Timber by EMSIEN-3 LTD
Segunda, 03 Junho 2019 15:53

DJ encontrado morto teria agredido mulher antes de cometer suicídio Destaque

Escrito por
DJ Reaça defendeu ideais do então candidato a presidente e compôs jingles para Bolsonaro DJ Reaça defendeu ideais do então candidato a presidente e compôs jingles para Bolsonaro Reprodução/Facebook

O corpo do DJ Tales Volpi, conhecido como MC Reaça, foi encontrado com sinais de enforcamento na noite de sábado (1) em uma rodovia de São Paulo. O músico ficou conhecido nas redes sociais por debochar de partidos e temáticas de esquerda e exaltar ideias consideradas de direita, alinhadas ao presidente Jair Bolsonaro. A Polícia Militar trata o caso como "possível suicídio".

No domingo (2), vários amigos e fãs prestaram homenagem ao músico, incluindo Jair Bolsonaro. "Tales Volpi, conhecido como Mc Reaça, nos deixou no dia de ontem. Tinha o sonho de mudar o país e apostou em meu nome por meio de seu grande talento. Será lembrado pelo dom, pela humildade e por seu amor pelo Brasil. Que Deus o conforte juntamente com seus familiares e amigos", tuitou o presidente.

Ainda na noite de domingo, veículos de comunicação do interior de São Paulo divulgaram que, antes de tirar a própria vida, Tales Volpi teria agredido uma mulher. A denúncia foi confirmada pela Polícia Civil de Valinhos. A vítima tem 28 anos, se identificou como namorada do músico e foi encaminhada para o hospital com edemas no rosto e fraturas no maxilar. A ocorrência foi registrada como lesão corporal e violência doméstica.

A denúncia causou alvoroço nas redes sociais, conforme repercute o Correio Braziliense. Áudios e vídeos foram atribuídos ao músico e a familiares da mulher vítima do espancamento. Até o momento, nem a polícia, nem as partes envolvidas confirmaram a autenticidade das gravações. Em uma delas, Tales Volpi manda mensagem para uma mulher, que seria sua esposa, pedindo que ela cuide do filho "da Lídia". Ele também diz para ela não ficar triste, que ela é forte, mas ele não e que está na hora de fazer "a viagem".

Em outra gravação, atribuída à mãe da mulher agredida por Tales Volpi, ela diz que a filha não estava grávida, que não está internada na UTI, mas teve o maxilar deslocado e terá que passar por cirurgia. O áudio teria sido gravado durante o velório do músico, como acrescenta a publicação.

  • PMRV

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus