Timber by EMSIEN-3 LTD
  • futuro
  • Dnews Whats
Redação Douranews

Redação Douranews

O lote com 180 veículos recolhidos aos pátios do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul), disponível para leilão encerra nesta sexta-feira, 23 de abril. O certame acontece de forma online, pelo site Casa de Leilões.

No total, 150 motocicletas e 30 automóveis conservados estão disponíveis.

O coordenador de leilão do Detran-MS, Túlio Brandão, explica que o órgão realiza dois tipos de leilões: o de sucata e o de veículos conservados, aptos para voltar à circulação.

“Uma das únicas diferenças entre os lotes é que os de veículos conservados são abertos para todos os públicos e os de sucata aproveitável, somente para pessoas jurídicas”, finaliza.

Para participar do leilão basta acessar o site, realizar o cadastro e ofertar lances via internet. De acordo com o edital, o valor mínimo de venda do bem deve ser igual ou maior que o valor da avaliação.

A visita presencial acontece entre os dias 20 e 22 de abril das 8h às 16h30. Os interessados devem se dirigir ao pátio credenciado, localizado no trecho Anel Rodoviário, nº 14616 – bairro Jardim Noroeste, seguindo todos os protocolos de distanciamento social e uso de máscaras.

Bruna Pasche

Foto: Detran

Comentário

Para garantir resultados mais eficazes, parceria entre Estado e municípios se tornou um marco no setor habitacional, proporcionando casas a milhares de famílias. E é esse espírito de trabalho em conjunto que a Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab) e a Prefeitura de Caracol estão querendo concretizar naquela região.

O prefeito do município, Carlos Humberto Pagliosa, entregou pedido para a substituição de moradias precárias. Outra solicitação foi feita referente ao Projeto Lote Urbanizado. São aproximadamente 20 unidades habitacionais que, após estudo feito pela Agehab, poderão ser produzidas em terreno próprio da prefeitura.

Ubiratan Rebouças, diretor-presidente substituto da autarquia, foi quem recebeu Carlos Pagliosa. Ele garantiu que os pedidos serão analisados com o intuito de atender as pessoas com a melhor opção. O programa Substituição de Moradia Precária já beneficiou mais de 30 famílias da pequena cidade fronteiriça.

O projeto atende famílias em situação de vulnerabilidade. O Estado entra com a compra dos materiais de construção e o Município com a mão de obra.

Davi Nunes Souza, Agehab

Comentário

A Fundação do Trabalho de MS (Funtrab) possui 33 agências públicas de empregos no MS, a sede na Capital e as Casas do Trabalhador no interior, e neste ano de 2021 foram disponibilizadas 10.205 vagas de empregos para os trabalhadores no Estado.

Os 10 principais municípios que mais oportunizaram vagas por meio das agências públicas do Estado neste primeiro trimestre de 2021 foram: Amambaí com 2.148 vagas, Campo Grande (1.193), Dourados (814), Aquidauana (765), Iguatemi (641), Caarapó (558), Miranda (495), Ponta Porã ((439), Sonora (391), Nova Andradina (356).

O diretor presidente da Funtrab Marcos Derzi reforça a importância da captação de vagas, “A função da Funtrab como agência pública é ajudar os trabalhadores, a intermediação de mão de obra serve para auxiliar na busca por uma oportunidade de emprego, encurtar distâncias, diminuir o gasto com logística, dentre outras, ” declarou Derzi.

Os setores que se destacam são: agropecuária com 4.055 oportunidades de empregos, comércio (1.760), serviços (1478), indústria (1.250), organismo internacional (907), construção (639), informação e comunicação (77), financeiro (39).

O município de Amambai se destacou como o que mais abriu vagas por meio da Funtrab, com oportunidades de trabalho para o agronegócio (1.148 vagas) nas funções de tratorista, trabalhador rural, operador de máquinas agrícolas, capataz, peão campeiro, dentre outras, e no comércio com 683 oportunidades.

A Capital se destacou como o segundo município que mais gerou oportunidades por meio da Funtrab, nos setores do comércio com 358 vagas e no de serviços com 375 oportunidades intermediadas.

Magna Melo, Funtrab
Foto: Edemir Rodrigues

Comentário

Por meio do projeto escolar "Visitando Memórias", ao longo desse ano, alunos do 9º ano da Escola Estadual Aracy Eudociak – reformada em 2018 pelo projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", resgatarão a história dessas reformas de escolas públicas estaduais da capital, executadas e custeadas por presos.

O trabalho é possível graças a uma parceria da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) com o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, por meio da 2ª Vara de Execução Penal de Campo Grande, e a Secretaria Estadual de Educação (SED).

Desde sua reforma em 2018, a instituição de ensino desenvolve um projeto de conservação do patrimônio escolar. A partir deste ano, a direção escolar, junto aos professores, decidiu transformar num projeto de curso que será desenvolvido anualmente pelos alunos do 9º ano na disciplina de Projeto de Vida.

De acordo com a diretora da escola, Gisele Bacanelli, “a intenção é que os alunos façam pesquisas em torno do Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade, resgatando como surgiu a ação, como é operacionalizado, quais recursos são disponibilizados. Os alunos também serão incentivados a entrevistar os envolvidos, como o juiz, o diretor do presídio, o agente penitenciário encarregado das obras, etc., além de trabalhar com registros fotográficos e filmagens”. O resultado do trabalho de cada grupo deve ser apresentado no mês de novembro para toda a comunidade escolar.

Desse modo, os alunos terão muito o que explorar, comenta a diretora. “A ideia é que os alunos façam um apanhado fotográfico, então para isso, precisarão praticar e estudar um pouco de fotografia, o mesmo vale caso optem por filmagens, entrevistas com os profissionais envolvidos, edição de imagens e a produção dos textos, pesquisa da história, etc. E, quem sabe dentro destas diversas possibilidades que o projeto abre, o aluno possa encontrar ali um segmento profissional. Pode surgir daí um direcionamento entre os alunos, ou seja, sabemos como o projeto vai começar, mas não qual vai ser o alcance final do trabalho”, complementa.

Assim, ao abordar as ações do "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", de um lado os alunos trabalharão a conservação do patrimônio escolar, mantendo atualizada para a comunidade escolar a memória do projeto que revitalizou a escola, fortalecendo o vínculo de pertencimento com a unidade escolar e, de outro lado, estará aguçando os estudantes a refletirem sobre a construção de seus próprios projetos de vida, permitindo que vislumbrem uma realidade melhor que a atual para a vida deles, incentivando a continuidade nos estudos e na formação profissional.

Iniciativa

A disciplina de Projeto de Vida está incluída no currículo escolar e começou a ser operacionalizada no ano passado na rede estadual. Todo ano será desenvolvido o projeto "Visitando Memórias" dos temas mais diversos. Para o ano de 2021 o tema é a memória do projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade".

Cerca de 120 alunos de quatro turmas do 9º ano da E. E. Aracy Eudociak estarão à frente das ações, sendo que, neste momento, por conta da pandemia, elas serão direcionadas a atividades remotas.

As reformas de escolas públicas estaduais da capital são realizadas com a mão de obra de presos do regime semiaberto. Além disso, utiliza para o custeio das obras os recursos arrecadados com o desconto do salário dos presos, previsto no art. 29, parágrafo 1º, "d", da Lei de Execução Penal.

Tatyane Santinoni, Agepen

Com informações do TJMS

Comentário

A região Sudoeste de Mato Grosso do Sul, em expansão na produção de grãos e estratégica como corredor da Rota Bioceânica (Brasil-Chile), está sendo contemplada com um dos maiores pacotes de obras e serviços viários já executados pelo Governo do Estado. A interligação de rodovias por asfalto, construção de pontes de concreto e manutenção permanente de vias de estrutura básica encurtam distâncias e potencializam o agronegócio e o turismo.

Mais de 160 km das MS-382, MS-166, MS-164, MS-270 e MS-472 estão recebendo pavimentação asfáltica, beneficiando os municípios de Guia Lopes da Laguna, Antônio João, Ponta Porã, Bela Vista e Caracol, com recursos do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento Rodoviário de MS). Na MS-382, o governo investirá R$ 226 milhões para asfaltar 87,58 km, entre Guia Lopes e Antônio João, reduzindo em 35 km a distância até Ponta Porã.

Ponte de concreto começa a ser construída no Rio Piripucu, na MS-472, em Bela Vista: antiga estrada Apaporé na Rota Bioceânica

O primeiro trecho da MS-382, de 37,72 km, está sendo executado ao custo de R$ 70,9 milhões, compreendendo o trevo da BR-060 ao entroncamento com a MS-270. A empresa Bandeirantes trabalha em 6 km com quatro frentes – serviços de terraplenagem e drenagem de águas pluviais – envolvendo 150 trabalhadores. Uma das dificuldades da obra é o solo rochoso, que exigirá processo de detonação por dinamite, sem prejudicar o seu cronograma.

“São importantes investimentos em logística e infraestrutura que dão competitividade aos produtores sul-mato-grossenses e encurta distâncias. A ampliação da malha pavimentada melhora as condições de produção de todos, do pequeno, médio e grande produtor, assim como dos assentados”, afirma o governador Reinaldo Azambuja.

Serviço de tapa-buraco na MS-384, entre Bela Vista e Caracol: escoamento de calcário e produção agropecuária

Desenvolvimento

Na MS-166/270, entre Antônio João e Ponta Porã, estão sendo implantados 23 km de pavimento em duas frentes, atendendo a região da Cabeceira do Apa, e o prolongamento de mais 35 km até o trevo com a MS-382 estão em projeto para também implementar lama asfáltica. Outra via que está recebendo infraestrutura é a MS-472 (Estrada da Caieira), onde o asfaltamento de 23 km beneficiará o Assentamento Caracol e uma usina de calcário.

Para o secretário de Infraestrutura Eduardo Ridel, os investimentos transformam toda a região Sudoeste. "É um novo eixo, um novo canal para o desenvolvimento do Estado que tem recebido investimentos que transformam Mato Grosso do Sul", pontua. O secretário ressaltou também as entregas que o Governo tem realizado em todos os 79 municípios. "Começamos com este enfoque deste 2015, em pensar o Estado de uma maneira diferente", completa.

Trecho da MS-166 em execução da base para receber pavimentação: ligação com a MS-382 reduzirá distâncias entre municípios

No rol de investimentos do Governo Presente para a região ainda estão duas obras de implantação e pavimentação das rodovias MS-270 (35,56 km entre Copo Sujo e Cabeceira do Apa) e MS-382 (10,36 km entre a MS-270 e Cabeceira do Apa). Juntas, se aproximam dos R$ 65 milhões. “São vias de grande fluxo de veículos, que exigiam manutenção constante”, explica Edmílson Escobar, regional da Agesul. “Na Estrada da Caieira trafegam 250 carretas por dia.”

O prefeito de Ponta Porã, Hélio Peluffo Filho, destacou que o asfaltamento da Cabeceira do Apa é uma das obras mais importantes dos últimos 20 anos no Sudoeste. “A região, que antes tinha predomínio de pecuária, agora começou a avançar com a agricultura. Serão abertos mais 16 mil hectares, além da presença da iniciativa privada, que está investindo em uma das regiões mais altas do Estado, com clima adequado e solo fértil”, disse.

Edmílson Escobar, regional da Agesul em Bela Vista e Jardim

Ponte e tapa-buraco

Na MS-472, que se interliga às BRs 060 e 267 por 67 km, o Governo do Estado iniciou a implantação de uma ponte de concreto sobre o Rio Piripucu, ao custo de R$ 2,5 milhões (recursos também do Fundersul). A estrutura terá 50m de cumprimento (a de madeira, ao lado, tem 38m) e 10m de largura, projetada para quando chegar o asfalto. A empresa contratada, Belter Construções, pretende entregar a obra antes do prazo (em cinco meses).

Com projeto de recapeamento já licitado, a MS-384 (99 km, entre Bela Vista e Ponta Porã), vem recebendo serviço de tapa-buraco e roçada realizado pela Agesul. A via é uma das mais movimentadas da região, recebendo diariamente 350 caminhões com carga de calcário com destino às zonas de produção. Na outra ponta da rodovia, em Caracol, a Agesul também realiza tapa-buraco em 57 km, dos quais 35 km já concluídos, em direção à BR-267.

Estrada da Caieira (MS-472): asfalto beneficiará assentamento rural e região produtora de calcário, pecuária e agricultura

Em Bela Vista, a Agesul é parceira da prefeitura no cascalhamento da estrada municipal da localidade de Margarida, que dá acessos à BR-267 e MS-384, totalizando 30 km. Região que está incorporando 25 mil hectares de lavouras de grãos. Entre Bonito e Porto Murtinho, o Estado também está presente com serviço de cascalhamento e raspagem em um trecho de 110 km da MS-382 até o trevo com a MS-458, atendendo a pecuária do Pantanal do Nabileque.

Subsecretaria de Comunicação - Subcom
Fotos: Edemir Rodrigues

Comentário

Ponta Porã (MS) – No final a manhã desta quinta-feira (22/04), Policiais Militares realizavam policiamento ostensivo e preventivo pelos bairros da área norte do município de Ponta Porã, quando avistaram um cidadão transitando pela via em uma motocicleta de origem estrangeira, sem placas de identificação.

Após efetuarem a abordagem ao indivíduo (23), os policiais realizaram as checagens nos sistemas e constataram que o mesmo possuía contra si um mandado de prisão a cumprir e encontrava-se evadido do sistema prisional do Estado de Mato Grosso do Sul.

Diante dos fatos, o mesmo foi detido e encaminhado ao Primeiro Distrito Policial aonde foi entregue para as providências legais cabíveis. A motocicleta foi encaminhada ao pátio do DETRAN.

Assessoria de Comunicação do 4ºBPM/CPA 1

”Guardião da Cidadania Fronteiriça”

Comentário

Durante reunião extraordinária do Conselho de Administração do Consorcio Brasil realizada nesta quinta-feira (22), quando foi apresentado o quantitativo de vacinas que virão para o Consórcio pelo Fundo Soberano Russo, ficou definido que as unidades da federação não se opõem a fazer o repasse para o PNI, como o Ministério da Saúde deseja, desde que remunerados fundo a fundo ou indenizados no aumento proporcional das cotas que lhe cabem das vacinas que estão sendo entregues pelo Ministério da Saúde. “Essa será uma decisão dos Governadores”, pondera Paco Brito, secretário executivo do BrC e vice governador do DF.

O Consórcio Brasil Central está em negociação para compra de 28 milhões de doses da vacina Sputnik V, via Fundo Soberano Russo. O contrato deve chegar nos próximos dias em Brasília, uma vez que hoje chegaram os quantitativos mensais que serão recebidos pelo BrC, já incluindo todos os detalhes quanto ao cronograma de entrega dos lotes com as doses para cada unidade da federação consorciada – Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Distrito federal, Tocantins, Maranhão e Rondônia.

A reunião em que foi definida a posição do Consórcio Brasil Central foi de forma virtual

O quantitativo global da compra, bem como as cotas e o formato da distribuição para cada um dos consorciados, são informações que constam no Acordo de Confidencialidade. “Estamos bem avançados para concretizar a compra,” informa Paco Britto, acrescentando que a compra ainda está condicionada a liberação da vacina pela Anvisa.

Liberação

Segundo Paco Britto, a Procuradoria do Distrito Federal vai entrar com medida judicial para que a decisão do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), que trata sobre a importação excepcional e temporária da Sputnik V, concedida ao estado do Maranhão, seja estendida também ao Consórcio Brasil Central.

Paco Britto já esteve com o Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, alinhando o possível formato que seria adotado para distribuição e aplicação das vacinas para as 7 Unidades da Federação que integram o Consórcio. Ainda está sendo analisado essa modelagem junto ao Plano Nacional de Imunização (PNI). “Nossa intenção é distribuir 4 milhões de doses para cada consorciado,” adianta.

Participaram da reunião, os secretários de estado com assento no Conselho, Jaime Verruck e Jader Rieffe (MS), José Eduardo Pereira (DF), Jaílson Viana (RO), Sandro Armando (TO), Luíz Rodolfo (MA), Basílio Bezerra (MT), além dos diretores do Consórcio.

Subsecretaria de Comunicação, Subcom

Comentário

Ponta Porã (MS) – Após receberem denúncia, Policiais Militares da Força Tática do 4º Batalhão de Polícia Militar (4ºBPM) realizaram a abordagem de três indivíduos em frente ao Estabelecimento Penal Ricardo Brandão, em Ponta Porã.

Ambos os autores chegaram à unidade penal a bordo de um veículo PEUGEOT 308, com placas do Mercosul.

No momento da chegada da viatura policial, um dos indivíduos (30) estava na porta do presídio e alegou que foi até o local para retirar a tornozeleira eletrônica. O indivíduo afirmou, ainda, não conhecer os outros dois indivíduos que o acompanhavam e que havia apenas “pego uma carona até o estabelecimento penal.”

Já o outro indivíduo (38), desceu do veículo com um coldre na cintura e, junto com ele, os policiais localizaram uma arma de fogo, calibre .38, de cor camuflada, contendo 06 (seis) munições intactas e, ainda, um cigarro de maconha e pequena porção de cocaína, além de R$ 1.711,00 (mil setecentos e onze reais) em dinheiro.

O terceiro indivíduo (22) estava na função de motorista do veículo PEUGEOT 308 e, durante vistoria ao veículo, os policiais localizaram um bloqueador de sinal de celular e redes móveis (Jammer) o qual estava escondido dentro do forro no banco do motorista do veículo. A equipe policial notou também que, no encosto do veículo, havia dois “mocós” utilizados para esconder drogas, no entanto, os mocós estavam vazios.

O Jammer é um aparelho usado para bloquear o sinal de rastreadores de veículos e sua função é a de interromper a frequência do sinal e impedir que a operadora do rastreador realize o monitoramento de cargas e frotas. Além disso, o aparelho tem o poder de desestruturar códigos, de neutralizar temporariamente qualquer sinal de GPS e, também, de interromper redes de internet e radiotransmissores.

Diante dos fatos, os indivíduos receberam voz de prisão e foram encaminhados ao Primeiro Distrito Policial para as providências legais cabíveis.

Assessoria de Comunicação do 4ºBPM/CPA 1

”Guardião da Cidadania Fronteiriça”

Comentário

No dia 22 de abril de 2021, policiais militares do 2º Batalhão de polícia militar recuperaram uma motocicleta furtada.

Nesta quinta feira, por volta das 07h30min, a guarnição de radiopatrulha recebeu informações através de denúncias anônimas ao 190 relatando a possível localização de um veículo abandonado.

Após diligencias os militares lograram êxito na localização da motocicleta e durante checagens no sistema policial se obteve a informação que este havia sido furtado no dia anterior, sendo então a motocicleta encaminhada à Delegacia de Polícia Civil, para ser restituída a seu proprietário.

Assessoria de Comunicação Social do 2º BPM

 

Denuncie!  O cidadão pode colaborar com a Polícia Militar de Três Lagoas, em caso de EMERGÊNCIA ligue para o 190 (gratuito) ou 3919-9736. Denúncias use o aplicativo WhatsApp 3919-9700. Não precisa se identificar!

Comentário

No dia 22 de abril de 2021, policiais militares do 2º Batalhão de polícia militar realizaram a condução de 02 indivíduos e cerca de 32 quilos de fios de cobre furtados.

Nesta quinta feira, por volta das 15h, uma guarnição de radiopatrulha obteve informações de que 03 elementos estariam em um terreno baldio, no bairro Jardim Alvorada, queimando fios elétricos produto de furto.

No local os militares conseguiram realizar a detenção de 02 indivíduos masculinos, sendo 01 jovem de 22 anos e um senhor de 42 anos, os quais foram encaminhados até a Delegacia de Policia Civil juntamente com 32 quilos de fios de cobre queimados.

Assessoria de Comunicação Social do 2º BPM

 

Denuncie!  O cidadão pode colaborar com a Polícia Militar de Três Lagoas, em caso de EMERGÊNCIA ligue para o 190 (gratuito) ou 3919-9736. Denúncias use o aplicativo WhatsApp 3919-9700. Não precisa se identificar!

Comentário

Página 1 de 2046

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

google-site-verification=JCBZiaUdGxZgtTnDymeR8S6dTexoochsEftWECURSIQ