Timber by EMSIEN-3 LTD
Terça, 13 Setembro 2016 13:42

Crimes triplicam e agências dos Correios são "presas" fáceis para bandidos

Escrito por
Atendimento em agência de Sidrolândia foi suspenso depois de roubo, em maio Atendimento em agência de Sidrolândia foi suspenso depois de roubo, em maio Foto: Região News

O ano ainda nem acabou e o número de roubos e furtos em agências dos Correios em Mato Grosso do Sul é três vezes maior do que o registrado em todo o ano passado. Conforme levantamento do sindicato que representa os trabalhadores, em 2015 ocorreram cinco ações de bandidos em agências e neste ano já são 18. O aumento expressivo é atribuído à falta de segurança e diverge da estatística divulgada pelo setor de comunicação dos Correios que garante que desde janeiro foram 14 registros entre roubos e furtos.

Em maio, três assaltantes armados invadiram unidade instalada em Sidrolândia e levaram cerca de R$ 10 mil. Na manhã de 30 de agosto, três homens também com armas de fogo assaltaram agência, em Corguinho. Gerente chegou a ser levado de refém e foi abandonado em rodovia. O valor levado conforme divulgado na época era de pelo menos R$ 80 mil.

Episódio mais recente aconteceu no fim de semana, na unidade que fica na Rua Rodolfo José Pinho, em Campo Grande. Ladrões arrombaram o prédio e levaram quantia em dinheiro que não foi divulgada. O furto foi descoberto ontem pela manhã quando funcionários chegaram para trabalhar.

Na avaliação da presidente do Sindicato dos Trabalhadores nos Correios, Telégrafos e Similares do Estado (Sintect), Elaine Regina de Souza, funcionários se sentem em constante situação de perigo e a onda de crimes está atribuída à falta de segurança.

“Temos denúncia protocolada junto ao Ministério Público cobrando dos Correios mais segurança. Queremos portas giratórias, homens armados, estrutura que vá inibir ações de bandidos”, disse a sindicalista.

Segundo ela, no Estado são 112 agências, sendo 21 delas em Campo Grande. Cinco assaltos ocorridos neste ano foram praticados em agências no interior e 13 furtos tanto na Capital quanto em outras cidades.

OUTRO LADO

Em resposta ao Portal Correio do Estado, a assessoria de comunicação dos Correios informou número de crimes diferente do divulgado pelo sindicado. Conforme a empresa, neste ano foram cinco roubos e nove furtos (arrombamentos).

A nota diz ainda que do total de roubos, quatro foram cometidos pela mesma quadrilha, que foi desmantelada em julho deste ano, em ação conjunta da área de segurança dos Correios, Grupo Armado de Resgate e Repressão a Assaltos e Sequestros (Garras) e Polícia Civil de Aquidauana.

Para coibir crimes, a empresa defende que mantém acordo de cooperação técnica com a Polícia Federal para a implantação de ações integradas. Ainda, que os Correios dispõem de monitoramento por circuito fechado de TV, cofre com fechadura de retardo e sistema de alarme em todas as unidades de atendimento.

Diante dos casos ocorridos em cidades do interior, a empresa diz ter criado grupo de trabalho com técnicos de diferentes áreas para montar estratégias com o objetivo de intensificar ações preventivas e de combate aos crimes contra a segurança''.

A reportagem tentou saber da Polícia Federal sobre o andamento na investigação dos casos, mas a assessoria de comunicação informou que delegado vai se manifestar em entrevista coletiva com toda a imprensa, marcada para hoje à tarde.

  • alemsmais

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus