confortável. O investimento na ampliação da FAIND foi na ordem de R$1.862.229,24, contando com recursos do orçamento da UFGD e também investimentos do Ministério da Educação.

Comentário

Os vereadores da Câmara de Dourados aprovaram 16 projetos de lei, em discussão e votação na 35ª sessão ordinária, realizada nesta segunda-feira (28), entre eles o de autoria do vereador Bebeto (PTB), que denomina como “José Joaquim dos Anjos” a ponte de concreto localizada na região da Vila São Pedro, na travessia do Córrego Laranja Doce, conhecido como Travessão do Cemitério. Também foi aprovado o Projeto de Lei 011/2020, dos vereadores Bebeto e Sergio Nogueira (PSDB), que denomina como “Travessão Baltazar Alves da Silva” o trajeto conhecido Travessão do Panambi, em toda a sua extensão, no distrito de Vila Vargas.

Do vereador Mauricio Lemes (PSB), foram aprovados os projetos que denominam, respectivamente, como “Olivia Pavão Pussi” a Rua interna A; como “Bruno Silva Balsani” a Rua interna B; como “Jovino Martins Viegas” a Rua interna C; e como “Jaime Garcia de Araujo” a Rua interna D, todas localizadas no Conjunto Residencial Ercília Pompeu. Ainda foi aprovado o Projeto de Lei de autoria do vereador Olavo Sul (MDB), que institui e estabelece metas para o Programa Municipal “Visão Solidária: Optometria contra a cegueira evitável”, no âmbito do Município.

Em 1ª discussão e votação, foi aprovado o Projeto de Lei de autoria do Poder Executivo, que revoga as Leis 3.727 de 21 de novembro de 2013, a 3.733 de 28 de novembro de 2013 e a 3.734 de 28 de novembro de 2013, que autorizavam o Município a alienar, de forma subsidiada, lotes de sua propriedade para beneficiários do programa Minha Casa, Minha Vida – Entidade, mediante convênio com o CRF (Comunidade Organizada em Defesa de Moradias nas Ocupações Irregulares, Famílias Sem Moradia no Mato Grosso do Sul) e/ou com o IAPPEC (Instituto de Apoio, Proteção à Pesquisa, Educação e Cultura).

Também do vereador Mauricio Lemes, foram aprovados projetos de lei que denomina como “Antonio Oliveira Viegas” a Rua interna E, localizada no Conjunto Residencial Ercília Pompeu; o que denomina como “Colmar Almeida e Silva” a ponte localizada entre as ruas Olga de Lins Melgarejo e a Via Parque, no Bairro Estrela Porã; outro, que denomina como “Vera Correia Klein” o auditório localizado na Praça da Juventude, no Parque das Nações I; e o que denomina como “Setembrino Correa Neto” a Rua W-15, entre as Ruas Belo Horizonte e General Osório, localizada na Vila Dona Erondina.

Em única discussão e votação, foram aprovados decretos legislativos. De autoria do vereador Olavo Sul (MDB), foram concedidos Título de Cidadão Douradense a Geraldo Moreira, em reconhecimento aos relevantes serviços prestados à comunidade; Diploma de Jubileu de Algodão à Clinica Veterinária UNIVET, alusivo aos dois anos de sua fundação em Dourados; e Diploma de Honra ao Mérito a Claudia Rosa de Assunpção. Do vereador Pedro Pepa (DEM), foi aprovado decreto legislativo que concede Título de Cidadão Douradense a Evandro Luiz Baptista, em reconhecimento aos relevantes serviços prestados à comunidade. (Da assessoria)

Comentário

A campanha do vereador Alan Guedes e do médico Guto Moreira, aprovados nas convenções do PP e do PL para disputarem a Prefeitura de Dourados, foi lançada oficialmente domingo (27), no primeiro dia permitido pela Justiça Eleitoral. O candidato do PP e seu vice estiveram na Praça Antônio João distribuindo material de campanha e santinhos para candidatos a vereador e simpatizantes da coligação “Respeito Por Dourados”.

Todos os cuidados para evitar a propagação do novo coronavírus foram tomados, como a exigência do uso de máscaras e distribuição de álcool em gel para higienização. A entrega foi feita no sistema drive-thru. Em fila, os candidatos passavam de carro onde estavam Guedes e Guto, pegavam o material e colavam o adesivo no vidro traseiro do veículo.

Segundo Alan Guedes, ir para a rua já no primeiro dia de campanha foi opção para mostrar que o grupo está preparado para o pleito. “Eu e o Guto, juntos, iniciamos oficialmente a campanha reunindo nossos candidatos à Câmara Municipal ao lado das pessoas que estão na nossa campanha, amigos que estão ajudando a organizar os bastidores e fizemos questão de levar nossas famílias para esse primeiro ato público”, disse o candidato.

“Sem amarras”

O fato de não contar com muitos partidos na coligação não é visto como um problema por Alan Guedes. A coligação entre o Partido Progressistas, Partido Liberal e Cidadania deve ser entendida pelo eleitor como uma boa opção. “O sentimento que temos neste momento é que o eleitor tenha entendido a importância desse projeto para o futuro da cidade. Um projeto sem amarras, sem a participação de nenhum grupo político dominante. Estamos justamente fazendo esse projeto para contribuir com os destinos de Dourados”, define o vereador.

Alan Guedes tem 34 anos e está no segundo mandato como vereador, sendo o atual presidente da Câmara de Dourados. Essa experiência e a boa conduta para comandar a Casa de Leis ele quer levar agora para o Executivo, como fez questão de mostrar no contato aberto com a população. Ele disse que teve uma aceitação muito boa. “Muitas pessoas passaram, viram e voltaram para adesivar os carros e ficamos muito felizes com esse primeiro ato público de campanha”, conclui. (Da assessoria)

Comentário

O MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) decidiu instaurar Procedimento Preparatório, por meio da 17ª. Promotoria de Justiça de Dourados, com o objetivo de apurar eventuais irregularidades na concessão e fiscalização de Alvarás de Funcionamento para estabelecimentos comerciais no Município de Dourados. A medida visa assegurar a acessibilidade e a proteção dos direitos das pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida a esses locais.

De acordo com publicação na edição desta terça-feira (29) do Diário Oficial do MP, o Procedimento Preparatório passa a receber o mesmo tratamento de Inquérito Civil, e vai exigir das autoridades competentes as certidões e informações que julgar necessárias, a serem fornecidas no prazo de 15 dias, para o encaminhamento de soluções, em procedimento que envolve diretamente a PGM (Procuradoria Geral do Município) de Dourados.

Entre as justificativas para fundamentar a decisão, o Promotor de Justiça Luiz Gustavo Camacho Terçariol, considera a concepção e implantação dos projetos arquitetônicos que atendam ao princípio do desenho universal , assegurando a todos indistintamente a circulação livre de barreiras; a necessidade de serem eliminadas as barreiras de ordem arquitetônica e urbanística que dificultam ou mesmo impedem o deslocamento da pessoa com deficiência pelo Município, conforme a “Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência”.

Comentário

A primeira parcela da extensão do auxílio emergencial será paga a partir de quarta-feira (30), segundo calendário divulgado em edição extra do Diário Oficial da União nesta segunda-feira (28) com a publicação da portaria que detalha como serão feitos os pagamentos da extensão do auxílio emergencial para os beneficiários que não fazem parte do Programa Bolsa Família, isto é, os brasileiros integrantes do Cadastro Único (CadÚnico) e aqueles que solicitaram o benefício do auxílio emergencial a partir do aplicativo de celular (Extracad).

Segundo o Ministério da Cidadania, 27 milhões de pessoas receberão R$ 300 ou R$ 600, no caso de mães monoparentais. Assim como ocorreu anteriormente no pagamento do benefício, o calendário seguirá o mês de nascimento dos beneficiários, ou seja, os créditos se iniciarão por aqueles nascidos em janeiro, depois fevereiro, março e assim sucessivamente, em poupança social digital já existente em nome do beneficiário.

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, disse que a extensão do pagamento do auxílio emergencial reforça o compromisso do governo em não desamparar os brasileiros mais afetados pela pandemia. "Nós já estamos em pleno processo de pagamento para as famílias do Bolsa [Família] e essa rede de proteção continua estendida a todos aqueles em situação de vulnerabilidade", disse o ministro.

Os primeiros beneficiados na nova fase são aqueles que foram contemplados com o benefício em abril, atendendo aos critérios previstos na Medida Provisória 1.000/2020, e já terminaram de receber as cinco parcelas do auxílio emergencial, ficando sem descontinuidade no recebimento do benefício. As pessoas que se tornaram elegíveis em maio, junho e julho terão os novos valores creditados em outubro, novembro e dezembro, respectivamente, após o fim do pagamento do auxílio. O Governo promete pagar o auxílio em até quatro parcelas, encerrando-se, obrigatoriamente, em dezembro.

Os valores continuarão sendo depositados na poupança social digital da Caixa, bem como os saques seguirão um calendário diferente, para que o distanciamento social nas agências bancárias continue sendo respeitado, contribuindo para minimizar a disseminação do coronavírus, observa a Agência Brasil de notícias.

Comentário

Como parte das atividades e aulas remotas adotadas devido à pandemia do novo coronavírus, os alunos da 3ª série do Ensino Médio da Escola do Sesi de Dourados participaram de um bate-papo virtual com a nutricionista Jéssica Braga sobre orientações alimentares no período da quarentena.

Realizado durante a aula da disciplina de Química, o bate-papo virtual serviu para transmitir orientações e tirar dúvidas sobre como aliar uma boa alimentação nesse período de pandemia e como desenvolver melhor o bem-estar físico e emocional através de uma alimentação saudável.

Segundo a professora Giselle de Souza Silva, que leciona a disciplina de Química, devido ao isolamento social por conta da propagação da Covid-19, percebeu-se um grande aumento de complicações de saúde física e emocional dos estudantes.

“Muitas pessoas estão com dificuldades em manter uma alimentação saudável e equilibrada, e isso interfere diretamente em nosso bem-estar e qualidade de vida. Desta forma convidamos a nutricionista Jéssica Braga para tirar as dúvidas dos alunos sobre o tema”, disse Giselle Silva.

Ela completa que percebeu como os alunos estavam sedentos por conhecimento na área. “Eles conversaram bastante com a nutricionista e tiraram muitas dúvidas sobre mitos e verdades a respeito da reeducação alimentar”, analisou.

O aluno Lucas Diosnel Duarte Cano acrescenta que, particularmente, a visita da nutricionista ajudou a maioria dos estudantes a entender melhor o comportamento do corpo em relação aos alimentos. “Ela esclareceu várias das nossas dúvidas, dando dicas e indicando para termos uma melhoria na nossa alimentação”, reforçou.

“Durante a conversa que tivemos com a nutricionista ficou clara a importância da atividade física e de manter uma boa alimentação, principalmente nesse momento de pandemia que nos encontramos. Eu achei muito interessante a abordagem desse assunto e dessa temática, pois nos deu uma noção mais ampla das consequências do não cuidar da nossa alimentação”, completou o aluno João Alberto Costacurta.

Comentário

Eurico Rodrigues, de 41 anos, foi apresentado na noite desta segunda-feira (28), na delegacia da Polícia Civil de Dourados, como réu confesso da morte da própria esposa, a doméstica Cleide Irala, de 39 anos. O corpo dela foi encontrado domingo (27) dentro de um poço na região de Capão Seco, na fazenda Santa Fé, próximo de Laguna Carapã.

A primeira versão dada pelo homem, no final de semana, foi de que, na madrugada de domingo, ele acordou e deu falta da mulher na casa. Depois de procurar pela esposa, Eurico disse que só a encontrou na tarde do mesmo dia, dentro de um poço no quintal da fazenda.

A Polícia apurou, entretanto, que o casal havia consumido bebida alcoólica na noite de sábado (26), e, após terem relação sexual, discutiram e se agrediram com tapas e socos. Ela então saiu da casa e momentos depois, ele teria ido atrás dela e a encontrou na parte externa da casa, quando os dois discutiram novamente e ele, com um soco, derrubou a mulher dentro do poço, o que foi confirmado pela filha do casal, ouvida pelos policiais.

As investigações continuam sendo processadas no sentido de identificar as verdadeiras causas do crime e em que circunstâncias teria ocorrido a morte da mulher. O marido foi preso por feminicídio, levado à delegacia de Laguna Carapã e em seguida conduzido para Dourados.

Comentário

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) retomou nesta segunda-feira (28) o trabalho presencial no Parque dos Poderes. Ele postou, no perfil no Facebook, que está recuperado da Covid-19 depois de ter sido diagnosticado com a doença no dia 17 deste mês. Foram 11 dias isolado, cumprindo quarentena, mas trabalhando em regime de home office - de casa, sem ir à Governadoria.

"Após permanecer em quarentena por conta do diagnóstico da Covid-19, retomo hoje as atividades presenciais no Governo do Estado. Agradeço a todas as orações e mensagens enviadas durante o período. Que Deus abençoe cada um de vocês!", postou Reinaldo.

O chefe do Executivo sul-mato-grossense afirmou em postagem anterior que apresentou apenas sintomas leves e que se sentiu bem durante o período afastado e cumprindo todas as orientações médicas que foram recebidas por ele, mas manteve o mesmo ritmo de trabalho, à distância.

Comentário

Página 1 de 1746
  • pmd corona
  • unigran 150
  • Editais

O Tempo Agora

  • unigran novo

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis