Timber by EMSIEN-3 LTD
Terça, 06 Março 2018 12:52

Fisioterapeuta é indiciado por estupro em Mato Grosso do Sul

Escrito por Graziela Rezende/G1
Adolescente diz que crime ocorreu no banheiro de hipermercado Adolescente diz que crime ocorreu no banheiro de hipermercado G1/MS

Polícia Civil concluiu o inquérito que investigava abuso sexual envolvendo um adolescente de 13 anos e um fisioterapeuta. O homem de 39 anos permanece preso e indiciado por estupro. Ao G1 a delegada Marília de Brito Martins, responsável pelas investigações, disse nesta terça-feira (6) que o procedimento já foi encaminhado ao Fórum, em Campo Grande.

Familiares da vítima e colegas da escola prestaram depoimento. A investigação ressaltou que todos os depoimentos são coerentes e confirmam o relato do menino. "Os relatos seguiram todos a mesma linha, dizendo que o menino passou mal no meio do caminho, quando saiu do banheiro e retornava para escola. Ele ligou primeiro para o irmão e, em seguida, este avisou a mãe. Os colegas também souberam do fato, inclusive das primeiras ligações e que ele estava abalado. A sequência dos fatos foi aqui na delegacia, quando ficamos sabendo da denúncia por parte da família", disse na ocasião a delegada.

Em depoimento, o fisioterapeuta nega o crime, porém, imagens de câmeras revelaram contradições. Ele disse que entrou e ficou sozinho no banheiro de um hipermercado. Imagens, no entanto, mostram outra situação na data. Outra prova que consta no inquérito policial, ainda de acordo com a polícia, é o fato de uma "pesquisa" sobre a vida da vítima logo após os fatos.

"Nós analisamos toda a sequência das câmeras, que passou por perícia e degravação das imagens. O homem disse que não tinha ninguém no banheiro, porém as imagens mostram a vítima entrando no local em seguida. Houve também exame pericial e o reconhecimento fotográfico e pessoal, logo após a prisão dele", ressaltou Brito.

Entenda o caso
O crime, de acordo com a polícia, ocorreu no dia 9 de fevereiro. O garoto estava acompanhado de amigos, por volta das 12h (de MS), quando foram comprar guloseimas em um horário de folga da escola. O grupo inclusive estava de uniforme na ocasião.

"Na saída, o menino teria falado que iria ao banheiro, quando os colegas falaram que iriam na frente. Ao entrar, ele foi ao mictório e afirmou estar constrangido com o homem olhando para ele", contou a delegada.

Conforme a polícia, o menino então tentou se dirigir ao banheiro com as portas fechadas. "No relato, neste momento, o menino conta que o homem segurou a porta e entrou com ele. Houve o abuso sexual e o menino conta que quase desmaiou quando retornava para escola", ressaltou Marília.

Após algum tempo, a vítima ligou para o irmão e contou o ocorrido. A mãe ficou sabendo e compareceu a Delegacia Especializada de Proteção à Criança e o Adolescente (Depca). O homem deve responder por estupro. A pena para este crime varia de 8 a 15 anos de reclusão.

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus