Imprimir esta página
Terça, 26 Maio 2020 08:44

Radioamadores recebem sinais de satélites meteorológicos Destaque

Escrito por
Imagem real do satélite NOAA-18 passando sobre Mato Grosso do Sul; o sinal de “+” indica a posição de Dourados no mapa Imagem real do satélite NOAA-18 passando sobre Mato Grosso do Sul; o sinal de “+” indica a posição de Dourados no mapa Reprodução/Ademir Machado

Uma das atividades mais fascinantes dentro do radioamadorismo é a transmissão e recepção de sinais através de satélites, construídos por instituições de ensino ou pelos governos. Dentre estes estão os satélites da série NOAA e GOES, todos com o objetivo de fornecer dados meteorológicos para os pesquisadores da área.

Um dos satélites mais rastreados por radioamadores é o NOAA-18, que transmite imagens reais (linha por linha) por onde passa. Sua passagem leva alguns minutos, mas é o suficiente para se ver o que está sobre os céus da América do Sul quase inteira, dependendo de onde está posicionada a estação receptora.

Na foto abaixo, a imagem enviada pelo NOAA-18 recebida nesta segunda-feira (25) às 9 horas pelo radiomador douradense Ademir Machado. “As imagens fornecem muitos dados científicos, mas para nós, o importante é ver o que o satélite “vê” lá de cima”, disse Ademir, que também é representante da Liga de Amadores Brasileiros em Dourados.

A recepção de sinais de rádio não infringe nenhuma lei no País e é uma atividade científica das mais simples e baratas, ao alcance de qualquer um ou instituição de ensino. “Para receber sinais dos satélites meteorológicos, a pessoa precisa de um dongle SDR, um pequeno aparelho semelhante a um pendrive e um computador, além de programas que são de domínio público”, completou ele.

Redação Douranews

Mais recentes de Redação Douranews